O juiz tem medo que eu receba o título pelo que ainda vou fazer pelo Brasil, diz Lula

Serão 20 dias de caravana pelo Nordeste, passando por dezenas de cidades. / Mídia Ninja

do Brasil de Fato

O juiz tem medo que eu receba o título pelo que ainda vou fazer pelo Brasil, diz Lula

Ex-presidente iniciou nesta quinta-feira o primeiro dia de sua caravana pelo Nordeste

Brasil de Fato | Salvador (BA)

“Ele está com medo que eu receba o título pelo que ainda vamos fazer pelo Brasil”. Essas foram as palavras do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em resposta a decisão do juiz federal Evandro Reimão dos Reis, que na manhã desta quinta-feira (17) concedeu liminar impedindo que o ex-presidente receba o título Honoris Causa na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), agendado para esta sexta-feira (18).

O discurso aconteceu na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), no primeiro dia da caravana Lula pelo Brasil. “Amanhã vou para Cruz das Almas e quero dar um beijo e abraço nos professores e estudantes e dizer para não se preocuparem com a formalidade do título. O que importa é o reconhecimento. Sou um cidadão, torneiro mecânico, que fez mais universidades na história desse país”, disse o ex-presidente sobre a decisão do juiz que atendeu a ação popular do vereador Alexandre Aleluia (DEM).

Lula, que desembarcou na tarde desta quinta-feira (17) em Salvador para dar início a Caravana de 20 dias – que percorrerá os nove estados do nordeste e passará por mais de 20 cidades – também não poupou críticas a atual situação do país. “Resolvi andar pelo país para aprender com o povo o que é que está acontecendo, que está vivenciando um golpe por um grupo de pessoas que cassaram 54 milhões de votos”, disse Lula em referência a derrubada da ex-presidenta Dilma Rousseff e a chegada de Michel Temer ao poder.

Leia também:  Livre, Lula é ameaçado por pedidos de prisão preventiva

“Esse país em 2008 chegou a ser quase a quinta economia mundial. Hoje tem mais gente na rua do que quando eu entrei em 2002. Se um governante governa um país em crise e não tem competência para resolver, e começa a vender o patrimônio, ele deveria ter vergonha”, ressaltou. Em seu discurso, Lula também disse estar “com medo porque o Brasil voltou para o mapa da fome, e nosso passaporte virou piada no exterior”, ao falar das consequências dos desmontes das políticas econômicas e sociais praticadas pelo atual governo de Temer.

Caravana

Na chegada no Aeroporto de Salvador na manhã desta quinta, o ex-presidente foi recepcionado por militantes do Partido dos Trabalhadores (PT), além de representantes de movimentos populares. Do Aeroporto, a Caravana seguiu para a Estação de Metrô de Pituaçu e de lá fez a viagem de metrô para Estação Campo de Pólvora, próxima a Arena Fonte Nova, onde aconteceu o lançamento de mais uma fase do Memorial da Democracia, iniciativa virtual do Instituto Lula. 

Em sua fala de abertura da Caravana, Lula destacou a importância do Memorial da Democracia, ao afirmar que “o memorial reconstitui uma página de luta do povo brasileiro. É importante recontar a história porque a história é quase sempre contada pelos inimigos do povo”. Nesta sexta, Lula seguirá para a região do Recôncavo Baiano, onde visitará a UFRB e a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), ambas cridas em seu governo.

* A cobertura da caravana “Lula pelo Brasil” é realizada por meio da parceria entre Brasil de Fato, Mídia Ninja e Jornalistas Livres.

Leia também:  Bebianno responde Eduardo Bolsonaro: "jamais abri a boca para contar o que sei"

Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

13 comentários

  1. Há uma grande diferença: Lula

    Há uma grande diferença: Lula é um estadista, Dória nunca será. Lula tem amor e apoio do povo, isso encomoda aqueles que não amam o povo e o Brasil. 

  2. nesses tempos de ódio

    nesses tempos de ódio escancarado, fascismo declarado, Lula corre risco de um atentado. lemos que um suposto policial atirou na rua, um militante de esquerda parece combinar ataques…que estejamos errados, porque seria (mais) um duro golpe.

  3. Coisa de maluco, mano. Agora

    Coisa de maluco, mano. Agora a punição criminal, que deveria ser única e individualizada pelo juiz competente e imposta na forma da Lei, se multiplica ao infinito sendo ampliada por juízes incompetentes para conhecer o crime supostamente cometido pelo réu. O Direito Penal do Inimigo de transformou em Direito Penal do Absurdo, pois não existe mais qualquer baliza constitucional que permita um mínimo de racionalização jurídica. Suponho que em breve qualquer pessoa que ouse criticar a atuação destes juízes será julgada e condenada, suportando pena assessoria porque a repressão penal irá irradiar do réu para seus defensores. “O assessorio segue sempre o principal”, logo pau que bate em Lula come no coro de qualquer Mula que ataque os juízes que o condenaram. “Teje preso, blogueiro sujo e não me venha com milongas HCianas porque você não é FHCiano.”

  4. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome