Dilma: ‘Há três anos golpe me tirou do poder e jogou economia no buraco’

Ex-presidenta da República lembra que 12 de maio marca terceiro ano do golpe do impeachment: 'Abriram a caixa de pandora e deu no que deu: ascensão da extrema direita'

Ex-presidente Dilma Rousseff. Foto: Leonardo Contursi/CMPA

Jornal GGN – A ex-presidente Dilma Rousseff, afastada do poder em 12 de maio de 2016 por um golpe que resultou em impeachment divulgou em suas redes sociais neste domingo, data que marca o terceiro ano de seu afastamento forçado, que o movimento “fraudulento” que a arrancou da Presidência da República, “abriu a caixa de Pandora”, jugando a economia “no buraco”, destruindo política sociais e inviabilizando as conquistas construída “desde o fim da ditadura”.

“E deu no que deu: ascensão da extrema direita, prisão de Lula e Estado de Exceção”. O dia 12 de maio, marca a data de quando a Câmara dos Deputados decidiu pelo afastamento da então presidente.

O argumento dos parlamentares foram as chamadas “pedaladas fiscais”, o adiamento do repasse de créditos a bancos públicos, movimento realizado nas gestões anteriores, inclusive por governadores no país, e supostas irregularidades na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, além de muitos outros motivos, como “defender o aborto” e ameaçar “Deus e à família”.

Leia também:  Gestor de águas israelense diz que dessalinizar água no Brasil é "reconhecer fracasso"

Durante a votação pelo impeachment, alguns deputados chegaram a dizer que o afastamento era pelo “conjunto da obra”. No dia 31 de agosto daquele ano, foi a vez do Senado aprovar a saída definitiva da petista.

Cerca de um ano após essa última data, auditores do Tribunal de Contas da União isentaram a ex-presidente de qualquer “ato de gestão irregular” na compra de Pasadena pela Petrobras, em 2006.

Pouco antes, em setembro de 2016, uma perícia encomendada pela Comissão do Impeachment no Senado concluiu que a presidenta Dilma Rousseff não atuou diretamente nas chamadas “pedaladas fiscais”.

25 comentários

  1. Mais um desserviço ao Brasil que trabalha e paga impostos e NÃO PRECISA desta farsa midiática política cansativa diariamente desta ex guerrilheira criminosa, que em discurso abjeto nega sua incompetência e má fé no seus dois desgovernos com seu nova matriz econômica e crimes fiscais etc
    E isto é fato incontestável, e ponto final, e tudo segue como dantes no quartel de Abrantes

  2. O lobo não quer saber se as águas descem rio abaixo quando acusa o cordeiro de sujá-las, mesmo que o cordeiro a beba depois dele.
    Tudo o que ele quer é uma desculpa pra devorar o cordeiro.

  3. emerson57 • um dia atrás

    “um-governo-contra-bolsa-de-estudos-e-vacina-diz-haddad/”
    Um partido, PT, que nada faz para tirar o seu fundador de prisão política.
    Um partido que não compreende que a única forma de derrotar o golpe é libertando o seu líder maior.
    Um partido que cumprimentou o vencedor de uma eleição fraudada onde o principal candidato ficou preso incomunicável.
    Um partido no qual os seus dirigentes esbanjam o capital político lançando candidato PARA PERDER em 2022.
    Só LULA LIVRE salva!

  4. Ela enterrou o seu governo, e, uma das candidaturas ao Senado em MG, que nos custa caro.

    Em MG, o PT ampliou sua bancada estadual, mas não conseguiu nem ir para o 2. turno.

    Esta senhora na última convenção do PT impediu que o PT fizesse uma avaliação crítica do “seu” governo.

    Toda vez que ela se manifesta, nós perdemos, à exceção de quando defendeu o Burronazi que não deveria aumentar o preço do diesel. O que fez o Burronazi imediatamente voltar a trás.

    Lula preso, Temer processado, e, “ela” livre.

    Nós é que perdemos com “ela”.

    O que “ela” tem mais a perder?

    Farsa dos 3 patetas: Dilma, Carbozo e Mercadante.

    Nem no Dia das Mães nos deixam em paz!

    Que pelo menos “ela” mude seu título eleitoral de MG!

  5. “Ela” enterrou o seu governo.

    “Ela” contribuiu em MG para o PT nem ir para o 2. turno, nem conquistar uma vaga no Senado.

    Sem “ela”, o PT aumentou sua bancada estadual em MG.

    Que pelo menos, “ela” mude seu título eleitoral de MG.

    Que “ela” escute alguém, e, não fique só “ouvindo”.

  6. Infelizmente o grande erro da presidenta foi ter chamado Joaquim Levi para o governo. Tudo começou ali, é inexplicável, a economia estava muito melhor do que agora.

  7. o tempo vconfirmou que dilma não tinha culpa
    nenhuma nem merecia ser imp
    os trogloboditas que a criticaram insistem
    nos equívocos de sempre, esquecidos dos verdadeiros
    culpados de tudo – os golpistas e cruéis traidores da pátria..

  8. Seria bom que a elogiabilíssima Dilma percebesse que o golpe não foi contra ela, foi contra nosso país.
    Mas se é para levar para o lado pessoal, pelo menos nem ela nem Lula foram enforcados e esquartejados, como fizeram com Tiradentes, apesar do “crime” ter sido o mesmo: os três queriam a independência do Brasil.

    Não adianta, cada vez que alguém tenta fazer do nosso país uma nação soberana, independente, próspera e justa, mesmo que seja um pouquinho de cada uma dessas coisas, como fizeram JK e João Goulart, por exemplo, as pessoas que têm o monopólio do dólar aliciam nossos toscos, provincianos e vaidosos administradores públicos e empreendedores privados, e incitam-lhes a darem ou financiarem golpes . Esse pessoal golpista admira os EUA a ponto de achar que, se for do interesse daquele país, são eles que devem administrar o nosso.

    Sei que os EUA têm e usam grandes poderes de ataque – enrustidos como nas ONGs e MBLs da vida, por espionagem e sabotagem, ataques morais (como o tal de “soft power”, Hollywood, cultura produzida pela indústria, ué… cultural) jurídicos, o “lawfare”, e bélicos – mas maior ainda é a covardia dos que traem nosso país, maior é a bobeira de quem troca brilhantes contas de vidro pelo que seria (e um dia não muito distante, será) nossa independência. Isso é, se até lá não estivermos totalmente espoliados de nossos recursos humanos e físicos, naturais…

    Enfim, cara honorável Dilma, não tome como pessoal, o golpe está sendo contra nossa liberdade, nossa autonomia, nossa prosperidade… contra nosso país.

    (E ainda há quem tenha dificuldade em ver pessoal dos EUA como inimigos, é mole?)

  9. O caso da Sra. Dilma deixa uma lição para a esquerda. Não se fabrica candidato do nada no Brasil impunemente. O movimento fora Dilma começou no PT, querendo trocar a candidatura dela na reeleição pela do Lula, porque viram que ela não “dava no couro”.
    E Sra. Dilma, a sua política econômica foi um desastre. Até o Lula botou a culpa na Sra. na entrevista para o Kennedy Alencar

  10. Renato, nem todo povo tem a moral de um venezuelano ou de um cubano. Os poucos que conseguem acabam mal. Somos gado de corte. Povo ignorante e de carne macia.
    Sem brios e sem patriotismo, já a partir do exército, veja você.

  11. Quanta injustiça ,ainda hoje escutar que tudo foi culpa dela, que o pais esta assim por culpa do PT, quanta hipocresia, é a falencia do bom senso, deve estar melhor agora né, diziam que cometeu crime de responsabilidade e depois foi inocentada, diziam que era para retira-la que tudo ia melhorar, esta melhor agora né,o sr. Aecio , seu algoz, não pode nem sair de casa ou dar entrevista, só não esta preso por ter costas quentes,seu outro algoz Cunha esta preso, nem entrevista dá, também não sinto falta, seu outro algoz , Temer esta preso, nem falta faz.Ainda vem bolsominion critica-la, é cumulo da imbecilidade

  12. Dilma se vc ler este post , quero dizer que admiro-a muito, que o golpe aconteceu não pelo seu fracasso mas sim pelo seu sucesso em conjunto com Lula, sucesso em tirar o Brasil do mapa da fome, sucesso em entregar milhares de casas as familias brasileiras, entre outros sucessos o PT continuaria no poder ainda por muitos anos, então não ocorreu o golpe pelos seu fracasso, ocorreu pelo seu sucesso,a podridão de quem ficou fora do poder deu o golpe,e duvido que terá seu sucesso

  13. Essa figura é uma das responsáveis, ainda que indiretas, pelo estado de coisas em que nos encontramos. Uma incompetência política abissal. Arrogante a ponto de não perceber o papel que deveria ter desempenhado.
    Creio que, algum dia, ainda ficará provado que o plano do Lula era ser chamado para “primeiro-ministro” logo na posse do primeiro mandato.
    Ocorre que a mídia soube manobrar direito, percebeu a jogada ainda antes da posse e passou a atacar essa possibilidade.
    A Dilma caiu na armadilha, quando tentou chamar o Lula, a batalha já estava perdida.
    E, outra, defendeu-se muito mal. Em função disso, ficam muitas suspeitas.

  14. Mesmo que o Presidente da República naquela época fosse Deus o resultado seria o mesmo. Foi um GOLPE do fascismo mundial, não um GOLPE local.

  15. FATO ..muitos não acreditaram e até CENSURAM companheiros que a criticavam.

    Mas com DILMA o país já vinha fazendo água ..e com JOAQUIM LEVY então ?! ..ali foi o fim da picada

  16. Eh lamentável que inúmeros comentaristas COM CONTEÚDO tenham desaparecido deste blogue e ao mesmo tempo elementos tipo paulo de Lacerda, flosi e etc..venham empestear este espaço.

  17. Não dá para esquecer. Dilma errou ao trair seu eleitorado e chamar Joaquim Levi para comandar a economia. É fundamental que se faça esta autocrítica. Ela é responsável por ter criado a “tempestade perfeita”. De certa forma, o governo Temer dá continuidade ao seu gravíssimo equívoco econômico e nos jogou nesse lodaçal neoliberal.

  18. De fato, Amoraiza. Vou dizer algo que alguns parecerá estranho e a outros, óbvio: nosso povo não é igual ao da Venezuela, não é igual ao de Cuba e, pasme, não é igual ao dos EUA. Tá bom, somos latinos, portanto mais parecidos com Cuba ou Venezuela. Mas somos grandes como os EUA, embora não tenhamos nada de calvinistas, nada de anglo-estadunidenses… O que quero dizer é que por mais trabalho que dê, é preciso que nossas soluções venham de dentro e não copiadas de nenhuma outra sociedade nacional.

    Dilma tem o mérito de ter preservado, a duras penas, às custas de seu próprio mandato, as diretrizes democráticas, não ter cedido às facilidades de imposições ditatoriais.

    Aliás a “esquerda”, seja lá o que isso signifique, tem esse mérito: é legalista. Ninguém que não queira cometer suicídio político, propõe uma constituição que contemple monopólios, que diga que o mais forte deve sempre ganhar e reprimir o mais vulnerável, coisas assim. A “direita” pratica essas coisas mas por baixo dos panos e hipocritamente dizendo que se hoje VOCÊ (a “direita” adora tratar o povo como se fosse apenas uma soma de vocês) é reprimido, amanhã pode se tornar um repressor, o que na verdade prática já se mostrou profunda mentira. Então, como disse o Lula, para que se faça a Justiça, a Prosperidade e a Independência, basta cumprir as leis.

    Voltando às nossas características – negros e latinos, em sua esmagadora maioria – somos únicos, somos o povo do Brasil e tendemos à democracia, às soluções orientadas ao socialismo. Se não for pela força das armas morais e bélicas, se deixar a gente solto, a gente elege de Lula para a esquerda. Pergunta se Bolsonaro teria sido eleito se Lula concorresse. Ou mais, até: pergunta se Bolsonaro teria sido eleito se não fosse o terrorismo (ataques morais) das redes sociais.

    Nosso povo é brigador, Amoraiza, e apesar de ter sido ensinado a temer, mesmo inconscientemente tende ao socialismo. É só olhar a orientação das medidas desse “desgoverno” que são aprovadas e a das que não são.

  19. De fato, Amoraiza. Vou dizer algo que alguns parecerá estranho e a outros, óbvio: nosso povo não é igual ao da Venezuela, não é igual ao de Cuba e, pasme, não é igual ao dos EUA. Tá bom, somos latinos, portanto mais parecidos com Cuba ou Venezuela. Mas somos grandes como os EUA, embora não tenhamos nada de calvinistas, nada de anglo-estadunidenses… O que quero dizer é que por mais trabalho que dê, é preciso que nossas soluções venham de dentro e não copiadas de nenhuma outra sociedade nacional.

    Dilma tem o mérito de ter preservado, a duras penas, às custas de seu próprio mandato, as diretrizes democráticas, não ter cedido às facilidades de imposições ditatoriais.

    Aliás a “esquerda”, seja lá o que isso signifique, tem esse mérito: é legalista. Ninguém que não queira cometer suicídio político, propõe uma constituição que contemple monopólios, que diga que o mais forte deve sempre ganhar e reprimir o mais vulnerável, coisas assim. A “direita” pratica essas coisas mas por baixo dos panos e hipocritamente dizendo que se hoje VOCÊ (a “direita” adora tratar o povo como se fosse apenas uma soma de vocês) é reprimido, amanhã pode se tornar um repressor, o que na verdade prática já se mostrou profunda mentira. Então, como disse o Lula, para que se faça a Justiça, a Prosperidade e a Independência, basta cumprir as leis.

    Voltando às nossas características – negros e latinos, em sua esmagadora maioria – somos únicos, somos o povo do Brasil e tendemos à democracia, às soluções orientadas ao socialismo. Se não for pela força das armas morais e bélicas, se deixar a gente solto, a gente elege de Lula para a esquerda. Pergunta se Bolsonaro teria sido eleito se Lula concorresse. Ou mais, até: pergunta se Bolsonaro teria sido eleito se não fosse o terrorismo (ataques morais) das redes sociais.

    Nosso povo é brigador, Amoraiza, e apesar de ter sido ensinado a temer, mesmo inconscientemente tende ao socialismo. É só olhar a orientação das medidas desse “desgoverno” que são aprovadas e a das que não são. Só precisa que a gente caia na real e que sejamos nós mesmos.

  20. OFF TOPIC:

    Boa tarde, pessoal do GGN. Gostaria de registrar que o recurso de resposta a um post – e não ao artigo em si – não está funcionando. Cliquei em “Responder” ao post de Amoraiza, elaborei o texto, cliquei em “Enviar” mas minha resposta foi publicada como mais um novo post e não sob o post de Amoraiza.

    Grato.

  21. Agora me ocorreu que a não hierarquia dos posts (post em resposta ao artigo, post em resposta e ess post, post em resposta à resposta ao post, etc.) pode evitar a formação de textos formatados como tiras estreitas, caso haja réplica, tréplica… Nesse caso, quem sabe o sistema poderia indicar resposta através de estampar na parte superior os nomes dos postadores? Por exemplo, caso Renato Lazzari responda ao artigo, nada a anotar. Caso Amoraiza responda a Renato Lazzari, acima do texto viria: “Amoraiza -> Renato Lazzari”. Se Renato Lazzari responder à resposta de Amoraiza, “Amoraiza -> Renato Lazzari -> Amoraiza” ou talvez simplesmente “Renato Lazzari -> Amoraiza”. Acho que tem algo parecido no sistema do Disqus…

    Grato.

  22. Textos relativos a Dilma teimam em ex-guerrilheira; e daí? Quem insiste neste papo alçou ao poder um celerado que tramou explodir o Guandu.
    Levi foi um erro, mas não necessariamente por se tentar uma guinada na condução economica do país
    paralisado criminosamente por setores escroques do congresso, da midia e do juridico. O erro é que a presença dele no atual governo parece mostrar que ele esteve fechado o tempo todo com os golpistas, e esta parceria deveria ter sido detectada rapidamente.
    Pasadena era uma oportunidade real de expansão da PB. Daqui a pouco veremos acusar lucros na refinaria, caso contrário Chevron nao compraria. Quanto às acusações de irregularidade, todas falsidades embutidas nas acusações vêm sendo descortinadas à medida que se tornam claros os crimes de lesa-patria cometidos pelos acusadores.
    Onde Dilma realmente errou? Na reação republicana a um golpe.
    Ainda que se mantenha a postura republicana, golpe se trata com toda energia permitida na constituição. Termina com penalização dos envolvidos, sejam eles de qualquer órgão federativo.

  23. Para Renato Lazzari,
    a postagem fora de ordem deu-se justamente por não mais se disponibilizar o espaço para a resposta abaixo do comentário.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome