Governo Bolsonaro admite remodelagem do programa Bolsa Família

Após fracasso em lançar Renda Brasil, governo deve alterar valor pago às famílias e incluir microcrédito para empreendedores formais e informais

Jornal GGN – O governo de Jair Bolsonaro admite o plano de turbinar o Bolsa Família, após o fracasso em lançar um programa de marca própria, o chamado Renda Brasil. Agora, uma proposta de remodelagem deve ser apresentada após a nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial.

Segundo o jornal Correio Braziliense, o agora ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, apresentou detalhes sobre a nova versão enquanto esteve à frente do Ministério da Cidadania – entre as propostas, está o valor médio a ser repassado às famílias beneficiárias, em torno de R$ 200.

O novo programa também contará com uma funcionalidade de microcrédito digital produtivo, voltado para micro e pequenos empreendedores, formais ou informais – os recursos para o financiamento virão do orçamento do Ministério da Cidadania previsto para 2021 (cerca de R$ 104,28 bilhões). E, ao contrário do que o governo desejava, o nome do programa não sofrerá mudanças. “Vai ser o Bolsa Família mesmo, não tem porque mudar, é o programa que as pessoas estão acostumadas”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora