Projeto Tramas Culturais inicia hoje

Proposta, que começa nesta quinta, em São Paulo, oferece aulas gratuítas sobre a história e influência da música norte-americana, começando pelo Blues e Jazz. Confira programação! 

Ilustração: Marcio Moreno

Jornal GGN – Começa hoje, 9 de março, os encontros do projeto Tramas Culturais, promovido pela Fundação Ema Kablin, em São Paulo. Fazendo um mergulho na história da música norte-americana, o projeto se desdobrará ao longo de quatro aulas, às quintas-feiras, das 19h30 às 21h, orientadas pelo professor, guitarrista e historiador Marco Prado. 

Durante os encontros, abertos ao público, a trajetória da música americana será desvendada, evidenciando os diferentes estilos e a influência de cada um no cenário musical do século passado.

A abordagem começará com o início do Blues rural, das fazendas de algodão do delta do Mississipi, passando pelo Jazz de Nova Orleans, chegando a era do Rock and Roll.

“O objetivo é mostrar como se desenvolveu a música americana, que inspirou pessoas e músicos nas mais variadas partes do mundo e que contribuiu para a diversidade musical do século XX”, explicou Marco Prado.

Com a proposta de envolver todos os participantes na trama, todos os encontros ainda contarão com apresentações musicais de Marco Prado e artistas convidados.

Marco Prado é guitarrista  e historiador pela USP e pós-graduado pela PUC-SP. O professor também estudou Composição e Regência na UNESP , além de História da Cultura e Composição na Itália (Roma e Òstia).  

Serviço

Tramas Culturais – O Blues, o Jazz e o Rock and Roll – A história da música americana e sua influência no mundo – Marco Prado

1ª aula – 09 de março: Panorama da história americana depois da Guerra Civil. O desenvolvimento americano e as diferenças fundamentais entre o Norte e o Sul do país. 

A música no Mississipi e o Blues rural. O início do Jazz. Os primeiros autores e intérpretes (Charlie Patton, Big Bill Broonzy, Sun House, Robert Johnson, Jelly Roll Morton, Scott Joplin entre outros). A importância de Louis Armstrong e seus contemporâneos para a transformação da música popular nos EUA. A música country e a música nas igrejas; 

2ª aula – 23 de março: Guerras mundiais e o contexto para o aumento do movimento imigratório aos EUA.  A influência dos imigrantes na cultura americana e a importância da música europeia nas transformações ocorridas pela chegada de compositores, intérpretes e construtores de instrumentos em solo americano.  A música feita para o cinema, os Standards e as canções. As escolas de música nos EUA e os músicos de sólida formação; 

3ª aula – 06 de abril: Segregação racial e luta pelos direitos civis. O movimento migratório de músicos e artistas para o norte do país.  A Era do Swing, o Bebop e os outros estilos do Jazz. O Blues elétrico em Chicago, as novas gravadoras investindo em artistas ligados ao Rhythm and Blues. Os principais músicos das décadas de 1940 e 1950. As principais características melódicas, harmônicas, formais e estruturais transformadas pela eletrificação e pelo desenvolvimento tecnológico relacionado ao mercado musical; 

4ª aula – 27 de abril: Afirmação da cultura e da influência americana no mundo com a Guerra Fria. Os principais movimentos sociais e culturais nas décadas de 1950 e 1960 e suas ligações com a produção musical. O começo do Rock and Roll (Chuck Berry, Little Richards e Elvis Presley) A Contracultura, as Experiências sonoras e o desenvolvimento tecnológico do período. Os Grandes festivais (Monterey Pop e Woodstock). A música na Inglaterra, e no Brasil influenciado pela música americana. O Jazz-rock e a mistura musical (Miles Davis, Jimi Hendrix e Frank Zappa).

Horário: das 19h30 às 21h

Entrada Gratuita.

*30 vagas, disponibilizadas por ordem de chegada.

Local: Fundação Ema Klabin  

Endereço: Rua Portugal, 43 – Jardim Europa, São Paulo – SP

Mais informações: (11) 3897-3232

*Não há estacionamento no local.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora