Retrospectiva 2013 do terrorismo midiático

Lourdes Nassif
Redatora-chefe no GGN
[email protected]

Por Assis Ribeiro

Retrospectiva 2013 do terrorismo midiático

O ano começou com o terrorismo midiático informando que o Brasil corria sérios riscos de apagão elétrico e que o racionamento de energia seria inevitável.

Em janeiro a revista “Isto É” estampou em letras garrafais a manchete:

“Possibilidade de racionamento afeta confiança de empresários, dizem economistas”

Risco de apagão pode reduzir expansão do PIB em 2013 – Isto É 

Ao contrário do apagão o que se viu foi a inauguração de várias hidrelétricas que já estavam em construção, tantas outras que serão entregues nos próximos anos e a expansão de outras matrizes aumentando a nossa capacidade de fornecimento energético, além do governo ter feito despencar o preço da energia.

Em abril, a “crise do tomate” que levou uma conhecida apresentadora da rede Globo a usar um colar de tomates para pressionar o Banco Central a elevar os juros. Na próxima talvez a obriguem de colocar uma melancia no seu traseiro.

Durante todo o ano o governo foi bombardeado com matérias pseudo – jornalísticas que exploraram de maneira sórdida:

1) Ineficiência do modelo de concessões e falta de planejamento.

O que se viu foram as concessões vitoriosas dos portos, aeroportos, rodovias e no pré-sal.

2) Inflação descontrolada.

Desde o primeiro semestre o comentarista do blog “foo” veio apresentando, mês à mês, quadros comparativos de inflação com anos anteriores demonstrando que a inflação estava completamente dentro das margens e equivalentes as meses correlatos de vários anos anteriores a 2013. Resultado, estamos fechando o ano com a inflação dentro das expectativas do governo e provavelmente ainda menor do que o ano anterior.

3) Risco de alta no desemprego.

Terminamos o ano com índices recordes de emprego.

4) Movimentos de rua de junho.

A grande mídia tentou colocar as manifestações como se fossem contra o governo Dilma e aproveitaram para tentar alavancar as candidaturas de Aécio (no desespero Serra) e Eduardo Campos (no desespero Marina). Resultado, todas as pesquisas posteriores demonstraram que Dilma ganha no primeiro turno.

5) Mais médicos.

A cobertura jornalística priorizou entrevistas com médicos e dirigentes dos CRMs que atacaram em defesa do corporativismo da classe, e omitiu o sucesso deste tipo de plano de atendimento em países que o implementaram levando saúde às populações esquecidas e abandonadas. Resultado, o plano tem alcançado um sucesso estrondoso.

6) Que o país estava parado.

Mesmo com os inúmeros canteiros de obras Brasil adentro, construção de imóveis residenciais,  estradas, portos, estaleiros,  plataformas de petróleo, o país voltando a fabricar navios, o comércio vendendo como nunca, criação de novos postos de trabalho, etc.

7) As condenações na AP 470.

Tentaram mais uma vez colocar a pecha de que “nunca se viu tanta corrupção no país”, como se fosse uma exclusividade do PT, chegando, a grande mídia, inclusive a lançar o nome de Barbosa como candidato à presidência da república.

8) Que a copa será um fracasso.

O sucesso recente da copa das confederações não foi suficiente para pautar análises mais equilibradas sobre a copa 2014.
9) A desindustrialização.

Esse foi mais um tópico recorrente. No entanto, a nossa mídia tradicional foi incapaz de falar nos vários incentivos do governo como as concessões vitoriosas em todos os setores da infraestrutura, a diminuição de impostos para a cadeia produtiva, a diminuição do preço da energia, disponibilização de dinheiro via BNDES, etc. Omitiu que o governo do PT reativou a nossa indústria naval para a fabricação de estaleiro e navios. A maré do contra é tão grande que até na recente aquisição dos jatos Gripen para a aeronáutica que priorizou a transferência de tecnologia e a fabricação deles em território nacional foi alvo de criticas.

O que mais se viu nas matérias “jornalísticas” foram frases como; “o gigante acordou”, “o país está parado”, “a inflação voltou”, etc.

Um jornalismo tendencioso e desinformativo que induz a população ao medo e a baixa qualidade de conhecimento.

36 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Lista enorme….

    Dá para completar essa lista do Assis.

    Foram tantas as “crises” inventadas ou turbinadas que é difícil lembrar de todas elas:

    Teve a do leilão de Libra só com “empresas estatais comunistas chinesas”,  a Petrobrás com risco de “falir”, a Copa das Confederações que seria transferida para a Inglaterra, o “vexame” que o Brasil passaria ao indicar um candidato para a OMC, a “grosseria” de Dilma ao se recusar e dispensar a visita de estado ao espião Obama.

    Etc, etc, etc…. Tem mais, tem mais….

    1. Marco. É isso

      Certa vez, aqui no blog, colegas sugeriram que colocássemos os ataques infundados da grande mídia.

      Essa é uma boa oportunidade para listarmos. Como você disse são muitas e cada um pode lembrar de algumas.

       

      1. Terrorismo midiático

        Assis, você sem dúvida é a pessoa mais habiltada para fazer esta retrospectiva, incluindo como sugestão imagens .

         

        Se vc conclamar ao pessoal do nosso blog do Nassif, ficará surpreso com tantas sugestões

  2. TIRO PELA CULATRA

    Como as previsões (ou será desejo?) do PIG não se confirmam nunca, a sua (dele PIG) credibilidade se afunda a cada dia, se é que ele (o PIG) ainda tem alguma. Com isso vai reforçando o GOVERNO DO POVO para continuar comandando o país até às calendas gregas.

    Um autêntico TIRO PELA CULATRA.

  3. Todo o julgamento do

    Todo o julgamento do “mensalão”, incluindo a tentativa de envolver Lula como pressionando o gilmar dantas. As notícias que o câncer de Lula tinha voltado e ele estava se tratando às escondidas, de madrugada.

    Foi ótimo o Assis Ribeiro colocar as “notícias” e o que de fato aconteceu.

  4. judiciário pro ditadura

    2013 o ano em que a elite tupiquim usou o judiciário ao seu Bel. Prazer inclusive o stf, para punir desafetos políticos e proteger aliados como cachoeira

  5. Calma Nassif, o ano ainda não

    Calma Nassif, o ano ainda não acabou. Em uma semana a mídia brasileira é capaz de pedir a cabeça de Dilma porque comprou Grippens e não F-18s e defender a posse de José “ladrão do metrô pagador” Serra na presidência. Não são apenas jornalistas, são psicopatas que acreditam que criar e divulgar mentiras é igual a noticiar fatos.

    1. Acho que sei o que ela vai dizer

      Sei não, mas acho que ela vai fazer a mesma previsão em 2014.

      Ontem ouvindo a itatiasia (mistura de itatiaia com anastasia) tive o desprazer de ouvir o alexandre garcia, (aquele do golpe de 64, do roubo de votos do Brizola, do golpe do color sobre o Lula, o anti-democrático geral, etc – se houvesse justiça eleitoral no país ele já devia estar preso). Ele agora é o guru dos jornalistas da triste rádio itatiasia. Ele começou a falar e eu já ia passar para outra rádio mas esperei um pouco curioso de saber a besteira do dia e juro que ainda me surpreendi: afirmou que o Snowden é um traidor, sim um grande traidor, reafirmou.

      As vezes acho que estes caras acreditam no que fazem. É cretinisse demais.

    1. O PIB mais do que dobrou nos

      O PIB mais do que dobrou nos últimos 10 anos. Em 2013 será quase US$ 3 TRILHÕES, a diferença para os US$ 2,5 TRI dá para supotar esses 79 bi de déficit com folga, como o próprio texto admite.

      Se estivéssemos em recessão aí sim as agouras da reportagem fariam sentido e a nota de investimento cairia. Mas evidentemente não é o caso nem para 2013 e nem para 2014, até mesmo com aumento desse déficit.

  6. Retrospectiva 2013 do terrorismo midiático
    “O ano começou com o terrorismo midiático informando que o Brasil corria sérios riscos de apagão elétrico e que o racionamento de energia seria inevitável”. Só essa informação da imprensa seria já suficiente para uma chamada ao pé de orelha em quem propagou essa notícia. Oras, essa imprensa é muito mal informada ou muito mal intencionada já que falta de energia com duas Usinas monstruosas tipo de Santo Antonio e Jirau entrando em operação em 2013 seria no mínimo uma contradição enorme. Agora imaginem um investidor estrangeiro que no conforto de sua poltrona em um hotel Brasileiro vendo o Jornal Nacional ou Globo News ou lendo a Veja e adjacentes com seus devido interpretes, diria: O quê, tô fora!!! Depois ficam dizendo que nosso pibe foi pífio e culpam o governo.

  7. Assis, grande iniciativa. Já

    Assis, grande iniciativa. Já comentei mais cedo, mas não saiu. Lembrei dos reservatórios que iam secar todos, produzindo um novo apagão; o Lula querendo “acertos” com o gilmar dantas para o julgamento do mensalão; e, claro, o inesquecível julgamento do “mensalão” do PT, que ia varrer o PT do mapa político do Brasil. E vi hoje no Prof. hariovaldo, o historiador aprendiz de futurólogo, ou ao contrário, não sei bem, Marco Antonio VIla, dizendo que o PT ia perder SP (foi ano passado, mas no finalzinho. vale?)

  8. Uma das mais ridiculas foi da

    Uma das mais ridiculas foi da miriam leitão ha uns dez anos comentando a queda do desemprego de então: caiu MAS vai subir, varios anos depois ainda estou esperando que essa previsão (ou desejo) dela se cumpra; outro estupidez que um jornalista matutino, desses que gostam de estragar o nosso café da manhã e se puder o nosso dia, ao comentar a alta do pib disse; poderia ser uma boa noticia MAS não é! As vezes fico pensando se não se cansam (ou não tem vergonha)  de interpretar esse papel já bastante batido.

  9. boa sacada

    boa sacada assis,

    retrospectiva do contra o mainstream da mediocracia

    retrospectiva daquilo que deveria ter sido e que não foi…(segundo o evangelho são marinho)

    lembrando manuel bandeira: na vida inteira que podia ter sido e que não foi.

    o ano todo de 2013 que podia ter sido e que não foi…

    PORRA, FOLHA!

  10. E a febre amarela?

    Prezados, o ano é outro (não me recordo com exatidão), mas e as pessoas que morreram de overdose de vacina contra febre amarela (intoxicação hepática) por conta do pânico disseminado semanas à fio pelas organizações globo e co-irmãs?

    Lembro que o MPF instaurou procedimento de investigação (?) e qual foi o resultado?

    Ah, para não dizer que não lembrei de uma para este ano, fica a contribuição:

    E a “matéria” sobre o cara que previa que a Petrobras(sempre ela) teria 37% de chance de quebrar?

    Pois é.

  11. Que visão mediocre, pobre e

    Que visão mediocre, pobre e distorcida da papel da imprensa numa Democracia. Pelo visto o autor acha que os brasileiros são todos idiotas e que a imprensa os doutrina como criancinhas. Quantos brasileiros ouvem a Miriam Leitão?

    100 mil, 200 mil ou 300 mil? Quem ouve a Miriam Leitão tem capacidade de interpretar, não vai acreditar em tudo o que ela fala ou o autor acha que algum empresario se guia pelo que fala a imprensa? Executivos, empresarios, pessoas com poder de decisão NÃO se guiam pela imprensa e sim pela realidade e pela transmissão de informação no sei meio social e profissional, quem tem fabrica ou loja sente o pulso do mercado, da inflação, do emprego no seu proprio negocio, não vai ser o que diz o jornal que vai lhe fazer a cabeça, a circulação de jornais no Brasil é pifia, a TV de opinião tem poucos espectadores, a galera gosta é de esportes, crimes, novelas, BBB, baboseiras, variedades, e assim em todo o mundo.

    Quanto ao povão, seguramente não ouvem ou leem nada da Miriam Leitão, aliás nem leem jornal e nem ouvem a Globo, a não ser em novelas e jogo de futebol, audiencia mesmo tem é os canais e radios religiosos e os Datena da vida.

    A imprensa fala o que quer numa Democracia e cada um tire as conclusões que quiser, não há outro método, a imprensa livre é parte da Democracia, faz muita bobagem mas o Congresso tambem faz, o Judiciario idem e o Governo idem.

    Não consigo entender o objetivo desse tipo de matéria, querem FECHAR a imprensa? Dizer o que o jornal ou a TV pode ou não dizer? Eles são pessimistas, preveem cataclismas? Se não acontecem as previsões ficam desmoralizados, esse éo castigo, qual o problema? Porque tem tanto medo da imprensa? É coisa de ignorante que tem medo de fantasma, governos na Democracia precisam saber viver com a imprensa, é assim em todo o mundo livre e pobre do governante que tem medo da imprensa, demonstra que é fraco e inseguro, Roosevelt foi atacado dia e noite pela imprensa, violentamente, MUITO MAIS DO QUE A IMPRENSA LISA E EDUCADA DO BRASIL e nem porisso algum dia reclamou.

    1. Só os bobos não mentem.

      Motta Araújo,meu caro, se você que se julga bem-informado é capaz de emitir semelhantes despautérios, imagine a arraia miúda. Para você ter uma ideia, eu também, como você, me julgo bem-informado. Assistindo aos programas esportivos do SporTV, acreditei que o dinheiro dos estádios era dinheiro público, que esse era um dos motivos da manifestação dos coxinhas. Para minha surpresa, a Presidenta foi à TV explicar que não há um único centavo público aplicado na construção os estádios. Pelo menos, dinheiro da União, não. Fiquei abismado com minha própria ignorância. Portanto, se você se julga tão esperto assim, defendendo o indefensável, cale-se, cálice, cale-se!

  12. Terrorismo midiatico .

    Ou a globo fez durante todo ano de 2013 foi um criminoso terrorismo midiatico , com participação da oposição e outros participantes do PiG.

  13. Isto é crime

    Brilhante matéria. Não devia sair dos blogs, que são a última trincheira do jornalismo.

    Usar meios que foram repassados a estes grupos para dar notíciias à população para disseminar mentiras e falsear a realidade é crime; disse crime. E de quadrilha.

    Não se trata de oposição, mas de formar um ambiente de desinformação. Nem na alemanha nazista a imprensa foi tão nefasta. Prevalecem-se da inexistencia de um mínimo de justiça para cometer seu crime diarimente. E ainda chantagiam abertamente os juizes com a mensagem “cuidado comigo”, me deixem à vontade, sou mais forte que vocês.

    Um dia este crime será acertado.

    1. Esse PT não aprende!!! Que

      Esse PT não aprende!!! Que diabos Hadad foi fazer no STF? Será que ele achava que o tipo ia mudar de idéia? Deveria ter mandado algum advogado qualquer. O resultado teria sido melhor, talvez, se sobretudo esse qualquer fosse tucano.

  14. Terrorismo da desinformação

    Não precisamos nos esforçar para escancarar a prática do terrorismo midiático pelas organizações reunidas no millenium, em 2013, basta alguém obter e postar video do quadro “Conta Casual”, do programa “Conta Corrente” da Globonews de ontem, onde Flavio Rocha, da Riachuelo, é entrevistado sobre as vendas no comércio. De um didatismo ímpar o esforço da entrevistadora levantando para o frustrante e Flavio Rocha, contra a corrente da conta, desarmadamente otimista. Será que esqueceram de avisá-lo das reais intenções do programa?    

  15. Hidrelétricas estam até sangrando energia garantida 2014/15.
    Alguém viu ou ouviu isso ?
    Essa é a realidade. Minas , nossa caixa d´gua, tá chovendo pra dedééu.o Operador Nacional já informou que as Hidrélétricas estam com o dobro das reservas do ano passado . Tá pra mais de setenta por cento. Isso tá causando apagão no cérebro dos redatores dos telejornais.
    A Tucanalha fêz terrorismo com a estiagem ano passado , queriam até CPI, pode?
    Como iriam convocar o Pedrão?
    A Velha Mídia ou porcamídia já anuncia:” dias piores virão na Economia”.Inventaram até catástrofe perfeita.
    pra mim perfeita é coisa muito bem feita , coisa muito bem administrada, mas, como eles SÃO DO MAL eles acreditam na maldade perfeita.
    Temos um defeito, damos muita atenção.
    O Povo é mais sábio , ele esta Kgando e andando para esses Profetas do Caos!
    Feliz 2014, para os trabalhadiores desse Blog e todos os colaboradores do Luis Nassif.

  16.  
    2013 foi o ano do

     

    2013 foi o ano do “Jornalismo Helicoverpa Armigera”.  Os telejornais começaram o ano devorando o PIB ao difundir a idéia de que ocorreria um apagão. Mas a única coisa que apagou foi a veracidade do poder da praga jornalística. O sucesso das concessões dos portos, aeroportos, rodovias e no pré-sal deu dor de barriga nas lagartas que tentaram devorar os brotos do modelo adotado pelo governo. A inflação controlada e o alto nível de emprego não permitiram a proliferação das larvas helicoverpianas da inflação e do desemprego como desejavam os tucanos que as alimentaram. Em junho as Helicoverpas Armigeras pegaram carona nos movimentos de rua com a esperança de influir nas eleições presidenciais de 2014. Nos meses seguintes, entretanto, as pesquisas demonstraram que a plantação de votos do PT continua produzindo muito mais votos que as candidaturas alimentadas pelas lagartas. Nos meses seguintes o Mais Médicos começou a ser devorado ferozmente pelas lagartas. Mas a população ficou com mais raiva da imprensa e dos médicos que não querem trabalhar nos rincões nem permitir que outros médicos façam isto. O judiciário pulverizou mortalmente as mariposas que espalhavam as larvas que tentaram impedir o povo de ter acesso à saúde.  Durante o julgamento da AP 470 as Helicoverpas Armigeras da mídia conseguiram devorar a CF/88. Os réus foram condenados “porque não provaram que eram inocentes”. Em breve os réus tucanos (mensalão mineiro, roubalheira do metrô paulista) também serão considerados “presumivelmente culpados” pelo STF para imensa tristeza das pragas jornalísticas que devoraram o princípio constitucional que garante a segurança jurídica/criminal. Os juristas da direita já perceberam o estrago que as lagartas produzirão nas plantações tucanas.  Por fim, a praga jornalística irracionalmente atacou os jardins da Aeronáutica porque o governo por não comprou F-18s norte-americanos em razão do Brasil ter sido espionado pelos EUA. Em todos os países livres da Helicoverpa Jornalística a extrema direita corteja os militares, no Brasil as larvas anti-nacionalistas se proliferaram tanto na imprensa que diariamente empurram os militares para esquerda. 

     

     

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador