Morre o ambientalista e ex-deputado Alfredo Sirkis

Por quatro vezes foi vereador do Rio e, em 1991, assumiu a presidência nacional do PV. Em 2010, esteve à frente da campanha de Marina Silva à presidência pelo PV e foi eleito deputado federal.

Imagem RFI

Jornal GGN – Alfredo Sirkis, ambientalista, jornalista, escritor e ex-deputado federal, morreu nesta sexta-feira, dia 10, em um acidente de carro na BR-493, Baixada Fluminense. Ele morreu no local. Sirkis tinha 69 anos. A Polícia Rodoviária Federal informou que ele estava sozinho no carro e seguia em direção à Via Dutra, quando, na altura do km 74, saiu da pista e bateu em um poste. A família informou que ele estava indo para um sítio, perto de Vassouras, encontrar a mãe e um filho.

Sirkis, filho de imigrantes judeus-poloneses, nasceu no Rio de Janeiro em 1950. Estudou no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde entrou para a política estudantil.

Participou do grupo Vanguarda Popular Revolucionária, que lutava contra o regime e, em 1971, se exilou no Chile, Argentina e Portugal, regressando ao Brasil em 1979.

Na volta do exílio participou da fundação do Partido Verde. Por quatro vezes foi vereador do Rio e, em 1991, assumiu a presidência nacional do PV. Em 2010, esteve à frente da campanha de Marina Silva à presidência pelo PV e foi eleito deputado federal. Em 2013, junto com Marina, criou o Rede Sustentabilidade.

Alfredo Sirkis é um dos mais conhecidos ambientalistas brasileiros. Era coordenador-geral do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, mas foi exonerado pelo presidente Jair Bolsonaro em maio de 2019.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Live das 15h: Carla Borges e Camilo Vannuchi são os convidados nesta segunda (10/8)

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome