Reis e presidentes patrocinam obras no exterior, por Andre Motta Araujo

Lula, ao levar a OAS para continuar e completar obras paradas na Bolívia, que estavam a cargo de outra empreiteira brasileira, NÃO FEZ MAIS QUE SUA OBRIGAÇÃO, para proteger o bom nome da engenharia brasileira.

Reis e presidentes patrocinam obras no exterior

por Andre Motta Araujo

Lula levou OAS a assumir obra deficitária no exterior, diz a imprensa brasileira, como se fosse algo condenável [aqui]. É OBRIGAÇÃO de Chefes de Estado, Reis, Presidentes e Ministros APOIAR as empresas de seus países para conseguir obras, contratos e fornecimentos no exterior. TODOS FAZEM ISSO, faz parte das funções de um Chefe de Estado. A Rainha Elizabeth II esteve no Brasil em 1968 para apoiar empresas britânicas interessadas nas obras da PONTE RIO-NITEROI e na FERROVIA DO AÇO, financiadas por capitais ingleses. Aliás, a Monarquia Britânica passa o ano inteiro viajando para apoiar empresas do País no exterior, não só a Rainha, os Príncipes, o Duque de Kent e demais membros da família real, é parte do trabalho deles.

O Presidente da França, Nicolas Sarkozy, esteve no Brasil expressamente para vender caças RAFFALLE fabricados por uma empresa francesa.

O Governo americano faz defesa intransigente de suas empresas no exterior, na bonança e na tempestade. Quando o Governador Brizola nacionalizou a Cia. Telefônica Nacional, que era da ITT, e a empresa de energia elétrica do Rio Grande do Sul, que era da American & Foreign Power Co., o Governo americano moveu céus e terras na defesa das empresas. Nas épocas boas, o Governo americano tudo faz para conseguir isenções fiscais para as remessas de dividendos de suas empresas. O Governo americano é o MAIOR LOBISTA de suas empresas no exterior, FAZ ISSO ABERTAMENTE.

Leia também:  Deflação, obaaa! Só que não!, por Albertino Ribeiro

Lula, ao levar a OAS para continuar e completar obras paradas na Bolívia, que estavam a cargo de outra empreiteira brasileira, NÃO FEZ MAIS QUE SUA OBRIGAÇÃO, para proteger o bom nome da engenharia brasileira. A obra foi financiada pelo BNDES? E daí? Todos os países financiam obras de suas empresas no exterior, é parte do pacote. A BOLÍVIA está em ótima situação financeira, tem crédito e é boa parceira do Brasil, nossa maior fornecedora de gás.

É impressionante a IGNORÂNCIA E A MEDIOCRIDADE da mídia brasileira ao criticar o ex-Presidente Lula por fazer algo absolutamente normal, que é obrigação de Chefes de Estado, mostra desconhecimento do mundo, da realidade, do que é a função de um Chefe de Estado para garantir a economia e o capital político do País no exterior, hoje infelizmente destruído por um moralismo tosco que queimou o Brasil nos mercados de obras do mundo.

AMA

O GGN prepara uma série de vídeos que explica a influência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto? Clique aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. Discordo apenas do último parágrafo. Não é a ignorância que move a grande mídia, veja, é péssimo mesmo que o Lula faça isso, péssimo para os americanos.

    O papel da grande mídia é moldar a opinião pública, essa sim ignorante e medíocre.

    Eles convencem a população de que o Brasil importar até banana americana é ótimo, e que defender nossos interesses é ruim.

    12
  2. Gostaria muito de acreditar que esse é
    meramente um problema de ignorância e mediocridade. Estaríamos vivendo essa quadra insana se assim fosse? Trata-se isso sim do oposto: profundo conhecimento das fragilidades na implementação de uma estratégia urdida com esmero nos detalhes. Ou alguém duvida de que lado temos esses meios “formadores de opinião”?

  3. Eh que para a imprensa brasileira é falta de moral de um presidente brasileiro trabalhar em favor de suas empresas. Ja que um certo alguém passou oito anos e pouco fez pelas empresas brasileiras no exterior. Mas quando se trata dos presidentes da França, dos Estados Unidos, primeiros ministros da Italia, Alemanha e muitos outros, tudo bem. Eles estão certos, defendendo seus paises e nações.

    10
  4. Realmente o esforço monumental da grande mídia nativa em prol da “imbecilização” do brasileiro médio é espantoso……….lembro de ter lido, faz um ano ou dois, da viagem do presidente da federação suíça(pais que não chega a 9 milhões de habitantes)num “tour” por vários países africanos, “levando na mala” a bagatela de 150 empresários………. de fabricantes de queijo à reator nuclear……..e banqueiros, evidentemente…..; )Quanto ao financiamento do BNDES, outra besteira sem tamanho…….desde sempre países centrais, atrelaram e atrelam a venda de produtos com o financiamento num banco do pais vendedor……..o Brasil mesmo já assinou trocentos contratos desse tipo ao longo de sua historia…….a única coisa que mudou, nestes tempos de compliance, é que antigamente os empresários viajavam nos aviões da comitiva presidencial……..e hoje em dia eles vão em outros aviões, fazendo de conta que uma coisa(a visita oficial)não tem nada a ver com a outra(venda dos produtos)………..é só uma incrível coincidência……….

  5. A ignorância e a má formação dos advogados e bacharéis em direito são o resultado desses elementos que pululam nos altos cargos jurídicos da administração pública e na política também.
    Matérias que o acadêmico deveria aprender nos primeiros anos da sua formação – a teoria geral do estado, ciência política, direito internacional, e que deveriam ser as primeiras a serem exigidas em concurso público, poderiam evitar que práticas danosas como a desses procuradores, juízes e advogados QUE DESCONHECEM O FUNCIONAMENTO DO ESTADO E DO PODER, criminalizassem as funções próprias de um chefe de estado e de governo.
    Juntam-se a mídia, a má formação e a ignorância e temos a falência do estado em todos os aspectos: moral, econômico e social.
    O que temos de certo é que isso não vai ficar assim: pode piorar muito.

  6. “…É impressionante a IGNORÂNCIA E A MEDIOCRIDADE da mídia brasileira ao criticar o ex-Presidente Lula por fazer algo absolutamente normal, que é obrigação de Chefes de Estado, mostra desconhecimento do mundo, da realidade, do que é a função de um Chefe de Estado para garantir a economia e o capital político do País no exterior, hoje infelizmente destruído por um moralismo tosco que queimou o Brasil nos mercados de obras do mundo…” Caro sr. André, Bipolaridade tem cura? O sr. escreve que ‘a Terra é redonda’, outros neste mesmo Veículo, escrevem que é quadrada. O sr. escreve da importância de Nossas Empresas e do Capital e Empregos produzidos por elas. Na matéria seguinte, toda a negação ao capitalismo e aos ‘Covardes’ Empresários Brasileiros. Os Adversários condenam canalhamente, covardemente, de forma sínica o Presidente da República por apoiar a Indústria Brasileira. Seus Apoiadores o condenam por patrocinar Ideologia e Grupos que querem combater, ignorando os Interesses Nacionais. É muita surrealidade e ignorância para um país só.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome