O voto elitista criticado por Marcelo Adnet… sempre atual

Enviado por Gilberto Cruvinel

O voto tem que ser proporcional à renda, por Marcelo Adnet

“A próxima eleição, daqui a 4 anos, o voto tem que ser proporcional à renda. Proporcional à renda. Por exemplo, um cidadão humilde tem 15 milhões de reais: o voto dele vale 15 milhões diferentemente do meu que sou um cidadão diferenciado, estudado, ora, eu me alfabetizei em três línguas, eu sou um homem viajado, eu moro em Miami, eu moro em Miami! eu tenho conta na Suiça. Como o meu voto pode valer a mesma coisa que o voto do nordestino que mora em Caracas?
Onde está o bolsa Pinto Grigio, o bolsa Cabernet prá que a classe média alta possa degustar, onde está o requinte? Esta coisa popular, odorenta, é uma coisa terrível que me afasta cada vez mais do Brazil.”

http://www.youtube.com/watch?v=jrUVle5wdPY width:700 height:395

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

23 comentários

  1. Tá parecendo o arremedo de um ex-cineasta colunista

    Nassif, viu quem não doi eleito(a)?

    – Roberto Freire

    – Soninha Francine

  2. Neste 2º turno, o PSDB tem de fazer força para represar

    a água do sistema Cantareira. A imprensa não vai ter como esconder um problema dos gestores do PSDB. Vai ser fácil relacionar o apagão de FHC com o secão de Alckmin/Serra…

  3. É pra rir. Genial! A começar

    É pra rir. Genial! A começar pela roupa, o detalhe da gravata e o frutado na mão.

    Clap, clap, clap

  4. Lógica conservadora

    Conheço gente que fez Prouni, estudou única e exclusivamente devido ao Prouni, e é a favor do merecimento pessoal e é contra tudo isso que está aí, tipo bolsa família e afins.

    O ódio na sociedade está tão elevado que acho que um novo governo do PT poderá ser muito díficil, a lógica conservadora está vencendo.

    Sempre achei que essa história da mídia tradicional estar perdendo espaço era furada. Na sociedade existe muito mais “Hommer Simpson” do que imaginávamos, ele não tem classe social, apenas a mente aberta para qualquer coisa que entra em sua cabeça. E o cérebro deles trabalhou durante esses anos gerando o ódio que vemos hoje.

    Hoje, até para um trabalhador normal, não importa mais o emprego e a renda, podemos dizer até a inflação. O que importa hoje são os fundamentos da economia, mas que fundamentos são esses? Eles não sabem, mas que os fundamentos estão ruim eles tem certeza.

    Sinceramente, acho que não temos um futuro muito bom. As eleições em São Paulo, para governador, senador e deputados, não estou nem falando para presidente, mostram que o caminho a ser seguido é o pior possível.

    A segurança tá ruim, culpa da Dilma, mas não do governador que tem a polícia que mais mata no país. O importante é colocar vários coróneis para a matança continuar… “cansei”.

    • “O ódio na sociedade está tão

      “O ódio na sociedade está tão elevado”, mas quem semeou este ódio não foi o próprio PT?

      Quem não vota em Dilma é um “Hommer Simpson”, que falta de respeito com o eleitor.

      Versão leve de Maiara.

      Eu odeio a classe média de Marilene Chauí.

      [video:https://www.youtube.com/watch?v=uhpsgGjDuI4%5D

      • Ódio contra conquistas

        Ódio contra conquistas sociais é coisa do PT? A midia fala 24 horas por dia contra o PT, é a culpa é do próprio PT, que aparece de forma negativa 98% do tempo na TV? É sério que você pensa isso mesmo?

        Lembre-se que a alguns anos, no Brasil, no nordeste, na seca, era normal ver cenas de Africa, com crianças na beira da morde por falta de COMIDA. Não sou contra a alternância de poder. Só acho que o que estamos vendo no Brasil é um ódio as pessoas, quando deveriam ter consciência de que é hora de mudar por motivos a, b ou c.

  5. Acho esse negocio

    Acho esse negocio desnecessario, pois soh favorece a logica petista de dividir para conquistar, colocar pobres contra ricos, negros contras brancos. Isso nao ajuda, afinal, esse eh o expediente do PT, desde que ele entrou ele vem usando essa artimanha para conseguir se manter em seu projeto de poder. Por exemplo, antes nao tinha esse negocio de discriminacao contra bolsa familia, o pobre tinha o seu lugar e pronto. Os diversos estratos sociais brasileiros vinham se acertando paulatinamente, com empregadas tendo direito a almocar na mesa com a familia etc. Agora estah uma bagunca e a gente nem pode mais reclamar, do contrario o PT usa isso como preconceito de classe. Ai que saudade daquele tempo, de poesia, sem dor de agora, onde cantavamos Geraldo Azevedo todos juntos, pobres, classe media e ricos, num verdadeiro congracamento. Nao era essa desgraceira onde ninguem mais sabe seu lugar na sociedade.

  6. este é retrato de um Brasil que se entende “inteligente” e

    retrato de um Brasil que se entende “culto, inteligente e detentor de

  7. Nesse vídeo de 2010, ao final…

    Adnet diz: “Tenho que ir porque tenho que articular um golpe político daqui a quatro nos”.

    E a gente fica pensando se não é mesmo brincando que se dizem as verdades.

  8. Está faltando água?

    Está faltando água? Porque essa gente inculta não toma um Pinot Grigio?

     

    obs: por um erro de digitação, ao invés de Pinot Grigio saiu Pinto Grigio, o que não é o caso, evidentemente. Bolsa Pinto seria demais. rsrs

  9. FHC insulta eleitor e vê petista como ignorante

    BRASIL 247

     

     

    Com a passagem do senador Aécio Neves para o segundo turno, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso desandou a falar e, se continuar na mesma toada, poderá causar danos à candidatura tucana; à jornalista Sonia Racy, do Estado de S. Paulo, ele afirmou que a “presidente Dilma não é pobre, está gordinha”; agora, ao colunista Josias de Souza, do portal Uol, afirmou que o eleitor petista é “menos informado”; eis sua declaração: “O PT está fincado nos menos informados, que coincide de ser os mais pobres. Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados”, afirmou

     

    6 DE OUTUBRO DE 2014 ÀS 12:40

     

     

    247 – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pode causar danos à candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG), caso continue a dar entrevistas no ritmo que tem feito.

    Ontem, à jornalista Sonia Racy, ele afirmou que esta não será uma disputa entre pobres e ricos, porque a presidente Dilma Rousseff “não é pobre, está gordinha” (leia maisaqui).

    Agora, em entrevista aos colunistas Josias de Souza e Mario Magalhães, do portal Uol, ele insultou eleitores que votaram no PT, associando-se à ignorância.  “O PT está fincado nos menos informados, que coincide de ser os mais pobres. Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados”, disse ele.

    “Essa caminhada do PT dos centros urbanos para os grotões é um sinal preocupante do ponto de vista do PT porque é um sinal de perda de seiva ele estar apoiado em setores da sociedade que são, sobretudo, menos informados”, disse FHC. “Geralmente é uma coincidência entre os mais pobres e os menos qualificados.”

    Embora Aécio tenha vencido em São Paulo, perdeu em estados importantes do Sul e Sudeste, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul – e não apenas no Norte e Nordeste.

    Depois do deslize, FHC também falou de uma possível aliança com a ex-senadora Marina Silva. “Vamos discutir quais os pontos que podem permitir uma aproximação efetiva”, acrescentou.

     

    • FHC, o bem informado

      Tão bem informado que quando o Tomás Dutra Schmidt, filho da sua ex amante Miriam Dutra – jornalista da Globo, estava com dezesseis anos, FHC reconheceu o garoto como filho num cartório em Madri, na Espanha. O bem informado FHC, não sabia que exame de DNA se faz antes do registro. Pois bem: o “BEM” informado, “boca de sovaco”, depois de dois exames de DNA, um feito em S. Paulo, e outro em Nova York, ficou sabendo que tinha levado chifre da amante, e o garoto não é filho dele. Tinha godero na linha!

  10. Adnet não entendeu o que aconteceu ontem

    Inacreditável como o pessoal do governo não percebeu a mudança violenta que atingiu a população brasileira neste momento. Não é uma questão de ganhar ou de perder, foram milhões de pessoas que viram o governo com problemas de gestão (como aliás o Nassif sempre aponta aqui), e que não se animaram a votar na Dilma, pelo menos neste momento.

    Não há comparação com as campanhas de 2002 a 2010, os votos do Aécio estão consolidados, é daí p/cima.

    Se a maioria dos votos da Marina estivessem com a Dilma, o voto útil ontem não iria p/Aécio, iria p/própria Dilma p/fechar o primeiro turno. Claramente isso não aconteceu.

    Falar em combater corrupção aos 51 do segundo tempo não apenas soa como piada, mas reforça a tese de que a corrupção é de fato um problema deste governo.

    Vocês alienaram o pessoal que apoiou a Carta aos Brasileiros, o mandato do Lula sempre foi de centro, o resultado de ontem mais uma vez provou isso.

    Algumas pessoas estão completamente cegas aqui no blog. Existe sim gente preconceituosa em relação aos programas sociais, mas esse governo tem problemas sérios de gestão, e a Presidente, demonstrando total cegueira política, aparentemente ainda não percebeu. Quem ouve o discurso dela pensa que estamos em 2005. De qualquer forma, sem mudanças perceptíveis na economia em um segundo mandato, o PT estará liquidado em 2018. Independentemente do que aconteça no final do mês, o grande vencedor já é o Aécio em 2018.

    Fiquei especialmente espantado com o resultado no RJ, péssimo para o governo. São Paulo nem se fala, tem contornos de ridículo.

    Ela deveria anunciar a Equipe Econômica imediatamente, seria uma forma de tentar resgatar parte dos votos de 2010 que se desgarraram. Pelo visto não é esta a intenção; pelo contrário, só promete mais do mesmo, o que evidentemente não deu certo.

    A “carta” da privatização é um desastre, pois ela só conseguirá deslanchar a infraestrutura com a ajuda do setor privado. Ela parece perdida, retomando a agenda Lula x Alckmin de 2006. O momento é outro.

    Não vi nenhuma declaração da Dilma até o momento que convença quem não votou nela ontem a mudar de ideia. Não sei quem está fazendo a assessoria, mas o trabalho não foi bom.

    PS: se todo mundo que tem alguma crítica ao governo é preconceituoso, desonesto, burro ou de elite, então vocês estão em apuros, pois então aparentemente 57 milhões de eleitores se enquadram nestas categorias …

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome