Sindicato dos Educadores do Panará processa Beto Richa, Francischini e Traiano

Jornal GGN – O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato) anunciou nesta quinta-feira (30) que a entidade vai mover ação criminal contra o governador Beto Richa (PSDB), o secretário de Segurança do Estado, Fernando Francischini (SD) e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ademar Traiano (PSDB), por conta dos abusos cometidos pela Polícia Militar na repressão à manifestação de professores e funcionários públicos em greve que, até a noite de ontem, deixou cerca de 200 feridos.

A informação foi dada à Rede Brasil Atual pelo secretário de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato), Luiz Fernando Rodrigues. “Nós acreditamos que esses três são responsáveis por todo o massacre que aconteceu lá”, afirmou.

Por outro lado, a coordenadora de imprensa da PM paranaense, Márcia Santos, disse, em entrevista à BBC Brasil, que não houve uso desproporcional de força no protesto de professores, na quarta-feira. “Desproporcional seria usar armas letais. (…) O uso da força foi progressivo. Se você olhar as imagens, primeiro, os policiais estavam totalmente pacíficos olhando tudo. Foi gradativo”, disse a porta-voz.

Segundo a coordenadora, o fato de alguns manifestantes terem atirado paus e pedras contra os oficiais comprova o interesse no confronto físico. “Eles vieram preparados com máscaras contra gás e vinagre em lenços. Isso mostra a predisposição que eles tinham para o confronto”, completou.

Nesta quinta, os professores se reuniram em assembleia, por volta das 12h, e decidiram manter a greve e os protestos contra o governo Beto Richa. A principal crítica é ao projeto de lei do Executivo, votada na sessão de ontem da Assembleia Legislativa, que altera a previdência dos servidores públicos, ajudando o Estado a pagar as próprias dívidas.

35 comentários

  1. Beto Richa, Francischini e

    Beto Richa, Francischini e Traiano devem ser julgados por crime de guerra, pois o que eles promoveram foi uma covarde e sangrenta guerra contra os servidores do Paraná.  Os servidores desarmados e os policiais com armamentos e equipamentos de guerra.  Pura covardia.

    Deveriam esses CRIMINOSOS DE GUERRA  ser julgados como tal ou por um Tribunal Militar Federal, ou por um Tribunal Internacional. A policia atacando quem os paga, a policia atacando quem deveria defender, NAZISMO.

  2. Como o jornalismo é obsceno

    Como o jornalismo é obsceno atualmente! E o jornalista da BBC não foi capaz de perguntar para a coordenadora da imprensa do governo Richa porque a polícia fez uso de um helicóptero e havia franco atiradores nos prédios do entorno para atirar no rosto dos manifestantes?

    A manchete da Uol ontem a noite era uma declaração do truculento Richa atribuindo os protestos ao PT e aos black blocs, dizendo que havia mais policiais feridos do que manifestantes. Isso não é jornalismo, é cumplicidade com a violência e com esse facínora governador do Paraná.

  3. Desproporcional

    Ora, como bem salientou um comentário em outro site afim, a coordenadora de imprensa da PM do Paraná comete uma barbaridade daquelas de dar pena alheia… “Desproporcional seria usar armas letais”… Pelo amor de Deus… Como uma “coordenadora de imprensa” diz uma besteira dessas? Seria, caso tivessem usado armas letais, um crime hediondo cometido pelo Estado, uma chacina de corar Candelária. Pelo que entendi, pode surrar, atirar com bala de borracha, descer o cacete com força, soltar cachorro, jogar gás, fazer o diabo contra professores e professoras, profissão que deveria ser mais respeitada não só por governos, sejam eles de quais matizes ideológicos forem, mas pela sociedade de uma forma geral… Não pode, por enquanto, meter bala e mandar para o andar de cima. Por enquanto. É mole ou quer mais???

    • Pitbulls atacando indefesos

      E tem mais, já presenciei passeata de professores aqui em Minas e Aético Neves. São senhoras bibliotecárias, professores franzinos, moças e idosos contra homens equipados da tropa de choque de 2 metros de altura. Uma grande covardia o que aconteceu. Oposição liderada por tucanos retorna aos tempos do fascismo e da ditadura. Bando de falastrões sem educação!

    • essa criatura está se vingando dos tempos de escola

      quando as perguntas dos professores lhe punha calhaus a girar, dentro da caixola!!!

      resolveu cobrar a conta ontem. decerto estava torcendo para uma reação mais forte, que justificasse a força letal.

      pergunto se alguém mais de curitiba ouviu o boato que os pm não teriam recebido diárias, para essa ação?

  4. “Por outro lado, a

    “Por outro lado, a coordenadora de imprensa da PM paranaense, Márcia Santos, disse, em entrevista à BBC Brasil, que não houve uso desproporcional de força no protesto de professores, na quarta-feira. “Desproporcional seria usar armas letais. (…) O uso da força foi progressivo. Se você olhar as imagens, primeiro, os policiais estavam totalmente pacíficos olhando tudo. Foi gradativo””:

    Eu tenho uma melhor que essa.  Esperem, deixem me escrever antes de rir, eu tenho uma MUITO melhor que essa!

    Uma vez um retentivo anal me disse que ha dois bilhoes de anos atraz uma criatura pre-dinossaurica assim-assim existia e eu imediatamente perguntei “dois bilhoes de anos antes ou depois de Cristo?”

    Burrada intencional por burrada intencional…  Prefiro as minhas.  Sao melhores e mais bem pensadas.  Ate mesmo as minhas burradas sao mais bem pensadas que isso.

  5. ação / processo ???

    e qual juiz vai julgar a ação???

    espero que não seja na justiça do Paraná……………lá como cá (SP) tá tudo dominado.

    • Paraná e São Paulo, cadê os

      Paraná e São Paulo, cadê os outros: Na maioria dos Estados do Brasil e na Justiça Federal, Judiciário e PSDB são irmãos siameses.

  6. Serenidade é difícil nesta

    Serenidade é difícil nesta hora; mas dá prá tentar…

    Imagine-se uma “manifestação” de médicos cercando o Congresso ou uma das Casas para impedir a aprovação do programa “Mais Médicos”; inclusive caçando os parlamentares que chegam para participar da sessão, de modo a que não possam votar; e mais, vangloriando-se pela imprensa (Gazeta do Povo de ontem, digital) que a PM teria cometido “erros crassos”, pois não estava impedindo o cerco e ainda acabaria apanhando dos “manifestantes”… Qual seria nossa reação?

    Ou uma “manifestação” dessas que tem acontecido cercando o mesmo Congresso e caçando os parlamentares que se dispunham a votar contra o impeachement da Presidente?

    Ou uma manifestação de empresários e seus acólitos, nas mesmas condições, tentando impedir a Presidente de chegar ao Palácio e vetar a Lei das Terceirizações?

    Muito teórico? Então vamos à prática: o Presidente (eleito e progressista…) do Equador foi cercado e dominado por policiais em greve por melhores salários e condições de trabalho – foi salvo por um comando do Exército daquele país… era uma manifestação “legítima”?

    Pau que dá em Chico dá em Francisco ou não?

    Conclusão: acho que impedir um Poder, eleito democraticamente, de funcionar, extrapola o “direito de manifestação”…

    Saravá!

    • Me dizem “vá pra cuba” e eu digo, “vá pro mundo da imaginação”

       fique lá com a Xuxa, é onde ocorrem as historinhas que usam pra combater a realidade de que o PT é o oposto disso aí.

    • Quem disse que os professores

      Quem disse que os professores e professoras queriam impedir algo? O governador Rincha e o senador Aloysio Unhes disseram? O Traino e o Faschistini?

      Os manifestantes é que foram impedidos: presos, espancados, mordidos por pitbuls (sobrou até pra cinegrafista e deputado), atingidos por balas de borracha, bombas diversas, jatos d’água, etc. 

  7. Fim das punições aos PMs que se recusaram a reprimir professores

    “Em meio à brutalidade das cenas de repressão e violência contra os professores e funcionários públicos no Paraná, brotam 17 flores de esperança. 17 Policiais Militares, ainda não sabemos seus nomes, recusaram-se a disparar tiros, jogar bombas e bater com cacetete em homens e mulheres em luta por seus direitos. 17 homens honrados que, entre seguir as ordens de brutalidade do governador tucano, Beto Richa, preferiram a coragem em estar ao lado do povo. 17 policiais militares, agora presos e que podem ser expulsos da corporação, seguiram suas consciências e disseram não a um governo ilegítimo. Ilegítimo porque usa e abusa do aparato do Estado, no primeiro mandato para arrombar as contas públicas e agora, no segundo, para arrombar a previdência de servidores públicos, usando recursos que nem são seus. 17 Policiais honrados que agiram de forma oposta ao que o governador do Paraná imaginava para os membros da corporação militar: “Outra questão é de insubordinação também, uma pessoa com curso superior muitas vezes não aceita cumprir ordens de um oficial ou um superior, uma patente maior”. Agora estão presos e precisam que todo o Brasil se levante em solidariedade. (Célio Turino)”

    https://secure.avaaz.org/en/petition/Governador_do_Estado_do_Parana_Fim_das_punicoes_aos_policiais_que_se_recusaram_a_reprimir_os_professores/?pv=3&rc=tagging&fb_action_ids=1139006459459206&fb_action_types=og.shares&fb_source=other_multiline&action_object_map=%5B9475639886

  8. Armas letais?

    Márcia Santos, cara coordenadora de imprensa da PM….Aí seria genocídio, assassinato generalizado. Crime contra a humanidade.

    Desproporcional é o esforço que a gente faz para  tentar manter a sanidade lendo o que se escreve hoje na grande e tradicional imprensa.

    A necessidade de proteger o PSDB e de atacar o PT reduziu o senso de ridículo dos profissionais do jornalismo. Tá uma casa de loucos.

     

     

    • Foram com máscara e vinagre

      Foram com máscara e vinagre porque imaginavam que isso iria acontecer, porque no dia anterior já tinham  bombas!!!

       

  9. Processar o psdb? E daí? A

    Processar o psdb? E daí? A gente já não conhece o tamanho do nariz, digo, do bico do judiciário? 

    • Caro Maxwell não julgue os

      Caro Maxwell não julgue os outros por suas atitudes! Vá aos hospitais de Curitiba, fale com pessoas que estavam lá no inferno do monstro beto. O pior cego é aquele que não quer ver!!!

  10. triste democracia

    vivemos um momento no mínimo estranho no Brasil, onde a direita pode badernar à vontade e até pendurar bonecos de presidentes enforcados, tudo na paz, mas qdo esta mesma direita resolve as coisas na violência, a culpa continua sendo da esquerda e a nossa velha mídia estilo willian bonner ou diogo mainardi continua formatando opiniões, como se no Brasil existisse apenas um grupo ou um partido corrupto e um uotro lado que é a salvação……..até qdo o povo engole esta?

  11. Santa ingenuidade!
    Processo

    Santa ingenuidade!

    Processo contra Governador do PSDB, e ainda na terra de Moro e Yussef. O acusador profissional do Paraná dirá que os professores atacaram a Polícia, a “séria” Justiça daqueles lados, dará uma multa milionária ao Sindicato dos Professores para inviabilizar sua organização, de quebra,  enfiarão os sindicalistas em cana para “moralizar” o Estado.

    Assim caminha a nossa Justiça, quem das lideranças populares acreditar nela, só vai quebrar a cara.

    • Então, qual é a saída? Em

      Então, qual é a saída? Em nossas lutas, optamos sempre pelo embate político, pois sabemos o que é o judiciário paranaense. O que fazer nesta situação na qual os três poderes estão corrompidos?  

  12. Vamos falar sério! O governo

    Vamos falar sério! O governo do PSDB se processado no STF e STJ já é impossível … imaginou ser processado no estado do Paraná onde o Poder Judiciário é todo tucano … tenho que ri dessa iniciaiva …. 

    • Verdade! Vamos falar sério! O

      Verdade! Vamos falar sério! O fato de o Judiciário paranaense ser todo tucano, como o senhor afirma, não invalida a ação do Sindicado dos Professores do estado do Paraná. Devem processar sim!! Devem tomar TODAS as medidas possíveis para que essas ratazanas, eleitas pelo povo do Paraná, sejam responsabilizados pelos seus desmandos! O que NÓS cidadãos de bem devemos internalizar, é que a NOSSA parte, devemos fazer! Se o outro, não fizer a dele, aí, não temos responsabilidade pelo outro, mas temos por nós, pelos nossos atos ou pela a omissão deles. Se o judiciário não fizer a parte dele, será mais uma vez, a ratificação de que o povo do Paraná não fez a parte dele com coerência e responsabilidade. Estupidez e imbecilidade, geralmente caminham juntas. Votar no PSDB é a prova cabal disso!!

  13. A Bebel tentou fazer o mesmo

    A Bebel tentou fazer o mesmo em São Paulo, ela e os 2% em greve (a maior parte substitutos sem concurso), mas parece que não conseguiu…

    Vai ter que prestar contas para o Partidão a qualquer hora…

  14. Se o Brasil tivesse

    Se o Brasil tivesse judiciário  estres três canalhas já estariam atrás das grades. E junto a eles, a tal de Márcia.

    Agora, pense bem: já pensou se os tucanos estivessem no governo federal?

    São Paulo não tem água e o crime já dominou o estado, MInas está quebrado e o Paraná é caso de polícia. 

  15. Solidariedade de um professor de São Paulo aos professores do PR

    De My Lai para os 17 de Curitiba.

    Hugh Thompson era piloto do exército americano em março de 1968. Sua missão era ajudar a identificar focos da guerrilha vietnamita em meio à floresta tropical do Vietnã.

    Quando sobrevoava a aldeia de My Lai notou algo anormal. Pousou seu helicóptero e constatou que um oficial do exército dos EUA comandou o maior massacre contra civis até então na guerra que a grande potência movia contra o pequeno país produtor de arroz.

    Mulheres, crianças e idosos foram covardemente executados por soldados americanos. Muitos desses soldados em estado lamentável de sanidade mental, após anos a testemunhar a morte e o perigo de soldados amigos e da dúvida sobre a própria morte.

    Hugh Thompsom foi o grama de sanidade mental em meio a insanidade coletiva, movido pelo ódio, insegurança e desespero. Thompsom era um militar do exército dos EUA, mas não era um genocida.

    Thompsom, com seu helicóptero e seus soldados, ordenou fogo contra soldados de seu próprio exército, por entender que mulheres não deveriam ser estupradas e que crianças e velhos não deveriam ser exterminados pelo exército de seu país.

    Thompson era um soldado, não um robô ou um débil mental que, cegamente, mataria inocentes pelo dever de “cumprir ordens”.

    Thompsom morreu em janeiro de 2006, aos 62 anos de idades, vítima de câncer. O soldado que provou ser possível ser um homem civilizado no extremo de uma guerra, Thompson é reverenciado por militares do exército americano e por militares e civis do Vietnã.

    Ontem, 29 de abril de 2015, o governo Beto Richa festejou a repressão contra professores.

    Bombas, balas de borrachas e cães- de pelo e de farda- maltrataram civis, que manifestavam seu direito de discordância contra um projeto de lei.

    No dia de ontem, a história da polícia do Paraná e da policia brasileira ganhou mais uma mancha de barbárie e total desrespeito ao que, no mundo civilizado, chamamos de “Estado de Direito”.

    Mas ontem, no dia 29 de abril de 2015, pelo menos 17 honrados militares da polícia do Paraná se recusaram a “cumprir ordens”. Entenderam que não deveriam abusar de seu poder de fogo.

    Ontem, 29 de abril de 2015, 17 militares da polícia do Paraná foram presos, por insubordinação e quebra de hierarquia.

    A mídia porca não se interessa em divulgar seus nomes, ou pelo menos patentes.

    Quero saber quem são esses 17 homens honrados da PM do estado do Paraná.

    Se me oponho aos militares que como cães matam e agridem injustamente, solidarizo-me àqueles que honram o sentido de serem policiais que devem proteger a população, não roubá-la de seus direitos básicos, como a liberdade.

    Quero saber ao menos suas patentes: soldados apenas? sargentos? Tenentes ou capitães haveria entre eles???

    Assim como honro saber que o exército dos EUA teve um Hugh Thompson, orgulho-me de saber que temos 17 militares anônimos que arriscaram seus empregos e pagam com sua liberdade a bravura de descumprir ordens de inspiração FASCISTA.

    VIVA OS PROFESSORES BRASILEIROS!!!

    VIVA OS PROFESSORES EM GREVE DO PARANÁ E DE SÃO PAULO!!!

    VIVA OS 17 MILITARES QUE QUESTIONARAM, COM SEUS ATOS, A ESTÚPIDA POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ!!!

  16. Claro, claro, a madame tem

    Claro, claro, a madame tem razão, onde já se viu aqueles professores horrorosos se jogando ao encontro daquelas inocentes balas de borracha, daqueles cacetetes, professores ávidos por aspirar espray de pimenta, aquele infame cinegrafista oferecendo despudoradamente a perna para o pobre pitibull faminto. Me poupe!

  17. Por raiva do PT, Richa e

    Por raiva do PT, Richa e Alkimin foram eleito apesar das merdas que o PSDB vem fazendo ao longo dos anos.

    Isso que não consigo entender.

    Algumas pessoas tem tanta raiva do PT que ficam cegas, e não percebem o mal que o PSDB faz ao país.

    Aposto um doce que muitos desses professores que entraram na porrada, apesar de tudo, nas próximas eleições irão continuar votando com o candidato do PSDB.

    Não dá para entender, juro !

  18. Quando a Luciana genro diz que PT é o mesmo do que o PSDB…

    Depois de assistir toda esta violenta repressão me lembro dos discursos do PSOL falando que o PT é o mesmo que o PSDB, principalmente a Lucuiana Genro, espero que eles vejam que não é bem igual.

    Imaginem um governo federal nas mãos do PSDB com todo o aparato repressivo, com a imprensa, o MP e o judiciário ao seu favor teríamos algo bem pior do que as cenas que assistimos.

    Ou os militantes do PSOL são masoquistas ou querem mártires de verdade!

  19. Massacre de Curitiba

    Na História muitas vezes ocorrem crises, mas em pleno século 21 precisávamos descer às profundezas da truculência e desrespeito à democracia como no massacre de Curitiba, promovido por Beto “Hitler” e aceito sem pudor pelos que o apoiam? O mais doloroso é saber que muitos eleitores do suposto governador paranaense têm índole fascista e acreditam mesmo que a polícia deve meter bala, pimenta, cachorro feroz e cassetete nos trabalhadores, quando não, matá-los. Escancararam que querem meter o Paraná e o Brasil numa guerra civil. O editorial do Jornal do Brasil é certeiro sobre isso: http://www.jb.com.br/opiniao/noticias/2015/04/30/guerra-civil-no-parana/.

  20. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome