Garotinho deixa a prisão em Bangu

 
Foto O Globo
 
Jornal GGN – O ex-governador do Rio Anthony Garotinho saiu ontem do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. A saída aconteceu à noite, por volta de 20h30. A libertação foi determinada pelo ministro Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
 
Na porta do presídio, Garotinho foi recepcionado por um grupo de seguidores e parentes, festejando sua liberdade. Segundo o advogado do ex-governador, Carlos Azeredo, ele seguiria para sua residência no Flamengo, zona sul do Rio.

 
Gilmar também determinou a liberação de Antonio CArlos Rodrigues e Fabiano Rosas Alonso, investigados no mesmo inquérito.
 
Os três foram presos por determinação do Juízo Eleitoral de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense e reduto eleitoral de Gaortinho e Rosinha, que também foi presa na mesma operação. Os dois são acusados de corrupção e organização criminosa e a investigação aponta que houve recebimento de verbas da JBS e contratos para prestação de serviço na área de informática.
 
Rosinha saiu do presídio no dia 30 de novembro e ficou com tornozeleira eletrônica.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Reação de Moro a tortura em presídios não cabe numa democracia, diz jornal

6 comentários

  1. Interessante, o temeroso
    Interessante, o temeroso também recebeu dinheiro da JBS, formou uma quadrilha para dar o golpe e ainda não foi preso.
    Esse é o meu Brasil.

  2. Essa foi a “delação” mais

    Essa foi a “delação” mais ilegal de todos os tempos. O “delator” não recebeu nenhuma punição e ainda acertou com o atual prefeito de Campos um contrato sem licitação. Esse contrato foi suspenso recentemente, o delator recorreu e vai receber dinheiro público por meio do prefeito Rafael Diniz, que já no primeiro ano de governo está parcelando o pagamento do décimo terceiro dos servidores, algo que não acontecia desde 1996, no governo Sergio Mendes, que é presidente do partido de Rafael Diniz.

    http://www.diariodaplanicie.com.br/blogdoralfereis/justica-autoriza-governo-rafael-diniz-pagar-empresa-de-delator-de-garotinho/

  3. Punição aos delinquentes do judiciário

    O sistema judiciário orientado por valores fascistas precisa ser severamente reprimido.

    Por que os parlamentares ainda não aprovaram a Lei Cancellier do Senador Requião ?

  4. Tá certo …

    O Gilmar “solta até intestino preso” Mendes  fez certo. Aliás, quando a Democracia e o “devido processo lega” passam a depender de um poderoso laxante pra assegurar os direitos do cidadão, contra um judiciario calhorda e descontrolado, nada mais a fazer senão bater palmas para o ministro  do PSDB. Fazer o que …?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome