Coronavírus: Chefe do CDC, nos EUA, diz que segunda onda da pandemia pode ser pior

Redfield falou em entrevista que o ataque do coronavírus no próximo inverno pode ser muito mais difícil do que estão passando agora, pois coincidiria com a temporada de gripe.

Jornal GGN – Segundo Robert Redfield, diretor dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos Estados Unidos, disse que uma segunda onda do novo coronavírus no país pode ser ainda mais destrutiva, porque provavelmente colidirá com o início da temporada de gripe.

O diretor do CDC pediu aos norte-americanos que usem os próximos meses para se preparar, e tomar a vacina contra a gripe.

Redfield falou em entrevista que o ataque do coronavírus no próximo inverno pode ser muito mais difícil do que estão passando agora e que as pessoas não entenderam o que ele quis dizer. ‘Nós vamos ter a epidemia de gripe e a epidemia de coronavírus ao mesmo tempo’, explicou.

Em 2009, durante a pandemia de gripe suína H1N1, o país experimentou a primeira onda de casos na primavera, entre os meses de março a junho, seguida de uma segunda onda maior no outono, de setembro a dezembro, e inverno, dezembro a março, durante a temporada da gripe.

Os EUA registram mais de 830 mil casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia, conforme contagem da Universidade Johns Hopkins, com mais de 46 mil mortes, os maiores relatos do mundo.

Redfield disse que o vírus chegou aos EUA no momento em que a temporada regular de gripe, que já prejudica os sistemas de saúde, estava diminuindo. Se as duas tivessem atingido o pico ao mesmo tempo, ele disse que ‘poderia ter sido muito, muito, muito, muito difícil’ para o sistema de saúde lidar.

Tomar uma vacina contra a gripe antes da próxima temporada de gripe, disse ele, ‘pode ​​permitir que haja uma cama de hospital disponível para sua mãe ou avó que possa ter coronavírus’.

Leia também:  Cientista brasileira desmitifica uso da Ivermectina contra coronavírus

Com informações do Al Jazeera.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Multidrug treatment with nelfinavir and cepharanthine against COVID-19
    (https://www.biorxiv.org/content/10.1101/2020.04.14.039925v1)
    Summary

    Antiviral treatments targeting the emerging coronavirus disease 2019 (COVID-19) are urgently required. We screened a panel of already-approved drugs in a cell culture model of severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) and identified two new antiviral agents: the HIV protease inhibitor Nelfinavir and the anti-inflammatory drug Cepharanthine. In silico modeling shows Nelfinavir binds the SARS-CoV-2 main protease consistent with its inhibition of viral replication, whilst Cepharanthine inhibits viral attachment and entry into cells. Consistent with their different modes of action, in vitro assays highlight a synergistic effect of this combined treatment to limit SARS-CoV-2 proliferation. Mathematical modeling in vitro antiviral activity coupled with the known pharmacokinetics for these drugs predicts that Nelfinavir will facilitate viral clearance. Combining Nelfinavir/Cepharanthine enhanced their predicted efficacy to control viral proliferation, to ameliorate both the progression of disease and risk of transmission. In summary, this study identifies a new multidrug combination treatment for COVID-19.

    About bioRxiv [FAQ](https://www.biorxiv.org/about-biorxiv)
    bioRxiv (pronounced “bio-archive”) is a free online archive and distribution service for unpublished preprints in the life sciences. It is operated by Cold Spring Harbor Laboratory, a not-for-profit research and educational institution. By posting preprints on bioRxiv, authors are able to make their findings immediately available to the scientific community and receive feedback on draft manuscripts before they are submitted to journals.

  2. Tratamento multidrogas com nelfinavir e cefarantina contra COVID-19(Tradutor online Google)
    (https://www.biorxiv.org/content/10.1101/2020.04.14.039925v1)
    Sumário
    Tratamentos antivirais direcionados para a doença emergente de coronavírus 2019 (COVID-19) são urgentemente necessários. Examinamos um painel de medicamentos já aprovados em um modelo de cultura celular de coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2)
    e identificamos dois novos agentes antivirais: o inibidor da protease do HIV Nelfinavir
    e o medicamento anti-inflamatório Cepharanthine.
    A modelagem in silico mostra que o nelfinavir se liga à principal protease de SARS-CoV-2, consistente com sua inibição da replicação viral, enquanto a cefarantina inibe a ligação viral e a entrada nas células.

    Consistentes com seus diferentes modos de ação, os ensaios in vitro destacam um efeito sinérgico desse tratamento combinado para limitar a proliferação de SARS-CoV-2. A modelagem matemática da atividade antiviral in vitro, associada à farmacocinética conhecida desses medicamentos, prevê que o nelfinavir facilitará a depuração viral. A combinação de Nelfinavir / Cefarantina aumentou sua eficácia prevista no controle da proliferação viral, para melhorar a progressão da doença e o risco de transmissão. Em resumo, este estudo identifica um novo tratamento combinado de múltiplas drogas para o COVID-19.

    Sobre o bioRxiv [FAQ] (https://www.biorxiv.org/about-biorxiv)
    O bioRxiv (pronunciado “bio-archive”) é um serviço on-line gratuito de arquivo e distribuição para pré-impressões não publicadas nas ciências da vida. É operado pelo Cold Spring Harbor Laboratory, uma instituição educacional e de pesquisa sem fins lucrativos. Ao publicar preprints no bioRxiv, os autores podem disponibilizar suas descobertas imediatamente à comunidade científica e receber feedback sobre os rascunhos dos manuscritos antes de serem submetidos aos periódicos.

    Multidrug treatment with nelfinavir and cepharanthine against COVID-19
    (https://www.biorxiv.org/content/10.1101/2020.04.14.039925v1)
    Summary

    Antiviral treatments targeting the emerging coronavirus disease 2019 (COVID-19) are urgently required. We screened a panel of already-approved drugs in a cell culture model of severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) and identified two new antiviral agents: the HIV protease inhibitor Nelfinavir and the anti-inflammatory drug Cepharanthine. In silico modeling shows Nelfinavir binds the SARS-CoV-2 main protease consistent with its inhibition of viral replication, whilst Cepharanthine inhibits viral attachment and entry into cells. Consistent with their different modes of action, in vitro assays highlight a synergistic effect of this combined treatment to limit SARS-CoV-2 proliferation. Mathematical modeling in vitro antiviral activity coupled with the known pharmacokinetics for these drugs predicts that Nelfinavir will facilitate viral clearance. Combining Nelfinavir/Cepharanthine enhanced their predicted efficacy to control viral proliferation, to ameliorate both the progression of disease and risk of transmission. In summary, this study identifies a new multidrug combination treatment for COVID-19.

    About bioRxiv [FAQ](https://www.biorxiv.org/about-biorxiv)
    bioRxiv (pronounced “bio-archive”) is a free online archive and distribution service for unpublished preprints in the life sciences. It is operated by Cold Spring Harbor Laboratory, a not-for-profit research and educational institution. By posting preprints on bioRxiv, authors are able to make their findings immediately available to the scientific community and receive feedback on draft manuscripts before they are submitted to journals.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome