Vaza Jato: diálogos mostram que Barroso orientou Deltan na Lava Jato

"Deltan, vc tá em Oxford? Vi que Barroso foi e me lembrei q foi aí q vcs estreitaram laços", perguntou a procuradora Anna Carolina Resende ao coordenador da Lava Jato

Foto José Cruz/Agência Brasil

Jornal GGN – “Barroso foi para guerra aberta. E conta conosco como tropa auxiliar”, escreveu o coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol, para os colegas em um chat no Telegram no dia 29 de março de 2018.

O tema da conversa era a prisão do ex-assessor do então presidente Michel Temer, José Yunes e o trecho que revela relação de proximidade entre o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, e Deltan foi divulgado nesta quarta-feira (25), no blog de Reinaldo Azevedo, no UOL, em parceria com o The Intercept Brasil, no âmbito da série da Vaza Jato.

A reportagem revela ainda que Dallagnol conversou com Barroso para que substituísse Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo que morreu num acidente aéreo no dia 19 de janeiro de 2017.

12:11:18 – CarolPGR: Deltan, fale com Barroso
12:11:37- CarolPGR: insista para ele ir pra 2 Turma
12:18:07- Deltan: Há infos novas? E Fachin?
12:18:11- Deltan: Ele seria ótimo
13:54:21- CarolPGR: Vai ser definido hj
13:54:33- CarolPGR: Fachin não eh ruim mas não eh bom como Barroso
13:54:44 – CarolPGR: Mas nunca se sabe quem será sorteado
13:56:40- CarolPGR: Barroso tinha q entrar nessa briga. Ele não tem rabo preso. Eh uma oportunidade dele mostrar o trabalho dele. Os outros ministros devem ter ciúmes dele, pq sabem que ele brilharia na LJ. Ele tem que ser forte e corajoso. Ele pode pedir p ir p 2 turma e ninguém pode impedi-lo. Vão achar ruim mas paciência, ele teria feito a parte dele
14:11:37 – Deltan: Ele ficou alijado de todo processo. Ninguém consultou ele em nenhum momento. Há poréns na visão dele em ir, mas insisti com um pedido final. É possível, mas improvável.
14:30:16 – Deltan: Mas sua mensagem foi ótima, Caroll
14:30:24 – Deltan: Por favor não comente isso com ninguém
14:30:25 – Deltan: Please
14:30:29 – Deltan: Ele pediu reserva
14:30:31 – Carol PGR: clarooo, nem se preocupe
14:30:45 – Carol PGR: só lhe pedi para falar novamente com ele porque isso está sendo decidido hoje
14:30:52 – Deltan: Foi o tom do meu último peido
14:31:18 – Carol PGR: vamos rezar para Deus fazer o melhor
14:32:22 – Carol PGR: mas nosso mentalização aqui é toda em Barroso.

*Os textos das mensagens foram mantidos como no original, sem qualquer tipo de correção ou alteração.

Esse trecho trocado entre Deltan e a procuradora Anna Carolina Resende já havia sido divulgado pelo The Intercept Brasil em outra reportagem, do dia 12 de agosto, sobre a participação de Deltan na criação do “Instituto Mude”, organização não-governamental que vem pressionando políticos e ministros a tomarem decisões defendidas pelos membros da Lava Jato.

A retomada desse trecho na matéria divulgada hoje vem junto com outras mensagens trocadas entre Deltan e os colegas da Lava Jato revelando uma proximidade ainda maior entre o chefe da força-tarefa em Curitiba e o ministro Roberto Barroso.

Leia também:  A Lava Jato e os indignos filhos de Januário, por Luis Nassif

No dia 13 de maio de 2017, por exemplo, a procuradora Anna Carolina perguntou para Dallagnol: “Deltan, vc tá em Oxford? Vi que Barroso foi e me lembrei q foi aí q vcs estreitaram laços.”

O estreitamento da relação entre Deltan e Barroso teve início no ano anterior a essa mensagem, no dia 19 de junho de 2016. “Estamos passeando aqui com o ministro barroso”, escreveu Deltan para a sua mulher naquela ocasião.

O papel de orientador de Barroso fica mais claro em outras conversas. Em dezembro de 2017, os procuradores da Lava Jato discutiam o indulto de Natal tornado público pelo então presidente Michel Temer que acabaria beneficiando presos da Lava Jato.

Na época, Diogo Castor de Mattos se sentiu confortável para lançar um artigo de opinião atacando Temer. “O referido decreto parece ter sido feito sob encomenda para os condenados da Lava-Jato (…) Ao editar o decreto, Temer demonstrou onde é capaz de chegar para aniquilar o combate à corrupção e à impunidade no Brasil”, escreveu.

O decreto de Temer acabou sendo suspendido parcialmente pela então presidente do Supremo, Cármen Lúcia. A decisão da ministra, concedida dia 28 de dezembro, foi informada por Deltan no chat com os colegas da Lava Jato, atribuindo ao ministro Barroso atuação em prol da Lava Jato dentro da Corte.

28 de dezembro de 2017
13:46:56 – Laura Tessler: Diogo, parabéns pelo artigo. Ficou muito bom.
13:50:32 – Diogo: Obrigado Laura!
17:03:20 – Deltan: Saiu a liminar. Carmem Lúcia suspendeu parcialmente o decreto. 17:05:30 – Deltan: Caso distribuído para Barroso
17:05:52 – Deltan: Que cá entre nós me escreveu elogiando o artigo sobre o indulto 17:06:13 – Deltan: A distribuicao pro Barroso foi o que pedi a Deus!!

A reportagem Intercept-Reinaldo Azevedo mostra ainda que o pacote das “70 Medidas Contra a corrupção”, organizada diretamente pelos procuradores da Lava Jato, também passou pelo escrutínio de Barroso. No dia 28 de maio de 2018, escreveu Deltan para os colegas:

Leia também:  MPF quer levar para Justiça Federal processo de brigadistas de Alter do Chão

22:54:18 – Deltan: Caros, comentei com Bruno, mas isso tem que ficar entre nós três, please. Hoje falei com Barroso, que gostou muito da ideia das medidas e da campanha da TI e vai divulgar. Passei pra ele os arquivos e materiais.

*”Bruno” é Bruno Brandão, da Transparência Internacional (TI).

Alguns dias antes, no dia 21 de maio de 2018, Dallagnol comentou com outros procuradores, em tom de entusiasmo, que faria uma palestra ao lado de Barroso.

09:03:11 – Deltan: Yep. Pela manhã, palestra na FIEP. Tentarei falar com Barroso, nem que seja no almoço, mas não sei se haverá momento propício. Questoes a abordar?
09:10:20 – O principal é saber qual é o clima do STF em relação a nós.

Anos antes, no dia 26 de julho de 2016, ao falar sobre as “Dez Medidas Contra a Corrupção”, que se tornou projeto de lei de origem popular, Deltan comentou com a procuradora Luciana Asper que também havia submetido o texto à análise de Barroso:

21:59:17- Deltan: Luciana, passei as 10 medias pro Min. Barroso, que tende a ser simpático a elas, pelo menos em sua maior parte. Ele se intererssou e disse que lerá no recesso…. é um apoio em potencial.

Barroso e os ataques ao Supremo

No dia 25 de abril de 2018, o procurador Júlio Noronha postou no chat do telegram uma reportagem da Folha de S.Paulo sobre críticas que Barroso fez ao Supremo, durante sua passagem na Universidade de Columbia, em Nova York, onde concedeu uma palestra.

Leia também:  Presidente do TRF-4 se reúne com representante dos EUA para dividir informações sobre a "lava jato"

20:49:58 – Julio Noronha: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/04/stf-esta-sob-ataque-e-sofre-momento-de-descredito-afirma-barroso.shtml
22:10:11 – Deltan: Engracado o momento em que quem nos desagrava é outro ministro e não a PGR
22:10:24 – Deltan: Um Barroso vale 10 PGRs.

Na ocasião, disse Barroso sobre o Supremo ter se tornado alvo de ataques: “A pergunta que me faço frequentemente é por que o STF está sob ataque, por que está sofrendo esse momento de descrédito. Bem, o que acho que está acontecendo é que há uma percepção em grande parte da sociedade e da imprensa brasileira de que o STF é um obstáculo na luta contra a corrupção no Brasil”.

Deltan é 89% Barroso

Um trecho curioso das mensagens mostra que os procuradores da Lava Jato fizeram um teste de brincadeira publicado na revista Veja para saber qual ministro do Supremo mais se identificavam.

18:07:33 – Michael Mohallem: https://complemento.veja.abril.com.br/brasil/teste-quem-e-voce-no-stf/
18:07:50 – Michael Mohallem: 75% fux😞
18:42:21 – Deltan: Ha!
18:42:23 – Deltan: Eu sabia
18:42:29 – Deltan: 89% Barroso.

A reportagem destaca que, até o mês passado, o escritório “Barroso Fontelles, Barcellos, Mendonça Advogados” (ex-“Luís Roberto Barroso & Associados”), hoje conduzido por um sobrinho do ministro Roberto Barroso, fazia a defesa de Dallagnol nos procedimentos que respondeu no Conselho Nacional do Ministério Público.

O GGN prepara uma série de vídeos que explica a influência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto? Clique aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

15 comentários

  1. Já houve guerras usando o nome de Deus, hoje há corrupção, intrigas e cometimento de irregularidades e injustiças. Cinicamente os lavajateiros colocam Deus (ou o que creem ser isto) como cúmplice de suas malícias e artimanhas feitas para prejudicar pessoas e a nação. O aumento constante do ateísmo tem esta face da moeda: são cada vez mais anticristãs as atitudes de falsos cristãos, pois o que há de fato é o aumento daquilo que Cristo mais criticou: a hipocrisia e o faraisismo dos que sabem da lei e a subvertem.

    17
  2. O envolvimento de Barroso com os procuradores da Lava Jato não é razão suficiente pra ele ser impedido de julgar qualquer processo pertinente ?
    Duvido que ele tenha esta iniciativa. A retidão passa longe do “homem da Globo no STF”.

    13
  3. Nassif: pensei em pedir mudessem o nome BraZil para “Sezamo”. Parece mais apropriado ao horizonte social, político e jurídico. Veja só a panorama — Ladrões na Política, vazando pelo cano. Ladrões no Judiciário, à mãocheias. Ldrões no Executivo, à bambarra, com “laranjas” e outro sazonais. Todos com o aval inconteste dos VerdeSauvas, plantadores e cuidadores de flora e fauna do que não presta.

    Com tantos e importantes “ladrões”, os 40 de AliBaba devem andar acanhados, sem serventia até para servir cafezinho aos mestres.

  4. Faço referência ao comentário de Marcos Videira,25/09/2019,at 11:47,que comete um sútil equívoco.O envolvimento de Barroso não é com os Procuradores da Lava a Jato,sim com o Procurador Deltan Dallagnol.O envolvimento dos demais se dão por osmose.Tem alguma coisa de bem picante no reino de Harvard.Mais:Seria Vladimir Neto o homem da Globo na Lava a Jato?Não creio,nada mais era do que o moleque de recados.

  5. Barroso, Barroso, o iluminista de cinema… como ficará quando as gravações e suspeitas que pairam sobre seu escritório, suas relações perigosas com gente igual, quando sua família ficar exposta? como irá reagir?

  6. essa matéria do intercept certamente é uma
    das mais importantes e fundamentais para
    entender todo o esquema inescrupuloso e infame da tal lava-jato….
    confirma tudo o que vem sendo dito do barroso
    (inclusive nos decisivos textos do nassif),
    mas desmascara também o famigerado conluio da
    lava-jato com a grande mídia, especialmente com a
    globo na figura patética e encomiástica do jornalista
    falso investigativo wladimir neto. mais famoso pelo
    livro que não li nem lerei sobre a espúria operação,
    e por se filho da mirian leitão e, pasmem,
    assessor de comunicação da lava-jato, dando
    dicas e rindo das pusilânimes piadinhas do pusildeltânico…..

  7. o Estado Brasileiro. 9 décadas de Estado Ditatorial Absolutista Esquerdopata Fascista, replicados por 40 anos de farsante Redemocracia. Este Poder Judiciário, este STF é formado por Personagens escolhidos por quem? Quem indicou Barroso? Isto é que tinha estatura para ser Ministro do Supremo? Esta e a tal da Constituição Cidadã a ser seguida? A culpa é de quem? ‘Conheceis a Verdade. E a Verdade Vos Libertará’. Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

  8. Lavajateiros (não só de Curitiba): projeto de poder e dinheiro, perseguição política seletiva e adoradores do capetão 👺❗️🤢🤮

  9. A vaga no STF seria nomeado o jurista Roberto Figueredo Caldas, mas sua ex mulher Michelle Marys nao concordou e ele foi indicado para a Corte dos Direitos Humanos de Costa Rica.Tarco Genrro o Ministro da Justica da epoca NAO era a favor de Barrozo.Pode conferir OK!

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome