Coronavírus: Mais de 10 mil mortes e 240 mil casos confirmados no mundo

Na Espanha, a situação se complica rapidamente. O número de mortos subiu para 1.002, 235 mortes em 24 horas, enquanto o país luta para conter a epidemia

Jornal GGN – O cômputo geral, até agora, é de que no mundo todo são 10 mil mortes em decorrência do coronavírus em 240 mil casos confirmados. Cerca de dois terços ocorreram na China e na Itália. Foram 205 mortes relatadas nos Estados Unidos, 144 no Reino Unido e sete na Austrália.

Na Espanha, a situação se complica rapidamente. O número de mortos subiu para 1.002, 235 mortes em 24 horas, enquanto o país luta para conter a epidemia, que se transformou em uma das piores da Europa. O ministério da Saúde espanhol relata 19.980 casos confirmados em todo o país.

Mais de um terço dos casos documentados estão em Madri. A partir desta sexta, dia 20, especialistas do exército devem começar a entrar em casas de repouso para ajudar na desinfecção depois que o vírus matou mais de 50 pessoas em centros de atendimentos a idosos em toda a região.

No Reino Unido, uma concentração anormal de casos de coronavírus em West Midlands, com 28 mortes relatadas, fez o governo investigar o que pode estar acontecendo. O secretário de Saúde, Matt Hancock, afirmou que o estão olhando o caso de muito perto. A maioria das mortes foi de idosos e pacientes em risco.

Já nos Estados Unidos, no estado da Califórnia, o governador ordenou que todos ficassem em casa enquanto ele ajustava as providências para conter o vírus no estado mais populoso do país. Gavin Newson escreveu a Trump avisando que 25,5 milhões de pessoas no estado poderiam contrair o vírus, ou 56% da população.

Leia também:  Por que banir o Tik Tok nos EUA preocupa o Facebook e o Vale do Silício

A China tem seu segundo dia sem nenhum novo caso de coronavírus detectado. Os 39 novos casos confirmados na quinta-feira, dia 19, foram importados. O país está entre aqueles onde as medidas rigorosas parecem ter controlado o vírus, mas onde as preocupações estão aumentando em decorrência de uma nova onda trazida pelos viajantes.

Com informações do The Guardian

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome