PROFLORESTAS e você plantam 60.000.000 de árvores beira rios e limpam 3.000.000 de ton. de carbono da atmosfera

 Gostaria da análise e parecer de todos, sobre o sistema SantaFé de Agroflorestas vila indústria consórcio sustentadas.
Tenho a meta de 60.000.000 milhões de árvores plantadas, em cinco anos, cobrindo
30.000 hectares
beira rios com florestas mistas SantaFé que vão retirar por volta de 3.000.000 de toneladas de carbono por ano, em conformidade com as regras da ONU para transformação em ” creditos de carbono” e negociação com signatários do protocolo de Kioto.
A ferramenta para o atingimento desta meta será a construção de dez cultivares ou ” berçários de florestas” , em municípios estratégicos de norte a sul, beira rios, por onde conectaremos os fragmentos florestais existentes, permitindo o fluxo da biodiversidade de novo ao mesmo tempo que criaremos 400 vagas de trabalho á camponeses e camponesas.
Abaixo resumo o Sistema SantaFé que será licenciado á cooperativas, que formaremos para operacionalizar os cultivares, não sem antes promover a qualificação técnica em florestas e o treinamento prático para execução do desenvolvimento sustentado, pesquisa e
desenvolvimento das florestas remanescentes, com extração e processamento de fitoterápicos para fornecimento ao Sistema Único de Saúde SUS e capacitados, também, para plantios científicos comerciais para extração certificada de  madeira.
Anexo segue o curso Sustentabilidade Simbiótica, instrumento de licenciamento do Sistema.
O curso é a actividade que inicia a construção do cultivar e seria interessante que o  contratassem , a preço de custo, para tomarem conhecimento da metodologia e facilitarem as palestras para municípios chave (10 pelo menos) no sul, no sudeste, no centro oeste, nordeste e norte (aqueles influentes na Bacia do Prata ao sul e na Bacia Amazônica ao norte.

 Planejamento estratégico para plantio do déficit de 60.000.000 de árvores beira rios resultado prático:

Sistema SantaFé de Agroflorestas vila indústria consórcio sustentadas:

 

ARE –  Administração Rural de Excelência,  visando o sistemático plantio de florestas naturais ciliares e eucaliptos, de sul a norte do Brasil, em configuração agroflorestal vila indústria, promovendo o imediato cumprimento da lei florestal, o plantio e extração científica de madeira e de  fitoterápicos para alimentos, complementos alimentares, remédios naturais (cliente SUS) e cosméticos orgânicos,
além da limpeza do dióxido de carbono da atmosfera com lucro (sem impostos ainda), por volta de 100 toneladas por ano em cada hectare com as novas florestas.
O sistema integra as florestas naturais, obrigatórias por lei com florestas exóticas adequadas á cada região de plantio. Em conjunto, produzem fitoterápicos, alimentos e madeira e capturam carbono para formação de carteira com “créditos de carbono” , em conformidade com a oportunidade estabelecida pelo protocolo de Kioto.
O sistema se operacionaliza através de cultivares ou “berçários de florestas”, a serem construídos nos municípios brasileiros, principalmente aqueles que sofram influência das bacias do Prata e Amazônica, tendo rios que passem em suas imediações.
Estes ” berçários ” funcionam como excelentes produtores de mudas e sementes e prestam serviços de plantio trabalhando com a dinâmica da terra e insumos rigorosamente orgânicos. Também atuarão com georeferenciamento, banco de dados regional, selos verdes e certificações.
O sistema de gestão, por excelência, do cultivar é franquiado (coprigth ) á uma cooperativa, a ser formada por camponeses e camponesas recrutadas, selecionadas no município, qualificadas como ” técnicos de florestas” e inseridas na tecnologia da informação.
Eles estarão aptos, para plantar
1000 hectares
por ano através do cultivar padrão SantaFé e, esta cooperativa, terá contrato de trabalho florestal por 20 anos (renovável por mais 20).
Por padrão o Cultivar SantaFé estará capacitado para a produção de 1.800.000 árvores por ano, suficientes para cobrir
1000 hectares
com florestas antrópicas, gerando emprego e renda á vinte camponeses e camponesas, mais 20 para artesãos associados, além de propiciar vigorosa inserção digital e social dos participantes.
Para implantação do Cultivar SantaFé são necessários 90 dias de atividades para construção e equipamento do galpão e treinamento das pessoas,, durante ente tempo, paralelamente o sistema inventaria pelo Google Earth as áreas e florestas existentes ao longo dos rios, num raio de
150 km
do Cultivar, e emite propostas de arrendamento para saneamento das eventuais ausências da mata ciliar ao mesmo tempo em que se implanta florestas comerciais. Pode resolver a questão das
queimadas com a recomposição das matas incendiadas por florestas mistas SantaFé. Pode resolver problemas com ocupações das terras e explorações ilegais do meio ambiente, principalmente no Pará GO e Tocantins.
Vale lembrar que 90% das prefeituras e proprietários de terras tem irregularidades nas matas ciliares, até por construírem represas e lagos (predadores pecuaristas principalmente) sem observar a lei da mata ciliar.
Para o Sistema SantaFé, este fator configura a gigantesca oportunidade econômica do plantio de florestas naturais de reposição (em desenvolvimento sustentado) com as comerciais, que representam, como atividade econômica, 3,5% do PIB brasileiro.
Ao plantarmos as florestas legais (matas ciliares) á beira dos rios, de sul a norte, de norte a sul, possibilitaremos o fluxo gênico entre os fragmentos das florestas remanescentes, e reconstruiremos as “estradas da biodiversidade”, para que os bichinhos voltem para casa e continuem o trabalho.
Pensem comigo, esta é uma maneira, talvez a única agora, de cuidarmos das nossas florestas já, conectando os fragmentos sobreviventes. Isto é Simbiose, sustentabilidade simbiótica.

Prefeituras solicitem o material do curso Sustentabilidade Simbiótica que os ensinará a ocupação inteligente da terra e solução á queimadas, áreas degradadas e embargadas por extração ilegal de madeira, podendo pagar com verbas a fundo perdido do MMA.

Havendo interesse, envio material e proposta exclusiva de participação no copyrigth.

[email protected]

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome