Juristas se unem em defesa de Marília Arraes e contra agressões desferidas pelo oponente

Nenhum jurista que preze minimamente a dignidade da justiça pode deixar de repudiar essa conduta imoral e eivada de mentiras atentatórias contra o estado democrático de direito

Jornal GGN – A campanha eleitoral em Recife tomou um rumo perigoso, aquele que fere o estado democrático de direito. Desde que confirmada para o segundo turno, em oposição a João Campos, Marília Arraes é atacada de forma contínua e abjeta, em tentativa de desconstruir sua imagem e atentando contra a democracia.

São momentos finais de campanha e todos precisam reagir, não permitindo que tal saraivada de ataques contra a moral e a pessoa da candidata Marília Arraes passe impunemente. É preciso que tenha um fim.

Leia a seguir o manifesto dos juristas.

Manifesto de juristas contra fake news e agrassões na eleição do Recife

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Garantindo comissões, PT decide apoiar candidato do DEM na Presidência do Senado

4 comentários

  1. E dai? O que se pode fazer para reverter o prejuizo? Absolutamente nada…..ate hoje o coiso e sua campanha ordinária estão impunes……um distribui cestas, outro panfletos e a justiça? Só observa?

    15
  2. Que triste. Um partido dito de centro-esquerda (PSB), que poderia compor uma frente democrática contra o autoritarismo, descer a esse nível, utilizando táticas da extrema-direita. Desolador.

  3. O que achei interessante sobre as pesquisas de intenção de voto para o segundo turno em Recife/PE:

    Ibope no Recife: João Campos tem 43% e Marília Arraes, 41%
    Levantamento em 23 e 25 de novembro

    Datafolha no Recife: Marília Arraes tem 43%; João Campos, 40%
    Levantamento feito em 24 e 25 de novembro

    Em quem confiar?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome