Bolsonaro falou em fraude eleitoral pelo menos 90 vezes desde o mês de maio

Levantamento considera pronunciamentos efetuados pelo presidente em discursos oficiais, entrevistas, lives e contato com apoiadores

Foto: Reprodução/Carta Capital (via pt.org.br)

Jornal GGN – Nenhuma inconsistência no uso da urna eletrônica foi encontrada nos 25 anos em que o equipamento está em uso no Brasil, mas o presidente Jair Bolsonaro insiste em afirmar que o voto impresso é a única alternativa para impedir fraudes nas eleições 2022.

Levantamento elaborado pelo site Metrópoles mostra que, entre os dias 06 de maio e 23 de julho, Bolsonaro falou em “fraude” pelo menos 90 vezes em ocasiões diferentes, como discursos oficiais, lives semanais, entrevistas e conversas com apoiadores.

Contudo, esse número pode ser ainda maior, já que as transmissões dos contatos com apoiadores são feitas por canal que apoia o governo e elas são editadas, e a íntegra não costuma ser publicada.

O tema ganhou mais força após as ameaças feitas pelo ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, de que não haverá eleição no próximo ano caso o voto impresso não seja implementado.

A PEC do voto impresso chegou a ir para análise de comissão especial, mas a base governista fez uma manobra que adiou a votação do relator da proposta, deputado Filipe Barros (PSL-SP). A operação contou com o apoio do presidente do colegiado, Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), que agendou nova reunião para discutir o tema em 05 de agosto, após o recesso parlamentar.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 comentários

  1. Nenhuma inconsistência no uso da urna eletrônica foi encontrada nos 25 anos em que o equipamento está em uso no Brasil.

    Claro que nao, quem projeta. compra. transporta, usa verifica e julga as urnas eletronicas e proprio dono delas, a Empresa Brasileira de Eleicoes SA, vulgo TSE.

    O confilito de interesses da justica eleitoral no Brasil e everestiano.

    A Diebold comprou as urnas brasileiras e foi vender nos EUA. Foi uma fracasso total, arrumou um monte de processo porque la nao tem a protecao da justica e caiu fora do negocio.

    Que tal um xadrez das urnas eletronicas com mais fatos e menos releases da Empresa Brasileira de Eleicoes?

    Porque nenhum pais do mundo adotou ate hoje esse prodigio da informatica projetado pelos fantasticos engenheiros da computacao Nelson Jobim e Eduardo Azeredo?

    Por que as democracias mais antigas e consolidadas do mundo ainda prefere o papelzinho?

  2. ‘EUA vão armar um novo golpe contra Lula’, avisa Brian Mier
    “A gente não pode pensar que só porque Lula está liderando em todas as pesquisas ele vai ser eleito presidente. Tem outra tentativa de golpe eleitoral sendo montada”, alertou o jornalista norte-americano em entrevista à TV 247. Assista.

    Fiquem tranquilos, o desconhecimento da Diebold, da CIA, da Microsoft, da IBM e da NSA sobre os conhecimentos de Velloso, Fux, Rosa, Barroso e Jobim sao suficientes para impedir qualquer golpe.

    As instituicoes continuam funcionando como sempre funcionaram. Quem quer que venca a eleicao sera por seus proprios meritos. O resultado jamais podera ser contestado. Nem conferido.

    Essa mensagem se autodestruira em cinco segundos.

    https://www.brasil247.com/mundo/eua-vao-armar-um-novo-golpe-contra-lula-avisa-brian-mier?fbclid=IwAR3lLQHPnp9bSQv0roFwg0wsieVbPl-eqnMF2UThdnchTN0bnGNRujq9tUg

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome