Classe política critica Bolsonaro por não conduzir País na crise do corona

Contradição no governo tem motivo: Bolsonaro não quer antecipar impacto econômico

Jornal GGN – É destaque no Painel da Folha desta terça (17) que Jair Bolsonaro tem sido muito criticado entre parlamentares, mesmo após o anúncio de que o governo vai “injetar” R$ 147 bilhões em ações contra o impacto do coronavírus.

A coluna anotou que há “contradição” na comunicação do governo: enquanto o Ministério da Saúde tenta baixar medidas que reforçam a necessidade de isolamento social para reduzir a velocidade da propagação do vírus, Bolsonaro insiste em manter tudo funcionando normalmente para adiar o baque na economia interna.

“O ministro Paulo Guedes chegou a sugerir que apenas idosos adotassem o isolamento contra a doença.”

Leia mais: Mata meio milhão, mas não perde a reeleição

“Os sinais trocados aumentam a pressão sobre Bolsonaro. A cobrança é para que o presidente não deixe o barco andar sem rumo, sem dizer claramente quais são as medidas que o país deve adotar.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora