Tarso Genro lidera em RS no primeiro turno, aponta Datafolha

Jornal GGN – Pesquisa Datafolha apontou, no Rio Grande do Sul, a liderança do governador Tarso Genro, do PT, no primeiro turno. Em seguida aparece a senadora Ana Amélia Lemos, do PP. No segundo turno, no entanto, as posições se invertem e Ana Amélia lidera no limite da margem de erro, de três pontos percentuais. Na semana passada, a pesquisa indicava empate entre os dois. Leia matéria do Valor.

do Valor

Datafolha RS: Tarso Genro agora lidera no primeiro turno

Sandra Hahn

PORTO ALEGRE  –  Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira colocou o governador Tarso Genro (PT) em vantagem em relação à senadora Ana Amélia Lemos (PP) no primeiro turno da disputa pelo governo gaúcho. Em simulação de segundo turno, as posições se invertem com liderança de Ana Amélia no limite da margem de erro, de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Na semana passada, os dois estavam empatados com o mesmo percentual, 31%. Agora Genro tem 32% e Ana Amélia, 28%. O ex-prefeito de Caxias do Sul José Ivo Sartori (PMDB) manteve o crescimento observado nas últimas semanas e passou de 17% para 23%. O deputado federal Vieira da Cunha (PDT) repetiu os 2% do levantamento anterior e Roberto Robaina (PSOL) alcançou 1%. Os demais ficaram abaixo deste patamar.

O Datafolha fez três simulações de segundo turno. No confronto entre Genro e Ana Amélia, a senadora levaria vantagem com 44%, ante 41% do petista. Se as opções fossem Sartori e Genro, o peemedebista receberia 45% e o petista, 40%. Confrontado com Ana Amélia, Sartori venceria com 41%, enquanto a senadora receberia 38%.

Na disputa pelo Senado, o radialista Lasier Martins (PDT) obteve 31% (tinha 29%) e o ex-governador Olívio Dutra, 30% (ante 31%). Pedro Simon (PSDB) permaneceu com 13%. O Datafolha entrevistou 1.357 eleitores ontem e hoje. A pesquisa foi encomendada pela Folha da Manhã e grupo RBS e registrada com o protocolo RS-00023/2014 no Tribunal Regional Eleitoral.  

 

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico. 

Leia mais em:

http://www.valor.com.br/eleicoes2014/3720622/datafolha-rs-tarso-genro-agora-lidera-no-primeiro-turno#ixzz3F4jVurn6

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

8 comentários

  1. O Olívio

    é o único que tem proposta concreta e séria, entre os candidatos ao senado no RS. Ele propõe apresentar e lutar por reforma política, reforma urbana, reforma agrária e reforma tributária. Os outros somente discurso vazio para a galera. O radialista, então, com seu ódio figadal ao PT só fala em corrupção. Para governador, o gringo que faz (Sartori) tem boas intenções, mas infelizmente o seu partido no RS (PMDB) não tem um histórico muito abonador. O Vieira da Cunha (PDT) também é bem intencionado, já fez parte da coligação com PT, mas nesta eleição se perdeu totalmente, coligando com o pastor Everaldo. A Ana Amélia, então, representa as oligarquis e posso falar com conhecimento de causa, pois ouvi pessoalmente uma conversa dessa mulher com empresários e ruralistas da minha região. Além da Ana Amélia ter toda a turma tucana ao seu lado, o que é mau sinal, pois na política, tucano é uma ave de mau agouro. Portanto, de todos os candidatos a governador, ainda prefiro o Tarso, que bem ou mal tem conseguido fazer alguma coisa, apesar das finanças estraçalhadas do estado do RS.

  2. Esse Datafalha, no finzinho

    Esse Datafalha, no finzinho ajustando os números. Dizem eles que o Pimentel ganhou 9 pontos em 4 dias, passando de 36 pra 45. Acredite quem quiser nesse instituto de pesquisas tucano.

  3. quero ver é no dia da

    quero ver é no dia da eleição.

    duvido muito desses dados de pesquisa,

    pois os institutos são vinculados

    aos interesses dos tradicionais representantes das oligarquias,

    pelos quais sõo financiados. 

    é guardar os número tuais e

    confrontá-lo spós-urna.  

    talvez não seja tão divertidso

    pra esses institutos.

     

    • Mais aí eu pergunto

      Nos últimos anos, foram verificadas grandes discrepâncias entre pesquisas e resuotados, nos estados grandes e para presidente?

      Não quero afirmações, queria que alguém me mostrasse reportagens, estudos, enfim: fatos!

  4. Candidatos do PT subiram, na

    Candidatos do PT subiram, na última semana, em MG – RS – SP – PI, entre 2 a 4 pontos percentuais na preferência do eleitorado, mas nada desse crescimento influiu na votação de Dilma, que permaneceu em 40%… é um dos fenômenos de não transferência de votos mais espetaculares de que teremos notícia nos últimos tempos caso realmente isso esteja ocorrendo… ou…

    O Ibope e o Datafolha são casos de polícia e não de análises sócio políticas de movimentação de votos.

  5. Uma coisa que me agradou muito

    Foi ver que esse fariseu traíra do Pedro Simon não vai se eleger!

    Assim como a traíra da Heloisa Helena em Alagoas, a duas-caras Eliana Calmon na Bahia, o bicheiro Mario Couto no Pará, o fariseu Mão Santa no Piauí…

    Um bando de fariseu vai levar o farelo!

  6. Poderiamos fazer a estimativa

    Poderiamos fazer a estimativa para governador do primeiro turno em todo Brasil ? Pelo que li em alguns jornais, parece que o PT vai mal em muitos estados, mas melhorou um pouco depois da propaganda eleitoral. Seria bom fazer um rank para vermos quais partidos chegarão na frente para governador e senador.  

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome