A poesia de Ayres Britto

Por maria nadie rodrigues

Para mim, nessa sessão memorável, pelo seu significado, destacou-se entre os ministros, Ayres Brito, que iniciou sua fala com uma poesia de sua autoria. Se pudesse, faria todos conhecerem a posição desse sergipano nessa audiência. Pena que já estava tudo acertado pra ficar como dantes.

“Militares que desonraram as Forças armadas, a Pátria, a Humanidade, e Deus”.

“Torturador é um monstro, desnaturado, um tarado…é uma espécie de cascavel que morde o som do próprio chocalho”.

As frases do Ministro eram essas, mais ou menos, proferidas com a alma indignada.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome