Cunha manobrou conta na Suíça com codinome Carlos Trivoli

Nome foi encontrado pela PF como operador de conta no Julius Bear

 
Jornal GGN – Investigações da Polícia Federal apontam que o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha usava o codinome “Carlos Trivoli” para operar uma conta no banco suíço Julius Bear.
 
Segundo o MPF as datas de depósitos na conta coincidem com as datas de pagamento de propinas feitas pelo lobista João Henrique, com dinheiro que seria fruto de compensação por Cunha ter ajudado a intermediar a compra do campo de petróleo em Benin (África). 
 
Os investigadores encontraram o endereço eletrônico [email protected], em nome de Carlos Trivoli, após a quebra de sigilo das contas de e-mail de Cláudia Cruz e Danielle Dytz, esposa e filha do ex-deputado. A Polícia Federal afirma, ainda, que em 2015 Trivoli teria recebido, através do e-mail, um resumo dos pagamentos efetuados pela offshore Orion SP, de propriedade de Cunha.
 
 
                   

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Do golpe à lona: o melancólico fim da Lava Jato, por Tiago Muniz Cavalcanti 

4 comentários

  1. Se esse safado não implodir o

    Se esse safado não implodir o governo Temer, não vai adiantar nada.

    Vão cozinha esse traira em banho maria na prisão até a poeira baixar, depois será solto por relevantes serviços prestado ao golpe.

  2. Porque “Trivoli”?

    Porque “Trivoli”?????

    Ele tinha contas ilegais em 3 paises diferentes?

    Vamos saber mais tarde que o judiciario e PF estao assentados com suas enormes bundas em mais contas de Cunha em Liechtenstein que eram partidarias iguais as de Aecio e nao podem ser sequer tocadas pelo bem da puta extrema direita brasileira???

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome