A versatilidade do compositor centenário Dorival Caymmi

Por Laura Macedo

Para homenagear o Centenário de Dorival Caymmi vamos destacar sua versatilidade de compositor em dois momentos de sua carreira: “Caymmi e o mar da Bahia” e “Caymmi e o Rio de Janeiro”.

Nascido em Salvador (BA), em 30 de abril de 1914, cercado de mar por todos os lados, Dorival Caymmi mesmo sem saber nadar, apaixonou-se pelo mar e deixou que ele invadisse sua alma de poeta. Post completo aqui.

– “O mar” (Dorival Caymmi) # Dorival Caymmi e Orquestra Lírio Panicalli. Disco Columbia (55257-A/B), 1940.

– “Pescaria/Canoeiro” (Dorival Caymmi) # Dorival Caymmi. LP Canções Praieiras, 1954.

– “História de pescadores”, duração de 15 minutos, com “Canção da Partida”, “Adeus da Esposa”, “Temporal”, “Cantiga de Noiva”, “Velório val” e “Na manhã seguinte”.

– “Sargaço mar” (Dorival Caymmi) # Dorival Caymmi.

– “Nunca mais” (Dorival Caymmi) # Ângela Maria (voz) / Mão de Vaca (guitarra), 1958.

-“Sábado em Copacabana” (Dorival Caymmi/Carlos Guinle) # Lúcio Alves.

-“Não tem solução” (Dorival Caymmi/Carlos Guinle) # Dorival Caymmi (voz) / Luiz Arruda Paes (Arranjo/Coro/Orquestração), 1955.

– “Rosa Morena” (Dorival Caymmi) # João Gilberto.

– “Doralice” (Dorival Caymmi/Antônio Almeida) # Anjos do Inferno. Disco Victor (800329-A), 1945/1946.

– “Só louco” (Dorival Caymmi) # Dorival Caymmi. Heineken Concerts / Palace São Paulo /Abril/1996.

22 comentários

  1. BUDA NAGÔ

    Foi o infante Dori que inspirou ‘MARINA’.

    Em 1947, ele tinha quatro anos e vivia dizendo ‘Tô de mal, Tô de mal’.

    A partir daí surgiu a história de Marina, a moça que se pintou: ‘Desculpe. Marina morena. Mas eu tô de mal’

    REGISTRO RARO DE DORIVAL PUBLICADO PELA REVISTA LIFE

    CAYMMI – CEM ANOS SEM DORIVA

    [video:http://youtu.be/gJhuE9WkkW4%5D

    • GILBERLÂNDIA BAIANA

      Dorival é ím-par
      Dorival é par
      Dorival é ter-ra
      Dorival é mar
      Dorival tá no pé
      Dorival tá na mão
      Dorival tá no céu
      Dorival tá no chão
      Dorival é be-lo
      Dorival é bom
      Dorival é tu-do
      Que estiver no tom
      Dorival vai can-tar
      Dorival em C-D
      Dorival vai sam-bar
      Dorival na T-V
      Dorival é um Buda nagô

      [video:http://youtu.be/SUDhybInXgQ%5D

      Filho da casa re-al da inspiração
      Como príncipe, principiou
      A nova idade de ouro da canção
      Mas um dia Xan-gô
      Deu-lhe a i-lumina-ção
      Lá na beira do mar (foi?)
      Na praia de Arma-ção (foi não)
      Lá no Jardim de A-lá (foi?)
      Lá no alto ser-tão (foi não)
      Lá na mesa de um bar (foi?)
      Dentro do cora-ção
      Dorival é E – va
      Dorival Adão
      Dorival é li-ma
      Dorival é limão
      Dorival é mãe
      Dorival é pai
      Dorival é o pe-ão
      Balança, mas não cai
      Dorival é um monge chinês
      Nascido na Roma negra, Salvador
      Se é que ele fez for-tuna, ele a fez
      Apostando tudo na carta do amor
      Ases, damas e reis
      Ele teve e pas-sou (iaiá)
      Teve o mundo aos seus pés (ioiô)
      Ele viu, nem li-gou (iaiá)
      Seguidores fi-éis (ioiô)
      E ele se adian-tou (iaiá)
      Só levou seus pin-céis (ioiô)
      A viola e uma flor
      Dorival é ín-dio
      Desse que anda nu
      Que bebe gara-pa
      Que come beiju
      Dorival no Ja-pão
      Dorival samu-rai
      Dorival é a na-ção
      Balança mais não Cai.

  2. Doce Caymmi

    Querida Laura,

    que presente você e Luciano nos deram hoje. Agradeço por trazer essa homenagem que me permitiu relembrar toda a beleza que contem a obra desse grande brasileiro, que tanta falta faz.

    • Viva Dorival Caymmi!

      Querida Maria Luisa, sempre gentil/generosa com as nossas postagens. Grata de coração. E que falta nos faz Dorival Caymmi. Nunca esqueci de um show com toda família Caymmi, no Rio de Janeiro (não estou lembrando o ano), mas uma coisa posso dizer: Foi um show que ficou na minha lembrança afetiva, para sempre.

      Beijos.

  3. Para minha Professora!

    Por uma feliz coincidência, amiga Laura, quando estava ontem a editar RODA PIÃO, interpretada por Carmen Miranda, Dorival Caymmi e o Conjunto Odeon, verifiquei que foi gravada em 29 de abril de 1914, ou seja, há exatos 75 anos e na véspera do aniversário de 25 anos do hoj centenário DORIVAL CAYMMI!

    Anexo o vídeo e um poster da autoria de Gabriel Caymmi, neto do nosso homenageado.

    Abração do luciano

     

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=Vbe-M0evJWo%5D

  4. Meu parceiro Luciano!

    Amigo Luciano, você quis dizer “em 29 de abril de 1939”, não foi? O vídeo ficou uma maravilha. Grata por anexar aqui. Ficou faltando o post do neto Gabriel Caymmi.

    E VIVA DORIVAL CAYMMI!

    Grande abraço.

  5. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome