Por US$ 44 bilhões, Elon Musk leva Twitter

Musk garantia que não lucraria com a aquisição do Twitter, que o fim é favorecer a liberdade e acabar com a moderação.

Shuttlestock

Elon Musk pagou US$ 44 bilhões pelo Twitter. O conselho de administração da empresa recomendou a transação aos acionistas, e o negócio foi fechado.

Com isso, Elon Musk passa a controlar as redes sociais, com poder absoluto. Assim ele passa a controlar o mundo. Seu maior desejo, ao comprar a rede social, é o de reverter as políticas de moderação do Twitter, coisa que critica demais.

Para Musk, privatizar a rede seria torná-la espaço ideal para livre circulação de ideias.

Os detalhes da transação ainda não foram anunciados.

De acordo com declarações feitas, Musk garantia que não lucraria com a aquisição do Twitter, que o fim é favorecer a liberdade e acabar com a moderação.

O investidor já declarou, ainda, que o Twitter não deveria apagar mensagens, bem como deveria fazer suspensões temporárias no lugar de definitivas.

Leia também:

Com Neuralink, Elon Musk quer privatizar a mente humana com interface bio-eletrônica

Milionário libera projeto de transporte ultrarrápido

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paulo Dantas

- 2022-04-25 22:58:41

Controlar o mundo !? O próprio Cérebro ... https://conteudo.imguol.com.br/c/entretenimento/16/2021/02/27/pinky-e-o-cerebro-1614458039415_v2_450x600.jpg.webp

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador