Governo federal ignorou 53 mensagens da Pfizer, diz Randolfe

Senador relata omissão em redes sociais; e-mail 'desesperador' de dezembro mostrava empresa pedindo qualquer informação para enviar vacinas

Agência Brasil

Jornal GGN – O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Covid-19 no Senado Federal, revelou em suas redes sociais que o governo de Jair Bolsonaro ignorou 53 mensagens enviadas pela farmacêutica Pfizer.

“CINQUENTA E TRÊS! Na investigação que estamos fazendo na CPI da Pandemia descobrimos que, na verdade, foram 53 e-mails da Pfizer que ficaram sem resposta”, disse o senador, ressaltando que a última mensagem recebida, no início de dezembro, mostrava que a empresa estava desesperada em busca de informações para que imunizantes fossem enviados ao país.

O senador disse ainda que, enquanto as mensagens eram ignoradas, o Itamaraty – liderado pelo chanceler Ernesto Araújo – pressionava a Índia pela liberação de cargas de hidroxicloroquina para uma empresa brasileira, uma atitude que Randolfe classifica como lobby.

Confira abaixo as publicações do senador Randolfe Rodrigues

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome