A tese jornalística de “Alckmin” que O Globo e Veja aprovam

Jornalismo desinvestigativo: publica primeiro, apura depois… Ou, inventa uma pauta e depois fatura com as explicações, é a tese “Alckmin” de jornalismo a serviço da desinformação
 
 
 
Corrigindo, com justiça: o twitter em questão não é do governador Alckmin, logo seu nome aparece, após correção, entre aspas no texto.
O que não desqualifica a “tese” que tanto O Globo quanto a Veja, aprovam com louvor…

A piada da semana foi o “ingênuo” deputado Roberto Freire espalhar por aí aquilo sobre o que não tinha ideia absoluta do que se tratava, como ilustra a imagem desta postagem..
Pior: o remendo de “Alckmin [perfil fake do twitter]” para o fato que se transformou em um trend topic do Twitter e ridicularizou os dois personagens políticos.

Mas talvez, façamos justiça, “Alckmin” tenha alguma razão em sua frase.
Pelo menos sobre aquilo o que se vê na imprensa, em frequências cada vez mais constantes: um festival de matérias e capas de jornais e revistas que lançam informações que não se comprovam, justamente porque não são apuradas e sim confeccionadas para atingir determinados e obscuros objetivos, políticos ou econômicos.

As relações da Veja com o bicheiro Carlinhos Cachoeira se enquadram, perfeitamente, na apologia jornalística de “Alckmin”.

Assim como o uso de um jornal de grande circulação nacional, como O Globo, para veicular notícias truncadas para o seu leitor sobre a decisão do governo Dilma em declarar guerra aos juros altos, cobrados pelo sistema financeiro brasileiro…

 
 
Leia MAIS

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador