Pequenas cenas de um momento louco

No final da entrevista com a presidente Dilma Rousseff, a jornalista Cláudia Safatle, do Valor Econômico, narrou uma experiência pessoal, para ilustrar o rancor que acomete o país.

De todas as manifestações de ódio, a que mais chamou a atenção de Dilma foi a pediatra que se recusou a atender a uma criança, filha de mãe petista.

Cláudia contou que foi a um otorrino e ele, com a pá enfiada no seu ouvido, perguntou se era parente do filósofo Vladimir Safatle. Cláudia contou que é tia. A reação do médico, ainda com a pá enfiada no seu ouvido, foi de ódio. Depois que tirou a pá, mereceu uma bronca de Cláudia.

O fator Mercadante

De fonte ligada a Lula, sobre o oceano de mágoas dos parlamentares com o governo Dilma.

  • O problema de Dilma tem dois nomes: Aloisio e Mercadante.

No início do segundo governo, com Mercadante na articulação política, o seu estilo algo militar – de chamar os políticos no seu gabinete e intimá-los com o popular “ou dá ou desce”, gerou mágoas insanáveis.

O fator Dilma

De fonte ligada ao atual governo, sobre a reação de última hora de Dilma:

  • O problema da Presidente é que ela demora muito tempo para tomar as medidas corretas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Covid-19: Em SP, ocupação de UTI em hospitais privados aumentou cerca de 30% em duas semanas

35 comentários

  1. A facto ad jus non datur consequentia

    Se acontecer o impedimento, a vantagem será a saída do inócuo AGU e do mercante de demagogias Aloisio.

     

    Os dois sempre foram presságios de uma nau frágil.

    • Para com isso.
      A  motivação

      Para com isso.

      A  motivação desse processo é outra.

      Pilhagem e submissão do Brasil e, por tabela, de toda América do Sul.

      Se tivéssemos a melhor chefe de estado com o melhor ministério do planeta, estaríamos exatamente onde estamos.

      Não esquecer: É GOLPE DE ESTADO.

      E,  seguindo a tradição, com a participação da “prata da casa”, dos colaboradores de sempre (alta magistratura incluída) e adesões de última hora por alguns trocados e perdão dos pecados.

      NADA MAIS ALÉM DISSO.

  2. De tanta bobeira desse

    De tanta bobeira desse governo (escolhas equivocadas do pgr, stf, stj, ministros, descontrole da pf, etc) chegou a conta. O problema é o preço: o cargo de presidente da republica. Só isso!.

    A grande verdade é que os governos petistas de lula/dilma não entenderam o jogo do poder. Brincaram com fogo. Acho que até demorou chegar a conta. Mas chegou. E não há mais retorno.

    Com a debadada geral, se duvidar o governo vai ter menos veto que collor.

  3. Nâo nos enganemos, o Governo

    Nâo nos enganemos, o Governo Dilma começou a cair no julgamento do mensalão, em 2012.

    Sem contar a péssima gestão na politica. O Mercadanete tem um irmão Coronel aposentado no exército, é filho de General, ele deveria ser usado aonde convem ao Govenro, ou seja, no trato com os militares e não na política.

    Dilma nunca defendeu os membros do partido.

    Depois na lava jato, não defendeu a principal empresa nacional vilipendiada dia e noite pelo MP e Judiciário brasilieiro, um juiz de interior com jurisdição sobre todo o territíorio nacional, talvez caso único no mundo. O Governo sequer entrou no deate contrário a isso, sequer foi a justiça discutir “outras possibilidades”.

    Houve ainda o fato gravíssimo mas pouco debatido, aonde mais uma vez o Governo se acovardou, que foi o caso do MP brasileiro ir aos EUA atuar contra empresas brasileiras. O Governo mais uma vez se calou.

    E, pior, ainda reconduziu o tal Janot á chefia da PGR. Coisa absurda. Atitude de néscios, não existe outra palavra.

    Dilma não tem sequer um Porta-Voz de peso para se dirigir a nação e pelo menos explicar seu “lado”.

    Em seguida, foram presos o tesoureito do PT e depois o marqueteiro de Dilma. Mais um vez, silencio total. Ela imaginou o que, estão prendendo todas as pessoas em volta dela a toa ? Desculpe, mas não pode ser só ingenuiade, é uma boa dose de covardia mesmo. Presidente é eleito para correr algum risco. Não pode ficar lá só querendo tirar o corpo fora dos problemas e achar que não é com ele. Foi isso que Dilma fez durante esses 5 anos e meio, desde lá detrás, na primeira denuncia contra Palocci.

    A pá de cal talvez tenha sido o mesmo juiz de primeira instancia gravar a Presidente, uma gravação ilegal, pois fora do horário e ainda divulgar, sem contar as divulgações das conversas de Ministros. Mais uma vez o Governo nada fez, se limitou a umas poucas contraditas sem muito nexo ou entendimento ao grande público.

    Não tomou uma medida sequer contra o cidadão.

    Em relação á politica, deveria ter se reunido com os deputados, um por um, os passíveis de votar nela. Deveria estar fazendo isso desde dez do ano passado. Ao inves disso levou palanques todos os dias para o palácio, para que ? Esses apoiadores votam ?

    Esse discurso do Golpe é uma narrativa possível, mas não fará sentido se Dilma, derrotada, sair sem reagir. Ora, se é golpe, ela terá que reagir de alguma forma ou vai dar sua ultima aula de complacencia ao deixar o País que comanda sofrer um golpe ?

    Dizem que não há crime de responsabilidade. Pode ser que não. Então por que o Governo não vai ao STF questionar isso ?  Se não for, não poderá reclamar depois, visto que o PT indicou 8 dos atuais 11 Ministros. 

    A comissão já disse que há crime de responsabilidade. A partir daí, se o STF não disse que não há, cada deputado pode votar como quiser. Não cabe aos deputados do plenário dizer se há ou não crime. O julgamento passa a ser político.

    Não há dúvida que Temer, Cunha e outros,conspiram e são Golpistas. Por outro lado, se o Governo cair será por muito merecimento. Dilma fez realmente muita força para chegar a esse ponto aonde está.

    Se caso Dilma venca no domingo – a única possibilidade que vejo é uma grande abstenção – ninguem sabe como será o Governo no “day after”. Mas infelizmente nada indica que algo irá mudar.

     

     

     

     

     

    • Muito bem colocado DP. O

      Muito bem colocado DP. O governo é o maior responsável por chegar a essa situação.

      Ela se acovardou não só contra os companheiros presos, mas tam´bem contra todos que cometeram ilegalidades, tanto da pf, mpf e judiciário.

      Vai cair merecidamente.

    • Uma empresa, em Osasco

          Todos conhecem o Grupo Odebrecht, alguns conhecem a Odebrecht Defesa e Tecnologia ( ODT ), mas pouquissimos já ouviram falar da Penta Prospectiva Estratégica Ltda., planificadora e genese da ODT.

           Adivinhe quem foi o criador da Penta e seu principal executivo.

  4. Esquerda desunida

    Esse é o problema da velha esquerda. Precisamos nos unir para barrar o golpe e alguns já começam a buscar culpados no seio dos legalistas. O momento não é para nos atacar, mas para criar táticas e estratégias para enfrentar os golpistas. Ainda faltam várias etapas para o processo, e não se pode queimar neste momento recorrendo ao STF. As pessoas falam como se segunda-feira já tivesse o Temer no poder. Não é assim que se dará. A luta é política neste momento. O Senado com a presidência do STF é que julgará o processo. Não fiquemos ao lado das raposas.

  5. Dilma escolhe as pessoas

    Dilma escolhe as pessoas erradas para o lugar errada e as manda embora depois de muito tempo. Chegou a um tal ponto a deterioração do governo Dilma que eu não ficaria assustado se lula, animal político que é, não julgasse que é mais vantagem para ele, Lula ( e não para a população mais pobre claro), que Temer chegue ao poder, ainda mais depois de ter lido nos jornais que ele promete chegar chegando e impondo coisas bem ‘palataveis’ como idade mínima pra aposentar e fim da correção automática do salário mínimo. Se Temer cumprir o que a oposição quer dele ( que é fazer o serviço sujo na área econômica),o pt na oposição (espero que não tenha desaprendido a ser oposição) – e o psdb, que quer ser a amante mas não a mulher oficial do pmdb, afundaria em 2018 junto com Temer – mas é claro que o pmdb, independente de quem estiver no poder em 18, estará no poder também.

  6. Como são sensíveis esses

    Como são sensíveis esses políticos.!É que o método correto e que não deixa mágoas é do Eduardo Cunha e relatado ontem pelo deputado Aliel Machado. Ameaça e chantagem. Gangsterismo e bandidagem. Ou o relatado pelo Roberto Requião: quanto quer?

    Pro inferno com essas desculpas esfarrapadas. É que esses deputados canalhas não estão acostumados a conviver com a honestidade: Dilma e Mercadante são honestos.

    • Um pote até aqui de mágoa

      Vera,

      os nobres deputados, ocupantes de cadeiras em um dos três poderes da república, tomando decisões baseadas em mágoa é “o fim da picada”. O trabalho deles é auxiliar na construção do país e, se portarem com mimimi nos deixa em péssimos lençóis. Espero que mágoas não sejam o guia para decisões de tamanha importância para a nação. E isso não elimina o fato de a dupla D & M ter sido desastrosa no comando do país.

    • Inversão de valores

      Vc tem toda razão !!

      É muito triste vermos progressistas aceitando que o modus operandi do Cunha, Temer, Jovair, Kassab e demais políticos tradicionais (vulgo bandidos de paletó) são exemplos de boa articulação de homens públicos. Qual a medida (metodo, procedimento, proposta) para negociar a política? Método fisiológico ou programático? Dilma entrou no fisiológico (assim como todos antes dela) mas nunce teve o programático.

      As pessoas ridicularizam os discursos de Dilma e do Suplicy e aceitam a ladainha da oratória dos ladrões profissionais? Adoraria observar a postura do Nassif recebendo um destes políticos profissionais na posição de negociador de uma pauta no Congresso…

  7. Por ser jornalista, a Sra Safatle

    deveria já ter percebido que o ódio foi criado e alimentado diariamente pelas empresas de mídia das familias que pagam o salario dela.

    Será que um dia cairá a ficha dela?

    Duvido.

    • Exatamente, Lionel, a mesma

      Exatamente, Lionel, a mesma coisa que aconteceu com o Aécio na manifestação pró-golpe. Ter recriado a paranóia macartista de forma farscesca e despropositada foi um ato insano pois ninguém controla ódio. Agora é a criatura se voltando contra o criador. 

  8. É assutador a postura de alguns médicos brasileiros. Não sei o

    É assutador a postura de alguns médicos brasileiros. Não sei o que eles aprendem na faculdade para desenvolverem tanto ódio contra os oprimidos. Quando estava na faculdade de direito, lembro como os estudantes de medicina eram distantes de todas as discussões políticas e do movimento estudantil. Além disso, de todos os cursos que nós tinhamos contatos, os estudantes de medicina eram os que mais apresentavam problemas de racismo e preconceito.

    • Sou médico, e vcs não tem

      Sou médico, e vcs não tem ideia como tem sido minha vida nestes nossos dias. Devo ser o único no hospital q trabalho com visão política de esquerda. Mas não acho q o problema deva-se preferencialmente à formação, mas sim ao fato da medicina ser um curso dominado quase totalmente pela classe média alta, levando a formação de um grupo muito homogêneo, ao contrário do q ocorre em outros cursos, principalmente da área de humanas. Nossa formação é muito tecnicista, somada a essa carga “elitista”, leva a essa visão de superioridade q grande parte dos colegas possuem. Devido a isso, todo médico se acha “elite intelectual”, mesmo q tenha inteligência limitada (e não são poucos esses), mas na vdd só ostentam o título de Dr. por ter nascido em família privilegiada q pode pagar sua educação formal, e a partir disso leva a essa visão tacanha e preconceituosa q temos visto ultimamente. A partir do momento q começaram a quebrar esse perfil (cotas, cubanos), a maior parte q não se manifestava, começou a vociferar ferozmente, chegando aos absurdos dos exemplos citados no texto. 

  9. Penso que num momento tão

    Penso que num momento tão crucial para o país, no qual há riscos de se interromper uma Ordem Democrática obtida após tantos sacrifícios, apontar culpados ou culpadas que incorreram para o desgaste político-administrativo da presidente,  hoje acuada,  em nada contribuirá para melhorar a situação. 

    A situação é de emergência. Se ultrapassada essa fase, ou seja, a presidente consiga sobreviver ao golpe, aí sim, teremos que ter um conversinha nada amável com ela. Na pauta: teimosia, arrogância, autossuficiência dela e de alguns de seus assessores, a exemplo de Mercadante. 

    Infelizmente, por mais que respeite a presidente como pessoa e resguarde o seu idealismo político, meu empenho e preocupação maior não é com a preservação do seu mandato em si, mas pelo já arguida inicialmente Ordem Democrática. 
     

    • simpatia e antipatia

      Gente, o Nassif narrou conversas. O Mercadante é uma pessoa rancorosa. E pessoas rancorosas e com animosidades com o seu convívio, são difíceis. Me lembro de uma frase no final de 2002, quando o Lula finalmente venceu uma eleição, dita por ele: ” agora o americano ( estadunidense) vai aprender a jogar futebol com os pés” . Nitidamente ele apregoava a forra da colônia contra a metrópole. Imagino que na primeira crítica ele soltava os cachorros. Dilma, do mesmo jeito , não era ( e não é) a pessoa mais indicada para um “presidencialismo de coalisão”. Ela é dura na queda e não gosta de ladrão. Porque ela se empina quando falam dela? Exatemente por isto; ela não aceita ser chamada de corrupta. Mas em um meio de conchavos e corrupção, ela deveria ser mais maleável. Imagino ela no começo da coisa dizendo “eu sei que tem, não quero saber como é e se descobrirem , não contem comigo.” É a única que irá rodar.

  10. Sobre o mercadante eu lembro
    Sobre o mercadante eu lembro de uma cena. Na reunião de dilma com os governadores, ao adentrarem na sala todos se cumprimentavam efusivamente aa em medida que se avistavam. Só o mercadante, ali, completamente isolado, postava-se diante da mesa de reunião olhando fixo pra ela aa espera do sinal para todos se sentarem.

  11. O problema da presidente é

    O problema da presidente é que ela demora muito tempo para tomar medidas corretas, quando as toma. Digo mais: Mercadante e Zé Cardozo foram a desgraça de seu governo. Agora vá chorar na cama que é lugar quante.

  12. Alterações nos atendimentos médicos.

    Talvez seja útil os médicos afixarem um lembrete nos consultórios para informar se atendem petistas, ou parentes de petistas, ou simpatizantes…enfim, esta “raça de esquerdistas”.

    Não me consta que os doutores possam deixar de atender uma pessoa por motivos políticos ainda assim é melhor evitar problemas nesta hora tão delicada da atenção à saúde.

    • Tal como nas décadas de 1930 e 1940

      quando o fascismo e antisemitismo na europa impedia “judeus e cachorros” de entrarem em lojas. (Lembro disso em uma cena do filme “A vida é bela”). 

  13. Leitura

    TODOS os consultórios médicos que frequento – e são muitos – oferecem a revista Veja na recepção. Não sei se assinam ou recebem de graça, mas até no meu dentista é assim. Pois é …

  14. enfim, alguém falou.

    Mercadante, Berzoini, Cardoso e por ai vai, foram escolhas erradas. Aliás a Presidenta errou muito. Não foi eficaz atraves do seu ministro da Justiça, que deixou correr flouxo. Este negócio de republianismo, já foi comentado por jornalistas, concursos específicos para carreiras, isso tudo colocou uma elite nestes locais e deu no que deu. Além de nunca negociar reajustes saláriais, era o que eles queriam e ponto. Bem, Cristovam caiu em Brasilia por causa disso. E ele fez um dos melhores governos da nossa cidade. Agora, desvioou de vez e se perdeu.  A magoa e grande, porque a arrogância do governo Dilma era muito grande. Agora o pais pode ser governado por estes senhores “é isso que temos como opção”, como falou o ministro. Salve-se que puder. Só Deus na fita para amparar o povo brasileiro. Espero que não passe o processo de empedimento. Vide a entrevista do ex-ministro  do Lula, Gilberto Carvalho.

  15. São Dois Inábeis. Mas Vamos Por Partes…
    Bom dia.

    … Como a la Jack, the knife.

    Dilma jamais fez defesa institucional, nacional, que o seja. Apenas brigou quando seu nome era citado, por qualquer motivo.
    Agora, querer que o inábil Mercadante seja o responsável pelo autismo de um Governo que jamais se identificou com quem o elegeu, soa no mínimo pouco crível. Aí, tu escavacas e encontras Zé da JustiSSa, Delcídio (ex-Líder de Governo, agora delator de tiracolo) e outros tontos e a culpa é [só] do Mercadante? Inverossímil.

  16. MAS QUE BUUUURROOOS!!!

    Diante da constatação de que políticos burros existem em todos os partidos. Fico admirada é com o tamanho desse atrIbuto no PSDB.

    Que desde dos últimos segundos da apuração quando viu, mesmo com todas as manobras e apoios midiáticos, a sua eleição lhe escapar das mãos.

    A partir daí enfiou os pés pelas mesmas. 

    Se embrenhou e se desgastou numa louca investida contra o poder constituído,  com o PIG ao seu lado, colocou até em suspeitção, o sistema de apuração.

    Contestou tudo que pode numa sequência de tiros no pé.

    Cego por essa  ambição desenfreada apoiou e conspirou com Cunha.

    Acabou sendo hostilizado no seu próprio reduto.

    Agora de novo, apoia Cunha VIA Temer em nome de uma futura coalizão, pasmem, que eles acreditaram.

    Mas que BUUURROOOS!!!!

    VOTARÃO Á FAVOR DO GOLPE CONTRA ELES MESMOS.

    Temer, se ganhar ficará com a faca e o quijo na mão, fará a maioria no congresso para suas aberrações, com os partidos já aliados, com a inclusão do restante dos partidos nanicos que ainda não estão no bolso, com a ala dissidente no momento, do seu partido e com a ala de Serra.

    Dessa vez o PSDB de Aécio ficará sem pés para enfiar pelas mãos, de tantos tiros.

  17. Ruim um governo ligado a uma fonte como esta que lhe informou

     

    Luis Nassif,

    No atual momento, em que o Estado Democrático de Direito perpetua um golpe contra ele mesmo, promovendo um impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff por ato de mandato anterior e que não está tipificado como crime, e depois de mencionar os casos que configuram um mundo louco justificando o título do post “Pequenas cenas de um momento louco” de quinta-feira, 14/04/2016 às 08:23, você apresenta a explicação para o impeachment na fragilidade política de Mercadante e na intempestividade ou demora para os acertos da presidenta Dilma Rousseff, fica a impressão que há alguma mensagem subliminar que você quer deixar aqui para a posteridade.

    Clever Mendes de Oliveira

    BH, 14/04/2016

  18. Sobre o início do post.

    Médicos sem discernimento existem aos montes. Destes você tem exemplos de pessoas que mal saem do seu perfis profissionais até Roger Gilmar Habeas Corpus. E a situação constrangedora a que foram cometidos médicos cubanos (e, ainda por cima, um negro, não pode, gente!)?

    Desenvolvimento das ciências e das artes não leva ao progresso dos costumes. Rousseau na lata.

    Por fim, como se sentiria um médico se dissessem a ele que, se um médico desse assistência a uma sessão de tortura, ele se tornaria, automaticamente, torturador,. dado que é da mesma profissão?

    A dificuldade de se lidar com os mergulhados na convicção é ter que desconstruir e, quando não mais, voltar ao abc das ideias. Haja paciência. Eu não tenho, e vc?

  19. Uma cena ainda mais louca, Nassif…

    … foi um ministro de Estado ser entrevistado por você na TV e não se dar ao trabalho de colocar um par de meias (pena que a imagem não mostre). O raciocínio pode ser meio coxinha, admito, mas dá uma ideia do estado de espírito lá no Planalto.

    • As meias de Wagner

      Segundo o médico-galã-popstar-celebridade, Dr. Robert Rey, meias são cafonice. O chic, o “cool” é não usar meias. kkk…

  20. Eu já tenho medo de ir ao

    Eu já tenho medo de ir ao médico, por achar que não vou sair dali vivo, agora eu tenho mais sendo de esquerda. O juramento da medicina foi jogado no lixo faz tempo.

  21. Sério, Nassif? Sério que você

    Sério, Nassif? Sério que você vai, inda mais “em vésperas”, dar uma de mensageiro telegráfico de intriguinhas palacianas? Sério que também a gente vai ter que passar a reproduzir aquela inversão condenável de “culpabilizar a vítima”? Então, se tudo der realmente com os burros n’água, basta a gente botar a culpa na democracia (como já andam fazendo com o “espírito republicano”) pra ter tudo explicado?

    Tenha santa paciência, Nassif. Não é porque você desembarcou em Brasília e teve uns pés de ouvido com uns cortesões aí que dar publicidade a isso, pra não se falar em decência e justeza, seja relevante, né?  

  22. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome