O passeio do urubu, por Ricardo Mezavila

O passeio de nome duvidoso, 'motociata', sob os auspícios do dinheiro público, não teve um motivo que justificasse o gasto e o enorme aparato dos governos federal e estadual.

O passeio do urubu

por Ricardo Mezavila

Ex-assessor do deputado federal José Medeiros, José Roberto Feltrin, foi mais uma vítima fatal da Covid. Feltrin gravou um áudio antes de ser internado: “Eu acho que não vou aguentar. Eu tô mal pra caramba. Tá feio cara, estou mal. A culpa é desse capitão bunda suja que não providenciou vacina. Minha saturação despencou de ontem para hoje, acho que estou com covid”. 

Em outro trecho do áudio, o ex-assessor acusa Bolsonaro pela falta de vacinas: Esse cara vem sabotando essas vacinas desde o início. Já era para ter vacinas para as pessoas da minha idade, e não tem. (…) Um retardado como esse Bolsonaro faz o que quer com o povo e ninguém faz nada. Parece que tá todo mundo que nem barata tonta“. 

Cinco dias após a morte de Feltrin, o ‘bunda suja’ passeava de moto pelas ruas do Rio de Janeiro em evento com milhares de motociclistas, com único propósito de aglomerar. Ao longo do passeio tiveram que engolir os panelaços que vinham das janelas e varandas dos edifícios. 

O passeio de nome duvidoso, ‘motociata’, sob os auspícios do dinheiro público, não teve um motivo que justificasse o gasto e o enorme aparato dos governos federal e estadual. A intenção de Bolsonaro é tentar recuperar o apoio perdido com uma falsa demonstração de popularidade. 

O medo de que a CPI avance e revele o suposto lobby da cloroquina e o que se esconde na funesta recusa em comprar vacinas, faz com que Bolsonaro, sem o apoio das Forças Armadas, procure uma estratégia populista com apoio de uma massa civil fascista, parte da polícia militar e rodoviária, além de milicianos armados, para uma tentativa de golpe caso seu mandato seja ameaçado por um afastamento, ou uma derrota nas urnas. 

Feliz com o resultado, no dia em o Rio registrou cinquenta mil mortes e o Brasil quatrocentas e cinquenta mil, ‘bunda suja’ comentou orgulhoso: “Certamente o maior passeio motociclístico da história do Brasil”.  

“E os urubus passeiam a tarde inteira entre os girassóis”. 

Ricardo Mezavila, cientista político

Este artigo não expressa necessariamente a opinião do Jornal GGN

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome