Temer ironiza Eduardo Cunha, após ex-deputado confirmar delação da Odebrecht


Foto: Agência Câmara
 
Jornal GGN – Após ser acusado por seu ex-aliado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), de ter agendado e organizado uma reunião para um pedido de propina, em 2010, já delatado antes por executivos da Odebrecht, Michel Temer preferiu não se manifestar e desejou “a maior felicidade” para Cunha.
 
Nesta segunda-feira (17), Cunha reafirmou o teor das acusações que recaem sobre o mandatário: de que o próprio Michel Temer foi o responsável por “agendar diretamente” o encontro delatado, no ano de 2010, para o pedido de recursos do PMDB à Odebrecht. 
 
A manifestação de Eduardo Cunha ocorreu por meio de uma nota escrita diretamente do complexo penal de Curitiba, no Paraná, onde o ex-deputado está preso. O posicionamento foi emitido e divulgado por interlocutores próximos do deputado, após Temer afirmar em entrevista à TV Bandeirantes que não comandou a reunião.
 
“[Em 2010], o Eduardo Cunha diz: ‘Há uma pessoa que quer colaborar, mas quer pegar na sua mão, quer cumprimentá-lo’. E ajustamos um dia em que eu estava em São Paulo. Eu até confesso que cheguei um pouco atrasado à reunião”, disse Michel Temer, sobre o episódio, tentando desviar-se e responsabilizar o ex-deputado.
 
Em retorno, Cunha disse que “o presidente se equivocou nos detalhes”. “A referida reunião não foi por mim marcada. O fato é que estava em São Paulo, juntamente com Henrique Alves e almoçamos os três juntos no restaurante Senzala, ao lado do escritório político dele, após outra reunião e fomos convidados a participar dessa reunião já agendada diretamente com ele”, detalhou o ex-parlamentar preso.
 
O episódio narrado é referente à delação do ex-presidente da Odebrecht Engenharia Industrial, Márcio Faria, à Procuradoria Geral da República. O delator trouxe aos procuradores a descrição acurada de momentos em que o PMDB, por meio da Diretoria Internacional da Petrobras, obteve altas porcentagens de propinas em contratos fechados pela Odebrecht.
 
Em um deles, o ex-executivo narrou que Temer organizou uma reunião para angariar 40 milhões de dólares de propina ao PMDB, em 2010, pela Odebrecht. O dinheiro foi o cálculo de 5% sobre o valor total do contrato, algo considerado superior nos padrões de repasses de propinas. 
 
Faria relatou que “para um contrato dessa magnitude”, seria preciso que ele próprio “abençoasse” o fechamento da negociata junto ao PMDB. “Num belo dia recebo um email do Rogério, me convocando para uma reunião que ele chamou de ‘cúpula do PMDB’. Eu não tinha a menor ideia”, disse.
 
Contou que a reunião ocorreu no dia 15 de julho de 2010, em um escritório político, e que o correio eletrônico foi enviado um ou dois dias antes. A cópia desse e-mail foi anexada aos autos do processo. “Chegando lá é que eu soube que se tratava do escritório político do senhor Michel Temer, à época candidato a vice-presidente da República na chapa com a Dilma”.
 
Nesta segunda (17), Cunha confirmou que o presidente foi quem organizou o encontro. Mas, por outro lado, negou que valores tivessem sido mencionados na reunião. Em resposta, o mandatário voltou a falar sobre o tema.
 
Após ser questionado se teria receio de uma possível delação premiada de Eduardo Cunha, Michel Temer ironizou nesta quinta-feira (20): “Eu não digo nada sobre isso e desejo a maior felicidade para ele”, respondeu, na saída de um evento no Palácio do Itamaraty.
 
Assine
 

4 comentários

  1. O fim do mundo está próximo

    O fim do mundo está próximo ou o que chamavam de Brasil se perdeu totalmente…

    Ridículo ter que ficar sabendo do que dizem o temer e o cunha!

    Entre o século XIX e o século XX, o Brasil foi o primeiro país a usar o telefone e tivemos a honra de ter o pai da aviação, um brasileiro!

    O que significam telefone e avião na história da humanidade hoje?

    Telecomunicações, eletrônica, processamento de dados, aviões, foguetes alta tecnologia…

    E o que o Brasil escolheu?

    Escolheu dar um golpe na Monarquia, para agradar fazendeiros chateados com a liberdade dos escravos, chamando isso de república…

    República é o encontro de um país com seu povo…

    Estamos longe disso…

    Um pais precisa de continuidade, voltaremos a ser o país do carnaval e do futebol…

    Existe uma PEC 55 em nosso futuro!

    Ô país que gosta do atraso e da miséria…

    • Perfeito. Como pode um dos

      Perfeito. Como pode um dos países mais próspero da segunda metade do século XIX ter se tornado um dos mais rídiculos e desrrespeitador dos direitos das pessoas e sem-lei desde o golpe da burgo-plutocracia de 1889?

  2. Incrível

    A única notícia aqui, é que temos pela primeira vez na história um presidente da república desenvolvendo um romance epistolar publicado em tempo real pela mídia a nível nacional, tudo isso se dá com um comparsa preso depois de traído, não sei se é uma tragédia grega ou um quadro da porta dos fundos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome