O avanço do Reich bananeiro…, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Ninguém que se oponha ao novo regime poderá ter reconhecido seu direito à liberdade de consciência e de expressão.

O avanço do Reich bananeiro…, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Sob o comando de Sérgio Moro, a intervenção em presídios se tornou um laboratório de torturas de prisioneiros e a PF faz operações policiais nas casas dos adversários políticos do presidente.

Ontem o Führer bananeiro assinou decretos inconstitucionais que criam um arquivo virtual com dados de todos cidadãos brasileiros. O banco de dados ficará disposição de um órgão com o pomposo nome de Comitê Central de Governança de Dados.

Alguns dizem que ele está recriando o DOPS ou o SNI. Como não se trata de um banco de dados de pessoas condenadas e procuradas pela Justiça, o mais provável é que Bolsonaro tenha criado um monstrengo semelhante a Gestapo nazista ou a Stasi da Alemanha Oriental. Todos poderão ser espionados o tempo todo acerca de todas as suas atividades privadas. Apenas aqueles que forem considerados adversários pessoais da familícia e/ou inimigos do novo regime serão objeto da repressão policial?

A CF/88 garante tanto o pluralismo político, ideológico, racial e religioso quanto o respeito à privacidade dos cidadãos. Esses são os princípios constitucionais que Jair Bolsonaro pretende revogar de uma maneira ou de outra. Ele deseja transformar cidadãos em súditos, homens livres em serviçais. Qualquer demonstração de altivez será interpretada por ele como um ato traição ou de terrorismo. Ninguém que se oponha ao novo regime poderá ter reconhecido seu direito à liberdade de consciência e de expressão.

Nós sabemos exatamente quais são os inimigos preferenciais de Bolsonaro. Ele mesmo declarou que odeia gays, artistas, negros, índios, ateus, sindicalistas, ecologistas, cientistas, petistas, comunistas, anti-militaristas e anarquistas, não necessariamente nessa ordem. Aqueles que bolsonarismo não conseguir converter o novo aparato estatal à serviço dessa ideologia totalitária tentará destruir, pois o Führer bananeiro raciocina com uma lógica binária: amigo/inimigo.

Leia também:  Rumo ao autoritarismo, necrogoverno avança contra a cidadania, por Jaqueline Morelo

Uma Alemanha nazista está sendo criada dentro do Brasil. Várias instituições estão colaborado para a sua criação (Polícias Militares, Polícia Federal, uma parcela do MPF, quase todo Judiciário e, muito provavelmente, um contingente significativo das Forças Armadas). Quando as torturas e desaparecimentos forçados começarem a ocorrer cada servidor público ou militante que se colocar a serviço do nazi-bolsonarismo será responsável. E se depender de mim, que sou apenas um cidadão com voz e voto, nenhum serviçal do Reich bananeiro será perdoado ou anistiado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora