Argentina deve descumprir pagamento de bônus e buscará acordo

Jornal GGN – A Argentina deve descumprir hoje um dos pagamentos de bônus, no valor de US$ 539 milhões, relacionados à batalha judicial entre o vizinho sul-americano e credores holdout do default de 2001. Um tribunal norte-americano impediu, na semana passada, a distribuição do dinheiro antes que uma dívida da moratória anterior fosse acertada.

O país terá então 30 dias para buscar um acordo com o grupo de detentores de bônus em moratória liderados por uma empresa do bilionário Paul Singer, e só assim evitar um default de US$ 28,7 bilhões em bônus globais em dólar. Pelos cálculos desses fundos, essa conta está em US$ 1,65 bilhão. Esses litigantes representam 1% dos detentores de bônus argentino.

Enquanto a situação ainda parece nebulosa e sem solução efetiva, a Organização dos Estados Americanos (OEA) vai convocar para a próxima quinta-feira (3) os chanceleres do continente para analisar o impacto da sentença do juiz americano, Thomas Griesa, sobre a reestruturação da dívida soberana argentina.

O Conselho Permanente do organismo aprovou por unanimidade a solicitação argentina para convocar um reunião de consulta. Em encontro especial, a proposta argentina recebeu aval por sugestão do repersentante interino do Brasil, Breno Dias da Costa. Os ministros da Argentina Héctor Timerman (Relações Exteriores) e Axel Kicillof (Economia) farão apresentações aos chanceleres dos membros da OEA. 
 
Durante a discussão do pedido da Argentina, diversos representantes dos países-membros da OEA destacaram os riscos sistêmicos que a decisão de Griesa pode ter para a reestruturação da dívida soberana de qualquer país, não apenas da Argentina. Uma das representantes alternas dos EUA na OEA, por exemplo, disse que aceitava a proposta brasileira de aprovar o pedido argentino por aclamação, dado o amplo apoio manifestado durante as discussões, mas fez uma observação – se houvesse votação, os EUA teriam optado pela abstenção. Ela notou ainda que os americanos acreditam que é do interesse da própria Argentina entrar em acordo com os credores.
 
Na sexta-feira passada, o juiz de Nova York ordenou deixar suspenso o próximo pagamento da dívida da Argentina até se chegue a um acordo com os detentores de bônus da Argentina que não aceitaram a reestruturação da dívida.
 
Griesa anulou ainda o pagamento que o Estado argentino deveria realizar hoje a 92% dos credores que aceitaram as reestruturações nas trocas da dívida em 2005 e 2010. Ainda que o vencimento desses bônus seja 30 de junho, a Argentina dispõe de mais 30 dias de carência antes de entrar em default.
 
Com informações do Infomoney e Valor Econômico.

10 comentários

  1. Adiantou muito expropriar

    Adiantou muito expropriar empresas estrangeiras, maquiar inflação, empurrar a Ley de Medios e lotear o Supremo.

    Ao final os neoestatistas bolivarianos conseguiram quebrar mais um!

    Venezuela e Argentina já foram para o brejo.

    Prestem atenção no que a esquerda faz a médio prazo ao votarem…

    • Dívida argentina

      Mauro B.,

      Você está por aqui diariamente, opina em vários posts, logo, é praticamente impossível que você não tenha lido a respeito do que realmente ocorre nesta questão relacionada à dívida externa da Argentina, de tal forma que somente um doido varrido na Casa Rosada concordaria com esta decisão estapafúrdia de um juiz tipicamente republicano, além de inteiramente boçal, que sequer conhece a jurispudência sobre casos semelhantes.

      Os, segundo você, neoestatistas bolivarianos estão 110 % certos em não cumprir a tal decisão imbecil, assim como estiveram ao mandar a Repsol passear e enfiar a Ley dos Medios no Clarin.

      A pessoa pode gostar de quem quiser, situação ou oposição, mas isto não a impede de utilizar mais de 3 neurônios.

       

      • Tão certos que os próprios

        Tão certos que os próprios argentinos deixam seu rico din din bem longe da Louca da Casa Rosada.

        Essa empulhação toda faz com que mandem dolares ao borbotões para o Uruguai e rendodezas.

        Argentinos que são argentinos não acreditam, vc e seus trilhões de neurônios sim…

         

      • Que ninguém na Casa Rosada

        Que ninguém na Casa Rosada concorde com a decisão judicial é compreensível, por dois motivos principais: primeiro, que não há dinheiro para pagar a todos e segundo, que o governo argentino é estúpido querendo passar-se por astuto. Gosta de tungar a todos, sejam empresas estrangeiras, investidores e todos aqueles que confiaram nos títulos públicos. Quando os detentores dos títulos exigem que o governo cumpra o compromisso, são chamados de abutres. As decisões do governo são uma lástima, uma após a outra, desde a sobretaxação dos agricultores até o abafamento da imprensa, que ousava mostrar a realidade. Não é à toa que houve forte emigração de argentinos desde a moratória. E o pior é o Brasil ligar-se a esses perdedores contumazes, aceitando bovinamente as decisões deles. É ótimo fazer negócios, mas que sejam bons para os dois países, os termos do Mercosul têm que ser alterados imediatamente. Nada disso conta para nosso governo lulo-dilmista, onde o que importa é a ideologia.

  2. sim, adianta ser realmente independente

    Argentina para o brejo?

    Acho que muitos opinologos não sabem o que e viver num pais aonde o estado se ocupa da saude e da educação do povo. Nao tem ideia o que é não depender dos carteis da saude e da educação. Poder ter meios de transpote 200% abaixo do preço no Brasil, um dos melhores salarios da AL. Viver num pais aonde torturadores e assassinos estão na cadeia.  Aonde a midia tradicional já não e a unica nem a ultima palavra. 

    A argentina bem pagado em tempo e forma suas dividas, investindo em educação, saude e infraestrutura, repatriando cientistas, e ainda sem pedir um tostão para ninguem.

    Não da para esperar outro tipo de comentarios dos postados aqui de pessoas que vivem num pais totalmente de joelhos para banqueiros, midia, e politicos apatridas.

    A midia fala de crise  num pais com 8% de desemprego, com saude e educação, mas não se fala nada da Espanha, Portugal, Gracia, etc que estão realmente no brejo.

    PATRIA, INDEPENDENCIO O MUERTE!!!

     

     

     

     

    • Que piada seu comentário…

      Que piada seu comentário… Por outro lado, a situação argentina é de chorar, graças ao populismo e incompetência de seus governantes. Lá ninguém mantém depósito bancário, com medo de confisco. Que lástima! Abra os olhos, companheiro, para o Brasil não seguir o mesmo caminho.

  3. É cada vez mais evidente a guerra financeira contra a Argentina

       Os BRICS e a Unasul devem garantir todo apoio que a Argentina e outros “desobedientes” precisarem.

  4. Divida estrangeira em vão

    Divida estrangeira em vão provoca a bancarrota ou as nações entram em recessão!

    Nosso dinheiro nacional falsificado tem mais fundamento produtivo do que os dólares que só circulam entre os abutres.

    A reforma da economia deve ter uma prioridade Mundial – Qual o DNA (origem) do dinheiro?

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome