Doleiro nega a Moro que Lula recebeu dinheiro da Petrobras

Jornal GGN – Arrolado no caso triplex contra Lula como testemunha de acusação, o doleiro Alberto Youssef disse, em depoimento nesta sexta-feira (25) na Justiça Federal do Paraná, que não conhece pessoalmente o ex-presidente e que jamais tratou com políticos que não fossem do PP sobre desvios de recursos da Petrobras.

O doleiro foi a sexta testemunha que, com aval do juiz federal Sergio Moro, se recusou a responder se negocia ou já fechou acordo de cooperação com os Estados Unidos, intermediado pela força-tarefa da Lava Jato.

A defesa de Lula suspeita que autoridades brasileiras que atuam na operação na Petrobras levaram réus delatores a colaborar com os EUA de maneira informal. Isso, na visão dos advogados, poderia levar a invalidade dos depoimentos colhidos até agora.

Sobre o caso triplex, Youssef não soube prestar nenhuma informação diante do juiz Moro. Lula é acusado pelo MPF de ter recebido vantagem indevida da OAS em contrapartida a três contratos da empreiteira com a Petrobras, para construção de duas refinarias. O apartamento no Guarujá seria uma propina disfarçada, na visão dos procuradores.

Abordado pelos procuradores, Youssef disse que apenas uma vez ouviu a voz de Lula ao telefone. “Foi em uma conversa feita com o viva voz ligado. Era uma uma conversa entre José Janene (PP) e Aldo Rebelo (PC do B), sendo que Lula estava ao lado de Rebelo, sobre a demissão de um servidor do ministério da Saúde pelo então ministro Humberto Costa. De acordo com o que contou Youssef, Janene estava irritado pelo fato de o funcionário ter sido demitido sem ter a chance de pedir demissão. O pepista teria dito um palavrão, e Lula interveio para que não ofendesse outras pessoas. Isso foi tudo que conseguiu dizer sobre Lula a testemunha de acusação”, relatou a defesa de Lula, em nota à imprensa.

 

13 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

alexis

- 2016-11-26 07:53:33

Timing

A turma de Curitiba irá continuar botando pressão (e apanhando) até que o congresso cumpra a missão do golpe e hipoteque as políticas anticíclicas e investimentos sociais por 20 anos. Depois, acaba tudo. Chega a cavalaria tucana a tomar conta e o PIG coloca o Aecim com a cara de Brad Pit.

fog

- 2016-11-26 07:18:54

Quanto?

Cidadania americana e proteção do FBI. Os delatores que estão fazendo acordos ilegais e lesa pátria com apoio do juizeco e MPF devem, também, receber os mesmos benefícios e, irmanados, viverão no futuro próximo numa Miami de vigaristas fugidos ou expatriados, mas que defenderam bravamente os interesses norte-americanos contra seus próprios países...

Serjão

- 2016-11-26 04:51:20

Desonra

Alguns deputados do PT estão titubeantes em relação a anistia ao caixa dois, dentre esses, há os que já se manifestaram favoráveis.

Que todos saiam do Partido dos Trabalhadores, não manchem a sua história e não desonrem o LULA!

rdmaestri

- 2016-11-26 01:20:16

Como a imbecilidade do MPF pode atingir os graus da loucura?

Até hoje não entendi algo que contraria o que ouvi de um experiente advogado há mais de 35 anos. Porque os procurarores da Lava Jato arrolaram testemunhas que simplesmente inocentaram Lula.

Parece-me que os procuradores ficaram simplesmente atônitos com a garra da defesa de Lula, estavam esperando uma defesa que permitisse que eles fizessem o gato e sapato, porém a defesa foi ativa e aguerrida deixando a acusação com o pires na mão.

Se Moro quiser condenar Lula ele até poderá fazer isto, mas será um escândalo verdadeiro, pois não há uma acusação em todas as testemunhas de acusação.

Há muito tempo assisti um filme que se tratava de um julgamento impossível o nome do filme era: O Homem de Kiev (The Fixer). O filme é um romance de uma história verdadeira de um Judeu Russo que passa por um julgamento que no início parece impossível de ser inocentado, porém devido a fibra deste homem ele consegue dobrar a dura sociedade antisemita Russa do início do século XX.

Lula será um segundo Homem de Kiev, pois sua fibra e sua tenacidade renderá todo o esquema maligno que está montado contra ele.

Rpv

- 2016-11-25 23:52:54

Não se iludam.

Não se iludam.

Se 99 testemunhas afirmarem perentoriamente a inocência do Lula e 01 levantar alguma suspeita, é o que bastará para:

MANCHETES GARRAFAIS !

20 minutos de Jornal Nacional. Horas. Dias. Semanas.

Todos colunistas da grande imprensa falando a mesma coisa. Criminoso.

Todos os sites da internet bombando. Facebook a mil por hora. Whatsapp. Twitter.

Capa da VEJA: Lula corrupto, culpado, condenado. Época. Istoé. Todos jornais e rádio do interior do Brasil repercutindo.

Quem tem o controle remoto (para trocar de canal) não é o telespectador, é a Globo (para dirigí-lo como um zumbi teleguiado).

Genesio Mourag

- 2016-11-25 23:41:16

 "Doleiro nega a Moro que

 

"Doleiro nega a Moro que Lula recebeu dinheiro da Petrobras"

Nessa frase, dos 3 quem é o puxa saco de norte americano e lesa pátria?

 

 

Wilton Santos

- 2016-11-25 23:34:03

O juiz moro e os procuradores da lava jato devem no mínimo

O juiz moro e os procuradores da lava jato devem no mínimo indenizar o Lula pelos danos morais causado pela exposição vexatória e por todos os contrangimentos causados.

Edson J

- 2016-11-25 23:20:10

Goleada

9 x 0. Não há power point que resolva. Mas serão necessárias provas ou bastará a alegação inverossímil de "convicção"?

Schell

- 2016-11-25 23:19:09

Pois é, tanto delataram que,

Pois é, tanto delataram que, agora, enlatou-se o desM. Quanto será que esses juizecos estão ganhando como bonificação para "auxiliarem" os EUA a desmontar o que resta da Petrobrás? 

Harmenio Kingler

- 2016-11-25 22:12:01

Enigma

Reverbera no Direito Mundial a frase famosa que entrou para a História: "Não tenho provas, mas a literatura me permite e por isso eu condeno José Dirceu". Hoje, atualizada, seria assim: "Não tenho prova, mas tenho convicção e por isso eu condeno Lula?".

Ugo

- 2016-11-25 21:50:04

menino moro uma sugestão...

Agora o Savonarola dos pinhais vendo os seus planos de A á Z no esgoto, poderá afirmar que a laja jato foi uma operação para demonstrar inequivocamente a absoluta inocência do Presidente Lula nas falcatruas.

Antonio Uchoa Neto

- 2016-11-25 21:44:00

O destino de Moro,

O destino de Moro, provavelmente, será retornar ao seu anonimato pós-Banestado.

Dessa vez, um anonimato barbosiano, solitário e ranzinza.

Uma espécie de ex-BBB, uma sub-celebridade efêmera.

Pelo menos, agora, ele já tem um Brutus.

"Até tu, Youssef, meu filho?"

Laure

- 2016-11-25 21:06:39

Que decepcao, Moro !!!!  Com

Que decepcao, Moro !!!!  Com esse ja sao 9 a inocentar Lula. Mesmo numero de denuncias contra Aecio, mas isso nao vem ao caso, certo ?  Bem, e certo que moro vai continuar procurando ate descobrir que o netinho de Lula mijou fora do penico, isso sim vai provocar a prisao do avo! Agora, quanto ao 23 milhoes do Serra, em conta pessoal na Suica ?  Tambem nao vem ao caso, injustissimo ?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador