O loteamento do Ministério das Comunicações: a vitória da burrice sobre a experiência, por Luis Nassif

Esperava-se que Lula cometesse erros novos, porque não é infalível, mas repetir erros clamorosos é demais

O loteamento do Ministério das Comunicações será o primeiro pecado capital do futuro governo Lula. Será uma inacreditável demonstração de miopia e de falta de noção sobre os pilares da democracia na era das redes sociais.

Não se trata meramente de conceder ou renovar concessões. O mais importante mercado interno é o de opinião. Mexe com democracia, com direitos, com a Justiça e, quando não bem compreendida, engole governantes burros que não conseguem entender nem as lições da história recente.

Comunicações, hoje em dia, compreende muito mais do que os espectro radiofônico e televisivo. Passa pelas redes sociais, pelas big techs, passa por um direito cada vez mais essencial, o direito à informação, sem as deformações trazidas pelos algoritmos.

É um terreno delicado e minadíssimo, na qual caberá ao Minicom definir os limites entre direito à informação e manipulação das vontades.

Lula ainda não entendeu que aquele bando de malucos acampados nas portas de todos os quartéis do país são fruto das distorções das comunicações; que o avanço da radicalização dos neopentecostais têm origem no absurdo de permitir às igrejas, em um estado laico, se apossarem dos meios de comunicação.

Entregando o Minicom aos leões, acha que vai contentar as feras? Muito pelo contrário. Vai torná-las mais agressivas, mais cobradoras, mais desestabilizadoras da democracia.

Esperava-se que Lula 3 cometesse erros novos – porque não é infalível. Mas repetir erros clamorosos é demais. Miro Teixeira, Pimenta da Veiga, Hélio Costa sempre foram Ministros da Globo tomando conta do latifúndio. E agora?

Os dois do governo Dilma não contrariaram a Globo.

O Miro botou no bolso o projeto de Lei de Comunicação Eletrônic de Massa que lhe foi entregue pelo Juarez Quadros último ministro de Comunicações do FHC e prometeu ler quando tivesse tempo.

O mesmo fez o Paulo Bernardo com o projeto que recebeu da discussão pública no fim do governo Lula. Franklin Martins entregou o projeto de regulamentação da mídia pro Paulo Bernardo que até hoje não deve ter lido o projeto

Provavelmente tem alguma lógica por trás disso. Se algum souber, que explique.

Recomendado:

23 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Solilóquios(um tanto “polianos” e contrariando o Barão de Itararé) :1) Paulo Bernardo, do PT, ninou um projeto de regulação da mídia, provavelmente até hoje sem ler. De onde se espera, esperando fica. Mais ? Facchin, Fux, Barroso, Barbosa. 2) Gilmar Mendes e Alexandre de Morais, onde estaríamos sem eles ? Conclusão: Que Lula esteja certo, nós que cá estamos, não esperamos. Porém, no futuro, talvez mudemos de opinião.

  2. A tática que o governo teria que adotar é ter uma tv aberta com alcance nacional e bons índices de audiência para colocar um contraponto à opinião das outras emissoras. A emissora que poderia servir pra isso é o SBT. O ideal seria fazer isso na Record – por abarcar também o público evangélico ligado a IURD – mas acho que é mais fácil negociar com Silvio Santos – cuja única ideologia é se dar bem. Em troca de alguns perdões de dívidas ( aliás, o governo do PT já deu um presentão a SS ao ficar com o prejuízo do banco PanAmerican ) , acho que SS toparia que o telejornalismo do SBT tivesse gente como Nassif, Kotscho, Kennedy Alencar, Franklin Martins, etc . É muito mais eficaz do que investir numa EBC da vida ( que não serviu pra nada quando veio a avalanche da campanha do impeachment da Dilma ).

  3. Presidente Lula, por favor não traia a todos e todas, que sempre foi o seu escudo e seu exército.

    Em se confirmando os comentários da entrega do Ministério da Comunicação ao partido União, o presidente eleito, Lula, irá ouvir tudo o que não gostaria, da boca do povo e de todos representantes e participantes, dos segmentos que o apoiaram. Desde já, que fique informado e bem esclarecido, que não haverá perdão, que não haverá desculpa, que não haverá justificativa, bla bla bla ou qualquer tentativa de convencimento, que justifique tamanha asneira, ingratidão, deboche e traição. Lutamos, sofremos, fomos vítimas de preconceito e outras tantas agressões, desde a fundação do PT, e esperamos que não seja verdade os comentários sobre o que poderá ser uma estúpida e traiçoeira decisão. Não consigo imaginar, sobre sua pessoa, depois de tudo que o senhor viveu, passou e sofreu dentro da política, que sequer pense em se acovardar e praticar tamanha traição a todos os seus eleitores. O setor de comunicações sempre fez vista grossa para quem aceitou ser o seu verdugo, o seu torturador, o seu difamador, o seu inimigo. É o que ainda finge não ver quem atenta destruir a sua reputação, a sua história e a sua existência. É aquele que se.omite quando os golpistas atentam contra os partidos e políticos progressistas e de esquerda. É aquele que fecha os olhos e tapa os ouvidos para todas as omissões, todas as distorções, todas as manipulações e todos os trágicos atentados sociais, que afasta cada vez mais da pessoa pobre, carente, excluída e explorada de se beneficiar decentemente da: saúde, educação, do trabalho formal e registrado, da segurança pública e social, da inclusão e da possibilidade real de crescimento cultural, intelectual e financeiro.
    Este ministério tem que estar nas mãos daqueles que se propõe a ter coragem de fazer uma revolução, que o faça finalmente e definitivamente cumprir a função social, soberana e estratégica para a qual foi criado, e não ser abusado, humilhado e servir de quintal de recreio e proteção, para todos que praticam, como se fosse deboche, as mais absurdas infrações, que ironicamente são as principais causas e razões que devem e precisam ser combatidas e jamais permitidas, de uma vez por todas. É exatamente para cumprir essa missão, que o. Ministério existe.
    Se houver verdade nesta intenção e para o bem da sua história, para o bem da manutenção do apoio que sempre mantivemos vivo ao Senhor e ao PT, até nos piores momentos de nossa vida e, principalmente, para o bem da democracia, do estado de direito e do Brasil, que o senhor desfaça a traição indesculpável e dê o destino ao Ministério das Comunicações, que a população exige e espera que seja cumprida. Em caso de ser mais uma fake news, que até a mídia independente acreditou ser verdade, aceite minhas desculpas pela revolta e desconsidere todas as críticas.

  4. Nós, TODOS, sempre fomos o Ministério de Comunicação dos governos de Lula e Dilma, sem canetas nas mãos, mas com nossas palavras – escritas e ditas, em alto e bom som. Também temos sido nós, TODOS, os que digitamos 13 nas urnas eleitorais. Por favor, Senhor Presidente, NÃO caia em tentação de lamber as garras dos que apedrejaram nossos sonhos de fraternidade, solidariedade. UBUNTU, Lula. Repense, reavalie. Nossas MÃOS continuam aqui.

  5. Você foi direto ao ponto, Nassif.
    A plataformização da vida cotidiana obriga o Estado a reconhecer um fato inexorável. O poder que ele exerce está se tornando ineficaz. É possível, por exemplo, um Ministro do STF banir o uso de armas de fogo em Brasília durante a posse de Lula. Mas ele não conseguiria, por exemplo, impedir alguém de operar um drone à distância utilizando recursos tecnológicos que não estão sujeitos às barreiras internacionais para conduzir um atentado terrorista.
    Steve Bannon, o guru da família Bolsonaro, percebeu o potencial disruptivo das redes sociais. Certamente alguém pode ir além dele e transformar a internet numa plataforma para ataques terroristas. A tarefa do terrorista local seria apenas ligar o drone que será remotamente pilotado por alguém nos EUA para concluir o atentado terrorista. Nesse caso, o verdadeiro responsável pelo atentado não seria apenas quem ligou e armou o drone em Brasília, mas o operador dele fora do território nacional e, de certa maneira, a infraestrutura tecnológica que permite a comunicação à distância entre o operador remoto e o drone terrorista.
    Suponha que a arma no drone não seja exatamente uma bomba, mas apenas um pequeno cartaz com a representação gráfica de uma explosão e a palavra BANG, POW, CABUM, ETC… (como aqueles balões que apareciam nos capítulos do seriado Batmam. O atentado terrorista não causaria nenhum dano real (ninguém seria morto). Todavia, a respeitabilidade do governo Lula e do aparato de segurança construído para garantir que nenhum atentado seria praticado em Brasília no dia da posse seria SIMBOLICAMENTE DESTRUÍDO.
    A comunicação como arma de ataque e de guerra culturar (Steve Bannon) sugere que é indispensável pensar a comunicação (e tudo que a ela está relacionado) como uma estratégia de defesa do Estado, do governo, da governabilidade e da imagem do presidente. Dilma Rousseff não foi capaz de se defender de maneira teatral durante a teatralização do golpe que começou em 2014. Em janeiro/2015 eu mesmo disse aqui que isso deveria ter sido feito https://jornalggn.com.br/noticia/jean-claude-carrierre-e-o-impeachement-midiatico-de-dilma-rousseff/ . Mas o que eu disse não foi objeto de atenção. Espero que o novo governo dê atenção ao que você está dizendo agora. Caso contrário, Steve Bannon e os Bolsonaro continuarão a exercer um poder maior do que o próprio governo brasileiro.

  6. Sem uma democratização dos meios de comunicação, a Democracia vai para o ralo, como tem sido desde 2016. Sabemos que Lula foi vítima de calúnia e difamação por parte da grande mídia, o que nunca foi devidamente revertido no imaginário de grande parte da população, dando margem a que a extrema-direita se aproveitasse disto, manipulando os afetos como o ódio e o gerando o falso discurso contra a corrupção. COMUNICAÇÃO É ESSENCIAL, NÃO PODE FICAR EM MÃOS DE POLÍTICOS SEM COMPROMISSO COM OS AVANÇOS DEMOCRÁTICOS QUE O BRASIL TANTO PRECISA E PELOS QUAIS TANTO LUTAMOS!!!

  7. Como foi bem dito no post, o presidente Lula não é infalível.
    Embora ainda não exista a confirmação oficial sobre o escolhido para o referido ministério,é preciso ter calma com as crítica e,especialmente,com a língua.
    Será que alguém pensa que o presidente Lula está montando o seu ministério dos Sonhos? Isso sim seria ingenuidade. O presidente Lula está monstando um ministério para tentar,veja bem,tentar,garantir uma governabilidade que não foi dada nas urnas. Essa é a realidade.
    O número de programas sociais desfeitos pelos golpistas e seus congêneres não poderá ser recostruído sem que se ceda para essa gente algum espaço no governo. Essa decisão,e isso precisa ficar bem claro,não é do presidente Lula. Foi das urnas ou do sistema eleitoral,como queiram.
    Não dá para fazer queixo duro agora. É só lembrar o que foi perdido nesses seis anos de golpe por não aceitar negociar com aqueles que detinham a maioria no congresso.
    A demmocracia,ainda que em frangalhos,conseguiu sobreviver todo esse período sem qualquer ministério,já o povo….

  8. Eu desconfiava. Agora, depois deste artigo, tenho certeza que Lula 3 será uma boia para ganharmos tempo e forças para as lutas posteriores contra a elite do atraso.
    Perdemos as eleições. E a perdemos no primeiro turno ao não construírmos maioria congressual. Agora é isso.

  9. A equipe de transição, o PT, os partidos de esquerda precisam abrir os olhos de Lula para essa besteira que ele está fazendo. COMUNICAÇÃO É A ALMA DA TRANSFORMAÇÃO QUE ESPERAMOS DE SEU GOVERNO

  10. Um exemplo do submundo das redes sociais: ”
    Paulo Lotufo
    @PauloLotufo
    ·
    19 h
    Supermercado,Pinheiros, SP. 28/12; 15 hs. Secção de limpeza em arrumação. Uma senhora entre 50-60 a. comenta com a filha: “nossa já estão esvaziando tudo!” Duas gondolas depois:”Vamos ter que estocar muito! Não sabemos qto tempo ficaremos em casa! O Exército já está na rua”.

  11. 1. Pax Marinhos
    / 2. Nada impede PT de fortalecer EBC e portais 247, GGN, DCM, Forum etc. / 3. Se Globo e PIG , novamente, recuarem na pax … delenda est. / 4. Tem que ser pragmático e Lula é nesse ponto. Prioridade é Defesa e Economia

  12. Confesso que alguns comentários (gostei do postado pelo Fabrício) estão carregados cobertos de razões. Porém, eu penso e me pergunto: para entregar logo o Ministério das Comunicações, que é um escudo estratégico para a transparência, para a imposição da verdade e para mapear os limites necessários e já existentes, na lei das comunicações?
    Lula não é bobo na política e sabe muito bem, que esse 3º mandato vai ser pau puro, com bombardeios intensos e constantes, com ou sem as comunicações sobre o seu controle ou controladas pelas mãos dos inimigos. Tanto faz, mas de um modo ou outro, ele e seu governo não sairão da mira de seus opositores e, mais intensamente, do ódio, da intolerância e da ganância alucinada da coligação golpista tradicional.
    Acredito que com o staff que ele montou e a retaguarda que recebe de fora do governo, não será muito difícil usar da sua experiência e da sua vivência política, para conseguir tanto a ajuda, como a composição necessária para fortalecer, com sucesso, o reequilíbrio e tornar nulo qualquer descompasso, que esse ministério possa cometer.
    Contudo, nós que sempre fomos os maiores e eternos prejudicados, e também sempre tivemos nossa condição de vítima ocultada, abafada e nunca oficialmente admitida de verdade, em minha opinião não podemos nos permitir ao sacrifício de mais quatro anos de traições, de subtrações, de omissões, de mentiras, de abusos e de ilegalidades que, avalio, poderão ser praticadas mais outras vezes, tanto por parte do poder público, como por parte da grande mídia, que livra e/ou alivia as denúncias e a comoção popular da divulgação em massa.
    Ainda existe o engavetamento das cobranças contra a falta de penalidades para os principais interessados na ilegal manipulação de noticias ruins e dos efeitos devastadores de tudo aquilo que elas podem causar, que podem repassar e que podem nos afetar terrivelmente, em troca do sustento da ganâncias de seus protegidos.
    Fomos enganados com a propaganda da Ponte para o Futuro / com a reforma trabalhista / com a reforma da previdência / com a promessa de mais emprego / com a afirmação que o PMM (Programa Mais Médicos), sem os cubanos, iria resolver a infinita incompetência com a saúde, no Brasil / que a proliferação e liberação da compra de armamentos balísticos acabaria ou reduziria substancialmente os crimes / que os aumentos do Gás, da Energia elétrica, da Água, dos Combustíveis, e dos Alimentos não pesaria nos bolsos da população, etc.
    Omitem, não explicam e não divulgam relatórios e planilhas que expliquem verdadeiramente à falta de combate, a falta de fiscalizações, a falta de punições e a falta de esclarecimentos para os assuntos essenciais e altamente prejudiciais a saúde física, mental, material e financeira da população.

  13. Em 1620 os vaqueiros do meu lugar, voluntariosos como é da natureza de todo vaqueiro, voluntariamente começaram a construção de uma capela dedicada a Santo Antônio, que, além de ser estopim da primeira revolta nativista na História do Brasil em 1656, jamais foi aceita pelos poderes superiores, e quando veio a fundação da hoje cidade, esse foi executada seis quilômetros a oeste.
    E PORQUE?
    Por que a Igreja era o comando social, popular, do nascimento à morte. A influência política. O púlpito era o palanque de onde o padre conduzia a massa. NÃO PODIA SER ENTREGUE A QUALQUER UM.
    O poder é: o dinheiro que comanda os outros; as armas, financiadas pelo dinheiro e a opinião, também deste dependente. O resto estão sob estes.

  14. Tem mais candidato a Ministro das Comunicações do que para treinador da seleção brasileira. Qualquer merda serve, é só enquadrar o gajo e se pular a cerca manda embora sem aviso prévio. Alguém imagina que um ministério formado agora vai perdurar por todo o governo? Mas que tem mais viúva do que defunto tem, isso tem.

  15. Lula realmente não decide tudo sozinho. Em um governo, como em um partido ninguém decide tudo sozinho. Mesmo Hitler ou Stalin precisaram e tiveram alguns milhares de apoiadores. Mas Lula decidiu (aí acredito que sozinho) ficar e penar um bom tempo de prisão injusta. Agora precisa de muito apoio (inclusive crítico). Nossa #elitedoatraso continua tão impiedosa quanto imperdoável.

  16. Lula foi elogiado por montar a Frente Ampla.
    Ele sabia que teria um custo.
    Lula está cumprindo o acordado com a Frente Ampla.
    Porque ? Porque é honesto e leal. E confiável.
    Esta é parte da explicação para seus feitos.
    Ditado da minha infância:- Muito ajuda quem não atrapalha.

  17. Só gente muito burra ou canalha diz que esperava que um cara como o Lula cometesse erros diferentes do passado quando TODA a campanha dele foi baseada em somente:

    – Votem em mim porque farei o mesmo que fiz no passado, picanha, cerveja… e nada de novas promessas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador