A melhoria no corte de cana em SP

Do Portal Luís Nassif

Do Blog de Renato Chimirri

Exaustão de jornada continua no corte de cana da região

O Ministério Público do Trabalho e o Grupo Rural de Fiscalização Móvel realizaram nos dias 13 e 14 de abril, na região de Ribeirão Preto e central, uma ação fiscal para verificar as condições de trabalho de cortadores de cana. As autoridades vistoriaram fazendas pertencentes a 4 empresas, nos municípios de Barrinha, Dumont, Dobrada, Matão, Guariba e Sertãozinho.

A fiscalização, que atingiu um total de 6617 trabalhadores, constatou uma melhoria no meio ambiente de trabalho no setor sucroalcooleiro, devido o número reduzido de autos de infração lavrados – total de 15.

As irregularidades mais encontradas referem-se às condições ruins de alojamento, a sanitários fora da adequação normativa nas frentes de trabalho e ao excesso de jornada. Em uma propriedade, 11 trabalhadores terceirizados foram contratados de forma irregular, segundo os procuradores e auditores fiscais. A empresa terá 10 dias para regularizar a situação.

Ao contrário do que foi constatado em anos anteriores, todos os cortadores usavam equipamentos de proteção e não foi encontrado nenhum trabalhador sem registro em carteira profissional.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora