País voltará a ser totalmente dependente de tecnologia estrangeira, diz presidente da SBPC

zika_-_portal_brasil.jpg

Foto: Portal Brasil

Da Rede Brasil Atual

 
Para Ildeu Moreira, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, política que beneficia mercado e estrangula universidades e institutos deverá levar país a importar até vacinas que já fabrica
 
por Cida de Oliveira

 estrangulamento da rede federal de ensino superior e de institutos de pesquisa por meio de cortes no orçamento já defasado, para beneficiar o mercado financeiro privilegiado pela política de Michel Temer (PMDB) está levando o país a um franco retrocesso. E mesmo tecnologias que o país já domina há tempos, como vacinas, por exemplo, podem vir a ser sucateadas e a ponto de inviabilizar a produção. E o país voltará a ser totalmente dependente de tecnologia estrangeira, mais cara, e seguirá na contramão de países avançados que investiram no setor como saída para a crise.

É o que teme o novo presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Ildeu de Castro Moreira, que tomou posse na última quinta-feira (20). Físico, professor e pesquisador do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ele participou dos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma Rousseff à frente do Departamento de Popularização e Difusão da C&T do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação de 2004 a 2013.

Segundo Ildeu, o orçamento deste este ano, defasado, que sofreu ainda contingenciamento de 44%, é de R$ 2,5 bilhões e corresponde a 25% do orçamento de 2010. E com a Emenda Constitucional 95/2016, que congela investimentos federais em saúde, educação, ciência e tecnologia, entre outras áreas estratégicas, o panorama é desanimador.

Reportagem da TVT

Leia também:  A crise do neoliberalismo, por Henrique Matthiesen

“Programas estratégicos, conduzidos nos institutos nacionais de pesquisa e em universidades, correm sério risco. Dos 252 existentes, apenas 101 têm sido contemplados. A expectativa é dramática porque está em risco a continuidade de pesquisas. Muitos jovens que estão se formando ou vindo de especialização não têm onde ingressar”, disse. 

O desafio da SBPC, segundo ele, é reverter esse quadro por meio do descontingenciamento dos recursos e de melhorar o orçamento de 2018 – uma luta sobretudo política. E assim conseguir retomar o trabalho que vinha sendo feito. 

“O Brasil reagiu de maneira rápida ao surto de microcefalia causado pelo zika vírus porque tem competência científica em várias áreas, como vacinas, por exemplo. Competência que vinha sendo estimulada nos últimos anos, quando a ciência produzida no país aumentou, assim como o número de doutores e de pesquisas publicadas literatura científica internacional.” 

A entidade criada em 1948 e que teve papel de destaque na resistência contra a ditadura civil-militar, com muitos de seus dirigentes presos e exilados, percorre atualmente gabinetes de deputados e senadores em busca de apoio para a derrubada dos cortes orçamentários.  

 Além da questão de financiamento, Ildeu destacou os ataques à autonomia universitária e lembrou a proposta que descaracteriza totalmente a Universidade Federal de Integração Latino-Americana (Unila). Criada no governo de Luiz Inácio Lula da Silva para produzir conhecimento em prol do fortalecimento regional, a universidade está na mira de uma emenda que poderá transformá-la em universidade voltada aos interesses do agronegócio. A proposta inclui a anexação de dois campi da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Leia também:  Nossa única esperança é mesmo a ciência, por Mariluce Moura

A assembleia geral da SBPC aprovou moções de repúdio à proposta, bem como de apoio a outras universidades públicas, como a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. Têm!

    “Muitos jovens que estão se formando ou vindo de especialização não têm onde ingressar”

    Depois do incentivo dos governos Lula e Dilma na formação de mestres e doutores, essas pessoas bem preparadas são convocadas pelo atual goverrno golpista para dirigir UBER e fazer brigadeiro para vender. Nas áreas de medicina nuclear o quadro é de extinção. (http://jornalggn.com.br/blog/emerson57/descaso-atraso).

    Mas há um alento para esses jovens pesquisadores. Os paises que tem rumo e governo estão ávidos por essa mão de obra. Nossos doutores com formação financiada pelo Brasil serão, agora que estão prontos e começarão a produzir, cedidos graciosamente e gentilmente ao estrangeiro. Pudera, se até o présal que financiaria essa gente e seus institutos estamos doando, que dirá dos doutores e da pesquisa.

  2. Política de terra arrasada. . .

    Política de terra arrasada é o que Temer/Meirelles vem praticando, ensino, pesquisa, serviços de saúde, infraestrutura, todos esses setores com redução de verbas, e somado a redução dos salários dos trabalhadores e retirada de direitos trabalhistas, tudo em nome da modernização da relação Capital X Trabalho, do controle da inflação e da boa gestão orçamentária. Isso não vai dar em boa coisa.

  3. Reflexo
    Se vocês afastarem a lente verão que esse arrocho é apenas reflexo do desastre econômico causado pelos equivocos e gastanças desenfreadas e irresponsáveis dos governos petistas. Nesse momento o mercado deve ser privilegiado sim, pois é ele que gera o dinheiro dos impostos que financiam as pesquisas. Dos institutos ou vocês acham que o dinheiro nasce em uma árvore do quintal do presidente??

  4. Cada povo tem o governo que
    Cada povo tem o governo que merece! Um brasileiro nacionalista e desenvolvimentista ( Lula ) vale infinitos outros governantes entreguistas! A nossa elite apoiada pela grande imprensa planejou e executou o golpe. Parte da classe científica também o fez. Agora está na hora de pedir socorro ao Pato Amarelo. O povo brasileiro que evoluiu em dignidade e finanças em quase todo periodo PT de governança, uma parte tambem seguiu o Pato Amarelo. Por isto tudo, sou convicto que o brasil merece a situação em que se encontra!!!! E tomara que aprenda, pela dor, a tomar decisões acertadas!!! Caso contrario, sofra, sofra, sofra…..até aprender!!!!! Sinto até certo prazer em ver parte daqueles que apoiaram o golpe, entrando em desespero SEJAM ELES DA CNI, DO COMÉRCIO , DA FIESP, DA CLASSE CIENTÍFICA, E ATÉ DO POVÃO, ETC, ETC….

  5. Ué, mas os inteligentíssimos

    Ué, mas os inteligentíssimos doutores trouxas que apoiaram o “impitimam” da “Dirma” por causa da “corrupiçãodoPetê” não sabiam que era isso que ia acontecer?

    É. Fica cada vez mais claro pra mim que não é um título de “doutor” que faz o sujeito deixar de ser burro. Pode virar especialista numa coisa, mas a burrice é “imexível”.

    Agora f****-se.

  6. O Brasil e o teste de confiança com a mão invisível do mercado!

    Teste de Confiança: Se deixar cair para trás confiando que alguém vai te segurar… basicamente esse é o “plano genial’ dos liberais brasileiros… Quem vai segurar: a tal “mão invisível do mercado”. 

    Nós fizemos isso de costas uma queda de um prédio de 500 andares… estamos em queda livre a 3 anos e até agora nada dessa mãozinha nos segurar… já estamos 30 andares mais baixo… a impressão que eu tenho é que essa mão tá nos puxando para baixo!!!

    Não era para as faculdades entrarem em uma livre concorrência e se matarem para conseguir os melhores doutores para desenvolver as melhores tecnologias??? Ué… não venha me dizer que o Estado tem que investir em tecnologia… essa heresia imperdoável será punida com a fogueira santa!

  7. Isso tudo explica o fato de

    Isso tudo explica o fato de Temer não ser um presidente legítimo. Ele virou um lixo, e os que estão com ele são os urubus, ávidos em embolsarem o suficiente para, ao final, se tudo der errado, terão o suficiente para morarem aonde quiserem. O último compromisso desses entreguistas, anti-patriotas, é o povo brasileiro, a nossa independência, a nossa Nação sendo bem-vista lá fora.

    Um país que não preza professor, pesquisador, cientista, é um país fadado ao caos. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome