GGN São Paulo: os sinais que acendem luz amarela

Nos últimos 7 dias houve aumento continuado na média diária semanal. Passou de 11.713 no dia 12 passado para 12.862 no dia 18.

Nos últimos dias chamou atenção o novo aumento do Covid em São Paulo, inclusive o aumento na ocupação de leitos. Há sinais claros de retorno dos casos e de que houve, no mínimo, uma interrupção na redução da ocupação de leitos.

Confira os principais indicadores:

  1. Crescimento da média diária semanal de casos

Nos últimos 7 dias houve aumento continuado na média diária semanal. Passou de 11.713 no dia 12 passado para 12.862 no dia 18.

Em relação aos óbitos, houve queda até 15 de maio. Depois, voltou a subir, mas sem configurar ainda uma tendência.

  1. Nível de ocupação por região

Nos últimos dias, 2 regiões saíram da faixa de 50% a 80% de ocupação e entraram na faixa de 80% e 95%. Atualmente, há uma região com mais de 95% de ocupação e 11 entre 80% e 95%.

  1. Média de pacientes em UTIs

Houve queda entre 10 a 16 de maio e aumento nos dois últimos dias. Ainda não configura tendência.

  1. Ocupação de leitos na Grande São Paulo

Ontem, o nível de ocupação bateu em 76,8, o mais elevado dos últimos 10 dias, mas com poucas variações. O gráfico dá ideia de grandes oscilações, mas são variações na primeira casa decimal.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome