A Mágica no Absurdo do Woodstock Caipira

Por Jns

Nos idos de antigamente viajei encantado em um festival que apresentou Gil, Garotos Podres, Engenheiros, Paralamas, Plebe Rude, Ultraje, Capital, RPM, Inocentes, Kid Abelha, Holandês Voador, Camisa de Vênus – “ô Sívia, piranha!” -, Legião Urbana e outras feras.

Lobão, no Teatro do Bourbon Country | Foto: Arthur Puls | Correio do Povo , 2011

Durante o seu show, Gil tentou tocar enquanto a bandidagem soltava rojões ensurdecedores, mas não deu.

O suingado crioulo baiano não conseguiu cantar, prejudicado pela barulheira infernal, mas não saiu do palco. Entre um acorde e outro ele passou a zoar os otários da cidade e a animar aquela putaria insana com os gritos de “Viva São João!” – acho que o craque Jimmy Cliff, que virou arroz de festa no Brasil, tocou com ele naquela noite fatídica.

Mais tarde o feliz ganhador do Troféu Trouxão 2014 entrou no palco e, para deixar de ser besta, foi, logo, tomando os terríveis choques elétricos que fundiram os seus miolos e deu no que deu…

Lobão, roqueiro doidão

Foto publicada no Estadão , 2012

Mas, reverencio e tiro o meu chapéu prá ele, até hoje. Enfurecido e sans élégance, ele passou a reclamar dos watts potentes que, descobriu-se mais tarde, prejudicaram a sua massa encefálica de forma irreversível. Ele a a banda tomavam choques e a galera encharcada tomava o goró de responsa – “Viva São Pedro!” – bão tamen!

Lobão e os Inocentes não aguentaram o perrengue elétrico e resolveram tirar o time de campo. As luzes foram apagadas, mas o chuvão não conteve a ferveção dos diabos que aflorava do meio da lama e do caos.

O  show tinha que continuar – com ou sem tempestade – e, para a surpresa geral, o esturricado(?) Lobo retornou ao palco com a sua guitarra, para arrasar na performance mais espectacular que eu já curti até hoje.

Leia também:  Coisa de louco, por Aquiles Rique Reis

Parte das luzes do Estádio foi religada e o Lobo Doido mandou ver a maravilhosa “Me Chama” sob aquele aguaceiro, “que Deus dava”, e encharcou de emoções aquele inesquecível Woodstock Caipira.

Chove lá fora e aqui, tá tanto frio
Me dá vontade de saber

Aonde está você
Me telefona
Me chama, me chama, me chama

Nem sempre se vê
Lágrimas no escuro, lágrimas no escuro
Lágrimas, cadê você

http://youtu.be/1Dg1_8OWAkI height:450]

Tá tudo cinza sem você
Tá tão vazio
E a noite fica sem porque

Aonde está você, me telefona
Me chama, me chama, me chama

Nem sempre se vê
Mágicas no absurdo, mágicas no absurdo

[video:http://youtu.be/zv0oB7CfAAc height:450

O Lobo dos Diabos continuou tomando mais choques e uivando nas Alterosas, para emocionar quem estava presente, era feliz e não sabia…

Amém Lobão!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. Lobão não merece

    Lobão não merece visibilidade, o que mais deseja ter no momento, talvez pensando vir a entrar na política. Cantor medíocre, homem sem escrúpulo, invejoso, em especial quando tenta desclassificar Chico Buarque, enfim, não tivessem dado tanto palco pra ele nessas eleições provavelmente já estaria mortinho pra mídia. Jamais comprei um disco dele, graças a Deus.

  2. Nassif, meu nome é Maria

    Nassif, meu nome é Maria Nadiê rodrigues. Acho que tenho dois registros no site, porque quando escrevo esse nome, completo, sou brecada. Só aceitam maria rodrigues. Não entendo isso.

    • (Depende de qual nome voce

      (Depende de qual nome voce declarou como nome de tela, Maria -podia ter sido Joaquina que eh o nome que o computador vai aceitar.  De acordo com o que voce ta dizendo, o nome de tela que voce registrou eh Maria Rodrigues independente do registro completo do nome, que nem sempre eh publico.  O blog tem dois hits, SP e Brasilia.  Voce eh “Maria Rodrigues Nagy” de Brasilia e “Maria Rodrigues Nadie” de Natal?)

  3. Discordo do articulista. Loao

    Discordo do articulista. Loao nunca representou nada na música brasileira. A quase totalidade da geração do cara nunca ouviu uma música dele e nem comprou seus discos. Culturalmente não existe e chamá-lo de artista é uma agressão à classe e à arte. Atualmente estaria morto e enterrado, não fosse sua tentativa de aparecer às custas de uma eleição que quase foi “roubada” por uma mídia corrupta e elitista. Este cara deveria trocar seu nome para coiote ou hiena.

  4. a magia do grande gil sempre

    a magia do grande gil sempre permanecerá maior do que

    a obra toda do lobão, embora reconheça valor nessa daí..

    mas nesse dia acho que o cara virou lobisomen,

    com alguns neurónios eletrocutados.

  5. Sabem de uma curiosidade

    Sabem de uma curiosidade curiosissima?  Eu, que nunca tolerei rap, tava dando uma olhada na  biografia do Snoop Dogg outro dia pois ele apareceu em um video arabe e eu queria saber mais.  Ele eh o maior Trabalhador com maiuscula que o rap jamais vai ter.  So a lista de “como artista convidado” de Snoop Dogg tem 16 telas cheias!

    Esse sim, um adviravel artista, trabalhador, e pensador.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome