Morreu Tantinho da Mangueira, o sambista que cantou a bolinha de papel de José Serra

Nas eleições de 2010, nada foi mais arrasador do que Tantinho da Mangueira compondo “Deixa de ser enganador, bolinha de papel não fere nem causa dor”, ironizando a encenação de José Serra com a bolinha de papel.

Houve uma gravação mais profissional. Mas o improviso foi inesquecível, com os vários tipos cariocas e seu ar gozador.

Independentemente da crítica, Tantinho era um sambista portentoso, herdeiro do balanço e da malemolência do samba sincopado carioca.

Aqui, um especial dele pelo Instituto Moreira Salles.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome