Reverendo Amilton confirma ter sido filiado ao PSL

Presidente da SENAH diz ter sido filiado a partido que elegeu Bolsonaro e que trabalhou na campanha de 2018, mas nega proximidade com políticos

Reverendo Amilton Gomes de Paula. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Jornal GGN – O reverendo Amilton Gomes de Paula, presidente da SENAH (Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários), diz que já foi filiado ao PSL, partido pelo qual o presidente Jair Bolsonaro venceu as eleições de 2018.

Questionado pelo senador Fabiano Contarato (Rede), o reverendo disse ter sido filiado ao PSL e que chegou a participar da campanha de Bolsonaro em 2018, mas que se desfiliou do partido. “Eu não sou filiado, eu já pertenci”, disse. “Já fui filiado”.

O reverendo também negou proximidade com integrantes do governo federal ou próximos ao presidente, e que não mantém contato frequente com integrantes do governo federal ou militares – embora tenha dividido a agenda de reuniões com o coronel da reserva Helcio Bruno de Almeida, do Instituto Força Brasil, no dia 12 de março para discutir a negociação de vacinas, além de ter conversado com o militar sobre projetos.

“Nós estávamos falando a respeito, no dia 09, sobre projetos (…) A relação que eu tinha com ele (Helcio Bruno) é institucional, apresentamos projetos, ele viu nossos projetos e nós fomos falar com o Marcelo, conversamos com o Marcelo (um dos assessores de Helcio Bruno). Nós fomos falar sobre resíduos sólidos”, disse o reverendo.

Quando questionado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede) sobre a existência de algum registro com alguém do governo ou próximo do presidente, Amilton disse não se lembrar. “Eu devo ter fotos em evento, em coquetel”, disse. “Eu não tenho nenhuma aproximação e nenhum relacionamento”.

Circula nas redes uma foto em que o reverendo Amilton está ao lado do senador Flávio Bolsonaro (Patriota), como é possível ver abaixo, e a comissão também mostrou fotos do reverendo ao lado de outras autoridades do governo federal, como a ministra Damares Alves (Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos).

Amilton Gomes, da Senah, ao lado do senador Flávio Bolsonaro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome