Associação de Pós-Graduandos defende revogação de portaria do CAPES

Entidade se posiciona contra Portaria 34, que aborda fomento aos cursos de pós-graduação no Brasil – que, na prática, implica em um modelo de distribuição de bolsas

Jornal GGN – A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) lançou nessa sexta-feira (20/03) seu posicionamento pela imediata revogação da Portaria 34 da CAPES, que dispõe sobre as condições para o fomento aos cursos de pós-graduação no Brasil, o qual na prática implica um modelo de distribuição de bolsas.

Em nota, a entidade responsável pela representação dos pós-graduandos não só pede a revogação da Portaria 34, como também pede a liberação do sistema de bolsas para indicação dos novos bolsistas e renovação das já vigentes, e a recomposição de todas as bolsas perdidas em 2019 e o seu reajuste em valor integral.

A entidade também publicou um abaixo assinado sobre o tema, que pode ser acessado clicando aqui.

“A entidade representativa dos pós-graduandos externa sua preocupação com um alerta que a medida prolongará o clima de pânico e desesperança que já existe entre os pós-graduandos e todos que integram o sistema nacional de pós-graduação brasileiro”, afirma a ANPG. “E adiciona que ela aprofundará as desigualdades já existentes entre programas de pós-graduação, áreas de conhecimentos e regiões brasileiras”.

A ANPG ressalta que a portaria também vai agravar um cenário que já apresenta considerável defasagem no orçamento da CAPES e quantitativo de bolsas, que já somam quase 8 mil bolsas perdidas em consequência dos cortes, associado ao fato de menos de 50% de bolsistas no sistema nacional de pós-graduação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora