ICMBio mantém quadro reduzido de especialistas

Do Grupo Temático Meio Ambiente

ICMBio mantém quadro reduzido de especialistas

Por Lilian Milena

Pesquisa revela que, após três décadas de existência, Centros Especializados do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio) mantém quadro reduzido de especialistas desenvolvendo menos de 70% das atividades relacionadas à Biodiversidade de Conservação. Para se ter ideia, o número de doutores dentro das instituições representa menos de 10% (8,7%) do quadro técnico disponíveis para estudos e projetos de manutenção da biodiversidade.

A avaliação é da analista ambiental Márcia Rodrigues. Em trabalho, defendido e aprovado em julho de 2009 ao programa de doutorado em Política Científica e Tecnológica da Unicamp, a pesquisadora analisa a estrutura de sete dos 11 Centros Especializados do ICMBio, e também os critérios de contratação dos profissionais ligados a proteção e pesquisa ambiental.

Rodrigues destaca que, em 2007, o número de especialistas nos Centros era “extremamente reduzido”: 14 doutores, 38 mestres e 35 especialistas, dedicados às atividades de pesquisa e intervenção, “vis-à-vis a mega biodiversidade brasileira e o elevado número de espécies ameaçadas de extinção”, completa.

Continua

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Aumento de 34% no alerta de desmatamento da Amazônia prejudica o Brasil no exterior

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome