Demanda mundial por respirador é 10 vezes maior que volume disponível

Hospitais do mundo todo precisam desesperadamente de ventiladores para pacientes com coronavírus em estado grave

Do Bloomberg

O crescente número de pacientes gravemente doentes com o coronavírus está alimentando a demanda de ventiladores pelo menos dez vezes o que está disponível em hospitais em todo o mundo, disse o principal fabricante de dispositivos médicos da China.

A Shenzhen Mindray Bio-Medical Electronics Co. , juntamente com outros fabricantes chineses de ventiladores, viu os pedidos no exterior aumentarem, à medida que os países disputam mais máquinas usadas em unidades de terapia intensiva. Em casos graves, a disponibilidade de um ventilador para ajudar um paciente do Covid-19 a respirar pode determinar se ele vive ou morre. “A demanda é várias vezes maior que as ordens que podemos receber, mas nossa capacidade atual já é várias vezes maior do que costumava ser”, disse Li Wenmei, secretário do conselho da empresa em entrevista à Bloomberg na Quarta-feira.

À medida que o número global de mortes pelo coronavírus ultrapassa 18.000, médicos de Milão a Nova York procuram desesperadamente ventiladores. Os hospitais que normalmente possuem apenas algumas das máquinas agora enfrentam a necessidade de um por paciente crítico. Enquanto o presidente dos EUA, Donald Trump, deu o aval para fabricantes de automóveis como a Tesla Inc. para tentar fabricar ventiladores para compensar o déficit, os dispositivos complexos não são tão facilmente produzidos como outros suprimentos médicos, como máscaras cirúrgicas ou desinfetantes.

No geral, nos EUA, a Sociedade de Medicina Intensiva estima que 960.000 pacientes precisariam de suporte de ventilação devido ao Covid-19, mas o país só possui cerca de 200.000 dessas máquinas. Na Itália, o país com maior número de mortes devido à pandemia, uma grave escassez de ventiladores obrigou os médicos a triar pacientes.

Leia também:  A Vida ou o Capital, por Wilton Cardoso

A Mindray, que fabrica até 3.000 ventiladores por mês, agora está tentando adiar a entrega de pedidos a clientes domésticos, a fim de enviar produtos para compradores estrangeiros em necessidade mais urgente primeiro, disse Li. Os novos casos de infecções por coronavírus na China diminuíram e seu povo está retomando o trabalho e a vida normal, mesmo quando a epidemia se acelera globalmente.

A produção de monitores de pacientes, que acompanha os sinais vitais daqueles em estado crítico, também aumentou três vezes desde o ano passado, disse Li. A Mindray agora faz 30.000 monitores por mês.

Os ventiladores bombeiam oxigênio para os pulmões e removem o dióxido de carbono do corpo. Muitos pacientes infligidos pelo novo coronavírus precisam da máquina porque seu nível de oxigênio no sangue cai vertiginosamente – uma condição chamada hipoxemia – que pode causar danos aos órgãos e ser potencialmente fatal.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome