O monstro está de volta com prisões da Vale e proibição de Lula de ir a velório, por Luis Nassif

O monstro do aparelho judiciário está de volta em dois episódios dramáticos, em que a única voz decente, nas instituições, foi do vice-presidente, General Hamilton Mourão.

A infâmia tem cara.

Na justiça federal de 1ª instância é a juíza Carolina Lebbos, que procurou atrasar a decisão – e, portanto torná-la sem efeito – pedindo parecer do Ministério Público Federal. Entre os procuradores da Lava Jato, a infâmia foi coletiva.  Na PF, tem a cara de Sérgio Moro, Ministro da Justiça e comandante em chefe da PF. Na Justiça Federal de 2ª Instância, a cara do desembargador Leandro Paulsen.

A perseguição implacável e cruel a Lula desonra a Justiça e acontece em um momento em que o fator Jair Bolsonaro lança sobre o país os temores de uma era de trevas.

O segundo episódio foi a prisão de engenheiros que supostamente teriam responsabilidade pelo desabamento em Brumadinhos.

Nos dois casos, Mourão identificou os vícios do arbítrio. No caso Lula, pela falta de piedade. No caso Vale, pela ansiedade em dar satisfações à opinião pública, mandando prender antes de apurar corretamente as responsabilidades.

O monstro está vivo e respira.

É o mesmo monstro que criminalizou problemas administrativos de universidades, levando um ex-reitor ao suicídio, invadiu universidades para impor censura ideológica, ordenou condução coercitiva a quarenta funcionários do BNDES, afetou a imagem da carne brasileira no mundo, liquidou com a vida de jovens estudantes no caso do major espião, ordenou a detenção de um cientista renomado por discutir a maconha, transformou Lula em prisioneiro político e colocou o país sob a influência de milícias.

É a volta dos porões da ditadura.

Leia também:  Lava Jato: sobrinha do Tio Sam?, por Marcelo Uchôa

A maneira como se valem de manobras jurídicas, como foi o caso agora de Lula, é da mesma natureza da manobra de Luiz Fux procurando livrar o filho de Bolsonaro das investigações. Os métodos são os mesmos do período militar. .

E isso acontece em um momento em que o antilulismo cada vez mais tem a face do bolsonarismo. Não há mais a mesma coesão na mídia e nas redes sociais para esses abusos processuais. E os pronunciamentos de Mourão reforçam essa sensação.

Na ditadura, o próprio Romeu Tuma fez questão de acompanhar Lula, liberando-o para o enterro de sua mãe. Não deixou a decisão nas mãos do guarda da esquina. Agora, o que se vê são pessoas menores, em guerras sem risco, incapazes de qualquer gesto de grandeza, como o de respeitar o inimigo caído.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

70 comentários

  1. Lamentavelmente perdemos a eleição

    Não há mais espaço para discutir economia e políticas de governo, a não ser fazermos oposição responsável dentro do congresso e deixar que o governo se afogue sozinho, pela sua incompetência e pelo nefasto do seu programa de governo.

    Cabe à esquerda agora se unir com os movimentos sociais em torno da defesa de direitos e da liberdade de Lula, pois aí está a maior parte da gênesis do que está ocorrendo hoje. Com Lula livre e inocente, uma enorme parcela da população terá a sua cabeça “rebobinada”, caindo uma enorme ficha dentro do seu cérebro, suficiente para virar o jogo municipal em 2020 e logo federal em 2022.

    • Essa desumana decisão de não

      Essa desumana decisão de não deixar um preso dar o adeus final ao irmão morto é um sinal claro a Lula dado pelo Regime Judiciário = Lula, você só sairá daqui da cadeia pro seu próprio funeral – que será como fizeram com Bin Laden, jogando o corpo num ponto de algum mar. 

       

       

    • Até parece

      1) que irão soltar Lula

      2) que irão permitir eleições se o governo estiver mal. O mais provável é alguma atitude diversionista, como atentado fabricado, ou facada de marketing, pra distrair o povao enquanto tudo continua na surdina…

  2. Continuo não acreditando no
    Continuo não acreditando no verde oliva…..

    O cidadão é o presidente em exercício, o justiceiro é seu subordinado, se quisesse ordenaria que providenciassem transporte para Lula, bastaria usar o poder que dispunha…

    O cidadão só está se cacifando para tomar o lugar do Mefistófeles, agora ou no futuro….

    Ninguém nesse desgoverno merece crédito……

    Quais foram as opiniões anteriores desse cidadão sobre Lula? Isso já diz tudo…..

  3. O medo que a simples aparição

    O medo que a simples aparição pública de Lula infunde na direita é grande. Temos que, hoje, no país a crueldade direitista está estruturada no paraná, eles querem cosntruir seu 9 de julho e sua ‘revolução’ farroupilha a qualquer custo.  

  4. O problema é justamente esse,

    O problema é justamente esse, o inimigo não está caído. Ele ainda é muito perigoso. 

  5. O problema é justamente esse,

    O problema é justamente esse, o inimigo não está caído. Ele ainda é muito perigoso. 

  6. Prezado Nassif
    Prezados

    Prezado Nassif

    Prezados Camaradas

    Não se esqueçam de bretas, outro aprendiz do Maligno, que prendeu um herói nacional; o Almirante Othon

    Espero viver para termos nosso Tribunal de Nuremberg, para que todos estes criminosos que vestem togas (e roubam dinheiro público com suas mamatas apelidadas de “auxílios”) pagam por seus crimes não com aposentadorias compulsórias; mas pegando uma cana 

    • Não sei quantos anos você vai

      Não sei quantos anos você vai viver Luis. Mas com certeza não vai viver para ver um Tribunal de Nuremberg no Brasil. Sequer verá um tribunal de justiça funcionar sem juizes corruptos e políticos (que perante a instituição Justiça é uma outra forma de ser corrupto). Ave, Humberto Martins!

  7. Segundo o Paulsen, o pusilânime….

    Paulsen indeferiu o pedido da defesa de Lula alegando que, ao ponderar todos os interesses envolvidos e diante da impossibilidade logística de ‘proceder-se ao deslocamento, impõe-se a preservação da segurança pública e da integridade física do próprio preso’.

    Lendo isso, parece que é caso de deslocar a “torcida do corinthians” ou uma familia de Baleias azuis…….estamos falando de um cidadão……o estado não tem condição de transportar, com segurança, um cidadão, de Curitiba até São Bernardo?…..então quer dizer que o estado faliu, acabou……kaputt…….morreu e esqueceram de enterrar…..vai contar lorota assim la na casa do chapeu, meu camarada…..

  8. Mourão identificando o

    Mourão identificando o arbítrio? Certeza? E o que ele faz na presidência?

    DEMAGOGIA é o que ele faz. Covarde é como cachorro que muito late. Se bater o pé, correm. Essas cândidas declarações do general soam como as tardes de floreio do STF, instância máxima do Judiciário brasileiro. Um teatro de canastrões.

    A perseguição cruel a Lula desonra a justiça?

    Qual justiça?

    Pode-se falar de tudo do Bolsonaro. Menos de que ele não tem a estatura das instituições brasileiras. E de uma grande parcela do povo brasileiro.

    • Simplesmente, Mourão ta..

      Num “joginho” de good cop bad cop……sendo que Mourão “interpreta” o ” good cop”……

  9. Reitero que o judiciário é o
    Reitero que o judiciário é o responsável maior pela nossa desgraça atual. Não podem sair impunes.
    Tem de ser presos, julgados e condenados. Sugiro fuzilamento.
    Reitero também que sérgio mais é o maior filho da puta e ladrão que já pisou nestas terras.
    Para este, fuzilamento é pouco

    • E a imprensa, Jossimar? Essa

      E a imprensa, Jossimar? Essa imprensa mercadista que empesteou a nação com o conceito da eficiência do mercado e que é cúmplice da tragédia de Brumadinho. Alguém viu a Miriam Leitão, o Sardemberg e assemelhados assumir um mínimo de culpa na tragédia que produziram?

  10. …Lula é um prisioneiro do ódio…
    …Lula é um prisioneiro do ódio…
    .
    Lula seria um preso político, se o massacre a que tem sido submetido visasse “apenas” tirar a sua liberdade, impedi-lo de ganhar a eleição, como fizeram, e hoje, liderar um movimento de oposição à direita raivosa, desumana, extremada, doentia, que tomou conta do nosso país, na mídia, no Judiciário, no Congresso, no Executivo…
    .
    Lula seria um perseguido político, se no massacre contra ele, tivessem deixado em paz sua família e seus amigos… Mas o ódio é sempre mais abrangente que a política, o ódio quer destruir a pessoa, o político, e tudo o que este mais ama… Foi o ódio, não a política, que fez com que Moro e a Lava Jato tornassem Dona Marisa ré em processos criminais, como forma de tortura a Lula.
    .
    Leiam a frase abaixo e vejam se ela trata de um adversário político ou de ódio….
    “Moro foi muito bonzinho, é um cavalheiro… Deveria ter ordenado a condução coercitiva de Dona Marisa também, além da do Lula…..”
    .
    Frase do procurador da Lava jato, Carlos Fernandes Santos de Lima, debochando da condução coercitiva de Lula e defendendo em entrevista ao Estadão que Dona Marisa também fosse levada DE MODO COERCITIVO, a depor…
    Que canalha seria capaz de tamanha baixeza, covardia, degradação, se não houvesse nele a presença do ÓDIO….?
    .
    Lula não é, em absoluto, “apenas um prisioneiro político”….
    Prisioneiro político Lula era e foi no início da década de 80, a prova disso – de que não havia a presença do ódio como há hoje…. – é que TANTO OS MILITARES, QUANTO ROMEU TUMA, delegado da Polícia Federal, permitiram que Lula fosse ao enterro de sua mãe, Dona Lindu…. Isso é tratar com um mínimo de humanidade e direitos legais, a um preso POLÍTICO…… Mas o ódio requer sempre mais do que odeia, em relação ao ser odiado…..
    .
    Se FHC estivesse no lugar de Lula, a Polícia Federal, a juíza Carolina Lebbos, o MPF, TODOS ELES, correriam a cumprir a Lei.
    Se Aécio estivesse no lugar de Lula, idem….
    Se um dos Bolsonaros estivesse no lugar de Lula, assim também seria…
    Qualquer um, qualquer um….
    .
    Mas Lula não é, nunca foi, apenas um prisioneiro político.
    Lula é o objeto, o troféu, o ressentimento, a inveja, a amargura e o ranger dos dentes,
    a obsessão psicótica,
    o gozo sádico,
    a doença que nunca vai cessar,
    do ÓDIO DE CLASSE
    da sociedade brasileira.

    • Discordo

      Discordo em parte, menor sim enquanto LULA se agiganta diante deles. Cruel? Não,  são com o diz o bordão, “tão bonzinhos” com os das suas láias. Na realidade não passam de uns cretinos cínicos e canalhas.

  11. E agora, José?

    Lula não é só preso político, é um homem que não pode ser mais visto

     

    Escrevi, outro dia, aqui, que o comportamento da dita Justiça em relação a Lula era apenas o exercício da maldade.

    A ratificação pela Senhora (não me sinto à vontade em chamá-la de juíza) Carolina Lebbos da perversidade da Polícia Federal de Sérgio Moro e impedir Lula de ir ao enterro do seu irmão mais velho é, até para os cegos por outra razão que não seja o ódio mais estúpido, a confirmação de que estamos diante de gente governada pelo ódio mais insano.

    Coisa só comparável a campos da Gestapo.

    Mas há, no fundo, um sentimento maior a motivá-los: o medo.

    É preciso que Lula, em nenhuma hipótese, seja visto ou ouvido.

    É preciso que ele morra em vida, na escuridão do silêncio.

    Não pode ser entrevistado porque influenciaria as eleições, mesmo depois de meses que a eleição ocorreu e levou ao poder um amigo da milícia.

    Mas, desta vez, os limites de qualquer coisa que não provocasse nojo e vômito foram ultrapassados.

    Alegar, como alegou a Senhora Lebbos que a ida de Lula ao cemitério de São Bernardo “poderia prejudicar os trabalhos humanitários realizados na região de Brumadinho” é de uma sordidez que ultrapassa todos as fronteiras do que é vergonha.

    Lula submeteu-se, inocente, a toda a ferocidade com que o Judiciário o tratou.

    Não lhes basta.

    Lula está, como as vítimas de Brumadinho, soterrado sob a lama de um Poder Judiciário que acanalhou-se.

    A lei, para os que são responsáveis por aplicá-la, é como o laudo que atestou que a barragem, como as instituições, estava funcionando perfeitamente.

    O que brota dela, porém, é tão asqueroso quanto o que estamos vendo nas televisões.

    Lula é um homem que não pode mais existir e não não pode ser mais visto.

    Lula não pode mais existir, pela simples razão que existe.

     

     

  12. Gostaria q os Bolsominions q
    Gostaria q os Bolsominions q se sentem traídos/manipulados por Bolsonaro REFLETISSEM se no caso Lula eles tb não estariam sendo manipulados,essa seria a forma de corrigirem os seus erros!!!
    Obs:Nossas Instituições estão funcionando!(Pra quem ?)

    • Instituições merdais

      As tais “instituições” estão funcionando para proteger os verdadeiros canalhas corruptos. Um dia pagarão e caro pelo que estão fazendo, não só com o nosso líder maior LULA, mas com toda a população consciente desse outrora país que se tornou uma republiqueta colonial de merda.

    • Ví um vídeo recente do
      Ví um vídeo recente do Requião ao qual ele fala pra gente DESAPEGAR das Instituições,refletí e é isso mesmo,ao invés de eu ficar xorôrô tenho q desapegar e fazer alguma coisa de alguma forma,só q somos acomodados e treinados desde criancinha a só reclamar,reclamar acredito q este momento é histórico e favorece sim e muito algum tipo de DESPERTAR(ou desapegar nas palavras do Requião!)

  13. Qual será a próxima

    Qual será a próxima humilhação organizada pelos carcereiros de toga contra ? Obrigá-lo a permanecer em pé no vestindo e segurando a calça de um obeso como ocorria no III Reich? Tatuar no braço dele a data em que ele foi proibido de ir ao velório do irmão?

  14. O Brasil é o país em que a PF
    O Brasil é o país em que a PF libera um helicóptero entupido de pasta-base de cocaína, mas não um homem de 73 anos de idade. Não perde a honra quem nunca a teve.

  15. Tá certo o presidente em

    Tá certo o presidente em exercício. Bem que poderia ajudar, já que entre as desculpas hediondas de Moro, Lebbos e sua turma, bateu na falta de helicóptero. Sua excelência, o Vice-Presidente do golpe, poderia ordenar o envio de aeronave de outro órgão da União fazer o translado do Presidente Lula para que participe das exéquias de seu querido irmão.

  16. O monstro não morreu, muito

    O monstro não morreu, muito ao contrário, está mais bem alimentado e à vontade. O judiciário, como um todo e a cúpula das forças armadas lhe dão a ração diária, fornecida pelas corporações. Enquanto o monstro morde, Mourão assopra.

  17. “Eu sei que a noite será escura”

    O cantor e compositor Marcio Faraco participou do evento Solidarité Brésil e explicou como compôs sua musica de resistência “Mão na mão” para esses tempos de obscurantismo. A primeira frase surgiu naquele ultimo comicio de Fernando Haddad no Rio, quando Chico Buarque se emociona ao final de sua fala e nos deixa com a garganta apertada, prevendo que a noite escura desceria sobre nos.

    As águas nos olhos do seu Francisco 

    O chão vermelho de SalvadorJoão e José juntos correm risco Ela não voltou da noite de horror  Pobres, índios e negros na mira São sempre os mesmos suspeitos O menino corre, o drone atira E a televisão diz: “bem feito!”  Ninguém solta a mão de ninguém Eu sei que a noite será escura Um longo caminho, de dor e procura Mas não podemos nos perder   

    [video:https://youtu.be/og0bqqMPFFw%5D

  18. O tal de Paulsen…..

    Pode ter certeza que vai ter seus”10 minutos de fama”, nos jornalões internacionais………na seção “Brazil”……mas em boa companhia…..ao lado da catastrofe criminosa de Brumadinho……..nada melhor para acender o neon, em letras garrafais, de “BANANA REPUBLICA” na cabeça dos leitores internacionais….mas que vai ter seus 10 minutos, isso vai, deve ser outro adepto do falem bem, falem mal, mas falem……

    Ps:Ontem na tv plublica francesa LCP, passou este interessante programa:

     

    Brésil : Bolsonaro, un goût de dictature ?

    Brasil: Bolsonaro, um gosto de ditadura?

    http://www.lcp.fr/emissions/droit-de-suite/291112-bresil-bolsonaro-un-gout-de-dictature

    • BIblia, Bala, Boi e Bolsonaro…

      Esse documentario sobre a bancada BBB no Brasil e Bolsonaro esta dando o que falar aqui. Não pude ver no dia da estreia seguido de um debate, acho que alguém do Autres Brésilis, mas espero poder vê-lo ainda. 

  19. O Brasil esta moralmente morto

    O artigo desta semana do sociolgo Aldo Fornazieri deveria ser debatido pelos pensadores e pela imprensa brasileira. O Brasil esta moralmente morto. As instituições estão apodrecidas e a sociedade sem rumo porque não ha nos meios de comunicação quem lhes diga que mal nos acometeu de fato. A unica explicação dado ao povo para o não desenvolvimento do Brasil é a corrupção do PT e de alguns outros. Os nossos não. 

    Fernando Henrique Cardoso passou quase uma hora defendendo aos franceses sua tese de que o Brasil vai bem apesar de Bolsonaro; cuja figura é, claro, consequência da corrupção petista, de que as instituições funcionam, de que a democracia brasileira esta em decomposição, mas não se perimiu de todo e a cereja do bolo, o fascismo é um conceito obsoleto. Vivemos hoje outro momento, “a historia não se repete”, mas não elucida seus pressupostos. Eh leviano, como é a imprensa nacional, como é grande parte dos politicos, as castas no comando e a pequena elite que agradece a todos esses pelos bons serviços prestados. 

    Pobre de um Pais que tem essa miséria intelectual e moral no comando de suas instituições. 

  20. O PAÍS GIRA EM TORNO DE LULA
    PAÍS GIRA EM TORNO DE LULA O Lula é a medida exata da trajetória recente da democracia no Brasil, da sua reconquista, ápice e decadência. É também uma pessoa que não merece o que está acontecendo com ela. Com ele estão presas boa parte, e muitas das melhores partes, desse país. Eu nem gosto de falar quanta injustiça eu já vi. O país se rasgou nisso. Interditou-se. A banalidade do mal do monstro burocrático, kafkaniano, que o mantém preso, é uma infecção de preconceito e desonestidade intelectual que nos tomou em febre delirante e raivosa. O país está doente. O carnegão desse furúnculo o Brasil está tendo chance de conhecer melhor agora.  Um dia ele sairá espremido. Mas a cicatriz já é horrorosa. José Chrispiniano – Jornalista _____________ E enquanto entre esquerdas e progressitas houver aqueles que vislumbram sinceridade no cínico, calculado e falso compadecimento de um Mourão diante do sofrimento de Lula com a perda de seu irmão, penso eu, é sinal de que realmente estamos mal e que não iremos a lugar nenhum. Resta a todos desejar: FELIZ DITADURA!

  21. A cada ato praticado contra o

    A cada ato praticado contra o presidente Lula maior ele fica e menor ficam seus algozes.É verdade que,quando se pensa que essa gente não pode ficar menor,eles conseguem o impossível. Logo,logo enxergaremos essa gente somente com microscópio.

  22. Já escrevi isso antes, mas

    Já escrevi isso antes, mas vou repetir: o Governo e Judiciário que aí estão são, ambos, legítimas encarnações da nossa classe média: tosca, ignorante, arrogante, violenta, preconceituosa, burra, cruel, egoísta e completamente estúpida.

    Não, um diploma do ensino superior não a torna melhor, mas PIOR: mais cruel e mais arrogante, mas sendo ainda completamente ignorante.

    Não me espanta: os avisos foram muitos, mas poucos quiseram ouvir.

    Também já foi dito que esse túnel ia ser escuro e muito, muito longo. 

  23. Faltam palavras e adjetivos
    A repugnância atinge o limite de rompimento como vimos em brumadinho. A lama com dejetos do facismo e intolerância chegou à borda.
    Ñ dá mais para sequer considerar esse tipo de pessoa representado por essa pseudo justisseira de araque.

  24. Lula não pode ir despedir do

    Lula não pode ir despedir do irmão! É triste, mas não era de esperar outra coisa. Só que, na minha avaliação, estão, a cada dia que passa, a cada absurdo que comentem, fazendo com que o sr. Luis Inácio Lula da Silva, se projete para a história, muito maior! Maior do que qualquer dos brasileiros que já viveu e, pelo desenrolar dos acontecimentos, dos que viverão.

  25. Segurança

    Caro Luis Nassif, bom dia!

    Temos que olhar também para o fator segurança.

    O trajeto de Lula em terra (do heliporto mais perto do velório), calculado em 2 km, precisaria de uma mobilização “de guerra”, principalmente para a proteção do próprio Lula.

    A quem seria imputado a responsabilidade de um atentado?

    Vale lembrar também que pelas regalias, Lula não é um preso comum. 

    Com relação a liberação de Romeu Tuma, não só a época era outra, como Lula no máximo era um líder sindical, não um ex chefe de Estado.

    Finalmente, não tenho dúvidas da perseguição.

    Um abraço. 

    • Você viu o aparato do

      Você viu o aparato do exército para o fascista envolvido com as milicias  entrar no Albert Einstein? Como não tem um soldado raso em Brumadinho, você que é conciliador, sugere  para o pessoal do Exército oferecer segurança para o grande presidente Lula. Deve estar sobrando soldado raso pra fazer isso, visto que generais e coronéis estão encostados no governo.

      Vale te lembrar que  o presidente Lula, que teria vencido a eleição se não tivesse sido preso ilegalmente,  realmentre não é um preso comum. É um preso político.

      Um abraço, Fernando Bauru.

      PS. Você não sabe como eu fico sensibilizada com a sua preocupação com o presidente Lula.

  26. Repugnantes…

    … as decisões das instâncias inferiores da “justiça” e os pareceres indecentes do MPF e da PF. Vejamos agora se ainda resta um pouco de dignidade a Toffoli.

  27. Lula e a despedida de Vavá

    Em respeito ao direito de Lula despedir-se do irmão, a Missa de Sétimo Dia de Vavá merece ser celebrada no acampamento Lula Livre em frente à PF do Paraná. Não há “dificuldade logística”, “enormes gastos”, “recursos materiais e humanos em profusão” ou “risco à segurança do apenado” que impeçam Lula de atravessar a rua pelas próprias pernas e participar do ato religioso, em local luxuosamente protegido pela sombra da majestosa sede da Polícia Federal em Curitiba.    

    p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 12.0px 0.0px; line-height: 15.0px; font: 17.0px Times; color: #000000}
    span.s1 {font-kerning: none}

  28. Lula e a despedida de Vavá

    Em respeito ao direito de Lula despedir-se do irmão, a Missa de Sétimo Dia de Vavá merece ser celebrada no acampamento Lula Livre em frente à PF do Paraná. Não há “dificuldade logística”, “enormes gastos”, “recursos materiais e humanos em profusão” ou “risco à segurança do apenado” que impeçam Lula de atravessar a rua pelas próprias pernas e participar do ato religioso, em local luxuosamente protegido pela sombra da majestosa sede da Polícia Federal em Curitiba.    

    p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 12.0px 0.0px; line-height: 15.0px; font: 17.0px Times; color: #000000}
    span.s1 {font-kerning: none}

  29. Data venia, Nassif.

    Pior, bem pior que o clima de Inquisição montado em nosso judiciário, é a consideração de que todos os casos são iguais e merecem o mesmo tratamento.

    Isso fere a um princípio básico, a isonomia.

    Aliás, me parece que esse clime de Inquisição tem como resultado esse sintoma nefasto:

    – No afã de noticiar os abusos, acabamos lenientes com quem não devemos! E aí, beneficiam-se sempre os de sempre!

    Tratar as violações de garantias de Lula, ou de qualquer outro, as invenções heremenêuticas encomendadas para punir adversários políticos, e a vista grossa feita em relação aos amigos com o (me permita o termo) a cagada feita pela Vale vai de encontro a sua conhecida noção de Justiça.

     

    Vamos aos fatos:

    a) A legislação ambiental é um dos únicos e raros casos que se pode punir criminalmente as pessoas jurídicas e isso é considerado um enorme avanço de nossa legislação;

    b) A empresa em questão não é uma inocente violadora de primeira viagem, mas sim uma recorrente infratora. Se queremos debater o quanto o capitalismo extrativista fere o ambiente, e se desejamos ou não pagar esse custo, aí é outro debate;

    c) O risco está aí e se concretizou, irremediavelmente para quem morreu ou foi atingido, então, púna-se na forma e proporção do dano causado. CEO não ganham tanto à toa! E se tratados com o “carinho” pedido pelo Nassif, então o risco é zero para si, e enorme para os outros!

    d) Nos crimes dessa natureza, praticados com clara assunção de riscos de produzir o resultado por causas econômicas, deve-se punir TODA a cadeia hierárquica, e aí entram engenheiros, diretores e presidente, principalmente, como dissemos, se o risco se torna um dano dessa magnitude;

    e) Talvez a dúvida seja, por que os diretores e presidente estejam fora da cadeia, pois vamos ler o que diz a lei ambiental, a despeito de outras fraudes que se revelem:

    “(…)

    Da Poluição e outros Crimes Ambientais

    Art. 54. Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora:

    Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa.

    § 1º Se o crime é culposo:

    Pena – detenção, de seis meses a um ano, e multa.

    § 2º Se o crime:

    I – tornar uma área, urbana ou rural, imprópria para a ocupação humana;

    II – causar poluição atmosférica que provoque a retirada, ainda que momentânea, dos habitantes das áreas afetadas, ou que cause danos diretos à saúde da população;

    III – causar poluição hídrica que torne necessária a interrupção do abastecimento público de água de uma comunidade;

    IV – dificultar ou impedir o uso público das praias;

    V – ocorrer por lançamento de resíduos sólidos, líquidos ou gasosos, ou detritos, óleos ou substâncias oleosas, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou regulamentos:

    Pena – reclusão, de um a cinco anos.

    § 3º Incorre nas mesmas penas previstas no parágrafo anterior quem deixar de adotar, quando assim o exigir a autoridade competente, medidas de precaução em caso de risco de dano ambiental grave ou irreversível.

    Art. 55. Executar pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença, ou em desacordo com a obtida:

    Pena – detenção, de seis meses a um ano, e multa.

    Parágrafo único. Nas mesmas penas incorre quem deixa de recuperar a área pesquisada ou explorada, nos termos da autorização, permissão, licença, concessão ou determinação do órgão competente.

    (…)

    Art. 58. Nos crimes dolosos previstos nesta Seção, as penas serão aumentadas:

    I – de um sexto a um terço, se resulta dano irreversível à flora ou ao meio ambiente em geral;

    II – de um terço até a metade, se resulta lesão corporal de natureza grave em outrem;

    III – até o dobro, se resultar a morte de outrem.

    Parágrafo único. As penalidades previstas neste artigo somente serão aplicadas se do fato não resultar crime mais grave.

    (…)”

    Ou seja, meu caro jornalista, desde que rompeu a barragem, deveria ter sido lavrado o AUTO DE PRISÃO EM FLAGRANTE, na forma dos artigos 54, 55 da Lei 9.605/98, com a condução de TODA DIRETORIA E PRESIDENTE, E SEUS SUBORDINADOS DIRETOS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS!

    Triste em ler essa posição do Nassif, e desde o dia do incidente, sua inclinação, sabe-se lá por quê, tem diso essa.

    Respeitemos, pois.

  30. a humanidade á lá renan (óbvio que não o Filósofo)!

    ter compaixão sob os holofotes dista muito de se tomar de fato uma ação efetiva, posto que o posto que ocupa (va) de vício-presidente, permitiria ao mourão, como chefe do ministreco da justiça, concitá-lo a acatar o pedido para o Lula ir ao enterro do irmão. é engraçado que o Brasil se faz o país das metáforas: da família da mpb, que marchou contra a guitarra elétrica, ao renan ser efetivado como o verdadeiro animal polítco, quando na tragédia (de fato!, o que difere de desgraça, como o crime ambiental) grega, Antígona vai contra Creonte justamente por esse negar o seu direito de ter o irmão aos ritos fúnebres. A verdadeira tragédia à Brasileira é a hipertrofia de um poder sobre os demais, a ponto de se negar o direito natural à despedida dos seus!

  31. Não custa nada lembrar
    O general Mourão, aquele da voz decente (segundo Nassif) é o mesmo que elogiou Brilhante Ustra em uma entrevista na GloboNews, chamando-o de herói. Diante da afirmativa de que Ustra matou muitos, o general replicou: “heróis matam”.

  32. Cinismo, covardia,

    Cinismo, covardia, mediocridade, e etc, são as palavras publicáveis num blog sério como o do Nassif. Primeiro a gente xinga essas figuras de @#$%¨&*()@#% bem alto para acalmar, e depois digita.

    O Rovai postou que esse episódio mostrou que a defesa do Lula está errada. Não sei, acho que todos esperavam que permitiriam ele ir ao enterro do irmão. Mesmo que para mostrar “compaixão”. Não seria mais inteligente?

    Por mais que fizessem do enterro um evento político, o que não está errado já que Lula une política e afeto, qual seria o perigo? Um pouco de ânimo para a militância, algumas imagens e frases para alimentá-la e pronto. Daí não sairia insurreição nenhuma.

    O governo, não o Bozo, mas quem realmente manda, com militares e tudo, no momento detém o controle pela força e pela política. Essa crise Flavio Bolsonaro pode provocar a troca do capitão pelo general, e só. O que pode até ser pior para a esquerda 

  33. O Judiciário e o Ministério
    O Judiciário e o Ministério Público brasileiros se tornaram máquinas de humilhação e cinismo em nome da vingança sabe-se lá do que ou de quem.

    A prisão dos engenheiros da Vale não faz sentido algum, no entanto serve para aplacar a necessidade de sangue de juízes, procuradores e seus seguidores nas redes sociais e espalhamento de propaganda e fake news no WhatsApp.

    A proibição a Lula se despedir do irmão é um típico caso de gente minúscula, como o Ministro da Repressão Sérgio Moro, que não consegue se saciar até humilhar o adversário derrotado, de preferência em uma foto que possa ser divulgada pela Primeira Dama da Repressão Rosângela Moro.

  34. Não tem limites

    Se LULA está preso, o maior dos brasileiros e não tendo cometido crime, conforme atesta a sentença do moro (devemos ser sempre gratos a este rapaz e a sua sentença que diz tudo e justifica toda desgraça em que se meteram), não haverá limites para a injustiça.

    Mas ainda serão capazes de ir ainda mais fundo,sem limite. Há instituições que quando falham também se destroem, e este é o caso. 

    O stf impediu o LULA de dar entrevista. Quer mais…

  35. O monstro está de volta com prisões da Vale e proibição de Lula

    Durante alguns anos, criei cães das raças fila brasileiro e rotweiller. Segundo informações vulgares, são animais violentos e cruéis. Em inúmeras ocasiões, acompanhei outros cães maiores, de porte igualmente robusto, aproximando-se de meus cachorros, quando se revelavam o instinto e o comportamento de vigilância e de prontidão pro ataque. Todavia, quando outros pets, geralmente marrentos, aproximavam-se de meus perigosos bichos, observei que o comportamento dessas feras era diverso: os cães maiores aceitam, indiferentes ou curiosos, a “provocação” dos semelhantes menores ou mais frágeis. Após rápida cheirada, desviam seus olhares e seguem adiante.

     

  36. A lei do retorno costuma ser
    A lei do retorno costuma ser cruel com esses vermes rastejantes…..o Dalhanol debochando da dor de Lula pra ver se ganha um cargo no desgoverno Bozo nascido nos porões da Lava Jato….nem o governo do devasso e corrupto Berlusconi chegou a tal nível de podridão …

  37. Tudo me assusta, mas a

    Tudo me assusta, mas a covardia e pusilanimidadde dos instâncias superiores (cnj e stf) me assombra. Cadê aos sempre falantrões desta cortes?

  38. Tragédia Anunciada, Com a Solução Sequestrada em Curitiba

    O que espanta não é a mediocridade dessa ‘gente de bem’ pertencente a organização jurídica e de seus comparsas em outras instituições da República e da ‘Sociedade Civil Ltda’, que continuam ‘funcionando normalmente’ há 130 anos, para que o Brasil permaneça no atraso que permite poucos manterem-se com o suor de muitos, na dicotomia, Patrimonialismo e Desigualdade.

    O que espanta é o estado evolutivo da cegueira que não deixa essa ‘gente de bem’ ver e pensar que mantém sequestrada justamente a solução civilizada para sair-se dessa desastrosa equação anacrônica que nos condena a tragédia social degenerativa que ruirá feito a barragem de Sobradinho, não em algum momento, mas um pouco a cada dia até o dia maior.

    Não adianta basear-se em Miami e locupletar-se na Colônia Brasil, pensando ser a solução, pois não é, e sabem disso, pois lá serão sempres considerados meros cucarachas e suportados consumidores, e as tetas brasis caminham para secarem, por bem ou por mal, a qualquer tempo, mesmo com a proteção, política, jurídica, midiática, militar e policial, estabelecida.

    E pior, dessa vez certamente não haverá tempo e espaço para safas anistias e cabeças ‘de bem’ coroadas ou não, também rolarão, juntas e misturadas as ‘do mal’, que jamais deixaram de rolar cá por essas bandas ‘tão cordiais’.  

    Mais fácil soltar a solução política e civilizada, sequestrada em Curitiba, caso contrário, o impasse não se resolve, o Brasil continuará atolado, como se encontra desde 2015, e uma hora dessas a pororoca social desanda tão subitamente que não haverá tempo sequer para se chegar ao aeroporto.

  39. Falta berço
    O que falta nestas pessoas é berço, o general Mourão foi o único que teve alguma postura digna, mas lhe faltou coragem de por as pessoas no seu devido lugar principalmente um tal ministro da justiça. Mas não esqueceremos o que fizeram, amanhã será outro dia.

    “Hoje você é quem manda
    Falou, ta falado
    Não tem discussão,não
    A minha gente hoje anda
    Falando de lado e olhando pro chão
    Viu?
    Você que inventou este Estado
    Inventou de inventar
    Toda escuridão
    Você que inventou o pecado
    Esqueceu-se de inventar o perdão
    Apesar de você
    Amanhã há de ser outro dia.”

    Chico Buarque de Holanda

  40. Nazismo, barbárie moral contra Lula e Banalidade do Mal
    Ato covarde, cruel, desumano, incivilizado, monstruoso, bárbaro o que o judiciário brasileiro e a Polícia Federal fizeram contra Lula ao negar se despedir de seu irmão morto. Hannah Arendt, uma das maiores referências da filosofia política do século XX, cunhou o termo Banalidade do Mal para explicar e compreender a personalidade deste tipo de gente sem caráter e escrúpulos. Usam de prerrogativas burocráticas e manipulam as regras para exercer a pura maldade, o ódio, seus recalques e sua psicopatia. O judiciário tupiniquim mostra que não tem limites para se lambuzar na lama podre da barbárie política e moral.

     

  41. O editor mais uma vez se

    O editor mais uma vez se agiganta,e dá sua contribuição definitiva,em um texto singular e belo,quando relata as agruras e sofrimento da face mais cruel e desumana de um País amargurado.

  42. O monstro está entre nós há muito tempo!

    O monstro não retornou, desde  a primeira vitória do PT em 2002, o monstro está presente, se multiplicando e criando espaço. Lula e o PT acharam que bastaria não confrontá-lo e ele ficaria quietinho.

    Lula e o PT abandonaram Zé Dirceu, Genoíno e tantos outros no caminho. Apoiaram Palocci, Zé Cardoso e Paulo Bernardo do Plim-Plim. 

    Lula, o maior líder político do Brasil,   é vítima de suas escolhas políticas. Das boas e das más.

    Agora vamos passar mais 30 anos penando até conseguirmos sair das trevas do fascismo.

     

  43. Artigo irrepreensível do

    Artigo irrepreensível do jornalista Luis Nassif. Somente gostaria de fazer um pequeno porém. O texto finaliza dizendo que se deveria respeitar o “inimigo caído”. Lula é tudo, menos caído. Não falo isso por um moralismo bobo ou por algum romantismo, mas com base nos fatos. Se Lula fosse, realmente, caído, o regime político não teria tanto medo dele sair por algumas horas. Lula saindo da prisão, num momento de dor pessoal, daria uma comoção à sua injustiça, e essa comoção é perigosa. Pode-se desenvolver e colocar o regime político em xeque. E isso somente por algumas horas, o que mostra a dimensão e o poder do Lula.

    Eles, que estão agora no poder, sabem disso e não impediram o Lula somente por um ato de pequenez e covardia. É um cálculo político muito bem pensado. Com o desastre que será o governo Bolsonaro para a população, tudo passa a convergir em direção ao Lula, principal e legítimo líder popular do país e ex-presidente que fez um ótimo governo. A liderança e dimensão política do Lula assustam os que estão no poder, que estão numa situação mais frágil do que se pensa. A situação hoje no mundo é instável, vide as reações na França ao governo Macron. Acho que faltou esse elemento na análise.

    Isso precisaria ser fomentado e desenvolvido. O apoio ao Lula é o único e efetivo caminho de resistência ao regime que está se instalando. Numa realidade complexa, cheia de elementos envolvidos, é importante sublinhar o que é principal e deixar de lado o que é secundário. Lula é o centro de toda a realidade política no momento. Abandoná-lo, achando que esta é uma estratégia válida ou efetiva, seria um erro terrível e nos levaria a anos de retrocesso – além, é claro, de ser um gesto de imensa covardia, do qual nada de bom pode nascer.

    Bolsonaro, Moro, Mourão, todos estes nomes serão irrelevantes no futuro. São pessoas que passam, personagens menores e, até certo ponto, inócuos. Seremos conhecidos no futuro como aqueles que abandonaram ou não abandonaram o Lula na cadeia. Este, sim, é o personagem histórico relevante. É preciso ter clareza disso.

    O povo está de olho, Nassif. Isso não vai acabar assim. 

  44. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome