O Golpe Judiciário já está na etapa final, por André Araújo

O Golpe Judiciário já está na etapa final, por André Araújo

Comentário ao post: Moro e a exploração da ingenuidade imperial

A operação Lava Jato é essencialmente um golpe político para mudar as relações de poder na República. Hoje a pauta do Estado é ditada pelo Judiciário, a marcha do regime está na mão do fórum federal de Curitiba, com a completa cobertura das instâncias superiores. O que vai acontecer na economia e na política depende essencialmente do Judiciário, amparado pelo Ministério Público como força auxiliar. A culpa exclusiva desse completo desequilíbrio entre os poderes clássicos de um Estado é dos governos do PT.

O PT aprendeu a jogar a política  no nível das eleições, mas não assumiu a política de Poder.

Corrupção em escala bem mais profunda e letal existe no México, mas lá o Estado é fortissimo, os ratings estão excelentes, a economia vai bem, não há nenhuma dúvida quem manda no México, é o Presidente, um verdadeiro imperador.

Poder é ter armas, é saber manejá-las, é saber escolher a infantaria e a força blindada. O PT não tem o conhecimento ancestral do poder, aquilo que um ACM tinha, apenas como exemplo. Para ACM a nomeação de um delegado no interior da Bahia era algo importante, uma projeção de seu poder. O PT começou a falhar quando abandonou José Dirceu em 2005, depois abandonou todos os feridos pelo caminho, um bom exemplo é pretender expulsar Delcídio Amaral que sequer foi julgado, apenas saído de uma prisão discutível, sendo ele elemento de proa no Senado. Porque foi preso virou leproso?

É assim que pensam no PT, onde está a virtuosa confraria de companheiros de luta? Grandes políticos mundiais foram peisioneiros em certas etapas da vida e nem por isso foram repelidos pelos seus seguidores e correligionários

Tropa que abandona soldado não tem vida longa. Erros monumentais de julgamento levaram a outros erros, nomear Márcio Thomás Bastaos apenas porque era bom advogado criminalista levou ao erro de aceitar eleições internas por associações de procuradores, abrindo o Presidente mão de um valiosíssimo pedaço de poder na PGR. Nomeações absurdas de Ministros da Supremo, não se salva a lealdade da maioria deles, quando a lealdade na Suprema Corte é algo absolutamente exigível nas maiores democracias do mundo, um juiz não trai quem o nomeia, Roosevelt só nomeava amigos de copa e cozinha, de fins de semana em Hyde Park  para a Suprema Corte e lá deveriam agir como leais ao Presidente, era o que se esperava e em plena democracia, regime que não dispensa o jogo imemorial do Poder, feito de relações de lealdade.

Como foi possível o PT errar tanto e continuar errando? O PT conhece a política mas não sabe operar o Poder.

O País já está fora do Estado de Direito há bons dois anos, prisões abusivas e não fundamentadas ou com base em motivos aleatórios tipo “pode fugir” ou “pode atrapalhar as investigações”,  jurisdição de um Pais inteiro sob um juizado local como se isso fosse algo lógico, prisões por simples suspeitas ralas de ouvir dizer o que o outro disse de um terceiro, uma delas quase quebra um dos grandes bancos da América Latina , como pode um Judiciário tão pouco sábio, por causa de um Cerveró se joga na fogueira um banco com 350 bilhões de Reais de ativos? Não tem noção de proporção?

Na vida real e não nas apostilas há poucas empresas santas, há poucas empresas bandidas mas há um enorme meio de campo de empresas que eventualmente cometem irregularidades até por sobrevivência. Um empresário que comete um delito circunstancial, por exemplo não recolhe contribuições ao INSS porque a empresa está em crise financeira não é um criminoso profissional, cometeu um delito de circunstância. Esse será o grande alvo da prisão após a decisão de  2ª instância, não serão bandidos da pesada, o alvo de mudança anti-constitucional são os empresários, que não são criminosos de malavita, são pessoas que derrapam na vida empresarial, como um bom motorista pode às vezes derrapar..

O grande alvo da Lava Jato e das recentes decisões do Supremo não são os criminosos da frase oca “Os criminosos não passarão sobre a Justiça”. André Esteves é criminoso profissional, nasceu no crime e dele vive? Claro que não. E no entanto a fase teve o caso dele como âncora. A perseguição da classe produtiva pelos improdutivos da economia pode fazer o Brasil desaparecer, centenas de empresários que têm recursos estão indo embora do País, fechando empresas e empregos, porque o clima de insegurança jurídica está subindo a cada dia, já não há mais garantias constitucionais, a operação Lava Jato é um teste de limites da ilegalidade a cada fase, a tudo o Congresso e o Poder Executivo assistem como sonâmbulos, sem reagir.

E com isso o Judiciário tomou gosto por mandar e haja dinheiro para supersalários e “adicionais”, o mesmo dinheiro que juizes e procuradores dizem que “Fazem falta à saude e educação” quando se referem à corrupção, mas o dinheiro dos supersalarios também faz falta à saude e educação, saem do mesmo guichê do Tesouro Nacional que na outra janelinha paga a corrupção. Triplicar salários por disfarces de “auxílios” tambem é uma forma de dilapidar dinheiro público, a farra não está só na Petrobras, tambem rasga-se dinheiro público em outras plagas.

Sob qual critério e comando a Polícia Federal destaca 300 agentes para uma operação, esta última? Quem dá a prioridade?

A própria polícia? Isso não existe no planeta. Quem estabelece as prioridades da polícia é o Poder Político, não a própria policia. Esses 300 homens não tem outra agenda a não ser pegar empresários? Não há operações dessa escala para tráfico de drogas, de armas, de madeira, de contrabando? Porque os morros do Rio têm armas tão modernas, qual a operação destinada a acabar com essa farra das armas às vésperas de uma Olímpiada?

O Brasil está em um pântano de autoridade jamais visto, cada pequeno ditador faz o que quiser mas há um imenso perigo institucional em dar poder a quem pode algemar e andar com armamento de guerra e máscara de degolador do ISIS para prender em casa empresários idosos. Usarão esse armamento pesado  e uniforme para fazer um rastreio de armas no complexo do Alemão?

O golpe midiático-judiciário-policial já está na etapa final, a prudência indica que certos ocupantes de palácios devem já acomodar a bagagem porque quem já está na etapa 23ª  está chegando aos finalmentes, depois de fazer chacota de “golpe paraguaio”. Lá o golpe foi elegante, Lugo não foi preso e hoje é Senador, aqui a coisa vai lembrar Robespierre.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

122 comentários

  1. estado de espírito

    povo novo

    O povo caminha feliz para o matadouro.

    E canta: Olê olê fora PêTê,

    Acreditam que a Petrobrás será melhor administrada pelos gringos.

    O mouro não deve satisfação a ninguém no território pátrio.

    O STF, a OAB, a Presidenta, e o PT não se deram conta que o destino “danação” é o brejo.

    Resta um consolo para os palhaços: No final, quando o povo perceber o logro, vai ser lindo ver a Globo queimar. 

    …..copiado e colado daqui: https://jornalggn.com.br/noticia/para-serrano-brasil-corre-risco-de-ruptura-institucional#comment-850436

    • Sério?
      Não sei. Assim como o povo percebeu o logro das campanhas eleitorais de 89? A globo depois até brilhou muito, mas não por ter queimado. E o povo não tem memória nem leve lembrança, logo esquece esse consolo. Este mesmo povo atento até hoje acredita que o banqueiro de carreira do bradesco é que botou ordem na casa da CVRD e que a Petrobras (60 mil profissionais concursados) são apenas um bando de ladrões. Pra eles, gringo levando esse negócio vai ser uma mão na roda para o Brasil!

  2. abuso

    Não concordo com muito do dito pelo André Araújo, mas o Judiciário, MPF e Polícia Federal estão fortalecendo a tese de que não podem ser independentes.

    Forçaram o João Santana e outros presos a colocarem as mãos para trás como algemados, o que é pior que algemar, porque o intuito é humilhar na frente da imprensa como se algemados estivessem, sem dar a justificativa por escrito, como manda a Súmula Vinculante 11. Pode parecer bobagem, mas não é.

    È nessas pequenas coisas que se revelam BANDIDOS que se travestem de servidores públicos. 

    Independência sem contrapeso é arbítrio.

    A culpa disso tudo é da própria “presidenta” Dilma e do Congresso Nacional, que não têm iniciativa e moral para coibir esses absurdos.

  3. O autor parece defender a
    O autor parece defender a clava como instrumento de poder político.
    Esquece o autor que políticos que souberam usar o porrete como Maluf, ACM, FHC e até os militares tiveram dificuldades de governar e perderam eleições.
    O autor também quer confundir quanto ás escolhas para o STF.
    Não sabe que os membros do MP e do Poder Judiciário são elite e a defende individual e corporativamente.
    O autor também parece não conhecer nada da nossa formação, da “casa grande e senzala” e da luta de classes da nossa sociedade.

    • Me parece que quem não

      Me parece que quem não entendeu muito do texto é vc, caro Colé…

      O autor não defende a clava, mas sim o uso do Poder em seu sentido mais amplo. Isso não implica no uso da força, muito antes pelo contrário. Abs.

    • Ok, quem foi que falsificou

      Ok, quem foi que falsificou essas estrelinhas mesmo?  Foi voce?  Porque eh que uma merda de comentario de alguem que nem parece ter lido o texto pegou 5 estrelinhas tao rapido assim?

  4. André Araújo preocupado pq a

    André Araújo preocupado pq a polícia parou de apenas subir o Alemão pra escrachar pobre e agora está prendendo empresários. Delicioso texto!

  5. Belo texto!

    Excelente escrito André!  Mais um!

    Esse cranco encravado no planalto que se intitula ‘governo federal’ está liquidando o pais!

    É um monumento cavalar a incompetência!

    Perdeu seu rumo, perdeu sua força, perdeu totalmente o controle do que jamais deveria estar acefalo!

    Um governo cujo destruição está se espalhando como cancer de dentro pra fora e levando o Brasil junto!

    O grande mote de junho de 2013 foi ter revelado que o cargo de presidente estava vago!

    E continuou vago após outubro de 2014, apesar dos 54 milhões de votos de incautos eleitores!

     

    • Você acabou de me chamar de

      Você acabou de me chamar de incauta. Socorro! Olê, olê, olá DILMA. DIlMA e assim por diante, etc, etc. Vocês perderam a revolução de1932.Se conformem.

  6. Não é golpe paraguaio, é maranhense

    Por partes: 

    1) Segundo Palmério Dória, não teremos um golpe paraguaio no Brasil, mas Maranhense, o que destituiu Jackson Lago e empossou o segundo colocado, Roseana Sarney; e

    2) Escrevi aqui, há algumas semanas, que quando o PT voltar ao poder, daqui meio século, seus candidatos deverão ter um pré-requisito, ter feito o curso na Escola Nacional de Formação do PT”Como exercer o poder”, com duração de 10 anos. 

  7. Há um caldo cultural a
    Há um caldo cultural a explicar cada uma das passagens do texto.
    Da nossa formação até a ditadura que propiciaram a Estado judicialesco e policialesco que vivemos.
    Todos os presidentes que ousaram promover mobilidade social e descolamento da dependência com os EUA sofreram horrores, de Jango à Jânio Quadros, e por vários partidos diferentes do PT.

  8. O inimigo

    O primeiro parágrafo deste post contém uma conclusão definitiva de que um juiz federal de 1ª instância é uma espécie de general que comanda um grandioso exército de uma poderosa naçao.Seria um Zhukov da direita que avança de forma avassaladora com o objetivo de tomar o poder.Quem seria seu comandante supremo?

  9. Há tempos venho falando com

    Há tempos venho falando com Deus e o mundo (aqui na blogsfera e com companheiros do PT) sobre a necessidade de uma reação IMEDIATA e contundente por parte do PT  e dos partidos aliados contra as anomalias do judiciário e o golpismo da mídia corporativa, mas… .

    Quando dei a sugestão a um alto dirigente petista (amigo de Lula), para que o governo através do congresso elaborasse uma lei para o licenciamento de concessões radio-televisivas para as organizações sociais (UNE, CUT,CONTAG, ANDES, FAMERJ, FAPERJ …) e paralelamente elaborassem um documentário com ajuda de jornalistas e cineastas progressistas relatando todas as degenerências políticas ocorridas ao longo dos últimos 50 anos, este companheiro, que diga-se de passagem é uma pessoa ilibada, sorriu pra mim com um espanto assustador .

    Acredito que ele achava que eu estava delirando, exagerando com teorias conspiratórias .

    Pois bem, não faz nem cinco anos e cá estamos nóse a população brasileira em geral na beira do abismo .

    Seria difícil elaborar um relatório escrito e um documentário audio-visual, traduzidos em inglês, francês e espanhol e imediadamente denunciar ao mundo todos as conspirações e golpismos da elite empresarial, mídia corporativa, parcelas do judiciário e dos parlamentos ao longos dos últimos 60 anos ? .

     

    Enquanto não fizerem este tipo de ação prefiro ficar usufruíndo o nosso ótimo Multimídia .

  10. Estou me perguntando porquê
    Estou me perguntando porquê vocês ainda não prenderam Moro. Que eu estive olhando o que um juíz deve ou não fazer no seu país e o mesmo cometeu diversos crimes durante essa “sanha” de botar o partido PT na prisão.

  11. a estratégia do PT

    A estratégia do PT há muito tempo é errada. O que destruiu o PT não foi ter dado independencia à PF e ao MPF (nomeando o primeio da lista dos escolhidos pela instituição), embora ambos, PF e MPF, além do Judiciário, estejam abusando há muito de sua independencia.

    A questão é que o PT errou lá atrás, optou pela saída messiânica, eleger o Lula, que passou a ser a imagem do próprio partido, além de não ter endossado o parlamentarismo, sem endossar, por outro lado, um poder forte o suficiente para o presidente., de forma que uma maioria no legislativo pudesse ser dispensada.

    O certo, no contexto do atual sistema político, seria o PT ter uma efetiva maioria parlamentar que não precisasse comprar, obtendo-a sozinho, ou por meio de uma verdadeira coalizão programática. 

    A verdade é que o PT nunca deu muita bola para os cargos legislativos, ao contrário do fisiológico PMDB. E deu no que deu. O PT foi querer ser pragmático e comprar o apoio do PMDB, como fizera o PSDB, e saiu ele como único culpado, porque ele quis dar independencia às instituições, mas agindo como o próprio PSDB, que de bobo não tem nada. Ou seja, quis ser “meio-bandido”, ao invés de ou ser bandido mesmo (manietando o MP, Judiciário e Polícia Federal)  ou ter integridade suficiente para se contrapor aos eventuais abusos do Judiciário e  da Polícia independentes.

    Quando o PT centralizou sua imagem em Lula, escreveu o caminho do seu sucesso e do seu ulterior fracasso.

  12. É preciso entender o tempo das coisas…

    Quando o real foi lançado, o PT foi contra e queria reverter o Real…

    Agora, ESSA LEI TEM ORIGEM NO GOVERNO DILMA, qualquer juiz DECENTE JUNTO a um MINISTÉRIO PÚBLICO DECENTE e POLICIA FEDERAL DECENTE ESTARIAM FAZENDO MAIS E MELHOR!!!!!

    Não haveriam arbitrariedades E TODOS OS INDÍCIOS SERIAM AVERIGUADOS!

    NADA IRIA PARA DEBAIXO DO TAPETE como estão fazendo!

    É hora de retomar o comando e colocar nas mãos do STF para que haja garantia da Lei!

    CERCA DE 19 BILHÕES SONEGADOS E O QUE TEMOS ATÉ AGORA?

    QUEM ESTÁ PRESO?

    QUEREMOS MAIS JUSTIÇA!!!

    MAIS JUSTIÇA!

    QUE PAGUE QUEM TIVER QUE PAGAR!

    A veja ainda não pagou…

    O VELHO BORDÃO: PASSAR O BRASIL A LIMPO!

    CHEGA DE ARREMEDO DE JUSTIÇA, PUXADINHO JURÍDICO!

    STF JÁ!

    ESSAS LEIS SÃO DO GOVERNO DILMA!

    DILMA NELES…

  13. André Araújo, você tem uma

    André Araújo, você tem uma visão muito sui generis de poder…de onde ele deriva, em nome de quem ele deve ser exercido, como deve ser exercido etc. No que me diz respeito, considero o princípio da impessoalidade na gestão pública uma conquista civilizatória, para usar um termo em voga por aqui. Por isto mesmo entendo que indíviduos que confundem o público e o privado, como Lula no caso dos passaportes diplomáticos (para ficar no exemplo menos nefasto), deveriam receber o nosso mais alto repúdio. O poder não pertence à essa gente. O poder não deriva dessa gente. 

  14. O Golpe Judiciário já está na etapa final

    O PT não se deu conta de que fazer pacto com “eles” é submissão.

    Lua, Dilma e seus “conselheiros” foram ingênuos até a medula. Para coroar a obra vivemos um neorepublicanismo bem a gosto dos donos do poder.  Ganhamos 4 eleições e não soubemos governar. O protagonismo de agentes públicos ganhou a praça face a leniência, ingenuidade e incapacidade para reconhecer o que é governar.

    O MPF, a PF e o judiciário viraram um vale tudo. Nessa toada o próprio STF, teoricamente guardião da Constituição, estuprou-a. Tambem rendeu-se ao espetáculo midiático. A mesma mídia que é cevada pelo governo federal com verbas bilionárias.

    Qualquer anunciante não aceita críticas dos órgãos em que aposta sua propaganda, mas o governo federal, neorepublicanamente, segue financiando seus atacantes mesmo sob manipulações descaradas.

    O japonês bonzinho vem aí !

    O japonês bonzinho vem aí !

  15. Meu Deus !

    Corrupção em escala bem mais profunda e letal existe no México, mas lá o Estado é fortissimo, os ratings estão excelentes, a economia vai bem, não há nenhuma dúvida quem manda no México, é o Presidente, um verdadeiro imperador.

    O sujeito está elogiando o México porque, segundo ele mesmo, lá a corrupção rola solta porque o Presidente corrupto é um Imperador, está acima das leis, manda e desmanda no judiciário.

    Ele está elogiando o México porque lá o Presidente dialoga diretamente com o tráfico de drogas.

    Ele está elogiando o México porque lá o Estado somem, literalmente some, com 43 jovens secundaristas inocentes para servir de exemplo ao resto da juventude que ousa desafiar o Estado.

    Ele está elogiando o México porque os ratings estão ótimos, mesmo que o tráfico de drogas e a corrupção comande boa parte das cidades e dependure jovens degolados, de cabeiça para baixo, noite após noite.

    Vocês aí que estão elogiando, realmente entenderam ? Não acredito.

    O governo do México é altamente corrupto, prende e mata  estudantes e jornalistas, mas ele elogia porque os “negócios” vão bem. 

    Se é realmente isso que vocês que elogiam querem para o seu país, só para que seu partido fique no poder, infelizmente, tenho que afirmar que o petismo virou religião. Salve-se quem puder.

  16. Vaza Zé Ninguém!

    A Dilma e seu ministro da justiça, o Cardozo, ficam brincando de fazer a revolução republicana, “doa a quem doer”,  ao invés de fazerem política, o que significa, defender os aliados e atacar os adversários.

    Fazer o que a Oposição está fazendo.  Primeiro coloca o cara em suspeita, depois prende e o cara faz acordos de delação ou de colaboração.  

    Alguém tem dúvida de que Renan está simplesmente querendo salvar o próprio pescoço, e por isto vai dar o tão desejado pelos entreguistas e pelo tio Sam, os nossos poços de petróleio?  Poços, sim, porque basta fazer um furo e o óleo estárá lá, 100% certo,  esperando por eles, para jorrar em abundância.

    É uma tristeza, Dilma e Cardoso… Formam uma “troika” que vai acabar com os nossos sonhos de dar um passo a frente na construção de um país melhor para o povo, para os nossos filhos e netos.

    Parece-me que se isto for aprovado no Senado, terá que ir depois para a Câmara.  Lá o Cunha vai aproveitar para também salvar o pescoço.   Enquanto isto nosso, sim nosso, governo, pois fomos nós que o elegemos,  fica brincando de Revolução Republicana, doa a quem doer, desde que doa no lombo do povo. Triste sina!

    Só há uma solução: todos às ruas, para dela não sair mais.  Que se formem Comando Gerais  em cada cidade, em cada estado, pela permanente mobilização em defesa do nosso petróleo, de nossas riquezas naturais e da democracia.  Na luta pelo petróleo, se for necessário, atropelar até a Dilma, e doa a quem doer, desde que seja no lombo dos vendilhões da pátria.

    Toda a esquerda e forças democráticas e nacionalistas unidas terão força, para junto com o povo, vencer esta luta.

    Eles não nos deixam outra alternativa.

    PS: troika sim pois tem mais um, não nominado,

      

    • “Alguém tem dúvida de que

      “Alguém tem dúvida de que Renan está simplesmente querendo salvar o próprio pescoço, e por isto vai dar o tão desejado pelos entreguistas e pelo tio Sam, os nossos poços de petróleio?”:

      Renan acabou de atacar o dominio da Petrobras sobre o pre-sal:  nada do que ele diz vale MERDA NENHUMA no judiciario exceto se ele continuar nessa linha.

      Se nao continuar…  vai preso.

    • Sem comandantes não há

      Sem comandantes não há batalha.

      Do lado de lá há o comandante Grupo Globo, é o general. O moro é apenas um , digamos, major. A tropa deles é organizada e age, prende, tortura e arranca confissões sob medida.

      Do lado de cá não ha comando nem organização, não há nada. Quem seria o nosso comandante na batalha?

      Sem comandante a derrota é certeza absoluta, como parece que será neste caso.

       

  17. Texto deplorável (quem é que está desesperado?).

    De novo estes choramingos? Por favor, é hora de parar de chorar e de arregaçar as mangas! Quem está em profundo desespero são os golpistas fracassados, isto sim. 

    1. O autor deste texto é reconhecidamente um defensor de ABSOLUTAMENTE TODOS os golpes de estado que tiveram guarida na América Latina no século passado. É também um defensor dos golpes de estado que aconteceram recentemente em Honduras e no Paraguai. Se amanhã houvesse um novo golpe de estado aqui no Brasil, ele seria o primeiro a escrever uns 750 textos dizendo que a culpa pela implementação do golpe seria das vítimas do mesmo e não dos golpistas.

    É o mesmo que culpar Allende e Jango e não os golpistas e assassinos que destruiram estas respectivas democracias em 1973 e 1964. É o mesmo que culpar a moça, que saiu de mini saia, pelo estupro sofrido ao invés de culpar o estuprador. É uma abordagem ultra conservadora e reacionária, de quem faz da democracia um mero adereço com o qual se pode brincar, destruir e instrumentalizar. 

    2. O PT é culpado porque um juiz chamado Sérgio Moro, concursado na primeira instância da Justiça Federal, age assim ou assado? Mas em que mundo vive o autor deste texto?! Que poder Dilma tem para impedir que este juiz tucano lá do Paraná faça isso ou aquilo, sendo ele de outro poder (Poder Judiciário) e concursado? O que o PT deveria fazer em relação ao sr. Moro, deveria mandar exilar o mesmo ou matá-lo e ocultar o cadáver, igual ao que os porcos golpistas de 64 faziam (com o apoio incondicional do sr. Andre Araujo)?

    3. O autor deste post tem a mania de querer justificar a corrupção. Ora, é evidente que a Lava Jato é uma operação de guerra contra o PT. Qualquer um sabe disso desde sempre. Isto não quer dizer que se deva compactuar com ladrões e vigaristas do naipe de um Paulo Roberto Costa ou de um Eduardo Cunha. Tampouco isto quer dizer que o Brasil não deve implementar tratados e convenções que já existem há décadas nos países da OCDE (convenções que existem também na Argentina, na Colômbia, na Rússia, etc). Esse negócio de justificar a ladroagem é absurdo até não poder mais. 

    4. O autor insiste com a ladainha de que o PT deve ter como protótipo de sua atuação figuras como ACM e outros golpistas que igual a ele jogaram o país na desgraça em 1964. No dia em que o PT tiver como farol figuras deletérias como este tal de ACM, será melhor fechar de vez as portas e ir jogar bingo marcado com milho n’alguma quermesse do interior. Outra coisa: dizer que o PT abandonou seus companheiros no meio do caminho? Ora, isto é absolutamente falso e mentiroso! Até hoje o PT faz atos de desagravo a José Dirceu, ao Vaccari e ao Genoíno, entre outros. Com o Lula, evidentemente, a defesa é ainda maior. Todo o texto choroso, meloso e patético se equilibra na falsa tese de que o PT “abandonou” seus filiados na rua da amargura. Com essa premissa estonteantemente falsa, fica difícil sobrar algo que preste. 

    5. Depois ainda vem a incrível maluquice de atacar a jurisprudência iniciada por Lula em 2003, de sempre nomear o primeiro da lista tríplice do Ministério Público. Ora, só quem viveu em Marte ou no fundo do Oceano Atlântico para esquecer o que se fez com este país nos 08 anos de Geraldo Brindeiro et caterva! Foi justamente por passar 08 anos consecutivos criticando e denunciando a roubalheira bilionária, as falcatruas colossais e as vilanias escondidas e varridas para debaixo do tapete pelo PSDB que o PT resolveu sepultar este triste capítulo da história nacional.

    Até 2012, com uma década de governo do PT no comando da esfera federal, o modelo funcionou muito bem obrigado (e ninguém reclamava, muito antes pelo contrário). Foi a partir da AP 470 que se passou a criticar o modelo que até então era efusivamente aplaudido pelos movimentos sociais e progressistas do país. Da mesma forma vem a questão do STF: Até 2012 não havia um único ser vivo na face da Terra que criticasse as nomeações feitas por Lula e Dilma. Tudo mudou a partir do julgamento fraudulento da AP 470. Como é fácil ser engenheiro de obras prontas, não? Em 2003, quando Lula nomeou Joaquim Barbosa, absolutamente ninguém criticou e mais, Lula foi fragorosamente aplaudido pela nomeação que fez naquela oportunidade (fica fácil criticar a nomeação do Joaquim Barbosa apenas 10 anos depois dela ter acontecido…).

    6. O autor insiste em criticar os desmandos e supostas ilegalidades cometidas no âmbito da Operação Lava Jato – e nisto está absolutamente correto – mas não faz uma crítica sequer ao juiz Sérgio Moro ou ao sistema Globo de mentiras e engodos nacionais! Ora, porque não critica os golpistas que agem diuturnamente para destruir a democracia? O que Dilma poderia fazer em relação a Sérgio Moro, que é concursado, ou em relação ao juízes da Justiça Federal em Porto Alegre (segundo instância, também concursados)? O que se vê na tese do sr. Araujo é um profundo lamentar pelo fato de que bilionários banqueiros e de que bilionários empreiteiros se encontram presos, pela primeira vez na história do Brasil. O poder econômico foi para a cadeia depois de 500 anos e isto causa um profundo mal estar no articulista que gosta de golpes de estado e que até hoje defende com unhas e dentes o golpe de 64…

    7. Há também um lamento pela decisão última do STF, que decidiu que as pessoas podem ser presas já a partir da condenação em segunda instância. Em primeiro lugar, eu gostaria de saber se existe algum país do Planeta Terra onde o requisito para a prisão seja aguardar a confirmação da condenação em QUATRO instâncias judiciais, como era até a semana passada no Brasil. E pergunto com toda a sinceridade pois acho que o STF interpretou mal a Carta de 88, mas não acho que isto seja o fim dos tempos. Aqui mesmo no Brasil, entre 1940 (Código Penal do Estado Novo) e 1973, a prisão se dava já na primeira instância.

    De 1973 a 2009, passando pela Carta de 88 (o STF julgou o caso em 1991), sempre houve a possibilidade de prisão já a partir da condenação em segunda instância. Ou seja, a possibilidade de prisão a partir da condenação em segunda instância vigorou até o final do governo Lula e não se viu nenhuma ditadura ou quebra da Carta de 88 em função disso. Aliás, o autor é um fã assumido dos EUA. Lá na terra do Tio Sam a prisão pode ser decretada já a partir da condenação em primeira instância e nunca vi o sr. Araujo dizer que o Supremo dos EUA é ditatorial ou que os empresários norte-americanos estariam fugindo de lá em função disso. 

    8. Mais uma vez uma alusão à Polícia Federal. A PF não age de ofício. Age para cumprir um mandado judicial exarado por uma autoridade competente. Se o sr. Araujo reclama das ações da PF, no caso da Lava Jato, mais uma vez ele deveria descarregar as suas baterias no sr. Sérgio Moro. Este é o juiz que expede os mandados. A PF apena cumpre, como manda a Constituição. 

    Por fim, noto que o sr. Araujo vislumbra um novo golpe de estado no horizonte. O que ele não vislumbra, lamentavelmente, é a possibilidade de passar a escrever denunciando os golpistas e não as vítimas do golpe de estado. Mas mais ainda do que isto: não sei de que golpe fala o sr. Araujo – se é o do impedimento ou o do TSE – mas o fato é que desde 26 de outubro de 2014 os golpistas insistem em destruir a democracia e a soberania do voto popular. Lá se vai quase 01 ano e meio de tentativas frenéticas de golpe e nada. 

    O fato é que os golpistas imaginaram que Dilma sequer fosse assumir o seu segundo mandato e quebraram a cara. Imaginaram depois que com Cunha a presidenta seria apeada do poder já em março de 2015 (quebraram a cara novamente). Imaginaram que o golpe de estado seria consumando então em abril, maio, junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro ou dezembro de 2015 e mais uma vez quebraram a cara com força total. 

    Dilma vai vencer os golpistas vigaristas e o que se vê atualmente é uma mudança de tática: como o golpe de estado do impedimento praticamente está morto, os golpistas vão tentar investir com tudo no golpe de estado via TSE. O problema é que lá o julgamento tende a demorar e Gilmar Dantas, a partir de junho, vai ficar isolado. 

    De modo que as pessoa deveriam se acalmar e perceber que o estardalhaço feito pela 23ª fase da Operação Lava Jato tinha e tem um objetivo bem definido: tentar dar alguma gás para as marchas dos nazi-fascistas do dia 13 de março. 

    Não se se todo mundo notou, mas as marchas fascistas começaram com proporção imensa, em março de 2015. E de lá para cá murcharam impiedosamente. As marchas golpistas de abril de 2015 foram menores; de agosto de 2015 foram menores ainda e as de dezembro de 2015 foram simplesmente patéticas. 

    Enquanto isto a esquerda, que começou o ano de 2015 dizimada e atônita, veio crescendo e se organizando, ao ponto de fazer uma belíssima demonstração de força e organização nacionais no dia 16 de dezembro de 2015. Ou seja, a direita golpista se dispersou um pouco e a esquerda se aglutinou e cresceu em poder de mobilização. 

    A economia brasileira vai se recuperar no segundo semestre e Dilma vai resistir e vencer. E isto é que está alvoroçando os golpistas fracassados.

    Eles sabem que o tempo político do golpe está chegando aos 45 minutos do segundo tempo. Tentam enlouquecidamente levar o jogo para a prorrogação, sob pena de verem Lula, Dilma e o PT se recuperarem até 2018.

    • sonho meu, sonho meu

      “Eles sabem que o tempo político do golpe está chegando aos 45 minutos do segundo tempo. Tentam enlouquecidamente levar o jogo para a prorrogação, sob pena de verem Lula, Dilma e o PT se recuperarem até 2018.”

      Esqueça, meu caro. Já era.

      A arapuca foi armada lá atrás, em 2003. 

      Quando o Lula colocou o Meirelles no BC, por exemplo, nós já devíamos ter percebido que era uma canoa furada.

      Infelizmente, ele, Lula, não percebeu que estava caindo no conto do pragmatismo.

    • Pessoal

      Acho que voce esta deixando o sentimento pessaol e a militancia politica se sobrepor a uma verdade que voce não quer aceitar. 

      O autor esta dizendo uma coisa que ate voce deve concordar, o PT e a presidente dilma governam o Brasil, mais não tem o poder inerente ao cargo que ocupam.

    • Diogo, há algum tempo eu

      Diogo, há algum tempo eu costumava ler seus posts, pela análise equilibrada que você fazia.

      Mas ultimamente seus comentários vem sendo de uma infelicidade espantosa.

      Não é questão de suas posturas políticas, você (e todos) têm todo  o direito de defender seus pontos de vista. 

      Agora, sua argumentação às vezes fica espantosa.

      Dá a impressão de que você quer contestar o autor do post que você comenta por uma questão de princípio, desqualificando todas as posições que ele defende.

      Com isso, você consegue apenas tornar seus comentários algo irrelevante, pior que isso, algo irritante.

      Será que você não percebe isso?

      Ou você quer que seus comentários sejam equiparados aos de figuras como o tal Oneide, ou Aliança Liberal, ou o insistente Anarquista Sério, que conseguem tornar-se cada vez mais cansativos?  

    • Meu caro Diogo, o sistema

      Meu caro Diogo, o sistema judiciario dos EUA é completamente diferente do brasileiro, a logica juridica é a da jurisprudencia e não de códigos, na maioria dos casos não há 2ª instancia e muito menos 3ª, a Suprema Corte não é tribunal de recursos, é apenas corte constitucional, uma grande diferença é a possibilidade ampla de acordos e a modicidade das penas, em um caso de corrupção de US$190 milhões da Halliburton a pena de um unico executivo condenado foi de dois anos e meio, aqui seria de 40 anos, tipo Marco Valerio, as penas de prisão do Brasil para crimes de colarinho branco são absurdas, maiores do que penas de assassinos, Luis Estevão foi condenado a 31 anos, nos EUA seria de 2 a 3 anos, sem recurso, mas veja a diferença de prazo de penas.

      Lula não inovou em escolher o primeiro da lista triplice da PGR, Lula inovou em aceitar uma lista feita pela associação dos procuradores, algo que não existe na Constituição, essa foi a inovação de Lula. Pela Constituição o Presidente pode escolher qualquer procurador federal, como são 2.200 as opções são muito maiores que três.

      A Policia Federal cumpre mandado judicial MAS o modo, o tempo e as condições são prerrogativas da Policia e não do Juiz.

      Não deve fazer prisões espetaculosas para agradar a midia, as prisões podem ser discretas, como o FBI fez com Marin na Suiça, para prender empresarios pacatos e idosos não precisa levar um pelotão com uniforme de guerra tipo ISIS, mascaras e submetralhadoras embaladas, para que esse aparato? Tudo isso está no ambito da autoridade policial, o juiz apenas manda cumprir o mandado., não pode mandar fazer espetaculo para a Globo, esta tem finalidade politica e a PF não pode fazer politica.

      • Prezado Andre Araujo

        De fato existem diferenças entre o sistema judiciário norte-americano e o sistema judiciário brasileiro. Mas existem mais similitudes do que diferenças. Aliás, quando da Proclamação da República o Brasil simplesmente copiou o modelo dos EUA (até no nome do país: Estados Unidos do Brasil) e abandonou o sistema híbrido anterior, baseado nos modelos inglês e francês. 

        Quanto ao Lula é preciso reconhecer que ele inovou em 2003. Se pode dizer que foi um erro, sem dúvida alguma, mas é preciso contextualizar o que se passava na época e o porquê dele ter tomado aquela medida. A rigor, e isto precisa ser destacado, somente depois do julgamento da AP 470 é que se começou a criticar com mais força a nova jurisprudência lulista, mantida por Dilma. 

        Quanto à espetacularização das prisões, concordamos em gênero, número e grau. O que acontece neste momento deriva da guerra santa que se empreende contra o PT. Setores do estamento estatal e a “grande mídia”, junto com a oposição que venceu uma eleição pela última vez no longínquo ano de 1998, resolveram apostar no tudo ou nada. 

        Essa aposta no tudo ou nada leva de roldão uma série de direitos e garantias e isto já está posto. Eu ficaria mais preocupado se ainda tivéssemos o clima que tínhamos em meados de 2014, quando a Lava Jato era praticamente uma unanimidade nacional. Há também um desgaste muito grande dessa operação e as pessoas já se deram contas das vilanias que estão sendo perpetradas, o que já é um primeiro passo para começar a desmontar o poder, este sim imperial, do sr. Sérgio Moro. 

        No mais, e finalizo por aqui, gostaria de externar para ti o seguinte, caro Andre Araujo: noto que alguns textos de vossa lavra, como o de hoje, focam muito no passado e nas culpas de Lula, de Dilma ou do PT. Se estas culpas de fato existem, é um debate a ser feito. Mas o fato é que é preciso tratar dos temas com um olhar atual e projetando o futuro. 

        Não dá para ficar chorando pelo leite derramado em 2003, em 2005, em 2009, em 2012 ou em 2015. Agora é preciso olhar para a frente e criticar àqueles que de fato estão pondo em risco a institucionalidade das instituições brasileiras. 

        Um grande abraço. 

        • AA defende a justiça
          AA defende a justiça americana, enquanto toda a crítica qhe se faz nesse momento é sobre decisões judiciais no nosso direito com base no “common law”

      • Perfeitas colocações, André.

        Perfeitas colocações, André. É incrível como ainda existam indivíduos capazes de defender esse “republicanismo” provocador do caos institucional. É graças ao engajamento do diretor-geral da PF e seus delegados fanfarrões e à falta de pulso do janotinho com os procuradores fanfarrões que esse cenário de faroeste se mantém dia após dia. O PGR janotinho não dá mais pra tirar, mas o diretor geral da PF poderia ser defenestrado por um Ministro da Justiça com maiúsculas, que tivesse o mínimo de honra, dignidade e patriotismo, o que escapa totalmente ao perfil do cardozinho.

        E assim, ao manter cardozinho e o diretor geral da PF, esse “republicanismo” autista e estúpido continua a destroçar a institucionalidade, a economia nacional, e as forças políticas que poderiam conduzir o país a um governo popular, dia após dia.

    • Prezado Diogo Costa,
      Antes de

      Prezado Diogo Costa,

      Antes de tudo, devo dizer que leio seus comentários e admiro sua coerência e linha de argumentação. Além disso, simpatizo com sua posição, porque também é a minha, isto é, quanto a ser responsável por por este e os três anteriores governos no poder. Embora não seja filiado ao PT, sempre, desde 1989 voto no PT. Votei em Lula e Dilma não por conta necessariamente deles, mas porque eram e são expressão de um projeto capitaneado pelo PT.

      Fiz esse parágrafo inicial apenas para que você não atribua a mim a mesma acusação que atribuiu a André Araujo. Eu sei por experiência própria o que é militar na esquerda e o fiz desde meados da década de 80. Portanto, peço que tenha isto em mente.

      Faço este preâmbulo, reconhecendo, entretanto, que esse tipo de argumentação não deveria ser necessário, não deveria sequer ser apresentado em uma discussão, porque isso nada tem a ver com o entendimento necessário ou esclarecimento a que porventura se possa chegar em um debate ou diálogo. O suposto fato de que André Araújo tenha apoiado este ou aquele setor no passado não invalida por si só seu juízo no presente. Na verdade, isso é um argumento retórico para retirar credibilidade daquilo que um interlocutor tenha a dizer, sem nem sequer se discutir aquilo que seu pensamento expressa. Portanto, suas acusações ao autor do post por conta de suas posições políticas no passado são completamente inúteis no que tange a discutir o mérito do argumento presente.

      Segundo o antecedente, e a ser verdadeira sua tentativa de desqualificação de André Araújo, embora quanto ao mérito da questão seja algo completamente inválido, quero deixar claro que quanto a mim nem esse artifício cola. Quanto ao mérito específico do post de André, estou em plena concordância com seu autor, embora talvez as razões pessoais possam ser distintas.

      O fato é que você pode repetir o argumento mil e uma vezes, mas um presidente da República eleito se ajoelhar diante de duas corporações (MP e PF) não é, nunca foi e jamais será atitude republicana. Nenhuma corporação pode pretender se arvorar em dar lições políticas e de prioridades a um presidente da República legitimamente eleito. É também um completo sofisma o argumento de que Dilma e Lula teriam que agir do modo como agiram ou então teriam que usar o artifício do engavetador geral da República, de triste memória – uma opção não leva jamais a outra. Você pode repetir esse argumento com várias pessoas, mas basta ter um pouquinho de experiência política e de vida para ver que isso não cola, que é um argumento pueril. Bastava Lula e Dilma escolherem um PGR de sua absoluta confiança, com a garantia de que não protegeria ninguem, nem tampouco perseguiria alguém. Isso é algo simples e plenamente possível. O que é inaceitável é 54 milhões de eleitores terem que ter seu desiderato enquadrado como crime, que é justamente o que está acontecendo e vai acontecer.

      Diogo Costa, pode haver alguém igual a mim no desejo de que o governo Dilma dê certo, de que se desenvolva um projeto de país solidário e soberano como em vários aspectos Lula e Dilma empreenderam, mas não acredito que haja alguém que deseje mais isso do que eu. Disso não se segue, no entanto, adoção voluntária de cegueira. O golpe está, sim, em processo; não é negando-o que iremos impedi-lo. Nesse aspecto André Araujo está muito mais realista do que você. É essa cegueira, adotada há tempos por Lula e Dilma, que os irá levar ao calabouço, e também, futuramente, a nós que apoiamos tal projeto.

      Por fim, há uma falha factual específica em seu argumento: a PF pode investigar, sim, sem autorização judicial. Ela não pode prender, nem quebrar sigilo fiscal, bancário e telefônico, sem tal autorização, mas pode investigar sim. E isso ela tem feito sem nenhum parâmetro do poder civil constitucionalmente eleito. O que está acontecendo na PF é algo equivalente a uma situação em que os generais passassem a decidir os parâmetros e prioridades de sua ação sem expressa autorização do presidente e do seu ministro da Defesa. A PF é um poder armado e não deveria jamais sequer pretender ter autonomia de ação. Quem deve dar tais parâmetros é o poder civil eleito. Isso é tão básico, mas só o fato de ter de afirmá-lo expressa a situação de confusão política criada por Lula e Dilma.

      Tenho ido e irei às ruas sempre lutar contra o golpe e defender o mandato da presidente, mas isso não me torna cego a seus erros “ferroviários”. Não tenho receio em dizer que a grande obra de Dilma e de Lula, no aparato de Estado, será a permissão e contribuição que terão dado à instalação de uma polícia política e de um Estado inquisitorial. Estão sendo bem sucedidos nesse empreendimento.

    • confesso que fiquei

      confesso que fiquei sensibilizado com o seu texto,,,

      e com seus comentários em outros posts, sobre outros assuntos…

      manter a convicção nessa  hora certamente difícil é fundamental, é raro, podes crer…

      a tendencia que se percebe é acompanhar o lero-lero de cilpar esse

      ou aquele do governo popular, principalmente aquela….

      não discorfdo totalmente do texto do andré, mas as críticas que ele

      faz ao pt foram demasiadas, exageradas, dsfocam a questão,

      desgostam, no mínimo, a quem lutou por tanto tempo pelo governo popular,

      pela inclusão social….

      neste seu texto, diogo,  voce recolocou o andré na sua oposição anterior….

      pois o andré  adquiriu  notoriedade maior quando comeou a pegar os

      equpívocos da lava-jato, um pensamento importante para destravar o país….

      mas neste texto de hoje certamente exagerou na dose, mostrou mesmo

      o seu lado mais direitists, digamos assim….

      espero sinceramente, diogo, que voce se mantenha firme e forte, como sempre,

      mostrando que luta valeu e vale a pena.

      e valerá.

      abraços….

    • Acho que AA e José Policarpo

      Acho que AA e José Policarpo têm razão neste momento, Diogo. O PT e a esquerda em geral não conhecem o Estado, posto que sua guerra sempre foi contra o capital. Você esquece que José Dirceu afirmava que queria ir a julgamento para provar sua inocência, acreditando no sistema como quem acredita em Deus?

      Além disso, esse modelo de Estado que está aí foi fruto de mentes juridicas, particularmente a mente nada limpinha de Nelson Jobim. Aliado a isso, uma série de ações do PT, mesmo antes de ser governo, foram “engolidas” pelo Judiciário, o qual, na primeira chance, resolveu dar o troco. Quando Lula mandou abrir a caixa preta do Judiciário selou seu destino e o do partido; quando o PT “traiu” as associações de magistrado aprovando a súmula vinculante na reforma do Judiciário de 2004 deu mais um passo para a forca. Essas coisas não explicam a Lava Jato, mas explica a in;ercia de todo o Judiciário com relação à Guantánamo curitibana.

      Não sei que informações você tem para sustentar suas afirmações, mas do lado de cá, a visão é a do inferno.

    • Diogo. Você é muito bom !

      Se derem um teclado para o Diogo e para o Edu… já era.

      Os dois mandam super bem.

      —————–

      Parabéns Diogo.

      Apoie a minha tese pela união das esquerdas.

      Apoie colocar o Brasil à frente de interesses pessoais.

      Campanha pelo voto de legenda (Psol, PT, PCdoB e PDT)  ao Parlamento . Voto liberado para a presidência, com coligação automática em caso de segundo turno.

      Apoie a minha tese de substituir a raiva e a indignação em áreas de comentários pela educação política.

      Coisa que o Edu soube fazer como poucos, na aula de política que proferiu, acima.

      Parabéns Diogo… Parabéns Edu.

      Os Golpistas não passarão.

      Sergio Govea       [email protected]

      ————————————————

    • ∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞∞

      Muito bem Diogo! Creio que o sr. Araújo não trará resposta ao seu comentário. A retórica do sr. Araújo é muito manjada, mas ele é muito esperto e, se não for lido com muita atenção, algumas ideias tortas acabam passando pelo vão da porta que divide o bom senso do discurso panfletário. Concordo inteiramente com você sobre a nefasta influência deixada pelo julgamento da Ap 470. Hoje, sabemos com exatidão sobre como Joaquim Barbosa conseguiu induzir o país a odiar os réus do “mensalão”. Sérgio Moro surgiu na rabeira de Joaquim Barbosa. É fácil enxergar os elos que os unem: Globo∞∞∞Veja∞∞∞Folha∞∞∞Estadão ∞∞∞mídias conexas. Se não fosse a relatoria de Joaquim Barbosa, o julgamento do “mensalão” teria sido completamente diferente. Se não fosse Sérgio Moro, que deve ter escolhido os procuradores a dedo (são muito amigos), a Lava Jato teria tomado outro rumo e não existiria nos moldes que a formaram. É interessante perceber como essas duas figuras caíram como luvas nas mãos da corrente Globo∞∞∞Veja∞∞∞Folha∞∞∞Estadão ∞∞∞mídias conexas. Os historiadores certamente mostrarão como isso se deu. Suponho que a influência dos partidos de oposição na criação desses elos foi secundária, pois não seriam capazes de exercerem tal protagonismo.

      Para terminar, repito a sua frase: “O autor insiste em criticar os desmandos e supostas ilegalidades cometidas no âmbito da Operação Lava Jato – e nisto está absolutamente correto – mas não faz uma crítica sequer ao juiz Sérgio Moro ou ao sistema Globo de mentiras e engodos nacionais!”

      • Dilma é uma decepção absoluta

        Dilma é uma decepção absoluta como Presidenta.

        Péssima em sua formação política que decepciona a todos que a apoiam.

        Minha paciência se esgotou com o seu segundo governo:

        Palaciana, pouco combativa, escrevendo na Folha (um dos seus maiores algozes), propondo reforma na previdência pra ferrar aposentados de modo que tenha mais dinheiro para pagar aos banqueiros, detonada pela mídia mafiosa do Brasil não responde à altura, detonada pelo MP que virou partido político acha que vivemos num republicanismo que só ela enxerga (só ela), detonada pela PF que ela comanda, deixa o Lula ser fritado e detonado por uma PF partidária e tucana pautada pela mídia, sem nenhuma reação, como se seus votos não valessem nada.

        Um Governo Covarde!

        Não defendo seu governo no qual eu votei.

        Não o defendo porque um governo que não se defende, um governo que tem como Ministro da Justiça uma figura pusilânime como José Eduardo Cardozo não merece mais o meu voto e nem a minha confiança.

        Um Governo horroroso e que não honra seus votos não merece o apoio de ninguém!

        Exorto meus amigos petistas a perderem as esperanças neste péssimo Governo que não honra o seu Mandato Popular!

        E quem é péssimo (e este Governo é péssimo!), governo que produz uma recessão de menos 4% do PIB, governo que gera desemprego, governo que penaliza os trabalhadores, não pode continuar sendo governo enquanto continuar a atentar contra o Mandato Popular que recebeu. Por isso a direita está assanhada.

        Fosse o Governo Dilma um governo com G maiúscula como foram os Governos de Lula, não estariamos vivendo esta imensa crise.

        Não vale a pena apoiar um Governo péssimo como este.

        Deixemo-lo cair.

        Um governo que não controla nem a sua polícia federal, não merece estar no poder!

        Ele é péssimo!

        Dilma é péssima.

        Sua teimosia antidemocrática significa que ela não ouve ninguém.

        Apenas o seu “competente Ministro da Justiça”.

        Não lê e nem ouve os blogs.

        Dilma, forjada na ditadura como resistente e combatente tem, sinto dizer, os piores defeitos desta luta.

        Vivemos outros tempos e esses piores defeitos não se coadunam com eles…

        Precisamos superar este péssimo governo para que o Brasil siga seu destino.

        Pode ser com um governo do aloprado e descerebrado das Minas Gerais apoiado pela mídia sensacionalista, golpista e corrupta até o talo.

        Aí será mais duro…

        Podemos abreviar as coisas num consenso nacional……….

    • Impecável!

      Caro Diigo Costa, concordo com você.

       

      A impressão que eu tive, lendo o texto do Araújo, é que tudo isso que está acontecendo é culpa do PT por este ser dempocrático demais…

  18. O governo e o PT perderam

    O governo e o PT perderam completamente o rumo. Culpa total e excusiva da presidente e do PT. Não conseguem enxergar um palmo a frente do nariz.

    A nomeação do PGR e de alguns ministros dos STF demonstram uma falta de habilidade politica colossal.

  19. golpe do judiciario

                           o judiciario nao esta prendedendo corruptos esta destruindo o brasil,para pig imprensa golpista ladrao no

    brasil e so o pt    quando outro rouba psdb quando sao eles  sao dados o direito de defesa alias ando desanimado nao

    com a politica mas com nossa ignorancia e falta de memoria quem se lembra mais do governo fernando henrique

    cardoso acho que ali comecou o nosso fim as privatizacoes    ninguem se lembra mais toda a  venda na epoca   foi

    dito que valeu 100 bilhoes e o que foi feito deste dinheiro ninguem pergunta a divida publica  aumentou  por que somos

    um pais que a abandonou seus trens, vivemos so de estradas para carro e caminhoes nao temos nem energia eletrica

    somos um desastre nao temos educacao  e nem vamos ter  sao 516 anos de escravidao para 85 por cento da popula-

    cao

  20. Muito bom esse texto do André

    Muito bom esse texto do André Araújo, mas permita-me fazer uma ressalva: o PT não manejou o poder do jeito que deveria ter feito, pelo simples fato de que esse manejo exigiria um enorme respaldo político, coisa que o partido jamais teve desde quando se encontra no governo.

    Os 14 anos de gestão petista foram construídos em cima de uma ampla coalização que oscila entre a esquerda comunista (como o PCdoB) até partidos de centro e centro-direita (como PP e PMDB, por exemplo).

    Ora, para que o manejo das ferramentas necessárias ao exercício do poder fossem usadas da forma como relata (e muito bem) o colunista André Araújo, seria necessário que o PT tivesse uma situação próxima da maioria absoluta, composta não apenas por essa coalização de partidos políticos, mas que o próprio partido figurasse como maior bloco parlamentar dentro do Congresso Nacional.

    A falta que essa maioria faz ao partido, enquando bloco parlamentar, tem reflexos imediatos na instabilidade política que atualmente vivemos. Prova disso é que o PT presidiu várias vezes a Câmara, com importantes avanços (inclusive internos, elogiados até hoje pela Casa), mas não teve espaço para presidir o Senado Federal. Exceção feita ao senador Tião Viana, que presidiu aquele casa apenas no ano de 2007 (e só).

    Se fizermos uma analogia com uma banda de Rock, a Câmara é a bateria e o baixo e o Senado é o vocalista com o guitarrista. Com todo respeito aos bateristas e baixistas (sou um deles também), mas por mais bonito que seja a conjunção desses dois instrumentos, o que conta no final é o solo do Jimmy Page e os agudos do Robert Plant.

    Isso quer dizer que, no final das contas, quem dá o apito final do que pode e do que não pode é o Senado. Repito: jamais presidido como se deveria pelo PT.

    Apenas para refrescar a memória, os presidentes do Senado nas gestões petistas foram: Sarney (2003 a 2005), Renan (2005 a 2007), Tião Viana (o único do PT – 2007), Garibaldi Alves Filho (2007 a 2009), Sarney (2009 a 2013) e novamente Renan (2013 até 2017), todos do PMDB, partido que deu base de apoio ao PT e também ao PSDB, durante o governo FHC. Durante 14 anos de governo PT, apenas uma vez o partido esteve à frente da câmara alta.

    Além de ser a instância represenativa dos estados-membros, o Senado tem exatamente as funções que permitiriam não só recuperar a economia, mas pôr fim a esse circo jurídico-midiático, provocado pelo consórcio composto por velha mídia, Ministério Público, Justiça Federal do Paraná (leia-se: Moro) e os Tribunais Superiores (STJ, TSE e STF à frente).

    Afinal de contas é função dos senadores sabatinarem os indicados pelo Executivo para os postos-chaves no Supremo, no STJ e outros órgãos. Além do Executivo ter feito indicações equivocadas, o Senado jamais fez uma sabatina para valer. Trata-se, na verdade, de mera formalidade constitucional.

    O PT não investe pesado nas sabatinas, nem ajuda o Executivo a corrigir os rumos. Algumas nomeações “republicanas” como Fux, Rosa Weber, Toffoli, entre outros, se mostraram um verdadeiro desastre.

    O único no STF que se salva é o Lewandowski, mas andorinha sozinha não faz verão, meu amigo! Aliás, sua indicação foi sugestão da Dona Marisa (ela sabe indicar ministros do STF).

    Outra atribuição importante do Senado é avaliar o bom funcionamento do Sistema Tributário Nacional. Ora, não é exatamente aqui que se encaixa a proposta do governo de pautar a volta da CPMF? E a taxação dos bancos e do imposto sobre fortunas? De mudar o nosso injusto sistema tributário? Como fazer, se o PMDB, suposto aliado, é quem preside a casa e comanda a pauta?

    Também é papel do Senado aprovar a revisão da dívida pública dos estados e municípios, sufocados pela insuficiência na arrecadação, pelas dívidas elevadas e pela extrema dependência financeira do Governo Federal.

    Os estados e municípios gerenciam serviços públicos com impacto direto na vida dos cidadãos, como saúde, educação, transporte, segurança pública, plano de ordenamento urbano, entre outros.

    Não é aqui que o Governo poderia fazer um bom contraponto a esse golpismo barato com Bolsa-Família, Mais Médicos, Ciência sem Fronteiras, entre outros, ajudando a promover estados e municípios?

    Por fim, o Senado é quem autoriza a contratação de empréstimos por estados e municípios com bancos internacionais, como BID e Banco Mundial, com o respectivo pagamento dos juros. Quantos investidores não querem entrar no país, mas temem investir um centavo, por conta da instabilidade política? Perguntemos aos chineses…

    A Constituição permite que o povo exerça seu poder de forma direta, através de Plebiscito ou Referendo. Quem convoca o povo a exercer esses dois instrumentos não é o Congresso Nacional? Quem preside o Congresso? Exatamente o presidente do Senado, hoje nas mãos do PMDB.

    Com tudo isso, quero dizer que o Poder Legislativo (em especial o Senado) é o órgão central por onde transitam todos esses ataques golpistas contra o PT desde 2005. Não apenas ao PT, mas ao projeto político que ele representa: inclusão social, distribuição de renda, fortalecimento do papel do Estado como indutor de políticas públicas e principalmente a ascensão do Brasil como um novo “player” no cenário internacional, não mais totalmente submisso aos interesses norte-americanos.

    Em última instância (e não é o Supremo, diga-se de passagem), os golpes orquestrados pelo consórcio Judiciário-MPF-velha mídia estão destruindo o Brasil e toda expertise adquirida em engenharia civil pesada e desenvolvimento de tecnologia na área militar.

    Em qualquer país que adota a Federação como forma de estado e possui uma câmara alta como o Senado, golpes desse tipo seriam fortemente rechaçados e taxados como crimes de lesa pátria. Afinal de contas, entregar as riquezas de um país de mão beijada para outro é alta traição. Menos aqui no Brasil.

    Senão vejamos. Quando explodiu o escândalo do Mensalão, vários deputados foram acusados de receberem “mesada” para votarem em prol de projetos de interesse do governo. Ok… e o Senado? Perceberam que nenhum senador foi formalmente acusado no mensalão? Todos os senadores eram puros ou será porque era dali que se operava politicamente o primeiro (de muitos) espetáculo golpista desses 14 anos?

    O Senado, em 2005, estava nas mãos do PMDB que apoiara o PSDB anos antes. A espionagem de Serra contra Roseane Sarney é que custou a ida do PMDB para o lado do PT em 2006.

    E em 2013, quando estouraram as manifestações do “gigante acordou”? Não teve senador capitalizando politicamente com os protestos? Não foi Dilma quem propos plebiscito e constituinte pela reforma política, solenemente ignorada pelo Senado, nas mãos do PMDB?

    O golpe terá fim, quando o Senado for efetivamente dominado por aqueles que possuem minimamente um espírito de nacionalismo, de respeito pela democracia e de uso efetivo dessas ferramentas em prol da estabilidade político-institucional. Enquanto isso, creditar eventual “incompetência” no exercício do poder ao PT é ignorar as forças reais de poder, já dizia Lassale ao explicar a Constituição Política.

    • Você já reparou que a defesa
      Você já reparou que a defesa jurídica que o PT e o governo tem sempre vem de fora do governo? Porque o PT e o governo o não indicaram essas pessoas que são capacitadas para os cargos chave do judiciário? Porque o governo e o PT e todo o projeto de centro esquerda não se fortaleceu no judiciário de modo a ter força para desarmar qualquer bomba, golpe, conspirata e armadilha da direita, da oposição? Dava e dá pra fazer algo mas até agora não acordaram. O governo , a esquerda e o PT estão nas mãos nada confiáveis do PGR Janó, Zé Cardoso, e do STF e esses até agora nada, nada fizeram para por fim aos abusos e ao golpismo e armações da Lava Jato e da mídia mancomunados com a oposição com o PSDB e com interesses obscuros externos que visam destruir a economia, as empresas nacionais que querem tomar o Pré Sal e desindustrializar o Brasil.
      O PT no governo o escolheu indicar pessoas erradas, identificadas com a oposição, conservadoras. É só ver quem o governo o petista colocou de chefe do MPF – Roberto Gurgel, Antônio Fernando Souza, Rodrigo Janó; o STF vários erros e equívocos indicando Joaquim Barbosa,Rosa Weber,Peluso,Luís Fucks,Toffoli, acho que o Aires Brito, e daí tem outro que parece um grande erro o Fachin, talvez Teori que tem aceitado todos abusos dessa Lava Jato, de Moro ao quem vem dos procuradores, menos aceitado acusações contra Aécio. Ou seja na PF então cometeu erros no mesmo nível , no TCU também, entregando pra direita ,para a oposição o controle total do judiciário. Não buscou equilibrar esse poder colocando pessoas identificadas com o PT com a esquerda e o que se constata é um erro grave de uma ingenuidade de acreditar que essa gente do judiciário não tem lado político, não tem ideologia, cor partidária, acreditar no republicanismo das instituições sem construir esse caminho, sem equilibrar esse poder que é elitista e conservador foi um erro brutal. Que a lição se aprendida e não esquecida jamais!

    • O Edu deu uma aula . Simples assim.

      O texto do Edu é um dos melhores que eu já li em área de comentários.

      O Edu não mostra raiva, não dissemina indignação.

      O Edu ensina.

      Simples assim.

      O nome dele é Edu cação.

      Educação política. Tão  necessária à nossa indignada, raivosa, inerte e distraída população.

      O Edu mostra que lê.  Mostra que não sentre preguiça de aprender, para poder escrever bem !

      —————————

      Quem vota para o Parlamento é a população.

      Quem desdenha o voto associado à ideologia e a um projeto de nação é a população.

      Não é à toa que os mandatos para o Senado são de oito anos.

      Não é à toa que o Senado se vacinou  contra a renovação.

      ————————–

      E por que estamos nessa ?

      É por causa do egoísmo de quem tem condições de propor a união das esquerdas, com voto de legenda para o Parlamento e voto livre à presidência. Com coligação automática em um segundo turno.

      Demoonstrar indignação , apontar culpados, disseminar a raiva enfraquece o projeto.

      Não é essa a missão.

      O segredo da questão da mídia, da dívida, do Ministério Público, do Poder Judiciário e tantos outros está no Parlamento.

      Enquanto não se fizer uma ampla campanha em torno do  voto de legenda para o Parlamento, a população altamente ignorante politicamente continuará votando pela televisão , elegendo as mesmas pessoas seguidas vezes.

      Obrigado, Edu.

      Nota 1000.

    • Edú, basta ver o congresso

      Edú, basta ver o congresso nacional eleito em 2014. Retornaram a maioria dos políticos reacionários que perderam as eleições em 2010.

    • Prezado Edú Pessoa,
      Concordo

      Prezado Edú Pessoa,

      Concordo parcialmente com seu argumento principal. Discordo apenas do seguinte:

      Nomeação de procurador geral da República não depende de maioria no Senado. Claro que os senadores terão que aprovar, mas os senadores aprovariam qualquer um que fosse menos conhecido e tivessem a certeza de que não iria perseguir ninguém, nem acobertar alguém. Veja que Janot foi aprovado pelo Senado, mesmo tendo acusado os dois presidentes das casas do Congresso que são do PMDB. Um PGR isento e ao mesmo tempo da mais absoluta confiança do presidente seria aprovado tranquilamente. Uma vez como PGR, este desfaria imediatamente a quadrilha de promotores de Curitiba.

      Também é preciso lembrar que o próprio Joaquim Barbosa nada faria se não tivesse jogado em tabelinha com o então procurador Antonio Fernando de Souza que foi quem fez a denúncia do famigerado “mensalão”, e que ambos ocultaram provas dos acusados, como o inquérito da PF que demonstrava que não houvera desvio de dinheiro público do Banco do Brasil e isso quebrava a linha argumentativa daquele processo que levou à condenação de Dirceu e Genoíno. Temos que lembrar que o judiciário só se pronuncia após a manifestação do ministério público.

      O mesmo raciocínio, porém com muito maior força, se aplica à polícia federal. Fosse a PF comandada de fato pelo ministro da Justiça, esses delegados vazadores e tumultuadores já teriam sido transferidos para a fronteira amazônica. O superintendente geral PF seria alguém do tipo Paulo Lacerda há muito tempo.

      A questão é simples: se naquilo que depende apenas do Poder Executivo este não quer exercê-lo, é melhor desistir de disputar eleições. Ganhar a presidência para ser presidido por PGR e superintendente de PF é algo que não faz o menor sentido, e é a alegria da direita.

    • comentario do Edu Pessoa

      Edu Pessoa,
      discordo que o texto do A Araujo seja bom mas gostei do seu, que lembrou-me outro publicado na rede dois anos atrás:
      «Nenhum governo, depois da Ditadura, governou sem o PMDB e o PMDB, nunca deixou ninguém governar sozinho.
      Pelo seu tamanho, o PMDB impõem, a qualquer governo uma aliança forçada, caso contrário, ter o PMDB como oposição, tornaria a governabilidade impossível.  O PMDB é o maior partido do Brasil e ainda o será por um bom tempo:
      Governo Sarney, PMDB puro   —-    O ministério Sarney, organizado por Tancredo Neves, de maneira a garantir a transição pacífica, tinha feição fortemente conservadora, incluindo cinco políticos que até meses antes haviam apoiado o governo militar:  PFL (DEM) Aureliano Chaves (Minas e Energia), Olavo Setúbal (Relações Exteriores), Marco Maciel (Educação), Paulo Lustosa (Desburocratização) PDS, Antônio Carlos Magalhães (Comunicações), PMDB, Afonso Camargo (Transportes), Almir Pazzianotto (Trabalho), Aluísio Alves (Administração), Carlos Santana (Saúde), Fernando Lira (Justiça), Flávio Peixoto (Desenvolvimento Urbano), Francisco Dornelles (Fazenda), João Sayad (Planejamento), José Aparecido de Oliveira (Cultura), Nélson Ribeiro (Reforma e Desenvolvimento Agrário), Pedro Simon (Agricultura), Renato Archer (Ciência e Tecnologia), Roberto Gusmão (Indústria e Comércio), Ronaldo Costa Couto (Interior), Valdir Pires (Previdência), José Hugo Castelo Branco (Casa Civil).

      Militares ligados ao PMDB:
      General Rubens Bayma Denis (Casa Militar), General Leônidas Pires Gonçalves (Exército), Brigadeiro Otávio Júlio Moreira Lima (Aeronáutica), Almirante Henrique Sabóia (Marinha), General Ivan de Sousa Mendes (Serviço Nacional de Informações) General José Maria do Amaral (Estado-Maior das Forças Armadas).

      Ao final do governo Sarney, o PMDB venceu as eleições para os governos de 22 dos 23 estados existentes à época e elegeu 57% dos congressistas e dos deputados e senadores constituintes !  Quem sucedeu o Sarney na Presidência ? Collor! Que tinha sido Governador de Alagoas por qual partido? PMDB! — Quem sucedeu o Collor na Presidência? Itamar Franco! Que era Senador em Minas Gerais, pelo PMDB! — Quem sucedeu Itamar na Presidência? FHC! Que havia sido Senador, por São Paulo pelo…. PMDB e havia ajudado a fundar o PSDB há apenas 10 anos. Quem sucedeu FHC na presidência? Lula! Que é do PT e tentou, heroicamente, quebrar esse circulo vicioso da política brasileira.  Aí vc dirá: Como? A vice-presidencia foi dada a Michel Temer, do PMDB.

      A questão é simples…  O governo Lula ao fomentar, no Brasil, políticas sociais que induziram os brasileiros a serem independentes e altosustentáveis; ao garantir o crescimento da economia e apontar aos empresários caminhos para um Brasil viável economicamente; ao não ceder aos ataques diários da mídia, enfim, fazendo o que se esperava de um governo sério; possivelmente produzirá, a longo prazo, (30 anos) uma massa de brasileiros com ensino superior e renda familiar estável.   —   Estes são os pressupostos básicos, para que as pessoas possam exigir que as garantias que lhes foram dadas não retrocedam.

      As manifestações de junho/2013 são um reflexo dessa melhoria de vida dos brasileiros.  Porém, no meio do caminho existe um PMDB !!  O PMDB representa o que de pior existe na política nacional.  O PMDB fará de tudo para inviabilizar as reformas políticas propostas pela Presidenta.   —   Veja o caso de MG e MA. O PT teve que “rifar” estes dois estados ao PMDB, para garantir, deste, o apoio na coligação nacional, pois, o PT precisa de tempo de tv para mostrar tudo de bom que fez.  A culpa é do PT ?  Não.  Olha que engraçado… Se a mídia, cobrisse com isenção, os erros e acertos do governo Lula, muito provavelmente, não fosse necessário o PT aliar-se com o PMDB (somente para ter tempo de tv) para mostrar aquilo que naturalmente, a mídia já deveria ter mostrado. Logo, não sendo necessária essa aliança, o PMDB começaria a diminuir de tamanho muito mais rapidamente, pois não teria a cadeira de vice, os ministérios que detém e nem milhares de cargos e o apoio nos estados.  Uma imprensa imparcial é isso que o Brasil precisa!!   —   Muitos dos 36 partidos existentes hoje, são dissidências do PMDB…  Isso explica muita coisa, não !?!   —   PMDB é o câncer da política brasileira.»

  21. Prezado André, infelizmente

    Prezado André, infelizmente tenho que concordar com seus posts nos últimos meses e este é mais um. Discordo de alguns pontos de vistas seus, mas seria idiota em não enxergr o óbvio e o óbvio é o que o seu texto nos mostra. Agora eu pergunto: Em sua opinião, ainda há como se reverter isso, ou como dizem os físicos, a coisa ultrapassou o horizonte de eventos e o que nos resta a frente é apenas inescapável buraco negro?

  22. Golpe Judiciário

    Hanna Arendt, em Origens do Totalitarismo, contruiu a tese de que o nazismo teve sua gênese no século XIX, com a tecnocracia do Império Britânico. Não importava a cultura local e o clima da colônia.

    O manual de procedimentos era seguido à risca e somente interessavam os interesse dos súditos da Rainha. Para as populações locais, os ocupantes vinham com um estamento burocrático estatal que não viam nem de longe as peculiaridades ou os interesses dos autóctones.

    Somente existia a necessidade de ocupação da estrutura de PODER no local, o que era feito com esses métodos de atuação padronizados, por meio desse agentes estatais devidamente instruídos nessa linha de atuação. Ou seja, se tratava de uma guerra de ocupação, ainda que sem armas, mas com nítido caráter de segragação do diferente, visto como inimigo, mesmo que fosse dentro da mesma comunidade.

    O modelo desembocou no apartheid sul africano na virada do século seguinte, e depos da Grande Depressão, foi, em linhas gerais, adaptado pelos alemães. O resto é história.

    Qualquer semelhança com um país que deixa progressivamente o estamento tecnocrático, de Poderes contramajoritários (sem representatividade popular) dominar toda a estrutra de PODER real, não é mera coincidência.

    Tempos sombrios, de novo, infelizmente.

     

  23. Muito bom. É o retrato do

    Muito bom. É o retrato do Brasil, atual.
    Motivo: inapetência do PT para exercer o poder, que teve e não tem mais.

    Entregou um País para “eles”, sem ser dono desse País. Retrocedemos, politicamente, 200, 300 anos.
    Dá medo de pensar no que vem por aí, por culpa desses “cumpanheiros”.

    Pelo que se deslumbra no horizonte, é capaz de que eu sinta saudade do fhc e do collor…
     

  24. Ganhar um governo nunca

    Ganhar um governo nunca significou assumir o poder. E todos os governos desenvolvimentistas do Brasil tiveram dificuldades para concluir (ou iniciar) seus mandatos porque de alguma forma contrariam os donos do poder. Mas mesmo na condição de goverante, sem muito poder, está certo o AA quanto à ingenuidade do PT no enfrentamento desta questão. Ingenuidade que certamente veio do deslumbramento, excesso de confiança  …

    O caminho não é aparelhar o Estado, como propõe o AA, (não é possível que ele queira no Brasil ums cópia do México com seu PRI) mas  identificar onde e como atuam os inimigos – o papel central da mídia – e trabalhar pesado para equilibrar as forças políticas. Oxalá algo de positivo ainda surja disto tudo.

  25. ,

    PF é exército? As Forças Armadas deixarão de obedecer à constituição para submeter-se à fraca liderança aparentemente representada pelo juiz de Curitiba? Quantos caciques um poder de verdade aguenta? Quanto tempo será preciso para desmontar a  ilusão de que a sociedade  está representada por kims , pelos irmãos Marinho (será um novo triunvirato, sem a ajuda do papi), pelas socialigths com suas panelas de grife e sua moda verde amarela sangre azúli? O hiperprotegido da PGR, um playboy conhecido, tem quanto tempo para provar que não é exatamente a nova versão do caçador de Marajás (com os mesmo vícios e o mesmo falso vigor)? E quando não houver quem domine a grande frustração nacional, quem eles irão chamar para manter a ordem e o ‘seu poder’? A PM, o exército ou a cavalaria do general Custer, OPS!, do tio Sam?

  26. A situação do país é crítica.

    A situação do país é crítica. Nenhum empresário, por mais anti-pt que seja, está satisfeito com a tomada de poder por parte da lava jato. Soube, inclusive, que o ministro Cardozo é procurador. Esse povo tem mais lealdade a corporação que pertence do que ao próprio país. Estas corporações de funcionários públicos não têm noção da sua pequenez intelectual..

    Mas, há quem defenda. Os funcionários públicos ou candidatos a tal. Mas, nem todos os funcionários públicos fazem parte das castas, não é? Por que um servidor público do baixo clero, um desencastelado, defenderia os privilégios e desmandos de uma casta a qual não pertence? A única resposta possível é pela expectativa de um dia pertencer a casta. 

    Como pode, em pleno século XXI, um grupo de funcionários públicos destruirem a economia nacional, empresas e milhares de empregos? Implodirem todo um projeto nacional-desenvolvimentista. Mas de quem é a culpa? Aí os petistas piram. A culpa é do PT, lógico. Eles empoderaram as castas de funcionários públicos para governar com eles. Cederam a todos os seus mimos, super salários e privilégios. Tudo às custas de quem?? Dos trouxas que estão sendo presos. E aí, é isso mesmo? A sociedade capitalista sustenta uma um povo que se intitula doutores de nobreza jurídica-burocrática e depois vai presa.

  27. Presença de espírito ou ausência de corpo. Eis o “X”…

    André, só nao conseguirão privatizar a alma do brasileiro ou que restar dela depois que o Brasil, recem colonia reconquistada, entrar em rítimo acelerado de exploração. Nesse sentido, vale a pena destacar esse trecho: “A perseguição da classe produtiva pelos improdutivos da economia pode fazer o Brasil desaparecer, centenas de empresários que têm recursos estão indo embora do País, fechando empresas e empregos, porque o clima de insegurança jurídica está subindo a cada dia, já não há mais garantias constitucionais, a operação Lava Jato é um teste de limites da ilegalidade a cada fase, a tudo o Congresso e o Poder Executivo assistem como sonâmbulos, sem reagir.”

    Infelizmente isso também é uma verdade ou um sério risco: “Lá o golpe foi elegante, Lugo não foi preso e hoje é Senador, aqui a coisa vai lembrar Robespierre.”

    Mas, falta pouco… O país nao aguentará por muito tempo tamanha paralização.

     

  28. Caro André 
    O que parece

    Caro André 

    O que parece estranho nisso tudo – eh a eficiência da PF -, até os tempos do Delegado Paulo Lacerda as Superintendências Estaduais não viam nada do que acontecia no país. Mesmo as coisas acontecendo em baixo dos seus narizes : Daslu, Skincariol, Daniel Dantes…

    Depois do golpe de tirar o Lacerda, como contado no livro do Protogenes Queiroz e não contestado por ninguem – logo o que foi relatado lah eh verdade -, a PF se virou para o mundo político.  Nunca teve capacidade técnica – o histórico mostra – agora passou a ter? Acho que não…

    Vamos levar em conta a conjuntura internacional. O Brasil surge, nos anos Lula-Dilma, com uma política externa independente. Num mundo em transformcao, os EUA estavam empurrando com a barriga está crise,  que hoje estoura, desde o final dos anos 90. Eh uma crise terminal. A invasão do Iraque, Líbia,  Síria e os levantes de primavera no Oriente Médio todos estão dentro do mesmo cenario: intervenções para salvar o que ainda resta de sua influência economico-política no mundo. O Brasil como disse certa vez a Dilma, eh o último “peru de natal” do mundo – sei que ela se referia naquele instante ao rentismo instalado e mantido pelo BACEN – mas acredito que a analogia continue valendo. A crise que hoje está mais evidente, vai deixar uma conta imensa para pagar e também vai determinar quem serão os vencedores que emergirao ao final deste processo. Os EUA tem no Brasil e na América Latina uma fonte de recursos importantíssima para ajudar a manter a sua economia. Pois bem, como retomar o poder no Brasil, que foi perdido com a incompetência dos governos FHC ? 

    Eu imagino que, com toda a espionagem das agências americanas feita mundo afora – CIA,  NSA -, não foi difícil pra eles – governo americano –  descobrir tudo o que estava acontecendo no país: Petrobras,  Furnas, Mensalões etc. Também não deve ser difícil de achar quem queira ganhar com estas informações internamente. Olhando por este lado,  Faz sentido a “Guantanano” do Juiz Moro, como diz o PHA. Se voce tem a informação anterior repassada por serviço secreto estrangeiro, eh só instalar uma central de “Acordos de Delação Premiada” e ir liberando as informações e apertando o torniquete conforme a sua conveniência.  Claro que para isso você precisa de um governo fraco e inepto como este da Dilma.

    Por tudo isso eh que acho que a PF não se tornou eficiente. Ela continua a mesma dos tempos anteriores ao Paulo Lacerda,

    Tem uma piada que corre na Internet que trata da solução de crimes pelas polícias da Inglaterra, dos EUA e pela PM do Rio. Eh sobre a capacidade/velocidade de solucionar crimes. Aquela piada vale pra PF Brasileira.

    NJ

    • Estranho?A receita é a de bolo de fubá dos mais simples.

      Neroli, pelo seu texto, percebe-se, voce fez o dever de casa, rapaz ! Para entender o caminho é esse mesmo: levar em conta a conjuntura internacional. Aproveitando as suas palavras: O Brasil surge, nos anos Lula-Dilma, com uma política externa independente. Num mundo em transformcao, os EUA estavam empurrando com a barriga está crise,  que hoje estoura, desde o final dos anos 90. Eh uma crise terminal. A invasão do Iraque, Líbia,  Síria e os levantes de primavera no Oriente Médio todos estão dentro do mesmo cenario: intervenções para salvar o que ainda resta de sua influência economico-política no mundo. O Brasil como disse certa vez a Dilma, eh o último “peru de natal” do mundo – sei que ela se referia naquele instante ao rentismo instalado e mantido pelo BACEN – mas acredito que a analogia continue valendo. A crise que hoje está mais evidente, vai deixar uma conta imensa para pagar e também vai determinar quem serão os vencedores que emergirao ao final deste processo. Os EUA tem no Brasil e na América Latina uma fonte de recursos importantíssima para ajudar a manter a sua economia. Pois bem, como retomar o poder no Brasil, que foi perdido com a incompetência dos governos FHC ?

      Pois é…, o Golpe de Estado é remédio dos mais utilizados quando outros meios nao deram resultado ou foram frustarados. A grosso modo, esses “meios” seriam de 3 tipos quanto ao “meio”: a)sem dor – acordo com o chefe do Estado que se quer pilhar, dominar[os mesmos que Fhc, Serra e outros fizeram e que tem a cara do aécioporto, quem ainda tem dúvida?; b)o meio-a-meio –  campanha de emparedamento do governo com os agentes[externos e internos] mandando ver[a exemplo da lava jato junto com a mída, o judiciário, políticos colaboradores etc] e, por último, c)o com  dor: intervençoes militares[essas mais recentes que vc bem citou acima]. Nos tipos “a” e “b” é muito comum o golpe na contagem de votos[a fraude no próprio processo eleitoral de votação)

      Voce ainda disse: “Eu imagino que, com toda a espionagem das agências americanas feita mundo afora – CIA,  NSA -, não foi difícil pra eles – governo americano –  descobrir tudo o que estava acontecendo no país”

      Bem observado, Neroli, porque é isso mesmo, estas agencias de inteligencia estão presentes no mundo inteiro, sabem e estão por dentro de tudo o que se passa no planeta. Seu financiamento é irrestrito[refiro-me a money, muito money], nao tem limites territoriais[soberania é conceito fictício], estaõ acima da lei[ seus patrocinadores nao sao chefes de Estado, eles nao tem mandato e nao sao se reportam a ninguém[eles é que determinam quem ganha e quem perde] e, por serem os legítimos patrocinadores, é deles o controle sobre sobre todas as açoes que serão desencadeadas. 

      Contornar essa coisa toda nao é para qualquer Estadista, nao. Requer um qualidade especial que só um Hugo Chaves ou um Pútin, ao meu ver, recentemente demonstraram ter e, mesmo assim, não é garantia de serem poupados totalmente dessa verdaderia rede que se forma em torno deles como alvo. Mas isso só nao basta também, porque há um outro espinho na carne, que é o de se cercar, ter ao redor pessoas leais, éticas, nacionalistas, além de um serviço de Inteligencia e militar autenticos e dotado de verdaderia identidade com a pátria, vocação que muitas vezes tem preço previamente estabelecido no mercado, então por aí é que se vê a extrema dificuldade de resistencia, percebe?

      Dilma naõ tem muita saída. É honesta, bem intencionada, mas falta-lhe a qualidade pessoal de Estadista com a “pegada” dos 2 que eu citei acima,  além de também nao ter disponível, em número, as pessoas que lhe dariam suporte e retaguarda.

      E, nesse contexto, hj votação da entrega do pre-sal, as 14 hs. Dilma vetará a entrega ou isso será será moeda de troca para vetar o uso de algemas? A ver..

       

  29. O poder está na burocracia

    Se tem uma coisa que governos entendem, é de burocracia.

    Assumir o poder burocrático é de ação mais ampla e eficiente que o poder imediato de armas ou até do comando estratégico de alguns setores.

    Almejar dominar esses espaços institucionais a essa altura não pode ser considerado sequer uma jogada. Está mais para atos de desespero intelectual.

    É como o camarada que sonha com um Vaticano modo JC clássico.  Santa inocência.

    Agora, não dá pra jogar poker e se negar a blefar por principios quais forem. Precisa de um mínimo de ousadia.

    As consequências destrutivas de uma leve norma de densificação da burocracia aplicada de forma quase imperceptível a setores e estruturas que estejam a muito tempo aglutinando e fomentando um governo paralelo, seria uma aplicação de tensão controlada inesperada. E a beleza disso está que  o desentrave, pode acontecer em outro lugar do mesmo espaço, talvez até ao mesmo tempo, e sempre provocará um relaxamento no sistema.

    A questão é, que o governo deixou o timming desse sistema tensão/relaxamento burocrático  nas mãos dos inimigos  já conhecidos, que há muito tempo usufruem desse poder – subiram no monte, cravaram a bandeira e sonham com as jóias da coroa ( sem trocadilhos).

     

     

  30. A Ação de Impugnação de

    A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo deve ser proposta até 15 dias da diplomação. Não se pode juntar novas provas depois desse prazo.  O PSDB propos a ação no prazo MAS não pode esticar o ambito da ação e muito menos anexar provas novas. Se isso ocorrer será um novo GOLPE JUDICIARIO, não cabe ampliar a ação passado o prazo limite de 15 dias. Parece que vão inventar que pode através de uma “”interpretação””, os depositos de João Santana são “”continuidade de provas””

    e não prova nova, é o direito “”a La Carte””, faz-se o prato ao gosto do freguês…

    • Nisso estava eu pensando

      Nisso estava eu pensando hoje. Se as contas da campanha de Dilma já foram aprovadas, inclusive por aquele que não se deve dizer o nome, por que diabos serão jlgadas novamente? É possível julgar a mesma coisa duas vezes?

    • O problema é que qdo o

      O problema é que qdo o próprio STF no julgamento da AP470 mandou as favas o Direito,o resto do Judiciário inteiro, se liberou tb. Hj ninguém tem moral para conter o que foi ensinado pela mais alta corte de justiça do país.Direito ” a La Carte”, é perfeito.

    • André, você é feio prá burro.

      André, você é feio prá burro. rsrsrss. brincadeira. Fora a sua conversão de liberal absoluto a analista político sensato. Interessante isso….rsrsrsrsrs

  31. Belo texto, André. Eu já

    Belo texto, André. Eu já comparei o PT aos moradores de Manarairema do Livro A hora do ruminantes de J.J. Veiga. A inanição diante dos ataques que sofre e a pavidez diante do desconhecido, é igual ao relatado no romance. O mensalão foram os cães e lava jato os bois. Desta forma, foram encurralados dentro da sua própria casa.e não é uma casa qualquer.  Quando um partido com o poder da caneta, cairia de quatro para um barnabé da republica. Poder ou se exerce ou alguém o execerá por você. O poder inibria. O judiciário se inibriou, o MPF vendo que é bom, foi atrás do seu quinhão. Chegamos ao ponto de até a PF querer sua independência. O Lula perdeu a moral com a “tropa” quando o Gilmar mendes disse que o chamaria  às falas e ele não respondeu a altura. Concordo também em relação ao Dirceu eprincipalmente ao Genoíno. Se as acusações partissem de adversários com reputação ilibada ou grande como um Gandhi, Luter king uma Madre Tereza, seria razoável o desconcerto diante do fato. Porém, partindo de figura como Aécio, Gilmar Mendes, FHC. O PT chegou ao ponto de ser acusado pelo Cunha de ser corrupto. Eu acredito quem votou no PT, espera que o partido parta para a guerra política e se cair, que caia de pé.

  32. Dilma é uma decepção absoluta

    Dilma é uma decepção absoluta como Presidenta.

    Péssima em sua formação política que decepciona a todos que a apoiam.

    Minha paciência se esgotou com o seu segundo governo:

    Palaciana, pouco combativa, escrevendo na Folha (um dos seus maiores algozes), propondo reforma na previdência pra ferrar aposentados de modo que tenha mais dinheiro para pagar aos banqueiros, detonada pela mídia mafiosa do Brasil não responde à altura, detonada pelo MP que virou partido político acha que vivemos num republicanismo que só ela enxerga (só ela), detonada pela PF que ela comanda, deixa o Lula ser fritado e detonado por uma PF partidária e tucana pautada pela mídia, sem nenhuma reação, como se seus votos não valessem nada.

    Um Governo Covarde!

    Não defendo seu governo no qual eu votei.

    Não o defendo porque um governo que não se defende, um governo que tem como Ministro da Justiça uma figura pusilânime como José Eduardo Cardozo não merece mais o meu voto e nem a minha confiança.

    Um Governo horroroso e que não honra seus votos não merece o apoio de ninguém!

    Exorto meus amigos petistas a perderem as esperanças neste péssimo Governo que não honra o seu Mandato Popular!

    E quem é péssimo (e este Governo é péssimo!), governo que produz uma recessão de menos 4% do PIB, governo que gera desemprego, governo que penaliza os trabalhadores, não pode continuar sendo governo enquanto continuar a atentar contra o Mandato Popular que recebeu. Por isso a direita está assanhada.

    Fosse o Governo Dilma um governo com G maiúscula como foram os Governos de Lula, não estariamos vivendo esta imensa crise.

    Não vale a pena apoiar um Governo péssimo como este.

    Deixemo-lo cair.

    Um governo que não controla nem a sua polícia federal, não merece estar no poder!

    Ele é péssimo!

    Dilma é péssima.

    Sua teimosia antidemocrática significa que ela não ouve ninguém.

    Apenas o seu “competente Ministro da Justiça”.

    Não lê e nem ouve os blogs.

    Dilma, forjada na ditadura como resistente e combatente tem, sinto dizer, os piores defeitos desta luta.

    Vivemos outros tempos e esses piores defeitos não se coadunam com eles…

    Precisamos superar este péssimo governo para que o Brasil siga seu destino.

    Pode ser com um governo do aloprado e descerebrado das Minas Gerais apoiado pela mídia sensacionalista, golpista e corrupta até o talo.

    Aí será mais duro…

    Podemos abreviar as coisas num consenso nacional……….

     

    • Que ela pelo menos lutasse,

      Que ela pelo menos lutasse, que desse tudo errado, que a falha fosse nossa como povo por nao conseguir apoia-la contra os ataques da direita, mas que ela pelo menos lutasse!!!!! Quando um lider nao chama seu povo para defende-lo acontece isso: a oposição fica assanhada e os combatentes leais ao governo se desmancham. Lamentavel ver isso. Ela nunca deveria ter entrado na frente do Lula na organização de quem concorreria a eleição de 2014. 

    • “Pode ser com um governo do

      “Pode ser com um governo do aloprado e descerebrado das Minas Gerais apoiado pela mídia sensacionalista, golpista e corrupta até o talo.

      Aí será mais duro…

      Podemos abreviar as coisas num consenso nacional……….”

      Consenso nacional para promover o Impeachment da Presidente? Entregaremos o governo ao que existe de mais reacionário na política brasileira. Temer? Cunha? Com a instalação desses profissionais da política no executivo brasileiro levaremos vinte anos para reeleger um governo popular. Quem sabe não surge um novo ditador com tendências Hitlerianas? Adeus 2018 e até 1938, até lá estaremos todos mortos!!! rsrs…

      • Isso já está acontecendo…só

        Isso já está acontecendo…só vc que não percebeu ainda. Haja vista as votações no Congresso hj. De fato, este governo acabou por pura teimosia da Dilma em não ouvir quem votou nela. Não terá nenhum ditador. Deixa o aloprado de Minas tomar o poder e vc verá o que vai acontecer….Repito, este governo não existe mais….

  33. texto paradoxal, narra quem

    texto paradoxal, narra quem são  os golpistas, mas logo em seguida culpa o pt…

    o andré se destacou ultimamente com excelentes textos criticando os males da lava-jato.

    aplausos gerais.

    merecidos.

    mas neste acho que extraspolou…

    boas saidas foram as ótimas matérias contrra a lava-jato para destreavar o país.

    mas nesta de hoje não há saídas, só culpados daqui e dali….

     

  34. México?

    O México vai bem? De onde você tirou isso? Lá é uma crise atrás de outra e a mídia nativa castiga o Peña Nieto um dia sim e outro também! O escândalo El Chapo, os estudantes assassinados, o narcotráfico, corrupção, crise política, Crise devido à pressão da OEA pela questão dos direitos humanos e por ai vai….

  35. Artigo brilhante

    De todos os escritores deste blog, o que eu mais concordo, e admiro por suas idéias, é André Araújo, por sua lucidez.

    A saída para o Brasil, seria um centralismo de poder, como no México. Sem isto, os para poderes, poderes paralelos, vão continuar mantendo nossa economia refém de seus caprichos.

    O país pegou trauma de centralismo por causa da ditadura, mas isto é um engano. O centralismo pode sim, ser muito positivo para o país. O ruim da ditadura, eram as torturas, e não o centralismo. Centralismo sem violar direitos humanos é ótimo.

     

    Não por acaso, os que ecreveram esta Constituição “cidadã” que nada mais é do que um cavalo de tróia, foram os que na epoca eram pré tucanos, Serra, Covas e outros de mentalidade tendenciosa para o entreguismo. Nada melhor para entregar um país a interesses estrangeiros, do que enfraquecer os poderes do presidente. E não por acaso, FHC quando esteve no poder centralizou o seupoder, para se fortalecer. Se centralismo fosse ruim, os tucanos não o reservariam para si.

    Quer dizer, para si, o PSDB centralizou tudo, o Procurador Geral da República, a Policia Federal, o Supremo, com nomeações por fifelidade. Já para o PT, pedem o oposto, bradando contra quando Dilma propõe uma PEC limitando os poderes da PF como quando era na era FHC.

    Sem esta centralização, o país não sairá desta crise , ou saira de uma crise, para dar um vôo de galinha e cair em outra. Isto se o país não for sendo destruido aos poucos pelos arautos da midia.

    Todos os países que enveredaram para a cecentralização do poder, se esfacelaram. Lembrem-se da Roma antiga, que graças a sua guarda pretoriana independente, deu causas ao fim do Império Romano do Ocidente. E depois tiveram mil anos de trevas na idade média, com milhares de Reinos lutando entre si.

    O autor do post acertou em cheio, o PT com seu republicanismo, foi a causa mater da crise atual. Por estas e outras que me recuso a votar no PT em 2018, para evitar dar continuidade a crise economica, e aos desmandos da midia e do judiciário.

     

    “Ciro Gomes 2018”

     

     

     

  36. Líder do PT na Câmara diz que

    Líder do PT na Câmara diz que partido ‘está sendo molestado’ pela Lava Jato
    Deputado Afonso Florence afirma que há autoridades “vestindo a camisa do PSDB”.

    O líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence (BA), criticou ontem, dia 22, o mandado de prisão do marqueteiro João Santana na 23ª fase da Operação Lava Jato. “É óbvio que a decretação da prisão de João Santana é um exagero, é óbvio que há ilegalidade”, disse Florence.

    Segundo o deputado, as instituições têm o dever de investigar, mas existem agentes públicos “vestindo a camisa do PSDB”, quando deveriam atuar “em nome do Estado”.

    Questionado sobre quem seriam esses agentes públicos que trabalham “contra o PT”, Florence citou delegados da Polícia Federal, promotores públicos e juízes que atuam na Lava Jato.

    Para o petista, a imagem da Polícia Federal, do Ministério Público e do Judiciário ficará abalada se não for garantido o tratamento “isonômico” para todos os cidadãos. “O PT está sendo molestado, acusado sem provas, condenado previamente por busca de indício, de pista. No caso do PSDB, o que existe é a absoluta ausência de investigação. Nesse caso, não há tratamento isonômico.”

    http://noticias.portalvox.com/politica/2016/02/lider-do-pt-na-camara-diz-que-partido-esta-sendo-molestado-pela-lava-jato.html

  37. Macartismo = política de
    Macartismo = política de Estado anti-comunista dos EUA durante a Guerra-Fria.
    Mau caratismo = anti-petismo de mafiosos tucanos e derrotados.

  38. Se quisermos ajudar a Republica, Araujo, seu discurso tá errado

    No dia que desespero em formação de batalha ajudar o comandante, coitado desse comandante em chefe com liderados tão frouxos. Que me tirem fora dessa. Votei em Dilma , defendi e defenderei meu voto até o ultimo suspiro, do lado de cá não há um unico sinal de frouxidão.

    Concordo com sua postura na defesa da Petrobras, você vem dissecando os traidores da Petrobras como muita precisão

    Bravo, Araujo,  Petrobras na sua boca nesse  tempos, nesse caso do julgamento em terras estrangeiras é motivo de orgulho, já nessa batalha junto ao TSE  que ainda está nas preliminares discordo do seu discurso.

    Dilma tinha que ser derrubada em 2010 naquela eleição não foi, em 2012 no julgamento do mensalão, não foi, nas jornadas de 2013, não foi, em 2014 naquela eleição, não foi, em 2015 pelas mãos do TCU, não foi, agora nessa ultima batalha, a mais fácil de todas ficam em duvida?

    Dilma naquela batalha contra o José Serra em 2010 disse para seus comandados de campanha que o alvo seria o pre-sal, agora em 2016 lá está José Serra com projeto de entregado pre-sal?

    A arte da guerra é entrar na cabeça do inimigo, conhecer seus reais objetivos, conhecer sua formação de batalha, o Senado é o X da questão e a tal votação de urgencia na entrega do pre-sal…

    Os do lado de lá  já perderam um pedido de urgencia e agora com votação espremida conseguiram  apenas o minimo regulamentar 31 votos contra 30  , Com todos os conchavos, com todas as promessa que o PSDB vem arquitetando nas sombras judiciárias, eles só conseguiram 31 votos de urgencia de tramitação?

    Triplo X do Lula é diversionismo…TSE  é diversionismo…

    É o pre-sal, estupido

    O comando nos deu armas poderosissimas para o campo de batalha, se o soldado é frouxo é questão de cada um

    Na hora que a duvida aparecer, quando já vestido e pintados para batalha,  cantemos  a canção do bravos cantemos Gonçalves Dias, por que os do lado de lá são tudo mariquinhas

     

    Canção do Tamoio

    I

    Não chores, meu filho;
    Não chores, que a vida
    É luta renhida:
    Viver é lutar.
    A vida é combate,
    Que os fracos abate,
    Que os fortes, os bravos
    Só pode exaltar.

    II

    Um dia vivemos!
    E o homem que é forte
    Não teme da morte;
    Só teme fugir;
    No arco que entesa
    Tem certa uma presa,
    Quer seja tapuia,
    Condor ou tapir.

    III

    O forte, o cobarde
    Seus feitos inveja
    De o ver na peleja
    Garboso e feroz;
    E os tímidos velhos
    Nos graves concelhos,
    Curvadas as frontes,
    Escutam-lhe a voz!

    IV

    Domina, se vive;
    Se morre, descansa
    Dos seus na lembrança,
    Na voz do porvir.
    Não cures da vida!
    Sê bravo, sê forte!
    Não fujas da morte,
    Que a morte há de vir!

    V

    E pois que és meu filho,
    Meus brios reveste;
    Tamoio nasceste,
    Valente serás.
    Sê duro guerreiro,
    Robusto, fragueiro,
    Brasão dos tamoios
    Na guerra e na paz.

    VI

    Teu grito de guerra
    Retumbe aos ouvidos
    D’imigos transidos
    Por vil comoção;
    E tremam d’ouvi-lo
    Pior que o sibilo
    Das setas ligeiras,
    Pior que o trovão.

    VII

    E a mãe nessas tabas,
    Querendo calados
    Os filhos criados
    Na lei do terror;
    Teu nome lhes diga,
    Que a gente inimiga
    Talvez não escute
    Sem pranto, sem dor!

    VIII

    Porém se a fortuna,
    Traindo teus passos,
    Te arroja nos laços
    Do inimigo falaz!
    Na última hora
    Teus feitos memora,
    Tranqüilo nos gestos,
    Impávido, audaz.

    IX

    E cai como o tronco
    Do raio tocado,
    Partido, rojado
    Por larga extensão;
    Assim morre o forte!
    No passo da morte
    Triunfa, conquista
    Mais alto brasão.

    X

    As armas ensaia,
    Penetra na vida:
    Pesada ou querida,
    Viver é lutar.
    Se o duro combate
    Os fracos abate,
    Aos fortes, aos bravos,
    Só pode exaltar.

    Repitamos quantas vezes forem necessárias, se necessário mil vezes que mil vezes se cante até a duvida dissipar.

     

     

    • Ou seja, você quer que os
      Ou seja, você quer que os liderados liderem a liderança.

      Mesmo essa hipótese absurda já foi tentada: em QUANTAS oportunidades Dilma se viu na beira de um abismo, abriu o bico e foi resgatada pelos movimentos sociais – apenas para trai-los no momento seguinte?

      Para encerrar: um “líder” fraco e vacilante faz fracos e vacilantes os mais fortes soldados. Isso é de bom senso, desde Sun Tzu e passando até por Camões.

  39. Texto deplorável (quem é que está desesperado?).

    De novo estes choramingos? Por favor, é hora de parar de chorar e de arregaçar as mangas! Quem está em profundo desespero são os golpistas fracassados, isto sim. 

    1. O autor deste texto é reconhecidamente um defensor de ABSOLUTAMENTE TODOS os golpes de estado que tiveram guarida na América Latina no século passado. É também um defensor dos golpes de estado que aconteceram recentemente em Honduras e no Paraguai. Se amanhã houvesse um novo golpe de estado aqui no Brasil, ele seria o primeiro a escrever uns 750 textos dizendo que a culpa pela implementação do golpe seria das vítimas do mesmo e não dos golpistas.

    É o mesmo que culpar Allende e Jango e não os golpistas e assassinos que destruiram estas respectivas democracias em 1973 e 1964. É o mesmo que culpar a moça, que saiu de mini saia, pelo estupro sofrido ao invés de culpar o estuprador. É uma abordagem ultra conservadora e reacionária, de quem faz da democracia um mero adereço com o qual se pode brincar, destruir e instrumentalizar. 

    2. O PT é culpado porque um juiz chamado Sérgio Moro, concursado na primeira instância da Justiça Federal, age assim ou assado? Mas em que mundo vive o autor deste texto?! Que poder Dilma tem para impedir que este juiz tucano lá do Paraná faça isso ou aquilo, sendo ele de outro poder (Poder Judiciário) e concursado? O que o PT deveria fazer em relação ao sr. Moro, deveria mandar exilar o mesmo ou matá-lo e ocultar o cadáver, igual ao que os porcos golpistas de 64 faziam (com o apoio incondicional do sr. Andre Araujo)?

    3. O autor deste post tem a mania de querer justificar a corrupção. Ora, é evidente que a Lava Jato é uma operação de guerra contra o PT. Qualquer um sabe disso desde sempre. Isto não quer dizer que se deva compactuar com ladrões e vigaristas do naipe de um Paulo Roberto Costa ou de um Eduardo Cunha. Tampouco isto quer dizer que o Brasil não deve implementar tratados e convenções que já existem há décadas nos países da OCDE (convenções que existem também na Argentina, na Colômbia, na Rússia, etc). Esse negócio de justificar a ladroagem é absurdo até não poder mais. 

    4. O autor insiste com a ladainha de que o PT deve ter como protótipo de sua atuação figuras como ACM e outros golpistas que igual a ele jogaram o país na desgraça em 1964. No dia em que o PT tiver como farol figuras deletérias como este tal de ACM, será melhor fechar de vez as portas e ir jogar bingo marcado com milho n’alguma quermesse do interior. Outra coisa: dizer que o PT abandonou seus companheiros no meio do caminho? Ora, isto é absolutamente falso e mentiroso! Até hoje o PT faz atos de desagravo a José Dirceu, ao Vaccari e ao Genoíno, entre outros. Com o Lula, evidentemente, a defesa é ainda maior. Todo o texto choroso, meloso e patético se equilibra na falsa tese de que o PT “abandonou” seus filiados na rua da amargura. Com essa premissa estonteantemente falsa, fica difícil sobrar algo que preste. 

    5. Depois ainda vem a incrível maluquice de atacar a jurisprudência iniciada por Lula em 2003, de sempre nomear o primeiro da lista tríplice do Ministério Público. Ora, só quem viveu em Marte ou no fundo do Oceano Atlântico para esquecer o que se fez com este país nos 08 anos de Geraldo Brindeiro et caterva! Foi justamente por passar 08 anos consecutivos criticando e denunciando a roubalheira bilionária, as falcatruas colossais e as vilanias escondidas e varridas para debaixo do tapete pelo PSDB que o PT resolveu sepultar este triste capítulo da história nacional.

    Até 2012, com uma década de governo do PT no comando da esfera federal, o modelo funcionou muito bem obrigado (e ninguém reclamava, muito antes pelo contrário). Foi a partir da AP 470 que se passou a criticar o modelo que até então era efusivamente aplaudido pelos movimentos sociais e progressistas do país. Da mesma forma vem a questão do STF: Até 2012 não havia um único ser vivo na face da Terra que criticasse as nomeações feitas por Lula e Dilma. Tudo mudou a partir do julgamento fraudulento da AP 470. Como é fácil ser engenheiro de obras prontas, não? Em 2003, quando Lula nomeou Joaquim Barbosa, absolutamente ninguém criticou e mais, Lula foi fragorosamente aplaudido pela nomeação que fez naquela oportunidade (fica fácil criticar a nomeação do Joaquim Barbosa apenas 10 anos depois dela ter acontecido…).

    6. O autor insiste em criticar os desmandos e supostas ilegalidades cometidas no âmbito da Operação Lava Jato – e nisto está absolutamente correto – mas não faz uma crítica sequer ao juiz Sérgio Moro ou ao sistema Globo de mentiras e engodos nacionais! Ora, porque não critica os golpistas que agem diuturnamente para destruir a democracia? O que Dilma poderia fazer em relação a Sérgio Moro, que é concursado, ou em relação ao juízes da Justiça Federal em Porto Alegre (segunda instância, também concursados)? O que se vê na tese do sr. Araujo é um profundo lamentar pelo fato de que bilionários banqueiros e de que bilionários empreiteiros se encontram presos, pela primeira vez na história do Brasil. O poder econômico foi para a cadeia depois de 500 anos e isto causa um profundo mal estar no articulista que gosta de golpes de estado e que até hoje defende com unhas e dentes o golpe de 64…

    7. Há também um lamento pela decisão última do STF, que decidiu que as pessoas podem ser presas já a partir da condenação em segunda instância. Em primeiro lugar, eu gostaria de saber se existe algum país do Planeta Terra onde o requisito para a prisão seja aguardar a confirmação da condenação em QUATRO instâncias judiciais, como era até a semana passada no Brasil. E pergunto com toda a sinceridade pois acho que o STF interpretou mal a Carta de 88, mas não acho que isto seja o fim dos tempos. Aqui mesmo no Brasil, entre 1940 (Código Penal do Estado Novo) e 1973, a prisão se dava já na primeira instância.

    De 1973 a 2009, passando pela Carta de 88 (o STF julgou o caso em 1991), sempre houve a possibilidade de prisão já a partir da condenação em segunda instância. Ou seja, a possibilidade de prisão a partir da condenação em segunda instância vigorou até o final do governo Lula e não se viu nenhuma ditadura ou quebra da Carta de 88 em função disso. Aliás, o autor é um fã assumido dos EUA. Lá na terra do Tio Sam a prisão pode ser decretada já a partir da condenação em primeira instância e nunca vi o sr. Araujo dizer que o Supremo dos EUA é ditatorial ou que os empresários norte-americanos estariam fugindo de lá em função disso. 

    8. Mais uma vez uma alusão à Polícia Federal. A PF não age de ofício. Age para cumprir um mandado judicial exarado por uma autoridade competente. Se o sr. Araujo reclama das ações da PF, no caso da Lava Jato, mais uma vez ele deveria descarregar as suas baterias no sr. Sérgio Moro. Este é o juiz que expede os mandados. A PF apena cumpre, como manda a Constituição. 

    Por fim, noto que o sr. Araujo vislumbra um novo golpe de estado no horizonte. O que ele não vislumbra, lamentavelmente, é a possibilidade de passar a escrever denunciando os golpistas e não as vítimas do golpe de estado. Mas mais ainda do que isto: não sei de que golpe fala o sr. Araujo – se é o do impedimento ou o do TSE – mas o fato é que desde 26 de outubro de 2014 os golpistas insistem em destruir a democracia e a soberania do voto popular. Lá se vai quase 01 ano e meio de tentativas frenéticas de golpe e nada. 

    O fato é que os golpistas imaginaram que Dilma sequer fosse assumir o seu segundo mandato e quebraram a cara. Imaginaram depois que com Cunha a presidenta seria apeada do poder já em março de 2015 (quebraram a cara novamente). Imaginaram que o golpe de estado seria consumando então em abril, maio, junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro ou dezembro de 2015 e mais uma vez quebraram a cara com força total. 

    Dilma vai vencer os golpistas vigaristas e o que se vê atualmente é uma mudança de tática: como o golpe de estado do impedimento praticamente está morto, os golpistas vão tentar investir com tudo no golpe de estado via TSE. O problema é que lá o julgamento tende a demorar e Gilmar Dantas, a partir de junho, vai ficar isolado. 

    De modo que as pessoa deveriam se acalmar e perceber que o estardalhaço feito pela 23ª fase da Operação Lava Jato tinha e tem um objetivo bem definido: tentar dar alguma gás para as marchas dos nazi-fascistas do dia 13 de março. 

    Não sei se todo mundo notou, mas as marchas fascistas começaram com proporção imensa, em março de 2015. E de lá para cá murcharam impiedosamente. As marchas golpistas de abril de 2015 foram menores; de agosto de 2015 foram menores ainda e as de dezembro de 2015 foram simplesmente patéticas. 

    Enquanto isto a esquerda, que começou o ano de 2015 dizimada e atônita, veio crescendo e se organizando, ao ponto de fazer uma belíssima demonstração de força e organização nacionais no dia 16 de dezembro de 2015. Ou seja, a direita golpista se dispersou um pouco e a esquerda se aglutinou e cresceu em poder de mobilização. 

    A economia brasileira vai se recuperar no segundo semestre e Dilma vai resistir e vencer. E isto é que está alvoroçando os golpistas fracassados.

    Eles sabem que o tempo político do golpe está chegando aos 45 minutos do segundo tempo. Tentam enlouquecidamente levar o jogo para a prorrogação, sob pena de verem Lula, Dilma e o PT se recuperarem até 2018. 

    • Diogo Costa,
      Penso que daqui

      Diogo Costa,

      Penso que daqui a pouco, bem pouco, a história mostrará quem está certo. O André ou você.

      De minha parte, acho que o André. Concordo especialmente com o último parágrafo do texto dele.

  40. Prefiro a explicação no texto

    Prefiro a explicação no texto de Tereza Cruvinel:

    “A desnecessária e abusiva prisão do publicitário João Santana, agora rebatizado de “o marqueteiro do PT”,  já teve o efeito de alterar a agenda política, tirando do noticiário o caso FHC-Miriam Dutra. Já serviu também para realimentar a ofensiva pró-impeachment e a estratégia da oposição de cassar o mandato de Dilma e Temer através da ação eleitoral que será julgada pelo TSE. Ponto para a Lava Jato e para as forças políticas a que ela serve, no fim e ao cabo.

     A prisão de Santana, a segunda de um publicitário durante os governos do PT, alimentou prognósticos de que estamos no fim de uma era no modo de fazer política. De fato, apesar dos resultados  econômicos e sociais da era Lula, o PT desceu aos infernos essencialmente porque,  chegando ao poder, adotou duas práticas que sempre sustentaram as elites no poder: o financiamento privado de campanhas, em conexão com as grandes empresas, e o uso do marketing político profissional, que se instalou em nosso sistema eleitoral logo depois da Constituinte, na campanha de 1989, vencida por Fernando Collor com grande ajuda do marketing. Venceu o “caçador de marajás”, titulo de uma capa alvissareira da revista… Veja.

    As campanhas de Fernando Henrique, em 1994 e em 1998, também foram “pensadas” por marqueteiros experientes. A primeira faturou o Real, a segunda o medo do colapso do Real diante da crise internacional daquele momento. Lula, para ser candidato pela quarta vez em 2002, impôs algumas condições ao PT. Uma delas, a contratação de um publicitário de primeiro time, Duda Mendonça.

    O financiamento privado existe desde o todo e sempre na política brasileira mas quando o PT mergulhou na experiência, pensando que a regra era permitido a todos, teve seus esquemas explodidos.

    Quando dois vetores importantes do sistema político-eleitoral entram em colapso, balizas do próprio sistema democrático precisam ser revistas. O aviso é mesmo o de que chegou a hora de mudar as regras, de encerrar uma era para que venha outra.

    Este é um diagnóstico até convincente, que encontra eco nos que se enojaram da política nos últimos anos. Parte deles foi às ruas em 2013 avisar que os políticos e partidos atuais não os representava. Mas será mesmo possível uma nova era sem dinheiro dos empresários e sem marqueteiro? Na eleição municipal deste ano veremos se o financiamento empresarial será mesmo banido ou se a prática do caixa dois é que vai disparar. Tendo a apostar na segunda hipótese, embora torça pela primeira.

    E quanto ao marketing, a destruição moral de publicitários de sucesso, como já aconteceu com Duda e agora acontece com Santana, não será suficiente para tirá-lo de cena. No mundo inteiro o marketing e o processo eleitoral deram-se as mãos. Isso é da cultura ocidental, não vai mudar.

    O que vai mudar é o ambiente, com o restabelecimento daquela paz que antes permitia a outros partidos fazer uso farto dos dois recursos sem ser incomodados. Quando o PT deixar o poder, não haverá nem mídia, nem procuradores, nem Polícia Federal interessados em descobrir como as campanhas dos vitoriosos foram financiadas, nem como foram pagos seus marqueteiros. Quando o PT deixar o poder, todos estes agentes da turbulência atual vão descansar. A mídia voltará a plantar abobrinhas, a Polícia Federal a perseguir traficantes e outros meliantes, os procuradores a defender os direitos difusos da sociedade.  Lula já será um leão sem dentes, talvez esteja até preso, e Dilma terá ido para o vale dos caídos, terminando ou não o mandato.  E esquecidos também serão os do andar de baixo que galgaram alguns degraus nos governo do PT, que para se manter neles, aderiu ao que só era permitido aos outros.

    Assim são as coisas. O que se busca é encerrar um ciclo, o ciclo petista, não uma era e seus costumes políticos. Quem viver verá.”

  41. Brilhante análise!
    Deve ser

    Brilhante análise!

    Deve ser emoldurada e pendurada na parede da sala, retrato fiel da ditadura instalada no país em pleno regime democrático. 

  42. golpe

    O golpe é de estado mesmo, o que estar em jogo e as empresas estatais, já ta  tudo fatiado, não vai parar no impeachment, a ordem é destruir para conquistar. Dilma é perfeita para os planos desta gente, uma desgovernada, covarde, não sei como não jogou a toalha, é uma tragédia para o país.

  43. Tá na hora do PT aprender que

    Tá na hora do PT aprender que governo forte não é incompatível com democracia. Tá na hora do PT aprender que republicanismo tem limite num governo forte. 

  44. “Não há operações dessa

    “Não há operações dessa escala para tráfico de drogas, de armas,”

    Não há. O helicoca é o melhor exemplo. Foi apreendido pela PM do Espírito Santo. Quando bateu na mão da PF todos foram soltos, o helicóptero foi devolvido, provavelmente a droga foi devolvida e um pedido de desculpas foi feito prometendo que aquilo jamais voltaria a contecer.

    É este o estado em que vivemos.

  45. Texto sob medida (como muitos

    Texto sob medida (como muitos aqui no blog) para desviar a atenção acerca do fato de o país ter encolhido 4% em 2015 e provavelmente mais 4% em 2016.

    Assim, atribui-se a crise à lava-jato, e não à política incompetente de Dilma Roussef e seus 39 trapalhões.

    Dilma é tão incompetente que vai entregar um país menor do que recebeu em 2011. Estamos vivendo uma nova “década perdida”. Mas a culpa é da lava-jato, claro…

    A notícia ruim é que somente os militantes e apaniguados compram essa lorota… Só a guisa de exemplo, no grupo de whatts da minha faculdade (formado há 15 anos), tá cheio de ex-eleitor do PT (inclusive eu). Todos seguem sendo de esquerda, mas rejeitam o partido e a incompetenta. A única que aparece para defender o governo – adivinhem – é filiada e ocupa um carguinho comissionado em uma estatal de quinta categoria… Ó surpresa… 

    • A crise deve-se a varios

      A crise deve-se a varios fatores, a incompetencia do Governo é obvia mas a Lava Jato ao demonizar as empresas estatais e

      os grandes grupos que lideravam as obras publicas e concessões de infra estrutura contribuiu claramente para o desmonte da economia, esses empreendimentos de infra estrutura são os unicos que podem tirar a economia da recessão.

      • Mais uma vez, caberia ao

        Mais uma vez, caberia ao governo elaborar um plano de saneamento para blindar as empresas e responsabilizar somente os executivos ou donos que cometeram crimes… Isso é tarefa política, e não de delegado ou de juiz.

         

         

        • Tem mais de um ano que o

          Tem mais de um ano que o governo tenta os acordos de leniência. Há mais de um ano o MP e o TCU não deixam os acrodos avançarem. E a culpa é do governo?

          • Conversa fiada. MP e TCU não

            Conversa fiada. MP e TCU não tem o poder de obstar a assinatura de acordos de leniência. Leia a lei 12.846/13.

            Além disso, o governo deveria adotar outras medidas, além de tais acordos. 

            Deveria, se governasse.

          • Parece que tem. procure saber

            Parece que tem. procure saber o motivo dos acordos ainda não terem sido anunciados.

            Este semana mesmo acho que foi o STF, afastou o TCU dos acordos.

            Veja bem: o STF tem de intervir para reoslver uma pendenga onde o TCU não deveria nem se meter a palpitar.

    • Ora Charlie,como não, a
      Ora Charlie,como não, a lavajato não colaborou com a “recessão”!!??
      Veja exemplo recente do ex marqueteiro do Serra João Santana,
      Já bloquearam seus bens e contas,e isso sem provas,n é fascismo?
      VC acha que isso não influência a economia,em relação as mega empregadoras,compradoras empreiteiras,DEIXA D SER BURRO!
      No caso da Dilma ela já não ajuda e com quase todos contra aí é
      Q fica difícil mesmo

      • Por acaso eu disse que a lava

        Por acaso eu disse que a lava jato não colaborou com a recessão!!?

        O que eu disse é que a lava jato não é A RESPONSÁVEL pela recessão, como voces estão pintando para tentar esconder a incompetencia absoluta de Dilma.

        Releia o que eu escrevi antes de chamar os outros de burro, caro militonto/apaniguado/comissionado/analfabeto funcional.

  46. Está chegando a hora

    Por letargia do governo, por despreparo, por falta de liderança, ou seja o lá o motivo, estamos perdendo a democracia que lutamos tanto para conquistar.

    Não importa de que forma, se legal ou ilegal, DILMA será cassada ou no TSE, ou na câmara ou no senado. Para que ela perca seu foro privilegiado e possa ser presa e algemada, com fotos em todos os jornais do mundo, para o orgasmo dos golpistas e aviso as futuras gerações.

    Também não importa se legal ou ilegal, sob qualquer tipo de alegação,  LULA será preso e algemado, exposto ao lado de um famoso agente da PF, e sua foto algemada correrá o mundo. Mostrando que contra os poderosos não adianta ter o povo do lado.

    Nós já vimos esse filme acontecer, e nada fizemos para evitá-lo, talvez o pessimismo esteja um pouco aumentado, mas é a impressão que tenho dos desenrolar dos fatos.

    A saída? Chamar orgãos internacionais, enquanto ainda temos contato com o mundo, principalmente a OEA, a CORTE INTERNACIONAL DE JUSTIÇA, e denunciar os desmandos que estão ocorrendo no Brasil.

    Depois fica mais dificil no exilio.

    Triste fim da democracia.

    • Talvez partir para a ação direta

      O código antiterrorismo a pouco votado vem exatamente para evitar que haja luta armada, como nos anos 60/70. Mas nada, digo nada mesmo, pode dar garantias aos golpistas de que não haverá alguns atentados pós golpe. 

  47. Não é geral a percepção de

    Não é geral a percepção de que o epicentro da crise está no Supremo, em qualquer hipotese de contestação ao mandato presidencial a decisão será sempre do Supremo, seja no caso de impeachment pelo Congresso , seja em decisão do TSE que pode ser recorrida ao Supremo. No caso do impedimento da Presidente e Vice, do Presidente da Camara e do Presidente do Senado, o 5º na linha de sucessão é o Presidente do Supremo Tribunal Federal, que será a Ministra carmen Lucia, se isso se der depois de 30 de junho de 2016 quem suceder completará a Presidencia até 2018.

      • O contexto juridico é um na

        O contexto juridico é um na primeira metade do mandato e é outro na segunda metade do mandato.

        Neste ultimo caso quem entra fica até o fim do mandato.

          • Precioso ???

            A situação é pior:

            Ocorrendo a vacancia nos dois ultimos anos a eleição será feita 30 dias após a ultima vaga pelo congresso nacional.

            Lei 9504/97

            Agora imagina como ficará precioso o seu tempo com uma eleição comandada por este congresso que ai está…

  48. Governo fraco dá nisso,vou
    Governo fraco dá nisso,vou contar uma história verídica!
    Minha mãe viu um lagartixa enorme com uma barata na boca!
    Quem de nós saberia q lagartixa come barata!!??Concluo então!
    Ora a lagartixa cresceu tanto q viu que poderia engolir a barata!!
    É como se dissesse assim,Com essa agora eu posso! Vejamos!!
    A lagartixa é o PIG e a barata a democracia,Dilma,estado de.direito!
    Desculpem gente,mas é o que tenho pra hj,vaaleu!!!

  49. Democrático?!?

    Em nenhum momento do texto isso foi mencionado, nem nas entrelinhas. Como disse em algum comentário anterior é que o Governo não tem noção do que fazer na situação em que se encontra (economia em retração, malucos de hospício mandando e desmandando além de uma inação completa). 

    O que mais me impressiona em tudo isso é a cara séria e inabalável do Ministro da Justiça falando de republicanismo. Acredito que a República nunca tenha sido tão vilipendiada como nestes tempos.  O exercício do poder, como bem menciona André, não é algo simples ou fácil, mas deve ser exercido sem as exitações que se vê. Passam a clara impressão que seguem aquele ditado “deixe como está para ver como é que fica”.

    É muito fácil achar justiça nas condenações de empresários e outros quando não se depende de emprego ou se conta com as empresas dirigidas por estes como clientes. É fácil dizer “temos que reduzir o Governo ao mínimo” quando não se depende dele para aposentadorias, LOAS, ou no atendimento à Saúde e Educação, ou se conta com ele como cliente pagante. É simples dizer essas coisas como pessoa completamente alienada da realidade.

    Acha-se absurdo uma canoa de R$ 4.000,00 mas não um “salário” mensal de R$ 70.000,00 que faz escândalo em qualquer outra parte do Mundo.

    Os erros do PT e de seus dirigentes são poucos (já listei em outro post, como em número exato de 6: Nomeações de Juízes do Supremo, SECOM, Ministro da Justiça, Bancos (Financistas, Banqueiros, dólar e BC), escolha da sucessora de Lula e Política Industrial. Nem com essa meia dúzia de questões conseguem lidar de forma objetiva e firme, como se esperar outro estado de coisas?

    Nesses termos é claro que se vê a falta que faz Sarney e ACM (pessoas sob imensas dúvidas), mas à época seria impensável coisas como estão ocorrendo. Falta ao Governo (Dilma, Lula e PT) deixar de achar que são uma agremiação ou uma associação de camaradas em que tudo se discute em congresso. Lidar com sociopatas concursados,diplomados ou que administram fortunas não é simples, mas exige coragem e ânimo. Coisas que não se encontra em discursos.

    Mas o que realmente deixa-me aborrecido é o fato de que existem ainda coisas excelentes feitas sob este Governo. Dá pena ter isso sob essas nuvens escuras.

  50. Dilma é culpada?

    O Congresso trabalha contra Dilma, e ela é culpada? Que eu me lembre, Cunha e Renan tentaram quebrar o país com a pauta bomba, que depois foi vetada por Dilma. Que culpa tem Dilma se o Congresso está cheio de bandidos? Que culpa tem Dilma se o STF mantém Cunha dando as cartas na Câmara? Não vivemos numa ditadura que a presidente pode tudo. A Justiça é independente do Executivo, e vejo sim o STF e PGR dando cobertura pros vazamentos midiáticos de Moro e de suas prisões arbitrárias que tem feito a Petrobras e o Brasil perder bilhões. Pelo andar da carruagem, vamos precisar muito de Dilma pra ela vetar uma possível aprovação no Congresso do projeto do Serra que entrega o pré-sal pras multinacionais. É isso que vejo.

    • Sim, Dilma é culpada

      Caro Diego.

      Dilma não só é culpada, como é uma das principais culpadas da nossa crise.

      Primeiro porque deixou o Tombini subir os juros Selic, o que derrubou o PIB, com isto aumentou o desemprego, e deu brecha para que um congresso conservador se elegesse.

      Segundo, porque mantém Janot, que é tucano, na Procuradoria geral da República.

      Terceiro, porque mantém José Cardozo, no Ministério da Justiça apesar de ser outro tucano republicanista.

      Quarto por que faz nomeações republicanistas no Supremo.

       

      Se Dima estivesse cumprindo direito suas obrigações, poderíamos ter crise, mas nãochegaria a tanto como hoje.

  51. Agora é tarde

    Até meados de 2013 havia tempo e condições de evitar o tsunami e o terremoto que atingiu as plagas governistas e seu partido politico. Acontece que enquanto se navegava em mares tranquilo e de vento favoravel, ninguem ligado ao capitão do navio, se animava a perceber de que a situação estava ameçada por tempestades nunca antes vistas por estes mares de navegação. A tempestade perfeita se aproximava e a tripulação se regozijava em festas.

    Deputados e deputadas dançavam no congresso nacional tripudiando de quem tentava os ameaçar. Levados pela crença de que o sistema que sustenta o poder politico desde as capitanias hereditárias os defenderiam não se deixavam abater por qualquer preocupação. Pelo contrário, debochavam das tentativas de quem timidamente na oposição, fizessem qualquer movimento contrario aos seus interesses. Individualmente e pontualmente não havia como os atingir, todos ali a volta estavam comprometidos com o mesmo sistema que os amparavam. A situação era, na compreensão de quem estava no poder, completamente favorável aos seus projetos. Porem, algo muito singular e diferente de tudo conhecido, vinha em direção contraria, nem o governo, nem a oposição poderia desconfiar de que forças invisíveis aproximavam-se, rápidas e ameaçadoramente e que mudariam todo o cenário do poder.

    Que se lembre, o infortúnio do PT é que foram com muita sede ao pote e era o partido que estava na praia do poder qdo o tsunami alcançou terra firme. É muito claro de que fosse outro o partido que estivesse no poder teria sofrido as mesmas consequências da ruptura politica que se instalou. A intensidade da tragédia que se abateu sobre o PT só é diferente da que se abateria sobre outro pelo tamanho da coisa. O PT foi muito eficiente em manter azeitado o sistema de fisiologismo que vigora na governança desde sempre. Em vez de tentarem alguma coisa que mudasse com o status-quo, pelo contrario se mostraram eficientíssimo na administração do fisiologismo vigente.

    È o destino, para quem acredita em destino.

    Só damos atenção para os acontecimentos que nos dizem respeito, qdo é muito tarde para tentar mudar com o desenrolar dos acontecimentos que se tornam inevitáveis.

    Em qualquer contenda aquele que não consegue assimilar o golpe do adversário, se torna a presa próxima do abate. Entregar o jogo é a ruina total, a única saída é distrair o adversário e ganhar tempo.

     

    É o destino… Pra quem acredita em destino.

  52. É uma parte da verdade

    É evidente que o instrumento que está sendo utilizado para derrubar o governo progressista é o aparelhamento aos avessos (setores conservadores se apossaram de cargos estratégicos do estado). No entanto, é, em minha opinião uma visão simplista acreditar que fechado este flanco, os oponentes não atacariam por outro flanco.

    A Argentina fez a ley de meios, não fez?

    A Venezuela, com o Chavismo, ocupou devidamente o Estado, não ocupou?

    Na Bolivia, Evo Morales se valeu quanto pode de instrumentos que prolongasse o seu mandato em nome do projeto social, não foi?

    Por aqui, o PT apostou em um controle gradativo do Estado, a partir do acesso a direitos e no republicanismo (ambíguo concordo). Foi uma aposta furada? mas qual outra aposta não seria furada?

    A direita sabe jogar este jogo infinitamente melhor que os setores progressistas. Eles convivem com aqueles atores que sabem viver na sobra, assim como sabem fazer sobra para proteger os seus.

    Vivemos novamente uma grande conspiração com elementos bem mais complexos que podemos controlar (capital externos, grupos conservadores, mídia, políticos internos entreguistas…).

    Pode ser lugar comum, mas o governo do PT está na eminência de sua queda não por seus defeitos, mas por suas qualidades.

    Parafraseando aquele economista: É a inclusão social e o nacionalismo estúpido!

  53. Estão dando a mesma

    Estão dando a mesma desimportância de sempre ao Povo, a Democracia. Nem o Congresso, nem o Judiciário vai derrubar a presidente. O golpe deles é manter o governo nas cordas e entregar o pré-sal. Claro também evitar que Lula seja candidato em 2018.

    Se ele for candidato, é eleito!

    Se não for candidato, elege quem apoiar.

    Isso é fato. 

    O mais é choro de perdedor.

     

     

     

  54. Brilhante texto!
    Clap, clap,clap! Em suma, os governos do PT, sob a liderança de Lula, hoje são vítimas do Leviatã criado por eles mesmos. Deram poderes demasiados ao MP, abriram mão do direito de nomear o Procurador Geral, fizeram indicações desastrosas para o STF, nomearam um Ministro da Justiça pusilânime, agora irão pagar o preço pelas péssimas decisões. Se o golpe vier pelo TSE, bem feito para a Presidente que em matéria de trato político é uma nulidade.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome