Arthur Lira tem que ser detido, por Luis Nassif

Sua última tentativa é um projeto de lei obrigando o BNDES a vender sua participação na Petrobras. Bastaria isso para a União deixar de ser controladora da empresa, e consumar-se o golpe

Fabio Pozzebom – Agência Brasil

Quando o país for redemocratizado novamente, o presidente da Câmara Arthur Lira será investigado, denunciado, condenado e, espero, preso. Mas, até lá, poderá produzir desastres irreversíveis.

Sua última tentativa é um projeto de lei obrigando o BNDES a vender sua participação na Petrobras. Bastaria isso para a União deixar de ser controladora da empresa, e consumar-se o golpe, pior ainda do que o perpetrado por Pedro Parente, ao decidir administrativamente basear-se no Preço de Paridade de Importação para os preços internos da Petrobras.

É preciso uma mobilização de todos os setores sérios deste país – e por setores sérios, presumo o Supremo Tribunal Federal, os partidos políticos sérios que ainda restam, e o próprio Senado.

Sei que denunciando Lira estarei sujeito a ser condenado pelo desembargador Cleber Ghelfenstein , que me condenou por “difamar” Eduardo Cunha, parceiro de Lira. Mas o tema não admite tergiversações

.

9 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Clara Bahia

- 2022-06-03 13:37:13

Sou Alagoas. Infelizmente tenho conterrâneos que envergonham como este Artur Lira. Alagoas de Teotônio Vilela, não merece um filho destes.

Eduardo Gomes Pereira

- 2022-06-01 14:13:00

... aos jornais o que está acontecendo no mundo ;

Sou o j.marceloaquidenovo ou marcelopontojota

- 2022-05-28 12:17:17

NASSIF CHEGOU AO PONTO DE NÃO RETORNO, NINGUÉM FOI E É PERSEGUIDO NESSA ÉPOCA "DEMOCRÁTICA"ECONÔMICA MILITAR NAZISTA PERSEGUIDORA COMO ELE É ATUALMENTE,ESSA IMPRENSA NAZI Q ELEGEU BOLSO,FINGIU Q NÃO TEM NADA HAVER E AGORA VAI COM ELE D NOVO,A IMPRENSA NAZI EXALTADORA DOS HERÓIS MORIANOS,GUEDIANOS E BOLSONARIANOS !!!

Edson J

- 2022-05-28 10:47:16

Não se pode esperar nada do Supremo. Agora mesmo, está em curso o crime de lesa pátria da entrega do controle da Eletrobras ao mercado vadio, digo, financeiro e o Supremo, acionado, faz de conta que não tem responsabilidade no crime.

+almeida

- 2022-05-28 10:46:20

Quem procura acha e quem provoca recebe o troco. O momento de trevas pode atrasar, mas não faltará ao encontro com mais um dos degenerados de plantão.

solle

- 2022-05-27 23:16:07

isso é impossível, mais uma bravata do governo. O BNDES não tem ações com direito a voto, apenas preferenciais.

Marcelopontojota ou jotapontomarcelo

- 2022-05-27 19:26:50

NASSIFÃO É URGENTE UM HISTORIALISTA JORNALÍSTICO OU MUSEU EDITORIAL DO JORNALISMO, PRECISAMOS SABER QUEM É QUEM NO RAMO DA INFORMAÇÃO, SENÃO ABUSOS CONTINUARÃO E TODO MUNDO (QUASE) ASSOBIANDO FINGINDO Q NÃO SÃO COM ELES(NO SEU RAMO)

LEANDRO

- 2022-05-27 17:13:34

Todos tem que ser detidos porque se a proposta não fosse levantada por esse senhor, provavelmente seria por outro político qualquer (de situação). A realidade desse país é que houve um golpe contra uma presidente eleita legitimamente, um golpe tramado pelas elites econômicas e políticas, apoiado por boa parte da classe média (principalmente aquela classe média de funcionários públicos, de um funcionalismo público que paradoxalmente foi fortalecido como burocracia do estado pelos governos do PT, através do dito "inchaço da máquina pública" ) e com relação ao qual a maior parte da população pobre foi omissa. Esse golpe interrompeu uma possível construção de futuro para o país, de desenvolvimento soberano, algo que (creio eu) não pode mais ser recuperado, tendo em vista que as relações intrincadas do mundo econômico globalizado impõem cada vez maiores limitações às manobras ou tentativas de decisões políticas fundamentais. Ademais a população brasileira é definitivamente uma população falida moralmente, e quando eu falo moralmente não uso o termo no sentido de um moralismo burguês, mas sim no sentido de que é uma população que possui um caráter político fraco, volúvel, excessivamente individualista, dominado pela sede de poder e de dinheiro. A sociedade brasileira não possui um sentimento e uma idéia concretos de solidariedade nacional, de solidariedade política com vista há um futuro comum, na verdade a população brasileira quando "pensa" politicamente, está pensando (no fundo) economicamente, pensando em interesses particulares que possam ser incluídos em qualquer pauta política, que possam dominar a esfera pública. O brasil como país não conhece a política como esfera de comunalidade, de coletividade.

Jay Vasconcellos

- 2022-05-27 15:47:21

Lira, o homem dos R$ 16 bilhões... Ele cobrou caro para não colocar em votação o impedimento do bolsonazi...

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador