Já que Temer não quer renunciar, que puxe a fila do PDV do governo, diz Jandira Feghali

Foto: Richard Silva
 
 
Jornal GGN – A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) apresentou uma emenda à Medida Provisória 792, que cria o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) para servidores federais, com o intuito de viabilizar a saída de Michel Temer do poder. A emenda foi especialmente dedicada a Temer, pois diz, de maneira irônica, que o PDV pode aceitar a adesão de “um presidente da República que não tenha sido eleito para este cargo, mas ocupe sua vacância.”
 
Em nota, Jandira revelou sua motivação: “O presidente e seus aliados querem que milhares de servidores saiam do Governo para ajudar a economia. Não há ajuda maior ao país do que ele próprio se desligar da Presidência”, ironizou a deputada. Ela ainda acrescentou: “Pode puxar a fila, presidente. Dê o exemplo.”
 
No texto enviado à Câmara, Jandira ainda disse que “há que se reconhecer que para alcançar o necessário crescimento econômico, ao contrário do que determina o texto enviado para a análise do Congresso, é preciso combater a origem dos entraves que ele enfrenta. O principal é um governo ilegítimo que tem como único objetivo cortar gastos e favorecer o capital financeiro.”
 
A parlamentar avaliou que a MP do PDV “faz parte de um conjunto de ações que objetivam reduzir o tamanho do estado, principalmente nas áreas sociais. Esse programa de reforma administrativa, aliado à lei de terceirização; às limitações impostas pela PEC do teto de gastos; às políticas de privatizações; e às reformas previdenciária e trabalhista, reduz os direitos dos cidadãos e prejudica a população, principalmente a parcela mais dependente de políticas públicas, que vê na saúde e educação públicas a única possibilidade de acesso.”
 
“Pedimos, portanto, o apoio dos nobres pares para aprovação da presente emenda para que o presidente que não cogita a renúncia, pense em aderir ao PDV com as vantagens oferecidas para tanto”, apelou.
 
“Para retomar o rumo do crescimento com distribuição de renda, é preciso que o Presidente da República tenha a opção de aderir ao programa.”
 

3 comentários

  1. Foto na executiva

    Há uma foto muito interessante da Jandira na executiva da Air France.

    Ela pensa como Marx, gostaria de governar como Stalin, mas quer viver como o Bil Gates.

    • Quanta besteira… e oque tem

      Quanta besteira… e oque tem haver isso com a emenda da deputada(?)  é muita mesquinhez desses antipetistas.. e olha que eu não voto no pt

  2. Mas que idiotice… quer

    Mas que idiotice… quer dizer que quem anda na classe executiva não pode mais ter opinião e atitude?

    Quanta mesquinhez em reduzir a discussão à forma como dos deputados andam de avião… me poupe.

    Independentemente do espectro político, a emenda da deputada foi engraçada e aposto que a maioria da população apóia…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome