MBL não resistiu ao vento, por Danilo Strano

manifestapato_rovena_rosa_abr.jpg
 
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
 
MBL NÃO RESISTIU AO VENTO
 
O FIM DE UM MOVIMENTO SEM BASE
 
por Danilo Strano
 
A política é conhecida pelas mudanças bruscas de rumo que ocorrem de tempos em tempos. Nacionalmente isso tem ocorrido com uma frequência grande nos últimos anos. E do mesmo jeito que novos protagonistas aparecem, outros tantos tem apenas 5 minutos de fama e desaparecem com o soprar do vento.
 
O barco do MBL foi empurrado pelo vento da rejeição a Dilma e a crise econômica do país, ganhou projeção em cima disso. Mas sem as pessoas para remarem nos momentos em que o vento muda de posição, o barco some no oceano. O movimento não aguentou a queda da Dilma, ironicamente, eles que surgiram com esse objetivo, não souberam construir bases para continuar fortes após o objetivo alcançado.

 
Talvez por ilusão, ou por inocência mesmo, os jovens líderes do MBL não trouxeram novas pautas, não pensaram em projeto de transformação de país que unisse as pessoas. Um movimento não existe se não tiver algo transformador como objetivo final, a única transformação proposta sempre foi a derrubada da presidenta. Com tal fato consumado, o movimento perdeu seu sentido de existência.
 
Alguns, como Homero Marchese e Fernando Holiday, aproveitaram os ventos positivos da luta contra a presidenta e se elegeram como vereadores. A atuação dessa pequena bancada tem se mostrado inútil na construção política, apenas explosões de preconceito e ódio colocam os nobres vereadores em evidência.
 
Kim Kataguiri optou por um caminho diferente. Acreditando ser o grande líder do movimento, o menino prodígio esperava por voos mais altos, talvez uma candidatura para o executivo em 2020, ou quem sabe virar deputado federal. Porém, o vento da política soprou Kim para longe, muito longe, até a coluna semanal na Folha de São Paulo o jovem perdeu. Suas convocações para novas manifestações se mostraram ineficazes, os milhões de seguidores se transformaram em algumas centenas no último encontro.
 
Os ventos sopram e por isso sempre existirão novos líderes e movimentos, mas a lição ficou para os jovens do MBL, sem uma base real para sustentar-se, o tempo útil é mínimo.
 
Danilo Strano – Cientista Político
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora