Carne sem procedência volta a ser consumida pela população

Alta dos preços leva famílias mais carentes a arriscar saúde para conseguir comprar carne; consumo per capita caiu 20% em seis anos

Foto A Voz do Xingu

Jornal GGN – O desemprego em alta e a perda do poder de compra em meio a uma pandemia levou o brasileiro a buscar alternativas para conseguir colocar o mínimo na mesa da família, e isso inclui a compra de carne vermelha de procedência duvidosa.

O Ministério da Saúde notificou 74 surtos de doenças causadas pelo consumo de carne entre 2017 e 2021, gerando 1.944 pessoas doentes por conta do alimento contaminado.

Reportagem do site Metropoles ressalta que o aumento de 48% no preço da carne vermelha levou famílias carentes ao consumo de itens sem inspeção sanitária e, por isso, mais baratos.

Acredita-se que 15% dos quase 30 milhões de abates de gado registrados no ano passado tenham sido feitos em estabelecimentos clandestinos. Apenas em 2020, pelo menos 45 abatedouros foram fechados.

Clique aqui e colabore com o jornalismo independente do GGN

A combinação de preço alto e da atuação dos abatedouros é a justificativa da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) ao apontar que o consumo médio de carne bovina em 2021 é o menor em 25 anos.

A queda registrada entre 2015 e 2021 chegou a 20%. Em outras palavras: há seis anos o brasileiro consumia uma média de 33,2 quilos de carne em 12 meses, e o prognóstico para este ano chega a 26,4 quilos per capita.

Leia Também

Brasil atingiu o mais fundo patamar de horror, afirma Dilma durante Plenária da CUT

Senado aprova criação de auxílio-gás para famílias de baixa renda

Bolsonaro nega culpa sobre a crise

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador