Eu sou pobre, pobre, demavé, mavé, mavé…, por Luciano Hortencio

Fiz eu mesmo as vozes da mãe pobre, da rica e da filha pobre que ficou rica. Tenham paciência. Afinal já vou completar 70 anos.

Eu sou pobre, pobre, demavé, mavé, mavé…, por Luciano Hortencio

Essa cantiga de roda era cantada, aqui em Fortaleza, dividindo-se a meninada em grupo: As mães pobres, as ricas e o último que faz o papel da filha que era pobre e ficou rica.

Seria interessante ser interpretada por vozes femininas e distintas, porém sou meio avexado e não tenho paciência de esperar. Fiz eu mesmo as vozes da mãe pobre, da rica e da filha pobre que ficou rica. Tenham paciência. Afinal já vou completar 70 anos. luciano

Nesse PDF há o artigo Ressonâncias Francesas no Folclore Brasileiro, da autoria de Renato de Almeida. Vale a pena conferir.

http://hemeroteca.ciasc.sc.gov.br/jor…

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Muito prazer, Helena Ribeiro!

7 comentários

  1. Que interessante saber isso!
    Eu sempre achei que era “Eu sou pobre, pobre, pobre de marré, marré, marré…”
    Pelo menos era isso que as meninas do meu bairro cantavam, já se vão décadas.

  2. No interior de Minas, cantavam essa cantiga de roda, com frases assim:
    Eu sou pobre, pobre, pobre, de marré, marré, marré,
    eu sou pobre pobre pobre de marré, decí.
    (E ninguém perguntava o significado daquilo). Era divertido!!

    Valeu, Mestre Luciano Hortencio!!!

  3. Dizem que a canção infantil francesa dizia:

    Je suis pauvre, pauvre, pauvre,

    je m’en vais d’ici”…

    (Eu sou pobre, pobre, pobre, eu vou embora daqui).

  4. Pauvres
    Je suis pauvre, pauvre, pauvre, je m’arrê-, m’arrê-, m’arrê-,
    Je suis pauvre, pauvre, pauvre, je m’arrête ici.

    Pobres
    Eu sou pobre, pobre, pobre, de marré, marré marré
    Eu sou pobre, pobre, pobre, de marré de ci.

    Está tudo no link francês abaixo, Mestre Luciano Hortencio! Agora para mim fez sentido o de marré de ci português com o je m’arrete d’ici cantado na França!!!

    Abração, e parabéns por nos trazer de volta essas maravilhas de tantas infâncias daqueles tempos sem celular, sem internet, mas também sem covid !

    https://www.mamalisa.com/?t=fs&p=3224

  5. Conheço essa música desde pequeno. Pobre, podre de marré, marré, marre. Naquela época ninguém sabia nada de Francês. Vivendo e aprendendo.

  6. Pois eu já sabia outra interpretaçao. Como se cantava “de marré, marré, deci”, a explicaçao que eu sabia era a de que os versos originais em francês diziam “du Marais, du Marais, de ici” (Marais é/era um bairro pobre de Paris).

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome