Defesa de Lula assinou petição contra pedido de habeas corpus, diz Mônica Bergamo

Pedido foi protocolado por ex-secretário de Justiça do Piauí que entrou com uma representação contra defesa de ex-presidente na OAB por peticionarem em desfavor do habeas corpus

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Jornal GGN – Segundo informações divulgadas nesta sexta-feira (3) na coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, os advogados de Lula assinaram uma petição contra o pedido de habeas corpus para que o ex-presidente cumpra pena em regime domiciliar.

O pedido de liberdade tutelada foi protocolado pelo ex-secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, no Supremo Tribunal Federal. Ainda segundo Bergamo, Lula tem se negado a cumprir pena em regime domiciliar porque isso seria o mesmo que testificar a sua condenação. O que o ex-presidente quer na Justiça é o reconhecimento de sua inocência.

A colunista destaca ainda que Oliveira confirma que ouviu comentários sobre esse desejo de Lula. “Mas, independente da posição dele, esse é meu direito enquanto cidadão brasileiro”, completou.

Os advogados de Lula assinaram a petição contra o habeas corpus com uma procuração assinada pelo próprio presidente, mesmo assim o ex-secretário além manter o pedido, entrou com uma representação contra a defesa do petista no Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Para ler a coluna de Mônica Bergamo, clique aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Do Banestado à Lava Jato: um dossiê sobre o passado de Sergio Moro

5 comentários

  1. Quem é esse ex-secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira?
    Seja lá quem for, agora ele terá alguns minutos de fama. Porque conseguiu colar o seu nome a um processo de esculhambação judicial que assombra todo o planeta jurídico internacional.

  2. Essa situação hoje se assemelha a daquele dia em que Lula se entregou. Ainda teimo em achar que melhor teria sido Lula sair do País, até pra evitar tanto protagonismo de Moro e da Globo. Lá fora, talvez no Uruguai, tão próximo dos familiares, havia uma grande chance de Lula fazer política, e agente não ter chegado a esse desconforto medonho.
    Agora, indo pra casa, com tornozeleira, pode ser melhor, considerando sua idade, e seus antecedentes de sofrimento, de um resgatado de um câncer agressivo, entre outras que a idade não descansa em se fazer presente de forma negativa.
    Que Lula, então, tenha bom senso, e saiba, com sua espiritualidade, alcançada em doses cavalares nesse ano de reclusão, aja em seu benefício, possa desfrutar de dias melhores. O mundo gira, e numa dessas giradas seus adversários vão pagar, um a um, pelo que lhe fizeram.

  3. Com isso Daniel Oliveira e os advogados de Lula em conjunto botam uma pedra sobre qualquer tentativa da Justiça golpista de legitimar a prisão de Lula.

    Não adianta… o que começa errado não só produz um monte de aparentes paradoxos e bizarrices no caminho como nunca termina certo.

    Ok, o ato jurídico perfeito é pedra rara. Mas o golpe e tudo o que se segue dele, inclusive mas não só a prisão de Lula, não tem como acertar em absolutamente nada. É puro erro, do começo, passando pelo meio e chegando ao fim.

  4. Pelo menos não vai dar o prazer para os seus algozes, que já estão delineando estrategicamente uma segunda condenação, de prendê-lo em casa, às 6 da manhã e sob os vivas ao vivo da TV que estiver fazendo a cobertura, e que já sabemos muito bem qual será

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome