Padilha repudia a citação de seu nome em conversa de Yousseff

Da G1

 
Mensagens indicam suposta ligação do ex-ministro com Alberto Youssef. Apuração da PF sugere que Padilha indicou executivo para laboratório.

Suspeito de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha afirmou que repudia a citação de seu nome em conversas telefônicas entre o réu da operação Lava Jato e o deputado licenciado André Vargas (PT-PR).

Em visita a cidades do Centro-Oeste Paulista na quinta-feira (24), o potencial candidato ao governo de São Paulo também disse estar “indignado” com o uso de seu nome em conversas interceptadas pela Polícia Federal (PF).

Documentos da PF apontam indícios de que Padilha teria indicado um executivo para o Labogen, laboratório do doleiro que teria sido usado em esquema de lavagem de dinheiro. Youssef foi preso em março pela operação Lava Jato, da PF, acusado de ser um dos líderes de uma quadrilha que teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões.

Durante passagem pelo município dePirajuí (SP), Padilha negou que tivesse qualquer envolvimento com o esquema.

“Eu repudio o uso do meu nome, fico indignado, é uma inferência a partir de troca de mensagens de terceiros querer relacionar o meu nome com qualquer indicação para qualquer laboratório privado”, disse o ex-ministro.

“Essa pessoa [Marcuz Cezar Ferreira de Moura, coordenador de promoção de eventos da assessoria de comunicação do Ministério da Saúde na gestão de Padilha] era um funcionário do Ministério da Saúde e não foi indicado para nenhum laboratório privado, trabalhava no ministério em 2011, em um setor do órgão, mas nunca foi indicado para nenhum laboratório”, complementou.

Leia também:  ABJD-BA divulga Nota de Solidariedade e faz evento em homenagem ao procurador Rômulo Moreira

Polícia Federal analisou o conteúdo de 270 mensagens trocadas de 19 de setembro do ano passado a 12 de março deste ano entre Youssef e André Vargas.

Em uma das trocas de mensagens, em 28 de novembro do ano passado, a PF encontrou a citação ao nome de Padilha que, para os policiais, é possivelmente o ex-ministro da Saúde.

Na ocasião, segundo documentos da PF, André Vargas diz a Youssef que Padilha indicou um executivo para o Labogen, laboratório do doleiro que teria sido usado no esquema de lavagem de dinheiro.

– Vargas diz: “Achei o executivo”.
– Youssef responde: “Ótimo, traga ele para nos reunirmos e contratarmos”.
– Vargas responde: “Sexta ele estará aí. Dá o número do celular e fala que é Marcos, estará em São Paulo no dia seguinte ou segunda e que foi o Padilha que indicou”.

‘Marcos’
Segundo o relatório da PF, “Marcos” é Marcuz Cezar Ferreira de Moura, ex-coordenador de promoção de eventos da assessoria de comunicação do Ministério da Saúde. Depois, Moura participou de reuniões na Labogen.

“O Ministério da Saúde nunca teve contrato com esse laboratório. O que o ministério recebeu foi um termo de parceria de um laboratório público que tinha também participação desse laboratório particular que para ter contrato. [O laboratório] passaria por uma série de filtros que o Ministério sempre estabeleceu, sempre muito sólidos e qualquer tentativa de irregularidade seria frustrada quanto a isso”, argumentou Padilha no interior paulista.

Leia também:  Favorito dos Bolsonaro à PGR é crítico em relação à manipulação da opinião pelos grupos de mídia, em ambiente democrático

Nesta sexta (25), o líder da bancada do PPS na Câmara dos Deputados, Rubens Bueno (PR), informou , por meio de nota oficial, que irá protocolar requerimento na Comissão de Fiscalização e Controle para que Padilha seja convidado a prestar esclarecimentos sobre suspeitas de que ele teria envolvimento com Alberto Youssef.

André Vargas, que admitiu ter viajado em jatinho fretado pelo doleiro e é suspeito de fazer tráfico de influência no Ministério da Saúde, afirmou que não recebeu de Padilha nenhuma indicação e disse que responderá a todos os questionamentos “nos foros competentes”.

A PF concluiu que existem “indícios que os envolvidos tinham uma grande preocupação em colocar à frente do Labogen alguém que não levantasse suspeitas das autoridades fiscalizadoras”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

22 comentários

  1. Muito cuidado Padilha

    Padilha, muito cuidado! Daqui pra frente,até o dia da eleicao, a imprensa tucana,a polícia federal a servico desta imprensa,a tucanália….,nao vao te dar sossego.

    Eles sao terríveis,além de bandidos! Cuide-se e boa sorte!

     

    José Emílio Guedes Lages-Belo Horizonte

  2. O PT não acorda. Dilma dorme.

    O PT não acorda. Dilma dorme. Não estou entendendo a situação. Caso continue nesse rumo, DIlma nem pro segundo turno vai.

  3. correndo atrás

    o PT acredita na mídia pig. e a reconhece como interlocutor válido e preferencial.

    como o nome pig diz a mídia é partidária. a tempos aprendeu a acusar os adversários sem nenhum compromisso com a verdade. 

    Pior para o PT, que está o tempo todo correndo atrás de desmentir. e o desmentido jamais terá o peso da mentira.

    Por enquanto o pig sempre tem dado o primeiro soco. E quem dá o primeiro golpe quase sempre ganha a briga. 

  4. Sei…Mais um petista

    Sei…

    Mais um petista indignado quando pego com a boca na botija!

    O que o auxiliar do Ministério, com ligação direta a o ex-Ministro, estava fazendo no Laboratório envolvido numa falcatrua com o mesmo Ministério?

    Alguém acredita que o Padilha “não sabia de nada”?

    A dificuldade que o PT tem em lidar com filiados encrencados  é espantosa!

    O DEM expulsou o Demóstenes Torres na largada, por que o PT não faz o mesmo? Parece que a teia que os enrolados do partido tem com as entranhas do mesmo cria uma espécie de Guerra Fria, se alguém disparar todo mundo morre.

    A impressão que  PT passa é de ter transformado o Estado no seu cofrinho particular, uma espécie de Cosa Nostra do poder. A maneira de agir  do partido faz parecer que os esquemas de desvios são endêmicos.

    O que os eleitores gostariam de saber é porque o DEM escorraçou o Desmóstenes e o PT está cheio de dedos com o Vargas,. Sangrando assim, parece que o PT tem medo, coisa que o DEM não teve.

     

    • Eu conheço o Padilha Mauro,

      Eu conheço o Padilha Mauro, pessoalmente. Ele me garantiu que vai se desfiliar do PT e engressar na ordem tucana, assim ele vai conseguir respirar. Eu perguntei: vc tem certeza? Ele disse: Francy, é o único jeito de não ser preso, investigado,citado,demonizado, execrado. Depois de refletir sua resposta eu pensei: é mesmo, o PT tem dificuldade para lidar com os seus filiados, talvez a melhor mudar a cor para azul.

    • Demóstenes saiu do DEM porque

      Demóstenes saiu do DEM porque tyodo mundo sabia, e sempre soube, que ele era um corrupto, membro da quadrilha do Carlinhos Cachoeira, são só leitores assíduos da Veja, como você, que ficaram surpresos ao descobrir que o “mosqueteiro da ética” era um tremendo corrupto. A única diferença entre o Demóstenes e o resto do partido é que os demais demos ainda não foram pegos. Só isso.

    • NINGUÉM PROVOU QUE PADILHA ESTEJA ENVOLVIDO

      Até agora, há apenas uma suspeita. E veja lá: o tal Marcos foi demitido no mesmo ano que entrou, em 2011, em cargo inexpressivo. Podemos nos referir a alguém, para reforçar nosso pedido e indicação. E nada melhor, no caso, de que mencionar o ministro da Saúde, pois se tratava de um laboratorio.

      Ademais, em outro texto que li, não se falou Padilha, mas Pade ou Padi  ( linguagem oral), tendo a polícia suspeitado que se tratava do ministro.da Saúde.

      O que isto prova?

      Nada, nadinha de nada.

      Eu posso falar aqui que foi indicação do FHC, do Lula, da Dilma, de quem eu quiser, ora bolas!

      E isto já se tornará uma prova robusta, indefensavel, para as manchetes que vi dos jornais vergonhosos de nosso País.

      Então, sua conclusão ” Alguém acredita que o Padilha “não sabia de nada”?”  é totalmente infeliz. Por que Padilha deveria saber? Ora, é uma suspeita injusta. Qual foi, até hoje, o escândalo que Padilha se envolveu? Onde é que ele foi chamado de político desonesto?

      Se ele procurou, ainda, inclusive fazer no Ministério da Saúde um fiscalização mais eficaz possível, se nunca houve nenhuma contrato com o tal laboratório, com exceção de um lavrado pelo governador Serra em SP, mas que nada tem de incorreto, mas que você ingenuamente, como leitor destas barbaridades diárias do jornais comprados de nosso País, acreditou. Ele está envolvido, foi o que disseram. E já está bom. Para que saber mais?

      Sabe o que é isto: assassinato de reputações.

  5. Em comentários recentes

    Em comentários recentes levantei uma questão: quem, efetivamente, comanda a Polícia Federal? Ou, para ser mais, preciso, existe algum comando na PF? 

    Pois parece que não, pois como se explicar e admitir esses vazamentos seletivos?

    Custei a acreditar, mas agora parece claro que existe uma parte dessa importante instituição se portando como insubordinados por interesses políticos. Nunca esqueci dos dizeres daquelas fainas nas quais agentes em greve denunciavam que eram perseguidos porque combatiam a corrupção. 

    Alô Sr. ministro da (in)Justiça: o senhor está aí para quê? 

    Spbre o mérito: será que só essa singela frase, ainda mais sem se ouvir o contraditório do acusado(ministro Padilha) carecia que a grande mídia em peso saíssem com manchetes espetaculosas? 

    E o governo, como sempre, dando o maior refresco a esses cretinos travestidos de imprensa. Vai gostar de apanhar assim lá na casa do carvalho. 

  6. PTices

    “”Achei o executivo”.”

    “”Sexta ele estará aí. Dá o número do celular e fala que é Marcos, estará em São Paulo no dia seguinte ou segunda e que foi o Padilha que indicou”.”

    Pera aí! …

    …Quem disse isso era simplesmente o vice-presidente da egrégia Câmara dos Deputados da República Federativa do Brasil.

    Ora bolas: se o PT – partido do André Luís Vargas Ilário – confiava nele a ponto de tê-lo como vice-presidente da Câmara dos Deputados, quem somos nós para duvidar de suas palavras?

    “afirmou que não recebeu de Padilha nenhuma indicação e disse que responderá a todos os questionamentos “nos foros competentes”.”

    Negá-lo agora é hilário.

    Mas se a coisa esquentar – do que eu duvido muito, já que doleiro bom feito o Youssef é moeda de livre curso: circula em tudo que é partido – Lula sempre pode jogar a letra manjada:…

    … “Ajudei a criar esse partido [Partido dos Trabalhadores] e, vocês sabem, perdi três eleições presidenciais e ganhei a quarta, mantendo-me sempre fiel a esses ideais, tão fiel quanto sou hoje. Quero dizer a vocês, com toda a franqueza, eu me sinto traído. Traído por práticas inaceitáveis das quais nunca tive conhecimento. Estou indignado pelas revelações que aparecem a cada dia, e que chocam o país. O PT foi criado justamente para fortalecer a ética na política e lutar ao lado do povo pobre e das camadas médias do nosso país. Eu não mudei e, tenho certeza, a mesma indignação que sinto é compartilhada pela grande maioria de todos aqueles que nos acompanharam nessa trajetória.”

  7. simples assin

    Será que ninguém percebeu ainda que tudo nao se trata do do ministro da justiça detonado o padilha? Quem queria ser candidato a governador de são paulo antes do padilha ser escolhido no delo pelo lula? quando acontece um crime o primeiro suspeito é aquele que se beneficia do crime. Assim como o ministro das telecomunicações é amigo das teles não é atoa, é para bancar a campanha da sua mulher e senadora ao governo do estado do paraná. no caso do padilha tá claro como a luz do dia, é o ministro da justiça. simples assim

  8. Ou Mauro! Se vosmecê

    Ou Mauro! Se vosmecê continuar a leitura do blog, basta transpor mais um ou dois posts no máximo, irás tropeçar numa notícia que melhor alumiará sua obscura percepção do mundo ao derredor.

    Orlando

    Abaixo, destaco pequeno trecho do referido texto. Faça bom uso do mesmo:

     

    Para evitar vazamentos seletivos, juiz torna públicos documentos da Operação Lava Jato

    Sugerido por Fulvia

    Do Brasil 247

    Sem sigilo, Lava Jato mina o poder de Francischini 

    Juiz Sergio Moro, responsável pelo inquérito da Operação Lava Jato, que prendeu o doleiro Alberto Yousseff e Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, tornou públicos todos os documentos da ação empreendida pela Polícia Federal; com isso, ele visa evitar vazamentos seletivos…

     

     

     

     

  9. Meia Boca

    Fosse no governo FHC cabeças já teriam rolado na PF ou melhor esta nem se atreveria a investigar nada que desagradasse o poder.

    Já no governo da esquerda meia boca, o oligopólio oposicionista de informação tem acesso privilegiado até a investigações sob sigilo de justiça.

    Informantes e traíras são nomeados segundo os sagrados cânones do “mercado”, apadrinhamento ou competência técnica desvinculados do caráter ou da identidade ideológica; informações são vazadas e/ou vendidas e o oligopólio de manipulação da informação faz ilações irresponsáveis e as espalha aos quatro ventos conforme seus interesses escusos.

    Quando a esquerda meia boca for retirada do poder, cada vez mais parece que ocorrerá em breve, pelo oligopólio oposicionista de informação sem regulação com a colaboração e omissão de autoridades do próprio governo que deveriam se dar ao respeito, seus brilhantes “intelectuais” de botequim poderão estudar o “case” de fracasso em seminários e escreverão teses interpretativas de conteúdo acadêmico sobre os fatos históricos decorrentes, mas omitirão a profunda covardia política, causa primária da derrocada.

    A esquerda meia boca é que é um tigre de papel, o capitalismo neoliberal e excludente não, este é sólido e capaz de tudo, qualquer coisa, para se impor.

    Subestimar o inimigo é um erro fatal, colocar o rabo entre as pernas pior ainda.

     

  10. Desespero , é a palavra de

    Desespero , é a palavra de ordem da oposição. Perder São Paulo ,significará perder a chave do cofre do quinto maior cofre da America Latina. Serão centenas de bocas famintas , mal acostumadas , viciadas em champanhe e caviar , consumidos vorazmente nas últimas duas décadas , largadas ao relento. A batalha eleitoral que será travada nos níveis federal e estadual , sendo que a nacional está quase perdida , torna a manutenção do governo estadual a mãe de todas as batalhas . O Padilha foi bem como ministro , é um cara preparado , bem articulado  , demonstra não ter medo de cara feia e além de tudo , traz a grife de poste do Lula …..

  11. Caro Nassif e

    Caro Nassif e demais

    Meusdeseus, parem com isso.

    Quaquer um que saisse candidato a governador do PTem SP, os mesms grupos que querem os tucanos, fariam de tudo para detonar.

    SP é uma fortaleza, é um  cassino poderoso, é um cofre gigantesco, é uma mão na massa, para as grandes corrupções.

    Com Padilha no governo, tem que imediatamente reestruturar tudo, pois não faltarão grupos, do alto escalão, que lucraram e montaram suas correias dentro do aparelho, que farão de tudo para detornar o novo governo.

    Isso se observa no governo Dilma e em SP, com Haddad.

    Saudações

  12. Se o Padilha é santo ou não

    Se o Padilha é santo ou não nessa história, não sei. Mas ainda prefiro acreditar que sim.

    Mas o tal Vargas já passou do ponto de ser “sacrificado” pelo partido, ainda mais depois dessa, principalmente se for mentira (e que estivesse usando o nome do ex-ministro apenas para credenciar alguém).

    Não dá para continuar com essa mania de ficar passando a mão na cabeça de todo mundo.

    O sistema tem problemas que “facilitam” certos comportamentos e atos condenáveis, mas não é desculpa para inocentar os do “lado de cá” que por ventura, “pisam na bola” durante o jogo do poder, que precisa ser reformulado.

    • Sacrificado

      Concordo plenamente com o seu comentário. Mas… O André Vargas é dono do seu mandato, e não pode o partido obriga-lo a renunciar. O Rui Falcão pediu publicamente, que o deputado renunciasse, e só ele pode tomar essa decisão. A outra possibilidade: é o PT leva-lo à Comissão de Ética do partido, pedindo a sua expulsão.

  13. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome