Maior parte do endividamento enfrenta taxas imensas do cartão de crédito

Em apenas um ano, o percentual de famílias com dívida no cartão de crédito - a forma mais onerosa de endividamento - aumentou de 78,1% para 85,8%.

Agência Brasil

Estudo da Confederação Nacional do Comércio (CNC) explica, em parte, o peso do endividamento no orçamento familiar.

Em apenas um ano, o percentual de famílias com dívida no cartão de crédito – a forma mais onerosa de endividamento – aumentou de 78,1% para 85,8%.

Analisando prazos mais longos o cartão de crédito aumentou de 72,7% para 85,8% de janeiro de 2017 a janeiro de 2022.

Nesta tabela, o diferencial de juros cobrados pelas dfiversas foprmas de crédito.No caso do cartão de crédito vai-se de uma mínima de 7,78% ao ano a uma máxima de 498,31%.

Dos endividados, 16,8% estavam com contas em atraso.

Das famílias com contas em atraso, 26,6% dizem estar sem condições de pagar.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Marcio

- 2022-02-21 10:08:17

Aqui vai um aviso.....Suspenda esses Pagamentos e aguardem a Adm. do Cartão vir para o Mundo dos Mortais....estas Txs. de Juros não terão Aval do Judiciário !!!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador